História Amor Frio - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drogas, Gay, Homofobia, Homossexuais, Original, Original Gay, Violencia, Yaoi
Exibições 45
Palavras 1.806
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Lemon, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Espero que gostem do CAP.

Obrigado pelos Favoritos.

~Boa Leitura~

Capítulo 6 - Doce e Salgado. Preto e Branco


Fanfic / Fanfiction Amor Frio - Capítulo 6 - Doce e Salgado. Preto e Branco

-Eu...bem...Isso não é da sua conta! - disse virando o rosto para o lado.

-Ok, Desculpas não vou perguntar mais nada.- digo o encarando.

O clima tinha ficado estranho, o silêncio era sufocante naquele lugar. Eu queria puxar algum assunto mas eu não sabia como começar, aliás eu nunca fui bem com essas coisas.

-Quando estiver pronto faça o favor de me avisar.- falou apenas isso é logo se levantou, caminhando até a sala.

Acenei positivamente para ele, vendo-o me deixar sozinho na cozinha.

Logo escutei um barulho vindo do andar de cima,já imaginei que fosse a Bonna.

Pensei em correr mas preferi esperar pra ver quem descia. Logo vi ela, toda Linda como sempre, nossa, o Joujo tem muita sorte mesmo , ele nunca que irá arranjar uma namorada tão linda assim de novo-eu pensava mentalmente.

Ela passou pelo o Kauê sem nem dar um bom dia pra ele ,e veio em minha direção.

-Bom dia meu bebê! - diz ela sorrindo pra mim.

-Bom dia meu doce, quer tomar café da manhã? - perguntei olhando para ela.

Reparei que assim que perguntei ela olhou para toda a mesa e arregalou os olhos.

-PUTA MERDA! ...nem minha mãe prepara um café da manhã tão reforçado assim...- disse ainda olhando a mesa.

-gostou? Foi eu que tive a idéia! - disse o Kauê na maior cara de pau.

Olhei para a cara dele vendo o me olhar com um sorriso irônico no rosto.

-que mentiroso! Foi eu que fiz Morango. Não acredite nele.- digo irritado com a mentira dele.

Bonna- Você acha mesmo que eu acreditaria nele? Tá de zoação né?
Nunca será . - disse ela logo se sentando para comer.

Ele me nos olhou com uma cara indiferente, eu o encarei por alguns segundos mas logo desviei o olhar ,pois ele tinha mandado um "beijinho" para mim.

Claro que foi um beijinho de deboche né.

-kauê já está pronto. Não vai.vir? - pergunto sem olhar pra ele.

Kauê- Não com um certo algum aí.- disse se referindo a Bonna.

Bonna- SEU IDIOTA ! VOCÊ SE ESQUECEU QUE ESTÁ NA MINHA CASA, E PIOR , EU NEM TE CONVIDEI! - Disse quase cuspindo o biscoito da boca.

-Bonna! Não precisa falar assim. Ele só falou brincando . - digo a repreendendo.

-Você está defendendo ele ? - disse me encarando furiosa.

-SIM. O jeito que você falou foi  rude e feio.- digo firme em minha posição.

-Eu sei me defender Imbecil! - ele disse.

Quando ele  disse aquilo eu congelei, fiquei extremamente envergonhado com o tamanho fora que levei.

-NÃO FALA ASSIM COM ELE SE NÃO EU TE MATO ENTENDEU? - disse a Bonna me defendendo. - viu Munyn! Defende ele agora. Esse idiota.

-...- não falei nada, senti meus olhos  lacrimejar, percebi que a Bonna tinha visto que eu estava chorando , logo assim ela me abraçou.

Ele nos olhava atento, mas logo se levantou se dirigindo a mesa também. Se sentou e começou a comer sem nem falar nada, nos ignorava totalmente.

-Vamos comer Munyn, é a melhor coisa que façamos agora...- disse a Bonna .

Eu assenti para ela e me sentei com ela, eu não estava com muito apetite , por esse motivo eu só bebi um cafezinho.

-Mu você só vai beber mesmo? Por isso está assim, tão magrinho.- disse rindo baixinho pra mim.

Eu apenas a olhei sério, ela na mesma hora parou com o risinho sem graça.

