História Amor insano - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~nitasautomy

Postado
Categorias Esquadrão Suicida
Personagens Harleen Frances Quinzel / Harley Quinn (Arlequina)
Tags Bombas Esplozoes, Drama, Romance
Visualizações 24
Palavras 1.285
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Harem, Luta, Shoujo (Romântico), Super Power, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Minha obra-prima , minha só minha


Fanfic / Fanfiction Amor insano - Capítulo 3 - Minha obra-prima , minha só minha

" E pra quem não tinha a intenção de sentir nada, eu estou sentindo é muito."

 

E saiu .
     1 semana se passou e alerquina , bom ....nunca mais tive noticia da minha melhor criação  , o esquadrão "terroristas " (*inventado) como era na época se desfez , já eu bom! Sumi da vista deles  minha obsessão de matar o batman se acalmou , ele já tinha subido de nível , antes ele era apenas um professor de quinta categoria  , e hoje já era apresentador tendo um programa só seu .sua identidade nunca foi revelada .
   Mais eu era o único que sabia , ele esta tendo um casinho com uma garota bem mais nova que ele .

- exclusivo , comunicando urgente , tranquem suas portas o mais rápido que puderem , kanata  uma das integrante do grupo esquadrão terroristas , consegui fugir da base  , nossa suspeitas que ela pode estar tentando encotrar ...
    
    Deixei a tv , e me levantei pegando o casaco roxo e jogando por cima das minhas costas

-hum...você tem um plano -disse kanata em cima da mesa

-"eu nunca tenho planos "

-owwnt...vai salvar sua amada sem um plano que romântico !-diz kanata  sendo irônica -e se morrer lá em ? Espertinho

-"se eu morrer que seja sorrindo" , e do lado dela !-disse com convicção


    P.o.v alerquina

   Depois daquela dia , eu sai furiosa  , mais sem ele do meu lado eu as vezes acreditei que não ia nem consegui viver...a minha vida estava diferente e o mundo também , então e ia ter que ser diferente .mesmo que não era o meu forte ser normal , mais eu tinha que tentar .
     Fui para minha casa arrombei a porta , porque as unicas pessoas que tinham a chave era minha mãe que agora já falecera , me joguei na cama , com a minha decepção e minha culpa , eu não sei fazer nada anucer estragar a vida dos outros ...?! Eu sou queria ser melhor..ou esse foi meu erro foi  , esse tentar ser melhor do que eu sou...
  Me levantei da cama ainda sonolenta , e triste com tudo o que acontecia , parecia que ele não ia me procurar  ...nem ligava...
    Abri a gaveta da comoda e em cima das roupas de minha mãe havia um maço dê cigarro .as vezes aquela vozinha do mal fala mais alto .o objeto me chamou até e do lado do artefato um esqueiro .coloquei em minha boca acendendo 
    Toc , toc .ouviase alguém bater na porta , abri era o correio
-desculpa atrapalhar mais chegou 
-cof , cof , desculpa continue o que dizia 

-a seu 3 aviso de conta

-cof cof -efeitos de nunca te provado droga antes -desde quando o carteiro não vem com sua bolsa e ...

-acredito que não visita muinto a sua mãe

-quem é você se não é o carteiro pode saindo !-tomei a conta de sua mão e tentei fechar a porta só que o pé do homem estava na porta , abri a porta

-acho que começamos do pé esquerdo , vamos voltar -ele estendeu sua mãe e eu arqueei a sobrancelha , apertei sua mão 

- bruce wayne , seu vizinho acho que ja ouviu falar de mim!

-alerquina !-disse eu pegando sua mão  e abrindo um pouco a porta 

-porque esta com essa maquiagem branca ? Acho que você fica bem melhor do ...

-pera ai para !creio que você não veio para discutir meu look e sim pra fazer o papel do carteiro , já pode ir já !- fechei a porta e me joguei na cama 

-que droga , a única coisa que ficou comigo foi as dívidas ....

