História Amor perfeito - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias League Of Legends
Personagens Lulu, Veigar
Tags Amor, Aventura, Romance, Sexo
Visualizações 135
Palavras 1.295
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Ecchi, Hentai, Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura! :3
(Desculpa os erros, hihihi)
70 FAVORITOS, AAAAAAAAAA <333333333 AMO VOCÊSSSSS

Capítulo 26 - Família


Veigar P.O.V

Acordo novamente, e logo percebi que Lulu estava mordendo meu dedo mindinho, assim como antes, ela percebeu que eu estava acordado, mas apenas deu uma risadinha

-Bom dia, coisinha fofa- sorri

-Bom dia, caolho- ela soltou meu dedo e deu uma risadinha, me deixando irritado rapidamente

-Caolho... ora sua...

-Fofa!- ela colocou a mão em minha boca, me interrompendo, e logo em seguida tirou- E você é um gatinho- Eu me lembrei daquelas malditas orelhas

-TIRA ISSO!- eu disse, emburrado

-Não!- ela fez uma carinha fofa, e eu não ia conseguir ir contra aquilo- Você fica fofo com isso, rawr!

-O que é isso?- perguntei, confuso

-É de gatinhos, RAWR!- ela avançou para cima de mim, e se deitou ao meu lado, me abraçando

-Tão linda...- pensei, parecia uma criança como antigamente... comecei a acariciar seu cabelo, ela chegou perto de meu pescoço e começou a sussurrar em meu ouvido

-Espero que não se importe, mas o seu sangue tem um gostinho bom- ela dei uma risadinha, me deixando um pouco desconfiado, quando eu passei a mão em meu pescoço, eu senti o machucado que ela deixou

-Então você é uma vampira...- sorri maliciosamente

-Só para você, meu malvadinho- ela começou a acariciar meu rosto, em seguida eu avancei para um beijo bem calmo, comecei a passar minha mão sobre seu corpo e ela começou a acariciar com mais intensidade, até que tivemos que separar por falta de ar

-Eu te amo...

-Eu também te amo, minha fofinha- sorri, após isso nós dois nos levantamos e nos arrumamos, do nada ouvi alguém chorando do lado de fora, eu fui ver quem era pela janela, era o Warwick, ele correu rapidamente para o terraço e deitou, tremendo de frio

-Acho melhor a gente levar um cobertor para ele- eu disse, com um pouco de pena

-O quê? quem?- Lulu veio para a janela e rapidamente ficou triste- Meu pobre lobinho!

-Você poderia ser atriz- dei uma risadinha

-Andei pensando nisso- rapidamente ela desceu as escadas com um cobertor

-Tão protetora...- suspirei

Lulu P.O.V

Realmente estava um frio terrível ali fora, até eu comecei a me arrepiar com aquilo

-Warwick! vem cá!- chamei ele, rapidamente ele me acompanhou e entrou em casa

-Desculpa qualquer coisa... eu não aguento muito frio assim...

-Oh, não se preocupe com isso- ele estava tremendo muito ainda, toquei em seu pescoço e percebi que ele estava bem quente

-O que houve?- eu vi Veigar acompanhado da Pix descendo as escadas

-Eu acho que o Warwick está com febre...- suspirei, meio triste

-Oh, coitadinho!- Pix chegou perto de nós- Não se preocupe, nós tomaremos conta de você!

-Lobo com febre? essa é nova para mim- Veigar ficou confuso

-Vem cá- com meu cajado, comecei a usar uma magia de cura nele, mas eu não era muito experiente com gripes e outros, então talvez levasse algum tempo, Veigar se sentou ao nosso lado e começou a acariciar o Warwick, do nada, ouvi um barulho na porta da frente, parecia ser alguém arranhando, e logo em seguida nós ouvimos um chorinho vindo de fora

-De novo? o que será agora?- perguntei, quando eu abri a porta, era uma caixa com alguns furos no topo, com um papelzinho escrito "JOGUE NO LIXO", e dentro estava uma caminha com um lobinho, mas era bem pequeno, AQUILO ERA FOFURA DE MAIS PARA MIM EU ACHO QUE VOU DESMAIAR!

-O que foi?- Veigar chegou perto de mim, rapidamente fechei a caixa, eu queria que aquilo fosse uma surpresa

-Não, não é nada!- fiz um sorriso forçado, rapidamente entrei em casa e subi as escadas, entrei em meu quarto e fechei a porta, abri a caixa e percebi que ele estava com medo de algo-O que foi amiguinho?- quando eu tentei tocar nele, ele começou a se afastar

-Não encoste em mim...

-Você fala!- eu fiquei animada, mas logo a minha alegria sumiu, quando eu percebi que ele estava com bastante machucados de cortes e arranhões, mas estavam cicatrizados

-Sim...