-tá parei...Mu eu sou vou tomar um banho rapidinho tá. Me espere aí ,  espero que termine de comer quando eu acabar . Prometo ser rápida.- disse já indo direto ao banheiro e me deixando sozinho de novo com o Kauê.

Assim que ela se foi nós ficamos ali , sem nem falar nada, estava um silêncio irritante na mesa, até que ele decidiu falar algo.

-Não irá mesmo comer? Está uma delícia...- falou me olhando, porém é estava de cabeça baixa.

-...Estou sem fome. - falei baixinho.

-...me desculpe pelo modo que falei...É que a Bonna me estressa sabe...- disse agora voltando a comer.

Eu não estava acreditando naquilo. Ele estava se desculpando ? Ou eu não estou escutando bem...

-...Não precisa se desculpar , eu entendo, também me estresso ás vezes.- falei agora o encarando.

Ele me olhou por um segundo sem dizer uma palávra e logo voltou a comer.

-Toma , esse biscoito é muito bom, esta acabando , coma logo antes que a Bonna veja, ela também ama esse biscoito.- disse ele me oferecendo.

-Obrigado ...- falei pegando o potinho de biscoito das mãos dele- como sabe que a Bonna gosta desses biscoitos?

-eu conheço ela a um tempo, sei de muita coisa dela, dava até pra eu namorar ela já que sei quase todos os gostos dela.

-E por que não namorou? - perguntei curioso.

-ela não é meu tipo, é muito exigente, fala alto,é estressada e namora meu amigo. - disse normalmente.

-hum ... e se ela não namorasse seu amigo, namoraria com ela?

-Não. Como eu disse, ela não faz meu tipo.- falou agora me encarando.

-que foi?-pergunto nervoso com os olhos dele pregados em mim.

-Munyn, posso te fazer uma pergunta?

-pode né , eu te fiz várias, é um direito seu.

-Você ...gosta de meninas? Responde  sinceramente.

Arregalei os olhos com a pergunta que ele me fez,mas logo relaxei lembrando da noite passada, caso ele estranhasse minha resposta eu falaria as coisas que ele fez a noite passada.

-Não. Eu sou...-ele me interrompeu.

-gay né ? Sabia.- disse com um sorriso no rosto.

-Como sabe? Eu nunca te falei.-perguntei o encarando.

-Você tem esse jeito ...fof.- foi interrompido com a Bonna chegando.

-Pronto Mu. Vamos .- disse a Bonna me puxando.

Eu estava incrédulo , ele ia me chamar de fofo. Como isso?

-Aí Mu, eu não sou reboque pra te arrastar pela casa.- disse me olhando séria.

-d Desculpas...eu estou distraído aqui.- disse com um sorriso bôbo no rosto.

-que foi em ? Você está com um sorriso...o que aconteceu lá Mu? ME FALA! -Disse curiosa.

-aí nada.Nada demais.- falei sendo sacodido por ela.

-Como assim "nada demais"? Algo aconteceu então né ?- disse já ficando nervosa.

-É que...eu acabei de lembrar que ...amanhã eu vou ao dentista. - disse rápido .

-hã? Dentista? E pra que essa felicidade toda em ? -me perguntou curiosa.

- É que...meu Médico é muito Bonito...só isso Bonna, agora chega de perguntas.

-hum...ok vamos.- disse andando na minha frente.

-aí me espere apressada. Aonde está me levando? - perguntei pois ainda não sabia aonde estávamos indo.

-hum... logo logo irá saber...

-aff...e cadê o Joujo em ? Você não falou dele ainda.

-Há ele sai bem cedo hoje, precisou ajudar o pai dele a fazer um negocio aí...

-hm...Sua VACA! - falei me lembrando da noite passada e dando um beliscão no braço dela.

-aii Você tá louc ...- a interrompo.

-Você me deixou Sozinho com o Kauê ontem sua Vaca! Aonde você estava em  ?? - perguntei a olhando..

-Há eu...estava me divertindo no meu quarto com o Joujo, não queria vélas ao nosso lado.

-Como assim? Você me chama pra me deixar sozinho? Nunca mais eu aceito um convite seu. - digo agora andando na frente dela.

