História Amor Perigoso - Capítulo 4


Escrita por: ~

Exibições 216
Palavras 1.355
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Luta, Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


E aí, pessoas! Tudo bem? Comigo tudo ótimo! A foto que eu escolhi é da Brynn Rumfallo, que é a garota que eu me inspirei para a Brynn (namorada do Adrian), junto à Margot Robbie, que fez a Arlequina (Harley Quinn). Espero que gostem do capítulo, beijos!

Capítulo 4 - O Sequestro


Fanfic / Fanfiction Amor Perigoso - Capítulo 4 - O Sequestro

Jack havia saído do carro pela janela do banco da frente, aproveitando que Adrian estava ligando para sua equipe, ele se apoiou no carro ao máximo. Quando Adrian foi ao lado do banco do motorista, e olhou na janela, Jack correu até onde Marinette estava e se abaixou, pegou Marinette, e se escondeu atrás de uma lixeira. Adrian olhou em volta, e não viu ninguém, nem mesmo Marinette. As pessoas em volta estavam começando a chegar, Jack aproveitou a muvuca, e levou Marinette para um beco escuro. Ele pegou o telefone e ligou para Mackenzie.

- Mackenzie? Traga o carro, agora. – Disse ele, falando baixo para não ouvirem.

- Agora? Pra onde? – Perguntou ela, meio ofegante, também, ela estava no meio de um treino.

- Sim, agora. Estou perto da avenida mais próxima da torre Eifell, num beco escuro. – Disse ele.

- Ok, to indo. – Disse ela, desligando o telefone.

- Calma, Marinette. Você vai ficar bem. – Disse Jack, abraçando Marinette, que estava inconsciente.

Mackenzie chegou alguns minutos depois, ela parou o carro em frente ao beco, e Jack levou Marinette para o banco de trás.

- O que aconteceu?! – Perguntou Mackenzie, olhando para Marinette.

- Entra no carro que eu te explico. – Disse Jack, fechando a porta do carro.

Adrian

Adrian ficou bastante confuso. Os dois sumiram, ele olhava em volta e só via outras pessoas aproximando. A equipe de Adrian, junto com seu chefe, acabaram de chegar.

- Onde está Jack? – Perguntou Carter, indo até Adrian.

- Er... então, sobre isso. Ele sumiu. – Disse Adrian, com receio de querer descobrir a reação de seu chefe.

- Você o perdeu?! Vocês o perderam?! – Disse Carter, olhando para o resto da equipe, furioso.

- A garota começou a atirar no carro, e nos perdemos o controle do nosso carro. Desde então ficou nas mãos de Adrian. – Disse Elliot.

- O carro capotou e com o Jack dentro e você me diz que consegue perdê-lo?! – Disse Carter, olhando para Adrian, com fúria.

- Ele sumiu! Eu olhei aqui no banco do motorista e não o encontrei! – Disse Adrian.

- E a garota?! Me disseram que ela estava com ele! – Disse Carter.

- Sumiu, também. – Disse Adrian, olhando para baixo.

- Vamos embora, tem muita gente aqui. – Disse Carter, logo, a equipe toda de Adrian obedeceu, inclusive ele.

Marinette

Mackenzie continuou dirigindo a vã, enquanto Jack ficava do lado de fora, procurando medicamentos na vã.

- Mackenzie, cadê a maleta de primeiro socorros? – Perguntou ele, mexendo em tudo.

- Tá em baixo do banco da Marinette. – Disse ela, sem olhar para Jack, já que estava dirigindo.

- Ok... – A vã parou num sinal vermelho, Jack olhou pela janela, e viu uma garota loira, com um jaleco, de óculos de grau, ligando para alguém. Jack teve uma ideia. – Espere aqui. – Ele desceu do carro, e foi em direção à garota, essa garota? Brynn.

Brynn estava ligando para Adrian, mas ele não atendia. A ligação só caia na caixa postal.

- Oi, amor, eu estou tentando te ligar há um tempinho, pode me atender? Beijos. – Disse ela, deixando um recado. Logo quando desligou seu telefone, Jack se aproximou dela, e a puxou para um canto onde ninguém via nada.

- Silêncio. – Disse ele, tampando a boca de Brynn, e segurando seus braços. Jack a empurrou em direção à vã, conseguindo com que ninguém visse. Ele abriu a porta, e jogou Brynn dentro, e logo depois entrou. Ela viu Marinette no banco, e se lembrou da garota que havia esbarrado com ela mais cedo, e viu todos seus machucados, e se desesperou. Ela colou do outro lado da vã, tentando abrir a porta. Jack segurou o pescoço dela e disse: - Fica quieta que vai ser melhor. Tá vendo ela? – Perguntou Jack apontando para Marinette. Brynn concordou com a cabeça. – Cure os machucados dela, agora. E a faça acordar. Se não fizer o que eu digo, eu vou te matar. – Disse ele, apenas ameaçando. A vã continuou andando, e Brynn segurou as lágrimas, para poder ajudar Marinette.

- O que aconteceu para ela estar assim? – Perguntou Brynn, abrindo a maleta de primeiros socorros.

- Acidente de carro. – Respondeu Jack, rapidamente.

