História Amor na Faculdade ;; Delena - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Alexandra Daddario, Candice Accola, Chris Wood, Claire Holt, Ian Somerhalder, Katerina Graham, Lily Collins, Matthew Davis, Nina Dobrev, Paul Wesley, The Vampire Diaries
Personagens Alaric Saltzman, Bonnie Bennett, Caroline Forbes, Damon Salvatore, Elena Gilbert, Ian Somerhalder, Katherine Pierce, Malachai "Kai" Parker, Matthew Davis, Nina Dobrev, Paul Wesley, Rebekah Mikaelson, Stefan Salvatore
Tags Damon, Delena, Elena, Faculdade, Ian, Nian, Nina, Paul, Romance, Stefan, Tvd
Visualizações 101
Palavras 2.118
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Escolar, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura ♡

Capítulo 22 - Capítulo XXI


ALGUNS DIAS DEPOIS

Acordei com a diretora nas caixas do som da faculdade, falando que era férias. Me troquei e arrumei uma mala, já tinha falado com Damon, iria passar uma semana na sua casa de veraneio em uma ilha perto de Portland, também já tinha falado com minha família. Damon e eu estamos bem próximos, mas não temos nada.
Fui até o saguão, com minhas malas, chegando lá, tinha muita, mas muita gente, encontrei Damon me olhando com um sorriso no rosto:

- Pronta? - ele perguntou.

- Sim - me senti um pouco evergonhada.

Ele tinha seu próprio carro, mas estragou no acidente. Graças a mim, eu tinha pegado o meu carro e então coloquei nossas malas no porta-malas e partimos pra viagem. Eu dormi durante o caminho, acordei com Damon me cutucando no braço e olhando aquelas lindas estrelas do fim de tarde. Ele me ajudou a carregar as malas pra dentro, lá havia uma mulher, um homem, um garoto muito parecido com o Damon e uma garota. Damon nos apresentou:

- Essa é minha mãe Sarah - disse apontando para a mulher - Esse é meu pai Andrew - disse apontando para o homem - Esse é meu irmão Kai - apontou para o garoto que parecia ter uns 20 anos. - E essa é minha irmã Lily - apontou pra menina. - E essa é Elena, minha amiga - disse apontando pra mim.

- Prazer - eu disse, levantando minhas mãos.

- Prazer, Elena - disseram todos juntos.

- Vamos, Elena. Vou te mostrar seu quarto - disse Damon.

O segui até um lindo quarto, ele colocou minhas malas no chão e falou:

- Minha irmã vai até um lago aqui perto, se quiser ir.

- Eu vou ir enquanto eles fazem a janta - Lily chegou falando. - Sabe, aqui, quem faz a janta são Damon e Kai.

- Sério? O Damon cozinha? - perguntei com vontade de rir.

- Sim. Por que? - ele perguntou.

- Porque você tem cara de ser aqueles que não ligam pra nada - falei tentando ser o mais gentil e sincera que pudesse.

Ele fez uma cara de desentendido e Lily começou a rir. Fomos, então, até o lago, ficamos lá por uma hora mais ou menos.

- Então você também esta cursando Jornalismo? - Lily iníciou a conversa.

- Sim, eu amo muito falar e escrever.

- Damon também, ele até pensou em ser autor, só que ele fala que não é tão criativo.

- Sério?

- Sim!

- Sinto saudades de quando ele e eu ficávamos conversando e estudando.

- Damon sempre falou de você por mensagens, falou que era uma mulher muito inteligente e linda, ele disse que adora ficar ao seu lado. Pois o faz feliz.

Eu a olhei e dei um sorriso.

(...)

Damon gritou:

- Meninas, está pronto, vem cá!

Então chegamos e comecei a comer.

(...)

- Então, Elena, gostou da nossa comida? - perguntou Kai.

- Sim, é maravilhosa, Damon porquê não me disse isso? Poderíamos cozinhar no quarto ao invés de gastar demais em Fast-foods - respondi. Damon deu um sorriso.

Depois que terminamos de comer, Damon me chamou pra irmos passear por ali perto, ele perguntou:

- Então, tá gostando daqui?

- Sim, aqui é demais - respondi.

(...)


- Vamos nos sentar um pouco - ele pediu.

Damon e Elena ficaram envergonhados e permaneceram quietos, eles tinham sentimentos um pelo outro, mas não queriam se entregar, como já havia "acontecido". No mesmo momento, Elena recebeu uma mensagem de Stefan.

- Damon, o Stefan mandou uma mensagem.

- Chama ele, pra vim aqui.

- Okay - entrego o meu celular para Damon anotar o endereço.

- Ele disse que virá, e perguntou se pode trazer Bonnie e Caroline.

- Pode - Disse Damon

(...)


- Meu Damonzinho, porquê tão triste?


- Nada, eu só queria tá fazendo algo legal.

