História Amor ou maldição - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Dumbledore, Arthur Weasley, Bellatrix Lestrange, Blásio Zabini, Draco Malfoy, Fred Weasley, Gina Weasley, Gregory Goyle, Harry Potter, Hermione Granger, Jorge Weasley, Lucius Malfoy, Luna Lovegood, Minerva Mcgonagall, Molly Weasley, Narcissa Black Malfoy, Neville Longbottom, Pansy Parkinson, Remo Lupin, Ronald Weasley, Severo Snape, Simas Finnigan, Sirius Black
Tags Draco Malfoy, Drarry, Harry Potter, Ronmione
Exibições 274
Palavras 2.228
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Escolar, Ficção, Fluffy, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá, gente a foto não tem nada a ver com o capítulo mas só que amo ela demais então resolvi colocar, bora ler?

Capítulo 8 - Eu não tenho vergonha de você


Harry on



- Está louca? Lógico que eu não beijei o Potter! Que absurdo - Draco diz e assenti, ele está todo vermelho, me deu vontade de rir mais segurei a risada não é um bom momento, agora temos que convencer para Hermione e Ron que não estávamos nos beijando.


- Credo, você beijou a doninha? - Ron diz e o fuzilo com os olhos, como alguém pode falar credo por beijar um homem lindo desse.


- Não me chame disso seu pobretão - Draco cuspiu as palavras em cima de Ron que fez uma careta.


- Parem, e é claro que não - Falei firme, sei que Hermione não acreditou nisso, mas vamos falar disso depois.


- Tá, não precisa ficar nervoso Harry - Ron disse.


- É Harry, como disse é só uma impressão, não tenho certeza - Hemione disse, ferrou quando ela olha com essa cara pra mim é porque mais tarde tem uma conversa ou melhor um sermão, tenho certeza que não foi só impressão, ela viu mesmo.


- Vamos para outro lugar? Que tal a loja dedos de mel? - Ron fala passando a mão na barriga, assentimos e fomos, não falamos mais nenhuma palavra durante o caminho, estava tudo muito tenso, eu estava morrendo de vergonha por ter beijado Draco, vergonha dele e vergonha dela, sabe ele também quis então suponho que ele também está com vergonha.


Mais também onde eu estava com a cabeça em beijar ele, Draco Malfoy, o menino que eu odeio desde que vi pela primeira vez, eu tenho que esquecer isso, tenho que apagar esse beijo da minha mente, pra todos os efeitos vou fingir que nada aconteceu, e ficar o máximo possível ignorando ele para que ele perceba que isso foi um grave erro e que não pode se repetir. O que mais me pertuba é que eu gostei e muito, os lábios dele, suas mãos firmes e carinhosas. Mais de qualquer modo não iria dar certo nada que houvesse entre a gente, então para nenhum lado sofrer, vou me afastar o máximo possível. Estão vendo até cogitar a idéia de que alguma coisa pode acontecer entre eu e Draco eu estou fazendo. Estou ficando louco!


- Oi Harry - Ginny disse me abraçando forte, ela era minha grande oportunidade de esquecer Draco, quero dizer o beijo que dei nele - Já penso, sobre aquilo? Falou.


- Ainda não pode me dar mais uma semana, estava muito ocupado - Falei, não pude deixar de olhar para Draco e o mesmo estava vermelho de raiva e suas mãos cerradas em punho, tão fofo… Harry para com isso, ele não é pra você o correto é você ficar com a Ginny ou qualquer outra.


- Claro Harry, pense com carinho, te adoro - Falou e saiu sorrindo.


- Claro - Disse fingindo intusiasmo.


- Pensa com carinho no que? - Ron diz.


- Para de ser tonto Ronald, a Ginny pediu o Harry em namoro e ele não a repondeu ainda - Falou revirando os olhos.


- Que legal Harry! Vou adorar ser seu cunhado - Ron diz e assenti, cotinuamos andando em silêncio, Draco estava muito quieto, jurava que ele iria reclamar o passeo inteiro, mas não foi isso que aconteceu, esse loiro está mesmo me surpreendendo, ele parecia perdido no mundo da lua. Ron entrou primeiro na loja dedos de mel e quando eu ia entrar também, Hermione puxou meu braço.


- Quero falar com você e com o Malfoy depois - Falou e olhei para Draco e o mesmo mantinha o olhar de desprezo para Hermione, assenti para ela que soltou meu braço e entrou na loja indo em direção ao Rony. Draco foi puxando meu braço para fora da loja no começo não entendi mas depois lembrei. Lá vem reclamação. Ele me levou para um lugar onde havia várias árvores e era quase impossível alguém nos ver.


