História Amor impossível da flor e do beija-flor - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Noragami
Personagens Bishamonten, Iki Hiyori, Kazuma, Kofuku, Kuraha, Mayu, Nora, Rabou, Tenjin, Yato, Yukine
Tags Yatogami
Exibições 74
Palavras 403
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Canibalismo, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


oi meus morangos tudo bem?
Boa leitura meus amados.

Capítulo 25 - Onde será que ele foi?


Fanfic / Fanfiction Amor impossível da flor e do beija-flor - Capítulo 25 - Onde será que ele foi?

Acordei com algo se mexendo era Yato de baixo de mim o mesmo dormia, me levantei e fui tomar um pouco de água a bebi e voltei para a sala

- Onde será que ele foi? perguntei

Algo me rodou e eu encontrei olhos azuis brilhando naquela imensidão de trevas

- Você me assustou. falei 

Minha respiração voltou ao normal 

- Não queria lhe assustar. falou ele com um sorriso brincalhão

(autora: eu recomendo ler a parte abaixo com a musica de Enrique Inglesias chamada Bailando, claro se quiser não eres obrigado a nada e talvez não goste do ritmo da musica)

Ele afastou os meus cabelos e se aproximou do meu pescoço passando a língua senti minhas bochechas arderem e eu apertei o seu ombro e caminhei um pouco para trás mais aqueles olhos me acompanhavam até eu bater na parede sem perceber eu sai do meu corpo e ele estava no chão. Yato começou a beijar o meu pescoço senti o meu corpo se arrepiar até o mesmo me beijar e logo pedi passagem pela língua eu terminei cedendo e ele colocou a mão em minha cintura me puxando mais para perto e terminar colando o nosso corpo e fazendo o meu coração bater mais rápido logo a sua mão passou pelas minhas curvas até o mesmo me fitar e eu me perder na imensidão daqueles olhos azuis, o puxei mais para perto e o beijei o mesmo subiu um pouco a minha blusa e passou a mão o que me fez sentir cócegas eu soltei um riso abafado até ele me fazer dançar com ele (autora: que desilusão da porra, até eu me senti mal de escrever está parte)

- E-Ei eu não sei dançar tango. falei

- Eu ensino oras. fala ele olhando para os meus pés

Eu fiz o mesmo depois de um tempo eu comecei a dançar direitinho e as vezes riamos quando eu tropeçava em seus pés ele se aproximou de mim e colou nossas testas enquanto nos olhávamos também dançávamos e eu não errei mais nenhum passo.

(...)

Eu lembro de ter acordado com ele ao meu lado até lembrar que eu não tinha mais aula e me animei, me levantei e fui fazer o café até alguém me abraçar por trás enquanto eu passava geleia na torrada

- Bom dia Yato. falei

- Bom dia amorzinho. fala ele

Sorrir e ele fez o mesmo


Notas Finais


Gente ficou pequeno por que terei que sair agora, mas espero que tenham gostado mesmo assim


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...