História Amor insaciável - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Big Bang
Personagens G-Dragon, T.O.P
Tags Big Bang
Exibições 3
Palavras 754
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi pessoal demorei muito para postar? Espero que minha demora seja um aspecto bom para a fic!
Boa leitura bolinhos!

Capítulo 4 - Distraído


Já se passava uma semana e o desejo permanente de Choi sobre Ji-yong so tinha aumentado,ele queria tanto aquele rapaz,mas a tarefa de conquistá-lo estava quase impossível. Claro que estava,ate porque ele não sabia como tratar uma pessoa,ele sempre teve tudo aos seus pés,nunca precisou demonstrar sentimento em uma relação,e aquilo era muito novo para ele,não era a sua culpa,todos os seus relacionamentos se resumiam em ir para a cama e mais nada. 

Ele estava louco para transar com alguém,mas sabia que não podia,o assunto concerteza iria chegar nos ouvidos de seu amado,e isso era tudo que ele não queria. Se fosse em outros tempos,Choi teria pego a primeira pessoa que ele vesse na rua,o que não era difícil,já que o seu charme fazia todo o trabalho da conquista e ele apenas usava o seu domínio para controlar o que acontecia em quatro paredes.

   -------------------------------------

J-yong apesar de demostrar que não sentia absolutamente nada por Choi,ele estava ali em sua aula de literatura com a cabeça em outro planeta,quer dizer "planeta Choi",ele não parava de se fantasiar com ele.

Os seus colegas estranharam seu comportamento,ele nunca foi assim,ele estava tão despercebido que não notou a professora lhe fazer uma pergunta. Ele nem tinha ouvido ela chamá-lo,ate que em súbito susto ele ouviu a professora o chamar,e parece que ela já estava o chamando á tempo.

- Sr. Kwon por favor,saia da sala de,você parece não prestar muita atenção no que eu estou falando. Quando estiver pronto para entrar e prestar atenção na aula,venha,caso o contrário pode ficar por lá. - Sra. Clarissa admirava muito Ji-yong como se fosse seu próprio filho,sabia que tinha algo de errado,mas não podia deixar de repreende-lo,até porque esperava muito dele.

         -----------------------------------

Já que estava muito cedo para J-yong ir para Magnitude,ele resolveu ir para casa.

Chegando em sua casa ele jogou a mochila na poltrona,subiu as escadas tirando os sapatos e meias deixando-as ali mesmo no canto da escada.

Ele se jogou na cama abraçando seu travesseiro. Aí que preguiça. Preciso tomar um banho. Ele entrou no banheiro e começou a tirar suas roupas,ficando totalmente nu. Olhava para si perguntando o que Choi tinha visto de tão especial nele? Ele não se achava especial,mas ele era,como era.

Tomou um longo banho passando a esponja por cada parte de seu corpo. Vestiu rapidamente suas roupas vendo que já estava na hora de ir para Magnitude. E ele amava ir para lá,como amava,ele acordava esperando dar a hora de ir para lá,para ver Choi, amava provocá-lo,de ver seu sorriso. Ele estava gostando de verdade dele.

Logo na entrada da Magnitude Ji-yong deu de cara com Choi.

- Sr. Kwon. Pode me acompanhar até minha sala?

- Sim é claro! - Ji-yong estava sentindo um misto de ansiedade,nervosismo e medo. Mas adoraria ficar a sós com Choi.

Eles chegaram no escritório de Choi. Ji-yong estava gelando,suando e suas pernas estavam trêmulas.

- Você está bem? - Choi sorriu de lado. Será que ele esta tenso por estar sozinho comigo? Posso tirar proveito disso! Pensou.

- Sim. Não se preocupe comigo.

- Você aceita beber algo? Seus lábios parecem secos. - Choi direcionou o olhar para as bebidas alcoólicas que tinha em uma mesinha de seu escritório.

- Não bebo Sr. Choi.

- Primeiro para de me chamar de Sr. ,segundo você não bebe nada? - riu ironicamente. - tem cappuccino logo ali.

- Desculpa Sr.... Me desculpa. - se dirigiu até a máquina de cappuccino e pegou um copo médio.

Bebeu uma grande quantidade do cappuccino com uma grande rapidez,estava tão nervoso que não percebeu o bigode que o creme do cappuccino tinha ficado acima dos lábios,formando um bigode super fofo.

- Tem uma coisa em você. - Choi riu,mas não um riso de deboche. Era um riso doce e meigo.

- O quê? - Ji-yong estava bem confuso.

- Deixe-me limpar. - pegou um guardanapo e passou na boca de Ji-yong,retirando o bigode que tinha se formado no contorno de sua boca.

- Ah! Era isso. Não era necessário você limpar para mim.

Choi levantou de sua mesa abaixou-se onde Ji-yong estava assentado,passou a mão em sua nuca,levou em seu queixo e deu-lhe um longo beijo. Apertava suas coxas e o puxava para si,jogou Ji-yong contra a parede perto de sua mesa. Eles se beijavam como se um quisesse devorar o outro. Choi puxava seu lábio inferior com tanta força,que parecia querer arranca-los de Ji-yong.

Eles estavam em grande êxtase e tesão.

- Que tal terminamos isso mais tarde na minha casa? - Choi estava maluco e queria logo satisfazer a sua vontade.

J-yong não iria recusar a proposta,mas também não iria facilitar as coisas para Choi.






Notas Finais


Então espero que gostem!
Próximo capítulo irá ser bem quente. Comentários são sempre bem vindos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...