- Porque me beijou? E ainda em público sabendo que alguém podia nos ver? - Falou, a raiva era aparente em sua face e em seus olhos.


- Porque? não gostou do beijo? - Falei, sério, tinha medo de ele não ter gostado.


- E-eu g-gostei - Falou abaixando a cabeça e ficando todo vermelho, peguei em seu queixo levantando seu rosto para ele olhar nos meus olhos.


- Então você tem vergonha de mim? - Falei olhando em seus olhos.


- C-claro que não, como alguém poderia ter vergonha de você - Falou e sorri, ele era muito fofo.


- Obrigado -Falei vendo ele corar.


- É que vão sair comentando, a Granger já sabe, então daqui a pouco todos vão saber - Falou ainda me olhando nos olhos.


- Calma Draco, ela é de confiança se eu pedir para ela não contar ela não conta então fique calmo, pelo que a conheço ela só vai dá uma bronca na gente e querer saber como aconteceu, pois creio que o que ela viu não foi impressão, ela dificilmente se engana - Falei e ele revirou os olhos.


- Grifinória e seu maldito defeito de se meter na vida dos outros - Falou.


- Ei - Falei e nós rimos.


Sei que falei antes que eu iria ignorar ele, mas não dá, ele simplesmente tira minha sanidade apenas com um sorriso ou um gesto, sabe eu também não quero ignorar ele, só acho que é o certo a fazer. Estou completamente confuso.


- Vamos, podem sentir nossa falta - Falou e se virou para sair, mas segurei em seu braço e o puxei para um beijo.


Devo ser muito louco mesmo para querer tanto assim beijar Draco Malfoy, gosto tanto do beijo dele que não consigo parar de desejar ele e seus malditos beijos e pior ainda quando eu tenho a opotunidade não consigo deixá-la escapar.


- Harry? - Disse ofegante, quando nos separamos do beijo.


- Fala - Disse acariciando seu rosto.


- Porque fica me beijando, sabe achei que você me odiasse e agora você está atencioso comigo e carinhoso. É estranho - Falou e eu o encarei.


- Sabe eu te odiava porque eu não sabia quem você realmente era, depois dessa maldição eu te conheci realmente e todo aquele ódio que eu sentia sumiu, até eu fiquei confuso com essa minha mudança repentina. E sobre está carinhoso com você, não sei o que eu estou sentindo em relação a você Draco, estou muito confuso, só que cada vez eu te desejo mais, eu não consigo mais me controlar - Falei e Draco sorriu.


- Entendi - Falou ele ainda sorrindo.


- E você, achei que também me odiasse e agora vejo que não me odeia mais e também você está diferente não está mais patético como sempre - Falei e ele revirou os olhos quando falei patético.


- Eu te odiava muito mas comecei a conviver com você e percebi que não é nada do que eu pensava, e eu só sou assim legal quando estou com gente que eu me sinto à vontade - Falou dando de ombros.


- Então você se sente à vontade comigo? - Digo e o mesmo assenti - Fico feliz por saber. Eu também me sinto à vontade com você, antes eu não me sentia, só que agora já me acostumei com você comigo o dia inteiro - Falei.


- Agora vamos que a sua amiga Granger e aquele seu amigo Weasley deve estar nos procurando feito idiotas - Falou e pegou na minha mão me arrastando para fora da mata. Sorri com seu gesto.


- Harry? O que estava fazendo com o Malfoy lá? - Ron perguntou vendo que a gente sairá da mata.


- Eles devem ter se perdido, é a primeira vez que Harry vem aqui, então é facil se perder - Hermione diz e suspiro aliviado, mais uma vez ela me livra de interrogatórios, só que temo que não vou conseguir me livrar das perguntas dela.


- A Ginny está te procurando ela quer ficar nesse passeio com você - Rony diz intusiasmado.


- Mais nem pensar, até parece que vou sair grudado com a Weasleyzinha comigo - Draco fala e agradeço mentalmente por ele está sempre comigo, porque se não, não iria conseguir me livrar dela. Ginny é extramente irritante, fica toda hora pedindo para que eu me deite com ela ou pedindo que fossemos à um canto e que nos beijemos lá, ela só pensa em sexo e em beijos, só sabe falar disso e outra, ela fica me agarrando toda hora. Particularmente não gosto dela e nem de sua aproximação.


- Olha a Ginny ali Harry, vou chamá-la pra você - Rony e sua mania descontrolada de querer me juntar com sua irmã.


- Acho melhor não Ron - Hermione diz.


- Ginny!! Ginny!! Encontrei o Harry - Gritou e Draco revirou os olhos.


- Eu mereço - Diz o loiro e Hermione olha séria pra ele.


- Tente ser simpático Malfoy - Disse a menina.


- Não prometo nada - Fala.