Ele andou um pouco pelo vale e parou enquanto eu o observava.


- Você não vem? - ele perguntou.


- Ta bom...


O segui por uma pequena abertura no meio de várias árvores e plantas, se isso não tivesse um lago enorme do lado, poderia até ser chamado de floresta. Damon parou novamente e um vento forte veio na minha cara jogando meus cabelos em minha cara. Senti o cabelo saindo e percebi que era Damon que tirava o meu cabelo do meu rosto.


- Uma flor pra você, senhora - ele disse me entregando uma flor enquanto colocou minha mecha de cabelo atrás da orelha.


- Eu hein, não me chama de senhora não.


- Nossa... de nada pela flor viu, grossa.


- Ai, desculpa bebê - disse apertando suas bochechas rosadas. - E obrigada pela flor.


Ficamos nos encarando por um tempo e estávamos muito perto, se aproximando mais, até que ouvi um barulho, era a notificação de uma mensagem do Stefan.


- Não vai ver? - Damon me perguntou meio bravo. - Vou lá pra dentro - completou e saiu.


Assenti e fui ver a mensagem.


×××


Nas mensagens de Stefan.


S: Elena, você está aí?

E: Sim, o que foi?


S: Chegamos aí amanhã a tarde.


E: Okay, bjos.


S:Bjos.


×××


Fui ao meu quarto sem fazer barulho e me deitei, já que estava muito cansada e era tarde da noite, nem vi Damon ou seus irmãos e pais. Então só fui pro quarto, vesti o pijama e dormi.


(...)


Era dia seguinte, levantei, escovei meus dentes, me arrumei e desci. Estavam na mesa Damon e seus irmãos.


- Bom dia! - falei.


- Bom dia! - Kai e Lilly responderam em uníssono.


- Oi Damon! - eu disse.


- Oi.


- Nossa, que oi seco, Damon - Lilly disse.


- É... Danone - Kai disse rindo.


- Para, né - Damon bebeu um copo de água e continuou. - Oi. Viu? Agora meu oi não tá mais seco.


- Que piada bosta, hein Danone - Kai disse e eu e Lily rimos


- Para caramba.


- Nossa, Danone tá brava - Kai continuou.


Damon saiu bravo da sala enquanto Kai e Lilly riam. Eles me convidaram pro café da manhã, eu comi e fui no quarto de Damon, ele estava sentado lendo.


- Sério? Você tá bravo por causa disso? - perguntei enquanto sentava do seu lado, na cama.


- Não, tô bravo porque eles me constrangeram na sua frente.


- Ah Damon, por que? Como assim?


- Ai, Elena. Quer saber? Deixa. Eu vou andar por ai, se você quiser vir.


- Tá bem.


O segui e nós ficamos quietos, decidi quebrar o silêncio:


- O que você faz quando vem aqui?


- Sinceramente, pouca coisa...


- Então, por que vem pra cá?


- Sinto saudades da minha família, durante a faculdade toda, só vi eles umas duas vezes.


- Ah, eu também sinto saudades da minha.


- Você e o Stefan são o mais perto de uma família naquela faculdade - Damon disse e eu fiquei impressionada.


- Você também é pra mim, obrigada - falei e sem perceber eu estava o abraçando e ele havia retribuído.


- De nada!

- Sabe, a gente poderia sei lá nadar no lago, quando o Stefan e as meninas chegarem.

- Boa idéia. Mas você trouxe biquíni?

- Lógico.

- Ai, sim.

Ficamos conversando e andando, acho que emagreci um pouco. Andávamos pra lá e pra cá, até que escutamos um carro chegar, era o de Stefan.

- Elena! Que saudades - Bonnie e Caroline corriam até mim. E nos abraçamos.

- Iae, cara? - Stefan cumprimentou Damon. E depois todos nos comprimentaram.

- Oi, prazer, Enzo.

- Oi - eu e Damon falamos juntos.

- Gente, meus pais sairam, vamos para o lago nadar.

- Uhul, chegando e já diversão? Tô dentro - disse Caroline.

Então eu e as meninas fomos se trocar, eu coloquei um maiô, preto, que era aberto atrás e na frente, Caroline, um biquíni rosa, que destacava o corpo dela. E Bonnie um biquíni verde militar, que inclusive era lindo.

Estávamos no corredor e vimos, Lily. Então perguntei se ela queria ir, ela disse que não, eu também não iria na situação dela, ela estava de pijama, amarrada no cobertor, com comida na mão, provavelmente ele iria assistir um filme ou algo assim.

Então descemos as escadas, e encontramos Kai.

- Oi, Elena!

- Oi, Kai. Gente aqui quem faz a janta é o Kai e o Damon.

- Damon? - perguntou Bonnie

- Sim! - respondeu Kai.

- Quer ir no lago com a gente? - perguntou Caroline.