        Por volta das seis da tarde me peguei dormindo e nem me manifeste pra ir  almoçar .  Minha barriga doia de dor e a geladeira e os  armários não tinha nada .
     A fome apertava e minha cabeça começava gira e trazer um pouco de tontura . E para distrairme peguei uma bolsa de minha mãe que havia 50,00 . eu disse em voz alta

-mãezinha eu podia ta matando roubando , mais só to pegando imprestado.

       A cafeteira na mesma calçada que a minha sempre movimentada , a movimentação era grande mais parecia que não era o mesmo local , só tinha sete pessoas dentro do café .
      Me sentei e olhei ao redor o quanto esse lugar favorito tinha morrido , nem as moscas vinham vizitar .

-colicenca , o que a sra. Vai querer do nosso cardápio ?

-um cappuccino ! Por favor -virei para o vidro onde passava o sr. Que morava do lado da minha casa 

-caramba ! Esse homem vai ta me perseguindo pra qualquer lugar que eu for ? !-reclamava eu como se estivesse falando com alguém

-desculpa sr. Mais eu estava perguntado 

-bem quando você pode , trazer meu pedido ?- disse eu para a garçonete , arqueando a sobrancelha 

-em breve sr.-disse ela saindo de perto da minha mesa .

      Quando ela voltou com o meu pedido

-por que aquele homem , pareceme familiar...

-ah...? Lógico é o milionário  bruce wayne , aqui todos o conhecê ! Mora aqui nessa mesma rua , sua vida é um pouco reservada , mais dizem que o bonitão é solteiro e por isso mora em um lugar tão   " brege" como esse !- a fofoqueira da  garçonete começou a contar a vida do meu vizinho

-qual é você é detetive ?-coloque a perna sobre a direita , deixando a mostra curvas "calientes " . Levei meu café até meus lábios e disse -eu sei que o conheço de algum lugar ...só não sei de onde- me interroguei em pensamento  .

-sente-se ! Eu pago um chá pra você  !

-mas...tabom Mais quanto eu ia ver na minha mão ?!-perguntou a garçonete , levando suas mãos até a cintura , e estendeu a mão querendo ver a nota .
   Dei o troco do café 

-e agora começa a soltar a língua !-coloquei o café na mesa e olhei seriamente arqueando a sobrancelha


-pra começar o ricaço ,  nunca começou do alto ! Ele era um professor  qualquer que ganha en torno de 700  reais pra aguentar uma sala lotada .ele sempre foi um cara reservado , muintos achavam que ele poderia ser o ...-coringa !- ela cochichou 

-porque a descrição ?- meus desdos deslizaram e meu ouvidos começaram a ficar atentos 

-vai dizer que não ó conhecê ?  Você é mais desatualizada que meu whatshApp 


-sinceramente eu to aqui pra receber informações e não pra ter um bate-papo ao ponto que você ache que ira descobrir tudo sobre mim

-ta , ta legal vou continuar coringa é um de nossos maiores , violão ó - ele levou seu dedo a cima da orelha e girou -mais loco deles - rapidamente jutei  sua panturrilha que ficou inchada .

-acho que não esta disposta a saber ! Então se é assim senhorita eu me retiro ! - ele se levantou e saiu bufando e batendo os pés .

       Deusculpa ! Foi....momentaneamente , eu...simplesmente ...me irritei ! Sabe as vezes...ah...deixa pra lá .
    Sai da cafeteria , e fiquei andado sem rumos nas ruas , eu queria ir para outro lugar menos a minha casa . Me trazia mas lembranças de minha familia .eu continuei caminhando a noite ja tinha caido com ela a chuva e a tristeza pelo  único lugar que eu queria estar era o único que eu não podia estar .
    As vitrines de lojas na frente da minha casa me fazia me lembrar de minha vida normal , eu só saia para fazer comprar com amigas e ...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...