Ginny vem correndo em minha direção e me dá um abraço que quase me fez cair no chão.


- Está me sufocando Ginny - Falei.


- Ah, desculpe Harry - Disse. Ela era muito inconveniente.


- Vamos para onde agora - Mione diz tentando quebrar o clima chato que estava.


- Que tal andarmos por aí, ver algumas lojas sei lá - Rony diz e assentimos, ficamos andando sem rumo, entramos em algumas lojas que vendiam vassouras e voltamos de novo para a cerca que ficava perto da casa dos gritos. Ginny estava agarrada em mim o passeio inteiro, ficava me dando beijos na bochecha enquanto reclamava que nunca beijei ela, só que não prestei a atenção em nenhuma reclamação, só pensava nos beijos de Draco, o mesmo estava atrás de nós enquanto Rony e Hermione andavam conversando sobre algo, Mione até tentou puxar assunto com Draco mais ele não queria conversar, tentei várias vezes falar com ele sobre algo, mas Ginny não deixava e as vezes ele mandava eu ir se fuder.


- Vamos já está na hora de irmos embora - Falei me incomodando com Ginny mordendo minha orelha.


- Vamos - Ron diz e seguimos para o local onde todos iamos nos encontrar.


Chegando em Hogwarts fomos todos para nossos quartos, dei graças a Deus por esse pesseio ter acabado e agora poderia ficar a sós com Draco sem ter Gynny nem Rony nem Hermione por perto.


- Harry? Abra aqui - Ouvi Hermione gritar e fui junto com Draco abrir a porta.


- O que aconteceu? - Perguntei a ela.


- Lembra que falei que queria conversar com vocês, bom tive que esperar Rony e Ginny ir para seus quartos para falar - Ela diz, tinha até me esquecido que Mione queria falar comigo.


- O que quer? - Draco pela primeira vez se pronuncia a encarando.


- Porque estavam se beijando - Ela disse curta e grossa me espantei, mas Draco permanecia com sua cara de frio como sempre.


- N-ninguèm estava se B-beijando - Falei vacilante.


- Estávamos se beijando sim, mas não te interresa o porque - Draco diz e o fuzilo com os olhos, mas o mesmo está me ignorando desde que Ginny apareceu.


- Na verdade não me interresa mesmo, só vim avisar para terem mais cuidado, vocês ficam se beijando como se isso fosse normal, Draco Malfoy e Harry Potter se beijando, inimigos desde o primeiro ano -Falou fria e severamente -Só queria ajudar, mas como não precisam da minha ajuda, vou embora, então já está avisisado para que outra pessoa que não seja eu peguem vocês se beijando porque se isso acontecer vocês vão se dar muito mal - Falou e saiu batendo a porta.


- Porque contou a ela assim de bandeija - Disse, mas o mesmo continuou a me ignorar se sentando na cama que estava logo atrás de mim - Porque está me ignorando? - Perguntei me sentando ao seu lado.


- Me impressiona você não saber Potter -Falou me encarando com um olhar de desprezo, ele está bravo com alguma coisa.


- Não eu não sei, tem como você me explicar -Falei.


- Achei que você fosse decente - Disse rude.


- Eu sou decente, e porque você acha que eu não seja? - Digo indignado.


- Mal acaba de me beijar e já sai quase transando com aquela Weasley na frente de todo mundo - Falou com raiva. Não acredito Draco está com ciúmes de mim?


- Isso tudo é por causa de ciúmes - Falei rindo.


- Não eu não estou com ciúmes de você, só achei que fosse decente - Disse.


- Olha primeiramente eu não beijei ela ela que me beijou e nem foi na boca Draco foi na bochecha, segundo eu não gosto dela não precisa ficar com ciúmes - Falei sorrindo do bico que estava formado em sua boca, ele é realmente ciumento, nem temos nada ainda, imagina quando tivermos.


- Sei - Falou cruzando os braços.


- Você está parecendo uma garota apaixonada - Falei.


- Eu não sou uma garota -Disse me encarando - E não estou apaixonada, eu estou apaixonado - Disse e fiquei sério.


- E posso saber por quem? - Disse ainda sério.


- Não te interessa Potter -Falou e comecei a ficar com raiva.


- Já falei para me chamar de Harry -Disse.


- Que seja agora eu quero tomar banho se não se importa - Falou e se levantou, me levantei atrás dele ainda inciumado e com raiva em saber que Draco está apaixonado e que essa pessoa podia ser qualquer um, ah mais eu vou descobrir quem é essa pessoa e quando eu descobrir vou cruciar ela, por ter roubado o coração de Draco. Se bem que não me importo, ah deixa pra lá.


Notas Finais


Obgd por lerem tchauzinho 😍


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...