História Amor não impossível - Capítulo 11


Escrita por: ~

Exibições 56
Palavras 1.924
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Ecchi, Escolar, Fantasia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


oi gente voltei

Capítulo 11 - 11 capitulo


Fanfic / Fanfiction Amor não impossível - Capítulo 11 - 11 capitulo

-por mim pode ser este aqui, hambúrguer no prato com salada e tu mari. Pergunta adrian com a ementa nas mãos.

-ah para mim também pode ser igual ao seu.

-tá e para beber, o que desejam.- Pergunta apontando os pedidos no bloco.

-ice de manga-Diz mari

-ice de pêssego-Diz adrian

-tá bom volta em seguida com os pedidos.- E sai em seguida.

-ei mari parece que compraste muita coisa depois posso ver?

-sim pode mas são só tecidos para os fatos.- Diz mari

-E já tem alguma ideia?-pergunta adrian

-sim já.- Responde mari

-mochi mochi…

-mari é o seu telemóvel-diz adrian

-a sim- pegou no telemóvel e atendeu-o de seguida.

Diálogo Telemóvel Mari

-oi alya passa-se algo?

-não não está tudo bem era para avisar que não temos aulas de tarde a professora sentiu-se mal e foi para casa eu e nino vamos  aproveitar para começar o trabalho até logo, beijos amiga.

-ta ta bem obrigada por avisar.- E assim desligou o telemóvel

-passa-se algo mari.- Perguntou adrian

- Não parece que a prof. Faltou.

-que ótima noticia.- Diz adrian com cara de safado.

-meninos os seus pedidos. E a garçonete os colocou na mesa.

-ta muito obrigada.- Disseram os 2 juntos e assim se passou a hora de almoço os 2 comeram sem intromissão de akumas; conversaram coisas aleatórias e davam 1 ou outro beijo, foi um almoço bem alegre para ambos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Passado de mais meia ora eles pagaram os seus pedidos e foram para casa de mari quando chegaram la foram recebidos pelos pais da mesma

-Marinette o que fasses aqui … adrian a quanto tempo –diz tom

-ah oi … como teem passado

-bem e você.-pergunta sabine

-bem …

-e então não deviam de estar na escola …-pergunta tom

-sim pai mas a prof faltou e como temos um trabalho de grupo biemos fazelo

-é mesmo e é um trabalho para apresentar á torma .-dis adrian

-ok tudo bem também já estávamos de saída querida.-sabine

-porta te bem meu anjo e cuidado portas sempre fechadas pa bem  .-tom

-inde e não se preocupem te beijinhos .-dize mari

-tchau.-dize adrian quando os pais de mari fecharam as portas adrian pegou em mari e a beijou .-já estava com saudades meu amor

-ohh este é mesmo o meu querido adrian … ohh não é o chat que esta a passar por adrian… que vai ser de mim .-mari fazia um pequeno teatro

-pofff rsrsrsr…ahahah.-adrian ria sem controlo pelo teatro de sua amada e os kwmis que já estavam ao lado de adrian também não paravam de rir .- aiiii aaaiii …haha..ja não aguento mais.- disse com dificuldade.-waw es boa em teatro…não sabia isso

- aprendi com um serto gato .- dize mari tocando com um dedo em seu peito.- e alem do mais sou a heruina de paris tive de aprender para enventar desculpas

-isso é verdade .- vamos para o seu quarto para começarmos o trabalho .-e então os dois levarem as sacas com tecidos para o quarto de marinette os kwamis ficaram na cozinha para comerem

Adrian on

Eu estaba a  ajudar nu que podia mas eu nunca tinha feito nada parecido então limitaba a jegar os tecidos e a coltalos , e dando as linhas de mesma cor .-amor esta bom assim.- ela então veio em minha dereçao e olhou e soriu me presentiando com um beijo

-esta ótimo  adrian

-ainda bem que posso ajudar … sabes numca fiz algo parecido

-simm… mas numca é tarde de aprender não achas

-completamente … ainda falto muito querida

-mais ou menos já cortamos os tecidos da respeti-vas formas agora é so as coser… mas primeiro vamos fazer uma pausa sim .-eu dize 

-ta bem .-e adrian aceitou então fomos comer para a cozinha fizemos umas mistas e eu para mim fiz um copo com leite com chocolate .-podes fazer um para mim princesa .-adrian pediu enquanto fazia as mistas e as pulha a tostar .e pronto estava tudo pronto para comer.-entao vamos atacar

-vamos … aahh sabes uma coisa…

-não diz

-Tenho uma coisa para o chat …sabe numa das visitas que ela me fezele pediu que lhe fisece uma roupa e eu ainda não lhe dei … tabem ainda mao me veio ver

-cof cof … mentira ele veio ontem  …não foi meu bem

-ohhh acerio … pois ta serto entao quando ele vier aqui outra vez lhe vou dar

- não podes me dar a mim eu o entrego …comfias em mim

-plenamente  .-eu disse acavamos de comr arrumamos a sucheira e sovimos para o quarto e continuamos a fazer os fatos já eram por volta das 18 horas quando acabemos quase todos os fatos so faltava um mas já estávamos cansados , o enqurevem é que o adrian me pediu para lhe ensinar a costurar para me ajudar eu  insinei e olha que ele aprendeu direitinho por isso demos um adianto ao trabalho ,mas claro que ele esta todo picado da agulha mas não se queixou .-amor acabamos por aqui esta bem

-por mim pode ser eu estou com os meus dedos furados

-mas ate te saiste bem querido

-mesmo .-e eu acentiei com a cabeça em positivo emtao  foi me deitar na cama e adrian fez o mesmo , e adormecemos so acordamos com o telemóvel a  tocar

