História Amor impossível da flor e do beija-flor - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Noragami
Personagens Bishamonten, Iki Hiyori, Kazuma, Kofuku, Kuraha, Mayu, Nora, Rabou, Tenjin, Yato, Yukine
Tags Yatogami
Exibições 78
Palavras 376
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Canibalismo, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi morangos. Tudo bem.
Mais um capitulo para vocês.
Boa leitura.

Capítulo 26 - Treta!!!


Fanfic / Fanfiction Amor impossível da flor e do beija-flor - Capítulo 26 - Treta!!!

Tomamos café e ele e fomos para a casa da Kofuku, quando entrei lá eu me deparei com uma cena interessante.

- Então me diga que foi que comeu o meu Nikuman? berra Kofuku

 Eu e Yato ficamos observando segurando o riso

- Não fui eu. falou Yukine e Daikoku

- E quem foi porra? berra ela com uma espatula na mão e batendo-a na palma

- Não sabemos. fala eles

Ela olhou para Yato que caminhou um pouco para trás

- Se fodeu Yato. falo

Ele correu atrás dele

- Yato seu maldito. berra Kofuku

- Socorro, socorro alguém me ajuda. berra Yato

 Eu e os garotos ficamos rindo deles até que Kofuku se cansou e joga a espatula na cabeça de Yato que começa a gemer de dor

- Você mereceu seu guloso. fala ela

- Só de raiva eu vou tomar suas cervejas. fala kofuku

- O que? nada disso. fala ele

Ela sai correndo e Yato atrás quando fomos ver Yato estava chorando e Kofuku tinha bebido tudo. Tão rápido? 

- Kofuku como você é mal. fala ele

Yukine ficou perto de Yato e limpou as suas lágrimas, gente aquilo foi muito fofo eu fui para perto da Kofuku que começou a rir do nada

- Yato quando uma pessoa chora a outra rir. fala ela o olhando de quatro

O mesmo ficou calado e a olhou

- Cale-se Kofuku.  fala ele

- Vem calar Yatogami. fala Kofuku se levantando

A gente ficou só observando a treta dos dois ali, até que  eu resolvi intervir

- Ei parem, estão parecendo crianças. falei

- A culpa é da Kofuku está praga que só traz desastre pra vida da pessoa. fala Yato a olhando com ódio

- Sou uma Deusa da pobreza sim, mais pelo menos tenho um templo. fala ela

- Ei Kofuku. fala Yukine e Daikoku em coro

- O que estou sendo realista. fala Kofuku

Yato se levantou e foi embora a olho feio

- Hiyori não me olhe assim. fala ela se levantando 

Ela foi cambaleando até o sofá e se deitou, olhei para Yukine e fomos atrás do Yato

- Será que ele foi para a sua casa Hiyori? pergunta Yukine

- Eu não faço a minima ideia. falo

 


Notas Finais


Ficou pequeno eu sei, sorry.
Nossa Kofuku indelicada.
Onde será que o Yato foi?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...