-ei, perai Mu, não fica assim, eu te amo não faça isso. Me desculpe nunca mais eu faço isso está bem.

-hum. Promete? - perguntei.

-SIM !- Disse com um sorriso.

-promete com o dedinho?

-hã? Dedinho? -perguntou confusa.

-É. Dedinho significa que realmente não fará o que prometedo , e se mentir a nossa amizade acaba eternamente .- falei a encarando .

-nossa isso é muito sério não acha?

-...- não falei nada.

-Tá tá prometo com o dedinho. - assim ela prometeu cruzando o seu dedinho com o meu.

-Agora sim! Podemos ir agora.-falei com um sorriso no rosto.

-hum...continuo estranhando essa sua felicidade...- disse me olhando desconfiada.

-aí eu só estou feliz! - falei quase saltitando.

Logo nós chegamos em uma espécie de Loja de roupas caras.

-pronto chegamos!-disse já entrando na loja.

-uma loja de roupas, sério isso?

-mas é claro que é. Eu quero agradar meu Namorado, e preciso da sua ajuda...

-affs Odeio comprar roupas Bonna.- falei com uma cara de tédio.

-deixa de ser chato Munyn...olha Mu que lindo.-disse apontando para um Vestido rosa curto, bem bonito por sinal.

-hum. Bonito...Puta Merda!- quase gritei quando vi o preço daquilo.- BONNA OLHA O PREÇO DISSO!!

-Hm... É da pra levar.- disse calmamente.

-BONNA ISSO CUSTA  14.999$ , com isso tudo eu compro Uma pastelaria inteira e sairia mais feliz que se comprasse isso.

-aff você reclama demais, eu estou com mais de 100 querido. Pode ficar tranquilo.

-100 o que ?

-100 mil $ , não há com o que se preocupar. Vem vamos ver mais.

E assim passamos 1 hora e meia comprando roupas pela manhã.

Logo, nós saimos daquela loja indo direto para o carro do motorista da Bonna, ela havia ligado pra ele vir já que estávamos cheios de bolsas.

Já dentro do carro, me lembrei do Kauê que havia ficado sozinho na casa da Bonna.

-Bonna nós deixamos o Kauê sozinho ...

-Por mim que fique sozinho pra sempre.

-nossa Bonna,que coisa feia, ele  não é má pessoa pra você dizer isso...

-HÁ NÃO É? PORQUE VOCÊ NÃO CONHECE ELE A BASTANTE TEMPO. ELE É IRRITANTE, SEMPRE ME IRRITA, E PRA PIORAR FICA SEMPRE GRUDADO NO MEU NAMORADO.

-hum...mesmo assim ele não é má pessoa Bonna.- falei olhando pra janela do carro.

ela me olhou por um instante e logo falou.

-...mu?

-hum.?

-Seja sincero. Você está gostando do Kauê?- perguntou me olhando atentamente esperando minha resposta.

-que ? n não ! Como assim ? V você tá loca é ?- falei nervoso .

-tá gaguejando é porque gosta. FALE A VERDADE PRA MIM!- falou me estendendo o dedinho como uma ordem a falar a verdade.

-pra que o dedinho? - perguntei.

-Pra você prometer falar a verdade sempre. ANDA PROMETE !

-T TÁ! PROMETO.

-Ótimo. Agora responda, você está amando o Kauê?

Não falei nada , apenas fiquei com os olhos arregalados.

-Anda Munyn Fale!

-Sim ! EU GOSTO DELE TÁ .

-...- ela não disse nada, apenas me encarava com uma cara surpresa. Depois ela sorriu pra mim.- sabia bebê, você defende muito ele e também quando está perto dele fica nervoso. Estava bem na cara pra mim. - disse sorrindo pra mim e carinhando meu rosto.

-aff, cala a boca e vamos para casa logo.-virei o rosto envergonhado, estava sentindo minhas bochechas arderem.

-Não precisa ficar com vergonha bebê, eu acho fofo você e ele, mas você é doce e ele é ...amargo...Será que você consiguirá adoça-lo ?- se perguntou olhando para o teto com o dedo no queixo.
.
.
.
.


Notas Finais


Obrigado por ler*
Lindos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...