História Amor não impossível - Capítulo 14


Escrita por: ~

Exibições 40
Palavras 2.899
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Ecchi, Escolar, Fantasia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


oi de novo .
tenham uma boa leitura

Capítulo 14 - 14 capitulo


Fanfic / Fanfiction Amor não impossível - Capítulo 14 - 14 capitulo

-ta vem vamos la para baixo comer então.-disse minha princesa e todos a seguimos e comemos animadamente nos os quatro e fomos assistir um filme eu mari plagg e tikke e nos divertimos nos beijamos e como sempre eu e plagg discotiamos mari e tikke tentavam acalmarem os ânimos mas tenho que admitir eu e plagg nos adoramos eu já não consigo viver sem aquela criaturinha irritante acabamos de ver o filme e eu e mari fomos para cima e plagg e tikke ficaram na parte de baixo

-amor vou tomar o comtrimido e já saves não podemos fazer … tu tu s-sabes não é mesmo

-não captei ainda

-seu gato idiota

-mas que tu amas

-mas podemos ficar com as preliminares  o que achas      

-seu pervertido  que me saíste

-não é verdade eu não tenho culpa se eu te amo com tamta intensidade que não me consigo conter- me …tu é que es linda magnifica amável cheirosa saborosa .-digo isso aproximanto dala e indo com meus labios a seu ouvido .-tu es minha droga e eu a necessito para toda a vida e cada vez mais .-e lhe roubo um beijo.- agora podes ir toma-lo.E assim o fez foi tomar o meducamento so amanha équeia tomar o diário, depois eu e my princess  nos deiamos e tivemos a namorar e conversar depois comemos e eu fiu a minha casa bucar modas de roupa e assim ia se passando a semana já tínhamos toro o trabalho feito e encluindo a peça e já a saviamos de corportanto todo vem e logo chegou o dia da apresentação e todo corria bem e meu namora também, mari ficava fula logo de manha , e a culpa era de chloé que todo o santo dia ela tentava me beijar ,e cada vez era pior hoja a minha princesa pouco me falou estávamos na hora de almoço e eu dei uma desculpa para nossos amigos e arrastei mari comigo para o terraço entrndo la eu incostei mari na parede com os meus brasos um em cada ombro e estava fulo

-mari porque mal me falas ,PORQUEEM?-e ela vira-me o rosto

-ainda perguntar aquela vadia da chloé hoje quase QUASE  TE BEIJO  E EU FIQUEI A ASSISTIR .- o quê a minha dose e amavel falou vadia mesmo … não tive como não rir .-e porque te estas rindo se eu disse uma piada quero saber .-dise a minha princesa com as bochechas infladas de raiva

-a minha querida e dose princesa chamou alguem de vadia .- e ela corou .- tonta  anda ca minha princesa .-e a abracei .-não precisas ficar assim meu amor eu so te quero a ti meu amor , e tu sabes bem disso , eu so tenho olhos para ti .-e a beijei

-não sei não ,não gosto que ela fique dando em cima de ti …-entao ela segora na camiça que estou a usar e me puxa para bem próximo dela.- tu es s oso meu meu gatinho de rua , preceveste  e como este gatinho se portou mal mao vai ter janta logo.-e eu sabia no que ela estava a falar

-mas mas eu não fiz nada …vais ser assim comigo …vais deicher este gato com fome .-eu disse

-sim vou .-e então ela me beijou  um beijo que tira qualquer um de orvita , então vai ser assim jogo sujo my lady vais te arrepender de ma provocares desta forma

- amanha poder ter a sertessa que não vais ter problema com chloé

-O o que vais fazer

-Espera por amanha… my lady, e por falar a chloé eu também não gosto da quele projeto de mestruaçao a dar em sima do que me pretense, e não fico assim

- a diferença é que ele não tenta me beijar, e vamos parar de falar nos outros

-tens rasao meu amor.- comesamos uma rodada de beijos e outras ousadias um trobucaba o outro mas nos adorávamos esse jogo e quase sempro eu era o primeiro a seder em outar palavras eu perdia  eu não consegui euperdia o controle mas hoje não eu vou a levar a loucura ela vai implorar para comela  

-tikke hoje vai ser uma daquelas noites vamos ter que por os tampões nos ouvidos

- parece que sim .-eu i mari nos olhamos um para o outro e ficamos vermelhos como nunca tikke a plagg falando isso     

