História Amor? Não, não pode ser! - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Carrossel
Personagens Alícia Gusman, Paulo Guerra
Exibições 86
Palavras 1.095
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Escolar, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi, amores!
Tudo bem com vocês?
Sim, eu sei... Demorei, né? Tudo que eu posso pedir pra vocês é desculpa, e obrigada por não terem abandonado a fic! ❤

B
O
A

L
E
I
T
U
R
A


Capítulo 3 - Novatos na Mundial.



Pov. Paulo

Minha irmã e eu saímos de casa e no meio do caminho topamos com o Mário, que morava perto do nosso prédio.

Paulo: E aí, Mário!
Mário: E aí, Paulo!
Marce: Oi, Mário... - Ela falou olhando pra ele com um sorriso do tamanho do mundo.
Mário: Oi, Marce... - Ele também só olhava pra minha irmã daquele jeito... Hum... Tô desconfiando desses dois...
Paulo: Qual é a primeira aula de hoje mesmo?
Mário: História. - Respondeu revirando os olhos.
Paulo: Aff... Eu já tô com sono, e quando chegar a aula de história então... Eu vou desmaiar de sono!
Mário: Sério, eu até entendo a matéria e gosto de história, mas da professora...
Paulo: Eu não gosto de nada! Não suporto aquela professora e a matéria menos ainda...
Marce: Ah, eu gosto das aulas dela!
Paulo: Você é nerd, Marcelina.
Marce: Não enche, Paulo!
Paulo: Bom, pelo menos hoje é segunda-feira...
Mário: E o quê que tem de bom nisso?
Paulo: O bom é que hoje é dia de dormir na escola... Lembra?
Mário: Ah... Tinha até esquecido!
Marce: Já que você odeia tanto escola, porque é tão bom dormir lá?
Mário: Ah, Marcelina... Sério mesmo que cê não tá ligada no que ele tá falando? - Ele perguntou e ela parou pra pensar.
Marce: Ah... Escroto! Só por causa das meninas, né?
Paulo: Lógico... - Respondi e ela me deu um tapa leve no meu rosto.

Não demorou muito pra a gente chegar na escola. Levava só uns 20 minutos e a gente chegava lá. Quando chegamos, vi que as meninas conversavam grupo e os meninos em outro. Minha irmã foi logo indo pra perto das meninas e o Mário e eu nos juntamos aos meninos, é claro.

Paulo: E AÊ, SEUS PUTOS!!! (N/A: Amo o Cocielo ❤) - Cheguei gritando e pulando nas costas do Jaime.
Jaime: Que susto, Paulo! - Disse com a mão no peito.
Daniel: Pensei que cês não vinham hoje.
Jorge: É, todo mundo já tava aqui, menos vocês!
Mário: Cê acha que a gente ia faltar justamente hoje, que é segunda-feira?
Davi: Ué, quê que tem de mais em ser segunda-feira?
Paulo: É que hoje é dia de dormir na escola, cachinhos dourados...
Davi: E daí?
Jorge: Ai, Senhor... Como o Davi é lerdo!
Daniel: Ah, Davi... Saquei! Eles querem dar uma fugidinha pro quarto das meninas hoje à noite...
Davi: Ah... Cês não prestam mesmo, né?! 
Paulo: Cara, as meninas tão mais gatas que nunca esse ano...
Mário: É, e sua irmã é uma delas...
Paulo: QUÊ??
Mário: E-er... Quer dizer...
Jaime: Ah, para, vai, Mário! Assume logo que cê tá caidinho pela Marce...
Mário: Nada a ver, Jaime...
Paulo: Acho bom mesmo... Tô de olho em você!
Jorge: Cara, a Margarida fica mais bonita há cada ano que passa!
Davi: Prefiro a Valéria...
Jorge: Claro, né? É sua namorada!
Daniel: Ah, a Maria Joaquina então nem se fala... Vamo combinar que ela é a mais linda de todas, né?!
Paulo: É, isso é verdade...