- Acidente de carro? O carro bateu no quê? – Perguntou Brynn, pegando alguns algodões.

 - Você faz perguntas demais. – Disse ele, olhando para Brynn.

Brynn começou a cuidar dos machucados de Marinette, enquanto ela acordava devagar. Mackenzie ainda dirigia, e Jack ficava de olho em Brynn.

- A polícia. – Disse Mackenzie, chamando a atenção de Brynn e de Jack. Ele apontou um dedo para Brynn e um olhar ameaçador. Ele passou para o banco da frente.

- Estão cercando a área do acidente. Dê a volta. – Disse Jack, apontando para um caminho.

- Não vamos para a sede? – Perguntou ela.

- Não. Com aquela loira ali não podemos ir. – Disse ele, voltando para o banco de trás.

Brynn havia colocado todos os curativos em Marinette, que agora, acordava.

- Marinette? Acorda. – Disse Jack, segurando o braço de Marinette, onde não estava machucada.

- O que... o que aconteceu? – Perguntou ela, abrindo os olhos, e olhando em volta.

- Estávamos naquele carro, lembra? E o carro bateu. – Disse Jack, tentando não dar muitas pistas para Brynn do que ele estava falando.

- Despistamos o Agreste? – Perguntou Marinette, um pouco tonta. Brynn arregalou os olhos.

- Sim, meu amor. Vem aqui. Achei que havia te perdido. – Disse ele, abraçando Marinette.

- Quem é essa? – Perguntou Marinette, olhando para Brynn. Marinette demorou a reconhecê-la, mas logo lembrou da garota com quem trombou no hospital.

- Uma médica qualquer que eu achei por aí. – Disse Jack, separando o abraço de Marinette.

- Me sinto um pouco tonta. – Disse ela, colocando a mão na cabeça. – Meu corpo todo dói. – Disse ela, se apoiando no banco.

- Bom, se quer ser quem quer ser, amarre a garota. – Disse Jack, voltando para o banco da frente. Marinette pegou uma corda, Brynn começou a ficar mais ofegante.

- Por favor, me deixe sair daqui. – Disse Brynn, cochichando.

- Foi mal, mas não vou poder. – Disse ela. – Não vou te machucar. – Disse Marinette, ela virou Brynn e amarrou suas mãos para trás. – Obrigada. – Cochichou ela, para somente Brynn ouvir.

- É-É o meu trabalho. – Disse ela. Brynn estava disposta a fazer Marinette gostar dela, se ela conseguir havia uma chance de ser libertada, mas se ela não conseguir, as chances eram mínimas.

Marinette se sentou ao seu lado, e fechou os olhos, para tentar escapar das dores de cabeça. Brynn aproveitou, e começou a tentar pegar o celular no bolso do jaleco, mas não obteve sucesso.

- É melhor você não pegar esse celular. – Disse Jack, sem olhar para Brynn.

Caralho, o cara sabe de tudo!

Pensou Brynn. Jack se virou, e pegou o celular de Brynn no bolso dela. Brynn se arrependeu completamente de ter demonstrado ter um celular. Se Jack abrir o celular, vai ver ligações para o Adrian. O que só vai a encrencar mais.

- Marinette, quebra o celular dela, por favor. – Disse Jack, entregando para Marinette, que abriu um dos olhos.

- Ok.

- Não acha melhor olhar o celular? – Perguntou Mackenzie.

- É mesmo, Marinette, pode começar. – Disse Jack, se virando para frente. Marinette apertou o botão, e a luz do smartphone ligou. Marinette viu uma foto da Brynn e do Adrian, ela tentava reconhecer o loiro, mas não conseguiu.

- Qual a senha? – Perguntou Marinette, para Brynn.

- Marinette, não perguntamos qual a senha, apenas entramos hackeando. – Disse Jack, sem paciência.

- Mas eu não sei hackear. – Disse ela, com tom de obviedade.

- Dá aqui. – Disse ele, Marinette entregou o celular. Jack olhou para a foto, e reconheceu Adrian. – O que o Adrian Agreste é seu? – Perguntou Jack, olhando para trás, mais diretamente, para Brynn.

- Ele não é nada meu. – Disse Brynn.

- Não minta. – Disse Jack, passando para trás do carro.

- Não estou mentindo. – Brynn começou a chorar.

- O que o Adrian Agreste é seu?! – Perguntou, com raiva.

- Namorado. – Ela disse, chorando. Marinette arregalou os olhos, e olhou para Brynn. Jack sorriu.

- Isso muda tudo. 


Notas Finais


E aí, gostaram? Espero que sim! Um grande beijo para quem está me apoiando, e lendo, e comentando...

Eu tenho uma notícia bem triste para dar, mas vamos lá:

Como semana que vem, é a minha semana de prova, eu provavelmente não vou poder postar por uma semana, mas eu vou tentar, vou mesmo. Mas enfim...

A foto que eu escolhi para capa é uma foto da Brynn Rumfallo, que é a garota que eu me inspirei para a Brynn (namorada do Adrian), junto à Margot Robbie, que fez a Arlequina (Harley Quinn).

Espero que tenham gostado!

Beijos e Queijos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...