-não tikke hoje vai ser pior lenvra que os pais de mari bom voltar amanha eles andarem a adiar a chegada já alguns dias e vai ser amanha é melhor irmos dormir no quarto dos pais de mari

-Tikke plagg parem de falar essas coisas na nossa frente .- dizemos eu e mari juntos ainda corados de vergonha

- e com que iriamos falar para ayla e nimo .-agora foi tikke

-parem .-dizemos os dois juntos de novo . e assim demos mais uns beijos e fomos comer e nos juntamos com nossos amigos e conversamos , claro que eles quiseram saber o que se estava a passar e nos conseguinos desconversar falando algo de Ladybug e chat noir ayla principalmente esqueceu de tudo  e assim que saimos das aulas e fomos para casa de mari nos continuamos nosso juguinho nas outras vezes eu não resistia e começava a dar atenção as partes mais chamativas como os seios de mari a bua bunda e a parte mais difícil de resistir a sua intimidade mas hoje so vou dar atenção a outras parte mas com cautela porque é fasil eu perder o controle então eu a beijave bem entensamente seus labios pescoço e  mãos e so apalpava suas costas barriga e coxas sempre nesse ritimo enquanto mari tentava er mais fundo entao a inpedia nesses momentos e ela bufava , e eu sabia que ela queria mais contacto da minha parte ela estava quase a perder

-aaahhh… amorrr.eu eu quero mmmaiisss.-entao eudava um sorriso maliciosso  em sua direcçao

-mas hoje vai ser so assim … e minha vez de comandar querida .- eu tabem já estava quase a perder o controle

-vai amorrr.-entao eu modei de tatica eu pegei seus dois brasos e os segurei so com uma mao a sima da cabeça e comesei a jugar mais pessado eu comesei palas lavios a beijalos e sugalos com bontade os deixando vermelhos .-aaaahhhhh mmm…a- a- s- sim nnnaaaooo …aaahhh .-ela gemia e se controsia de desejo  e eu já a tinha rendida

-entao  como vai ser em .- e continuei a sua trotura sem tocar em sertãs partes mas ate

-amorrr…aaahhhh q-q-uu-eu-er-roo ma-ai-iis ahhhh.- ela gemeu e eu tinha que a probucar mais

-queres mais o quê?... tu me queres e isso … eu quero que me implores

- sssiimm q-quero

-eu ainda noa ouvi direito

-eeeuuu tte qquero, que possui-me .- e a olhei indicar que queria mais, mas sem parar a turtura .- q-q-que-ro q-que f-faças amor c-comigo com força

-eu so queria um eu quero que fazasas amor comigo ou um come-me para valer… mas seu desejo é uma honrra.- entao eu comesei a tirar suas roupas com preca algumas as rasgando e dando atenção a todas as partes de minha prinseça e quando ala estava pronta e pedindo que penetrasse eu não fiz de imediato a virei de costas na cama a paondo de gatas e a penetrei para valer e ela gemeu alto e eu também,mas  acho que esagerei porque pareseu que tinha dor em seu gemido.-te te m-maguei a-amorr?

-u-u-um p-pouco m-mas  continua.- dei um beijo em seus cabelos e comesei a estucala cada vez mais fundo e forte posso diserque estava a  adurar esta nova sensação ou ainda mais e enquanto nos gemiamos bem alto sem nos controlar .- aaahhh…. Mais …mais . ela pedia

-aaahhhh… amorrr m-mais p-psso t-te maguar .- disse com dificuldade

- naooo….aaahhhh q-quero s-saber.-aaahhh…-entao fiu ainda mais fundo e rápido nossos corpos estavao bem suados e vermelhos onde vatia com frecuencia pelas movimentos que faziam . então me enclinai e com uma das mãos eu fui a sua intimidade e ensentivei no clitoris então foi uma esplusao de prazer por parte de mari .-aaahhhh…mmm.-entao ela se abaixou mas ficando com a sua bunda arrivitada enquanto ela mordiaa trabeseira para conter o gemido ,mas se movia para sentir mais contacto com o meu dedo e eu estava amando me deliciando com os gemidos que eram uma musica para meus ouvidos …comesei a sentir o corpo de mari a contrair e estremecer sabia o que ai vinha .-ammm .-ela se deramouen meu pau que ainda estava pulsando em sua intimidade e continuei a me mover do mesmo geito , me ergui para cima e apertei sua sintura com as minhas mãos .- ela continuava a gemer e eu não ficava a traz

