História Amor-Perfeito - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Boyslove, Bts, Jihope, Taegi, Taejin, Yaoi, Yoonmin
Visualizações 29
Palavras 1.011
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Adultério, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Adivinha quem ainda não acabou uma long-fic e já vem com outra?
Euzinha, prazer.

Na verdade estou postando essa fic novamente, espero que gostem dela assim como eu gosto! <3

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Amor-Perfeito - Capítulo 1 - Prólogo

Entre rejeição, fim e recomeço.

 

“Standing at the crossroads, trying to read the signs

To tell me which way I should go to find the answer...”


 

O mundo tinha virado de cabeça para baixo.

Andou a passos rápidos até encontrar a porta de número cinquenta e cinco, sua cabine. Usou o cartão de embarque para abri-la e só se permitiu respirar após se trancar ali dentro. Olhou em volta para confirmar que não havia mais ninguém consigo, apesar de estar em uma cabine privada. Retirou o boné e os óculos escuros que usava para esconder sua identidade, jogando-os sobre a cama de casal impecavelmente arrumada, onde também colocou uma das malas que trazia junto a si. Ouviu a sirene que indicava que a viagem ia começar e, sentando-se na beirada do colchão macio, observou através da janela a paisagem começando a passar bem lentamente...

A viagem até o fim do mundo duraria cerca de doze horas, talvez por irem devagar demais; queria ir mais depressa, precisava se sentir longe de tudo e todos, esquecer os olhares curiosos e críticos que recebia bem como os suspiros de decepção aqui e ali que conseguia ouvir, fosse na editora ou nas ruas.

De romancista famoso e renomado, passou a ser canalha infiel e descontrolado, inimigo do público. Tudo por culpa de um mal entendido Jimin viu sua vida ser colocada ao avesso e as consequências foram tão grandes que agora estava naquele trem, preso na cabine por conta do medo de ser reconhecido por alguém. Precisava sumir do mapa, e por isso estava se mudando, a cidadezinha simplesmente não existia para o restante do mundo.

Suspirou mais uma vez. Já havia perdido as contas de quantos muxoxos tinha deixado escapar durante as últimas horas enquanto remoía os acontecimentos que o obrigaram a se mudar. Repassava tudo em sua mente, tentava pensar em outra alternativa, mas as coisas não se resolveriam assim tão fáceis. Seu agora ex-namorado, sem querer, fez com que todos os seus fãs se tornassem seus inimigos usando somente poucas palavras. Como as pessoas podiam ser tão volúveis?

Em um dia ele era o escritor favorito de todos, desde adolescentes à donas de casa, era amado e todas as suas sessões de autógrafos lotavam, sempre era elogiado, aclamado, sequer conseguia sair de casa sem ser assediado... Mas agora, nem mesmo seu namorado o olhava no rosto, além de ter sido o responsável por todo o ódio gratuito que vinha recebendo, sequer pediu desculpas ou desmentiu o mal entendido.

Melhor dizendo, ex-namorado.

Esteve vivendo escondido por duas semanas, não aguentava mais o olhar julgador que recebia de todos à sua volta e a salvação veio somente quando seu editor ofereceu ajuda. O rapaz mesmo sendo tão jovem sempre lhe auxiliou como pôde, fosse em sua vida pessoal ou no trabalho, era muito profissional e dedicado. O que teria feito sem Jeon Jungkook? O editor ajeitou tudo para que pudesse se mudar às escondidas, somente soube o destino ao adentrar o trem, mas era melhor assim. Trocou de número, mudou a cor do cabelo e até mesmo substituiu os óculos por lentes para parecer outra pessoa... Sentia-se como um fugitivo.

Olhou no relógio de pulso, inquieto, somente para confirmar que ainda faltavam muitas horas para chegar em seu destino... Pegou o notebook e abriu o editor de texto, precisava desabafar, não aguentava mais ficar sem escrever. A escrita era sua paixão.

Encarou fortemente o cursor de texto que piscava...

E nada.

Não conseguia sequer organizar os pensamentos para descrever o que vivia. Todas as suas histórias foram baseadas nos próprios sentimentos, em seu relacionamento lindo e romântico de seis longos anos de puro amor e carinho... e no final, tudo se transformou em tragédia.

Resolveu verificar como sua reputação estava naquele dia, abriu o navegador no site de pesquisas e digitou seu nome, ainda era o número um nas buscas e as palavras relacionadas à si não eram as melhores. Algo que percebeu após o acontecido, foi que a cada dia que passava as coisas iam de mal à pior. Primeiro, foi rotulado de canalha e infiel; em seguida, passou a ser possessivo e opressivo e por último, mas não menos importante: descontrolado, já que acabou não conseguindo se conter quando um dia chegava na editora pela manhã e algumas pessoas começavam a ofendê-lo. Jimin revidou todas as ofensas e só piorou a situação.

Céus.

Desligou e guardou o notebook antes de se jogar sobre a cama para tentar relaxar. Acabou sentindo os olhos marejarem quando a lembrança de sua última conversa com o ex veio à mente. Sentia sua falta. Não entendia o motivo de tudo aquilo ter acontecido, as coisas iam bem, os dois sempre se falavam apesar das agendas muitas vezes não se encaixarem, quando se viam eram extremamente carinhosos um com o outro, inclusive foram eleitos o casal do ano pelo público... Jimin namorava o apresentador de televisão mais famoso de todo o país.

Precisava ser forte, se acostumar com a nova vida, dar a volta por cima e voltar a ser o homem genial e animado que sempre fora. Secou as lágrimas que tentaram escapulir dos olhos e virou o rosto, fitando através da pequena janela a paisagem passando vagarosamente...

A cor que invadia a cabine era alaranjada, o vasto verde dos campos que se estendia até o início do vermelho do céu sem nuvens viravam borrões de cores conforme o trem prosseguia com sua viagem em um ritmo quase inabalável, constante.

Desejava que sua nova vida fosse assim também, estável. E talvez até fosse, já que o pouco que sabia do local para onde estava se mudando era que a internet mal funcionava e que pouquíssimas coisas mudavam por lá.

Talvez a rotina da pequenina e pacata cidade fosse exatamente aquilo que precisava.

Resolveu dormir um pouco, visto que o corpo implorava por descanso e parecia que finalmente conseguiria descansar por mais de três horas...

Adormeceu com a bela imagem dos borrões verde e vermelho na mente e a ânsia por sossego e paz que embalava seu coração. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...