-QUEM FEZ ISSO COM VOCÊ?- eu disse, quase chorando

-Vários humanos...- eu podia sentir a dor dele...

-Por favor, confie em mim, não vou fazer nenhum mal a você- estendi minha mão, ele ainda parecia estar um pouco desconfiado

-Eu sei que você vai, já estou ao ponto de me acostumar...

-Como eu posso te provar isso?

-Eu sei lá

-Já sei!- eu tirei ele de dentro da caixa e comecei a acariciar ele

-Bom, eu nunca mais tinha sentido carinho, obrigado...

-De nada, coisinha fofa!- dei uma risadinha- Qual o seu nome?

-Eu não tenho um nome... você pode escolher, se quiser

-Vou te chamar de Max!- ergui ele- Ah, nós temos outro lobo aqui, quer conhecer ele?

-Eu não sei... eu ainda estou com medo...

-Bobagem, vocês vão se dar bem!- dei uma risadinha, em seguida, coloquei ele em meus braços como se fosse um bebê, saí do quarto e desci as escadas, mas fiquei de costas

-O que é isso, Lulu?- Veigar perguntou

-Bom, é apenas uma companhia para o Warwick- me virei e deixei o Max no chão, bem perto dele

-O QUE VOCÊ ESTÁ FAZENDO?- Veigar sussurrou, quase gritando- ELE VAI ASSASSINAR O FILHOTE!

-Tem certeza?- apontei, Warwick estava apenas imóvel, mas logo em seguida ele tinha estendido as duas patinhas para Max, o mesmo se deitou nelas

-Mas o quê...?

-Eu sabia que ele iria ser uma boa figura paterna- sorri, Warwick apenas "fechou" os braços, como se tivesse dando um abraço nele, e ambos começaram a cochichar, eu comecei a acariciar ele e percebi que sua febre estava diminuindo

-Que coisa mais linda...

-É Pix, nossa família está completa- suspirei, me afastando deles

-Eu admito, isso é bonitinho- Veigar colocou a mão em meu ombro

-Obrigado- dei uma risadinha

??? P.O.V

-Olha aquilo... eu sinto pena deles terem se apegado tanto ao lobo- dei uma risadinha

-Vai ser uma grande perda para os ratinhos...- ele sorriu- Vamos lá?

-É claro, meu amor- dei um selinho nele, nós descemos da árvore e começamos a caminhar em direção a entrada da cidade, mas imediatamente paramos quando vimos um yordle com uma lagarta... ou seja lá o que for aquilo, saindo do meio das árvores

-Quem são vocês?- ele perguntou, descendo do bicho com uma arma

-Eu é que quero saber quem é você- retruquei

-Cale a boca, sou eu que faço as perguntas aqui!- ele gritou, eu simplesmente não conseguia acreditar no que eu acabei de ouvir

-Ora seu yordle desgraçado!- comecei a segurar três de minhas penas afiadas

-Cai dentro sua galinha!- ele gritou de novo, naquela altura eu já estava louca para matar aquele desgraçado, foi quando um brilho roxo apareceu do nosso lado, eram aqueles idiotas do vazio, Malzahar e Kassadin

-O que foi? vai vir com covardia agora?- perguntei, bastante furiosa

-Me respeite sua galinha, eu sei que eles estão do seu lado!

-CALEM A BOCA VOCÊS DOIS!- Kassadin trovejou

-E quem é você para mandar em mim?- o yordle retrucou

-Esqueçam...- Malzahar suspirou

-Enfim, quais são os nomes de vocês?

-E por que você quer saber?- ele desconfiou, aquele yordle realmente me irritava

-Nós conhecemos vocês dois, eu sou Rakan, e essa é a Xayah- ele sorriu, acariciando meus cabelos

-E eu sou Kled... mas eu não confio no cara com asma não hein!

-Olha, você me respeite, seu idiota- Kassadin ia avançar em Kled, mas Malzahar o interrompeu

-Mudando de assunto... eu acho que todos nós temos um objetivo em comum

-Não... não temos um objetivo, nós somos livres, apenas iremos matar aquele lobo idiota dos yordles- eu disse

-E eu quero que aqueles desgraçados paguem o que fizeram comigo em Demacia!- Kled gritou

-Olha que coincidência, nós temos isso em comum, nós somos contra aqueles ratinhos também!- Kassadin exclamou

-Eu não quero saber, nós trabalhamos sozinho- respondi

-Ora por favor... nós ainda vamos recompensar vocês pela ajuda

-O que você acha?- perguntei para Rakan, ele apenas acenou positivamente com a cabeça-Tá bom... mas eu não vou abaixar minha guarda por vocês- eu estava com um olhar sério

-Eu vou acompanhar vocês... mas se estiverem me enganando, eu vou estourar seus miolos!- Kled gritou

-Então, acordo feito?

-Sim- dissemos ao mesmo tempo

-Ótimo, e as coisas vão funcionar assim...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...