-aaaiiii amorrr esss taooo…ahhhh…gostosa …aahh diz a este… gato que sou gostoso e que queres mais

--aaahhh… sim e-es explusao de taoo …aahh gostosso…..-dize mari com dificuldade

-diz que queres mais …aahh.-eu dize em meio em gemido ,a continueu os movimentos mas eu estava no mei limite

-ahhh …. Sim eu t-te que-ro m-mais …aaahhh

-aaahhhh…amorrr eeuu…vou .g.gozar …aaahhhh.-eu dei o meu ultimo gemido alto e rouco me derramando por completo demtro de minha amada .-e caímos issaustos um porcima do outro com mossas restiraçaes descompasadas .-aaiii como eu te amo meu amor .-declarei com dificuldade

-e-eu também te amo meu gatinho   

-gostaste meu amor …

-sim amei … mas deste cabo de mim … foi uma sensação gostosa

-foi não foi .. vais querer repetir…mais eu te maguei? .- agora falei preocupado, saindo de cima dela

- so um pouco mas isso não foi ,melhor que a sensação de pazer.-eu lhe lansei um sorriso e a beijei

-é a manha que os teus pais voltam

-sim porquê amor

-porque, eu quero pedir primiçao para namorar contigo

-mesmo …

-Sim quero assumir nosso amor para todos

-mas não gostas assim

-por um lado sim mas por outro lado quero te beijar em todo o lado sem que tenha de me preocupar .-falei enquanto eu fazia carinho em seus cabelos

-eu te amo adrian

-eu também prinseça ….- Dei um olhar malicioso em sua direção- ei princesa eu ganhei agora quero o premio .ela me olhou boquiaberta

-quêê? M-mas q-que p-premio

-o que seria em? O teu corpo  tu pediste para fazer amor para valer não foi .-eu disse e ela corou , o meu membro ja estava a se animar

-m-mas j-jája e-eu ainda estou dolorida.- e eu me pos por cima e comesei a beijala com gosto ela tinha um gosto saboroso e viciante

mari on 

o quê? Não pode o adrian já quer mais e eu ainda estou delurida , ele quer dar cavo de mim hoje , então eu o simto por sima de mim e ele me beija com intensidade e eu o correspondo de imediato ele comessa uma trilha de beijos com direito de algums chupoes por partes de meu corpo e sinto eu a me derreter como pode o meu sexo já esta umedecida aaaiii não

-isso é golpe baixo …. Ahhh .- gemi, emtao adrian deu um sorriso de vitoria e eu odeio isso.-eu te…odeio…aaahhh.-eu gemi não cosegui me conter

-aiii é me odeias … mmmee é bom saber.-e sinto ela a morder meu mamilo

-aaiii esso dueu .-eu o repriendo, ele então lambe en seguido meu mamilo e eu cinto a sua língua quente e umida na quela parte sensivel e agora mais

-aaa me dis que me odeias de novo .- e vai de encontro com o outro seio e abucanhando , e eu gemi denovo

-eu eu t-te odeio .-eu disse com mt dificuldade , e ele jugou ainda mais sujo foi com a mao livre ate ao meu sexo ,isso não ele vai saber que já esta pronta p-para o-outra e corei com esse pensamento

-waw já esta bem umida .-sorriu –sabes eu amor não es mt boa mentindo quando estas comigo  CO…MI..GO.-ele dize a parte comigo mais intenso e usou me exitar ainda mais com os dedos em seguida ele os retira e lembemdo toda a estensao de seus dedos limpando os completamente , ela não deva saber mas fica bem sedutor fazendo esse proessa .-porque me olhas assim .-eu viro meu rosto corando

-nada não

-não mintas eu te conheço melhor …poço dizer melhor que seus pais meu bem .-eu abro i feixo a boca mas não sai nada, então eu sinto de novo os dedos de adrian me invarir e fecho os olhos e arceio meu corpo de encontro com seis dedos e ele reparou que intensifica os movimentos e eu gemo gemo mt .-parece que queres mais

-aaahhh siimm… .eu digo gemendo e ainda de olhos fechados

-quero de me olhes quando me pedes algo .-dize de uma forma aoturitaria e ao mesmo tempo sedutora e eu tentei mas não consegui entou fiquei com um olho fechado e o outro aberto  - mt melhor .-e deme um beijo , então ele foi de enconto com seu rosto com meu sexo o lambento chupando e devez enquando meu loirinho mortiscava de leve como não aguentava mis levei minhas mãos aos seus cabelos sedosos os apertando com serta força   

-aaammorr p-para p-por f-fovor .- dize com dificuldade por causa da respiração

-aii por que não aguentas mais

-n-não é isso .. pero quero que me

-que quê ?