-adrian olha o teu telemóvel

-deixa ele tocar .-e me agarrou e voltou a dormir , ouvi  o telemóvel disemdo que tinha uma mensagem de voz , então ouvi a voz de plagg

-waw  adrian é la de casa

-OOO QUUÊ? .-so o vi a alevantar tam rápido .- que horas são

-são 21.45 .-diz tikke

-ooo quê?.- dizemos os dois então o adrian ligou

Ligação on

Alou

Adrian onde estas o teu pai já vai para a viagem e tu nem estas aqui para o veres

A desculpa é que eu e meus a migas estamos com mt trabalho que nem vimos o tempo passar … e você não ia com ele

Sim vou … não podemos mais esperar por ti adeus  ate sábado  cuida-te  beijos

Adeu nathalien , e da uma boa viagem para o meu pai

Sim menino adrian

Ligação off

-amor o teu pai já foi

-sim … agora vamos comer sim já esta tarde

-sim vamos .-entao fomos fazer uma cousa rápida que foi macarrone com almondegas então em plenos 20 minutos e já esta pronto comemos conversamos arrumamos todo com os nossos kwamis adrian me pediu se tinha algo para trocar então foi buscar algo para ele que foi uma t-short da minha mae para trocar , enquanto adrian foi tomar banho lhe fiz uma cueca box  para ele vestir com tecido que comprei hoje uma era laranja com uma pate de pato azul e a outra ao contrario emtao ouvi a porta do banheiro a se abrir

-ponto mari .- então fico vermelha por ele estar so com a tualha ,e ele reparou no meu olhar e ficou sem geito .-ahhh… de-desculpa  mari éque so me deste a t-shart e não tinha nada para a parte.-e apontou com o dedo

-t-ta-ta b-b-em e-e-esta aqui fui ao encontro dele para lhe entregar e ele me agarrou pela cintora e me beijo com desejo e eu retrivoi da mesma intensidade, e com as minhas mãos livres pousei uma em sua nuca e a outa em seu peito magnifico .-aaahhh… .-gemi comtra os seu lavios ,e ele passou seus lavios pelo meu pescoço lambemdo e chupando do pescoço aos meus lábios ,como estava a ser bom aquele contacto  adrian passou uma de soas mãos para omeu pescoço e a outra continuava na cintura a me apertar contra o seu corpo , ate dava pare sentir uma coisa a se mexer e estava no sitio da toalho e então fosse a sua intimidade au rurar no meu corpo eu senti a minha intimidade umidecida e não sabia porque , ate que senti um calor por todo o meu corpo .-a-a-adri-na é melhor parar com esto .-reparei quo o que tinha nas minhas mãos estavam no chao então me ageixei para apanhar e quando olhe para omeu gatinho ele estava com a mao na boca e estava vermelho .- adrian toma esto para colucares foi eu que fiz .-e ele nada dize

Adrian on

Então eu estava a tomar um banho na casa de minha amada , quando sai do banho ea para me bestir e so tinha a t-shart e agora ento sai so de toalha vi a mari na abeira da costuras  e dize

-pronto mari.-e pos a mao na cintura e ela estava corada e olhas arregalados de espanto e eu sei porque .-  ahhh… de-desculpa  mari éque so me deste a t-shart e não tinha nada para a parte.-e então eu apontei com o dedo

 

-t-ta-ta b-b-em e-e-esta aqui .- e veio ao meu encontro então por intinto eu a garrei pela cintora a e beijei com desejo e ela reseveu com bom agrado com as maos dela libres pousou uma de suas mãos na minha noca e a outra no meu paito ,eu senti um calor pelo omeu corpo senti que meu pénis estava bastante duro e polsante e uma onda de deseijo passou pelo meu corpo, e a ouvi a gemer contro os meu lavios e foi perdendo a minha sanidade então por instinto eu parei o beijo e foi de encontro com seu pescoso o lambi e o chupei efiz uma trilha de volta para seus lavios, eu queria mais e mais contacto com ela,eu passei uma as mãos para o seu pescoço pescoço e a outra continuava na cintura so que comesaba a aproximas nossos corpos, ela estava a me deixar louco o que eu queria era a ter nos meus braços eu não sabia o que estava a acontecer era tido poro instinto , minha sanidade voltou quando eu a auvi para pararmos mas era tudo o que menos queria parar entou eu lutava comigo mesmo disendo para me acalmar , ate que a ouso a me chamar

-adrian  AD-RI-AN fala comigo por favor.-entao olho para o lado com o intuito de afastar meu olhar dos seus porque so de a olhar meus desejos voltao e pode ser perigoso

-aahhh desculpa … o que estavas a dizer amor

-tens aqui estes box para tocares foi eu que os fiz agora á pouco

-entao ta bem vou me trocar .-antes de me retirar eu me aproximo dela e deposito um beijo em sua testa , e entro no banheiro de novo. Em quê,  que estava a pensar seu idiota so estamos á dois dias juntos e tu já pensas coisas desse tipo. Mas estava tam bom que por outro lado queria continuar mas ainda é sedo eu sei ,mas o que eu posso fazer sou um homem acima de todo.-( penso comigo mesmo )preciso de falar com ela não quero que pense que so me quero aproveitar dela  

Marinette on

Mas o que estávamos a fazer agora  á pouco nos quase ,não isso ainda é cedo para acontecer nos so estamos a 2 dias juntos e…e .eu ate queria continuar por um lado mas por outro eu tinha medo que ele pensasse que eu me entregava fácil , tenho medo que ele pence que sou uma oferecida … mas eu o amo tanto  e queria que fosse especial para nos os dois … vou ter de farar com ele sobre esto

Eu ouso a porta a se abrir e vou ter com ele correndo sorurindo para o abrasar 

 

continua......................


Notas Finais


comentem ... fico a espera de seus comentarios


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...