Pov. Alícia

Meu irmão e eu chegamos naquela escola enorme, e foi como se eu tivesse em um estádio de futebol. Sério, era MUITO grande. Não era maior que a escola onde eu estudava em Nova York, mas mesmo assim, era enorme. As pessoas em volta não paravam de olhar pra a gente.

Ally: E agora, Léo? Quê que a gente faz?
Léo: Boa pergunta, maninha... Também não faço ideia!
Ally: Aff, as pessoas não param de olhar pra a gente...
Léo: Tudo bem, eu adoro ser o centro das atenções em tudo! - Disse se exibindo.
Ally: Pois é, mas eu não!
Léo: Sem graça...
Ally: Pra onde será que fica a diretoria?
Léo: E eu lá sei...
Ally: Então vamo procurar, cabeção! Vem comigo, acho que fica por ali...

Puxei ele pela gravata do uniforme e fomos andando à procura da sala da diretoria. Tava tudo bem, até que eu esbarrei em uma certa serumaninha, que não era nada simpática.

Xx: Ai, você tá cega, garota?
Ally: Eu hein... Cadê a educação, mona?
Xx: Educação é o caralho! Cê não olha por onde anda não, é?
Ally: Ah, vai catar coquinho, garota! Cê acha que eu esbarrei em você de propósito?
Xx: Eu não sei e nem quero saber! Já vi que tu é novata por aqui, né? Olha só, eu não vou me estressar com gentinha como você, tá? Fui! - Ela falou já saindo, mas...
Ally: Claro, pessoas sem argumentos como você geralmente fogem, né? Covarde é assim mesmo!
Léo: Alícia, para com isso! Cê acabou de chegar e já quer causar confusão? - Me repreendeu.
Xx: Escuta aqui, garota... É melhor eu já ir te avisando algumas coisinhas sobre a minha pessoa... Acho bom você não se meter comigo!
Ally: Ah, é? Porque? Por acaso você é a rainha da escola?
Xx: Bom... Quase isso!
Ally: Ah, é? Então tá, "Rainha da escola"; eu também vou te falar umas coisinhas sobre a minha pessoa: Eu sou daquelas que não tem um pingo de paciência, então não tira a que me resta, tá?
Xx: Cê tá me desafiando? Toma cuidado, hein?
Ally: Ameaças não funcionam comigo, fulaninha de tal!
Xx: É Melissa, tá? Só pra constar!
Ally: Tanto faz, não perguntei seu nome.
Melissa: Cê vai ver só!
Ally: Ui, tô morrendo de medo! - Falei irônica.
Melissa: Idiota!!
Ally: Vem, Léo. Vamo sair daqui!

Saímos de perto daquela louca e...

Léo: CÊ TÁ FICANDO LOUCA, ALÍCIA? - Perguntou histérico e gritando.
Ally: Ué, que foi?
Léo: Que foi? Você ainda pergunta? Cê acabou de chegar e já quer começar o ano brigando? E ainda mais com uma garota que você nem conhece?
Ally: Não fui eu quem comecei. Foi ela, e você mesmo viu!
Léo: Não interessa, Alícia! Imagina só se o papai descobre que cê brigou no primeiro dia de aula?
Ally: É, eu sei que ia dar em merda, mas ele só vai descobrir isso se algum linguarudo contar! - Falei me referindo a ele.
Léo: Tá. Eu não conto. Mas se você brigar de novo com aquela menina eu falo tudo pra ele!
Ally: Relaxa. Eu não vou mais brigar com ninguém.

Fomos indo procurar a diretoria. Pra nossa sorte, encontramos a sala da diretora rápido. Pegamos o horário com a diretora, ela nos falou onde ficava a nossa sala e a gente encontrou rapidinho. Não tive coragem de bater na porta, então o Léo teve que fazer isso... Quando ele abriu a porta da sala, todos olharam pra gente... TODOS!


Notas Finais


Espero que cês tenham gostado! 💚
Continua??


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...