-que me fodas .- de imediato tapei a minha boca ficando corada sua estupida o que ele vai pensar e quase derramo lagrimas

-todo bem amor … eu também quero te foder para valer .-ela diz com um sorriso e me da um beijo e me pemetra.-aaaahhhhiiii mm…-nos gemomos guntos e seramos os olhos .-ahhh aaammorrr eeess t-ta mt apertadinha ahhhh .-adrian diz corando pelo esporço de se controlar  

-aaahhhh…. Aiii

-estou …aaahhh…ate majucas ahhh.-prergunta parando

-n-não …parares…-eu digo a ferrando meu lavio para conter a dor ,sim a dor mas eu o queria tanto que estava disposta a suportar e sinto que seu menvro esta todo dentro e pulsava constante mente deido ao espasso apertado mais co normal

-amor porra … esto é muita mmmm… pressão .-ela se refere a ficar parado e eu sei que sim eu consegui ver a cara se controser de prazer e as gotas que escorriampelo seu rosto o deijando mais lindo.- aaiiiiiiii … posso  .- e então ela repousa seu rosta mo meu corpo

-ammorr ppodes…-mal falei e ele se movei cada ves mais rápido e enquanto me beijava e por vezes me aranhava as costas e eu tanbem  por contra do atrito de prazer ara tanto que nos esquecíamos o que diviamos ou não fazer e amana desertesso qie vamos ter ardimento por conta os arranhados mas por agora esso ainda ardia  de uma forma exitante para ambos nos gemiamos descompassados eu corpo estava dando inisio a uma corrente eletrida dizendo que me bou derramas .-aaammmorrr aaahhhh… eu eu vou .-eu gemia

-aaahhh … eu taammmbemmm ggoostosss….-e mais dias estucadarcom direito a gemidos nos derrama-mos deitando e imediato porá esaostao

-aaahhhhh.-eu tentava respirar .-não aguento …mais eu tentava falar

-aaahh … não aguentas… o queee

-olho como me poseste .-e ele me olhou

-e?

-estou tao dolorida que nem consigo mover um mosclo

-mas te encontas tam linda assim .-ele surri.- então com esse corpo marcadinho assim todos vom saber que tens dono e é vem selvagem então en física ate queria ser uma mosca    

-rsrsrs e então contigo não vai ser diferenta com essas marcas rsrsr.- eu disse passanda a mao em seu peito, então eu o agarro e aproximo de mim o deixando sorpreendido e o marco em seu ombro com um chupao dos grandes e ele gemeu .- e isso e por teres tido a audácia de jugares mt sujo hoje o teu esperado premio gatinho

-e bem gostosso . então ele .lambeu meu pescoso e rosto

-ppor que ?

-para ficar com o teu gosto , es muito gostossa paixao…

-amor falando a serio eu tenho o seu sexo a latejar a a arder

-mas te doi queres alguma coisa .-dize em desespero

-Não so um banho para relajar os muscolos… com a banheira cheia de agua rsrsrs…

-por mim pode ser meu amor

Adrian on

Então fui saindoda cama

-já volto my lady

-onde vais

-Preparar teu banho porque mereces  por teres me da estas horas de amor e pelo premio que adorei… e também preciso de relajar o meu corpo .-eu diziacosando a nuca e ficando um pouco corado .-eu não estou melhor que tu e deias costas

-ri-rialmente estas mesmo mal .-e eu a olhei

-como assim .-a questiono

-as tuas costas estão péssimas e fui me ao espelho e arregalei os olhos –mari é por isso que sentia ardimento

-rsrsrsrs… -ela riu .-quero ver o que vais dizer os teus colegas , por exemplo “a sabem eu estava a passar perto de casa e fui atacado por um exercito de gatos que me atacaram porque eu tinha comprado queijo “ aaahhhhh.-ela ria e eu ri também

-engraçadinha  que me saíste .-e fui em direção do banheiro e preparei o banho e fui buscar a minha princesa .- vamos para o banho amor .-e a carreguei ao colo e a puz no chao do banheiro , agora que reparei mari tambem tinha as costar com alguns arralhoes 

 

continua ................................


Notas Finais


comentem por favor


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...