- Hum, pode ser.

Kai então tirou sua blusa, foi quando o abdômen dele ficou amostra, o Kai realmente malha muito.

As meninas ficaram olhando, discretamente. E fomos direto pro lago.

Chegando lá, os meninos já estavam lá, coloquei meu pé na água, e meu Deus que gelada, porque eu sugeri pra gente ir para lago? - pensei.

Em questão de segundos, senti alguém agarrando em minha cintura, senti meu corpo totalmente gelado. Quando eu vi, já estava dentro d'água e percebi que Damon foi quem havia me empurrado, nós ficamos nos olhando por um momento, os olhos do Damon se destacaram, e ficou aquele azul turqueza, nossos cabelos se mexiam lentamente por causa da água, nós fazíamos bolhas de ar embaixo da água. Subimos e eu comecei a brigar:

- Damon! - comecei a jogar água nele. - Seu idiota!

- Calma aí, Gilbert! - Ele colocou as mãos em frente da cara como se estivesse se rendendo e defendendo da água que eu jogava ao mesmo tempo.

- Não me chama assim não hein, Danone - falei e todos riram.

- Ih, acho melhor a gente ir pessoal, ta rolando uma DR aqui - Caroline falou e os outros concordaram rindo.

- Vocês são idiotas ou o que?

- Nossa, Lena. Que grosseria gente - Stefan disse com a mão no peito como se eu tivesse o ofendido.

- Não me chama assim também não, eu hein.


- Quer que te chame como então? - Damon perguntou.


- Elena. E-L-E-N-A - soletrei meu nome. - Não é tão difícil.


- Mas Elena é sem graça - Damon disse.


- Ah não, você não disse isso né? - Caroline perguntou.


- Disse por que?


- Três palavras: você tá ferrado - Bonnie falou.


- Osh, por que? - Damon perguntou e se virou pra mim vendo minha cara de brava, eu odiava que zoassem meu nome. - Tá, já entendi.


Comecei a jogar mais água em sua cara e ele jogando na minha cara, quando percebemos, todos estavam jogando água uns nos outros igual crianças na piscina.


Já estava ficando muito gelada a água, então decidimos sair.


(...)


Nós estávamos fazendo o café da tarde quando os pais de Damon chegaram:


- Oi pai, oi mãe. Bom, esses são meus amigos que eu falei: Caroline, Bonnie, Enzo e Stefan - disse apontando pra cada um.


- Oi, pessoal - disse o "Pai" de Damon enquanto se virava.


- Pai? - o Stefan disse.


- Que? - eu disse.


- Stefan? - falou o pai de Damon.


- Sim! - ele disse se emocionando.


- Stefan, o que foi? - perguntou Damon.


- Ele é meu pai.


- Como assim? - falou Lily desentendida


- Stefan, filho da Salvatore?


- Sim! Eu preciso sair daqui.


As pessoas que estavam em volta ficaram sem entender nada.


- Vai lá Caroline, ajuda ele - falei.


Ela me olhou e foi correndo.


- Quero uma explicação Andrew, agora! - disse a "mãe" de Damon.


- Agora, aqui? Vamos para o escritorio.


- Não, aqui mesmo, nossos filhos precisam de um explicação.


- Tá! Vamos lá... - disse o pai de Damon.
Quando eu morava na Irlanda, eu conheci a Salvatore, com quem eu namorei e casei, só que eu tive dois filhos com ela, o Stefan e o Damon.


- QUE? - disse Damon.


- Ai, o Damon, foi para o orfanato, porque a gente não tinha como cuidar dele, depois tivemos o Stefan, mas a gente já tinha uma condição melhor, então ficamos com Stefan, e um dia eu fui no mesmo orfanato, tirei uma foto com o Damon e com Stefan, ainda pequenos. E depois de alguns meses a Salvatore pediu divórcio e ficou o Stefan, eu conheci você lá, tivemos, o Kai, adotamos o Damon e nasceu a Lily.


- Então Damon é só nosso irmão por parte de Pai?


- Exato!


- Por que não me contou antes? - falou a mãe de Damon.


- É pai, você podia ter me falado, eu descobri que Stefan era meu irmão na faculdade...


- Como? - falou Andrew


- Com a foto que você tirou.


- Querida, nós podemos conversar? - falou Andrew.


Eles foram para o escritório.
Ficou uns segundos de silêncio, e Lily o tirou falando:


- Isso foi estranho.


Stefan chegou e falou:


- Iae? Aconteceu algo?


- Sim, ele nos contou a história da nossa árvore genealógica.


Então contamos para Stefan...


Notas Finais


Iae, minha gente, gostaram? Vocês viram que doideira, Lily, Kai, Damon e Stefan são filhos do mesmo pai, gostaram dessa notícia bombástica? Eu espero que sim ♡
Comentem o que estão achando...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...