História Amor por Acidente - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Lucy Heartfilia, Rogue Cheney, Skiadrum, Sting Eucliffe, Yukino Aguria
Tags Stincy
Exibições 37
Palavras 1.219
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Capítulo I


Rogue: Você não se lembra moça do que aconteceu?

Lucy: Não lembro muito bem, minha memória está voltando aos poucos. Ah! Meu Deus, que falta de educação a minha, acabei me apresentando pros seus pais e sua irmã, mas não me apresentei pra você - Lucy estende as mãos pro garoto a sua frente - Me chamo Lucy - Lucy da um belo sorriso ao sentir as maos macias de Rogue. 

Rogue: Prazer em te conhecer Lucy, eu me chamo Rogue - Rogue fica meio sem jeito ao responder a bela jovem a sua frente, fica incrivelmente sem jeito ao tocar a mão da senhorita. " Como ela tem uma mão tão bela e suave " cora um pouco com o seu próprio pensamento e em seguida solta a mão da moça, pra poder se afastar um pouco dos seus pensamentos resolve trocar de assunto - Então Lucy, do que você se lembra?

Lucy: Do acidente? Lembro - me pouco, quase nada.

Senhor Skiadrum interrompe o diálogo. 

Skiadrum: Rogue cadê o seu irmão?

Rogue: Ah, pai! Não consegui acordá - lo, ele deve estar muito cansado.  - Disse ele em tom desanimador. 

Weisslogia: Deixe - o dormir. Se não me engano, seu irmão ficou até tarde preocupado com Lucy. 

A jovem olhando para os pais de Sting faz um pedido:

Lucy: Posso vê - lo? Não o acordarei, prometo, eu o deixarei descansar, mais tarde posso conhecê - lo.

Dona Weisslogia tomou a iniciativa:

Weisslogia: Claro, minha filha, claro que sim. Entendo que esteja curiosa. Vamos, Rogue sente para tomar o seu café, deixe que sua irmã leve a Lucy ao quarto de Sting. 

Yukino, ouvindo o pedido de sua mãe, chamou a moça acidentada para visitar o quarto de seu irmão e assim conhecer o jovem que a salvou. 

Yukino: Lucy, este é o quarto de meu irmão, entre e por favor não olhe a bagunça, esses dois não tem jeito, jogam tudo por ai! 

Yukino e Lucy soltam uma pequena risada, logo depois Lucy entra no quarto do seu " Heroi ", sem se preocupar com a bagunça, e Yukino volta para sala.

Sting nem imaginava o que aconteceria, a moça salva por ele estava ali, de pé em sua frente vigiando seu sono e observando todos os detalhes do seu corpo. 

A sensação para Lucy foi estranha, não entendia o porquê de ficar inquieta diante do loiro que a salvou, deu - lhe um beijo na testa e aproximou sua boca na orelha do jovem e murmurou: 

Lucy: Sting! Sting! Não o conheço, mas agradeço ao destino por ter te colocado no meu caminho e ter salvado a minha vida. Obrigada!

O cheiro de menta que vinha de Sting, invade as narinas de Lucy, que acaba se perdendo no rosto sonolento do jovem a sua frente, aquele cheiro incrível que vinha dele embriagava Lucy de um jeito incrível, a jovem sem saber o porque daquilo, se retira o mais rápido possível do quarto do loiro e resolve voltar à cozinha, onde encontraria dona Weisslogia, pessoa com quem havia feito uma pequena amizade. No percurso, a moça se depara com seu Skiadrum. Este avisa a moça:

Skiadrum: Estou indo a cidade grande para trabalhar, irei buscar informações sobre seu acidente e comunicar às autoridades sobre o ocorrido. Creio que em pouco tempo seus amigos e parentes virão a seu encontro. 

Lucy: Obrigado, nem sei como agradecer. 

Skiadrum: Que nada, minha filha, estamos nesse mundo para ajudar uns aos outros. - Disse seu Skiadrum saindo em direção à garagem. Lucy continuou seu trajeto a cozinha. 

A jovem ao chegar à cozinha novamente é recebida com o carinho da dona da casa. Esta foi logo dizendo:

Weisslogia: Você viu o Sting?

Lucy: Vi sim. Ele ainda dorme, deve estar muito cansado, seu sono é profundo.

Weisslogia: Ô, minha filha! Ali dorme como uma pedra. Venha, sente aquí, vamos conversar, quem sabe durante a conversa você não se lembre de mais detalhes da sua vida. 

Lucy: Dona Weisslogia, onde estão o Rogue e Yukino?

Weisslogia: Bem, Rogue saiu para ver alguns amigos e Yukino esta me ajudando nos afazeres domésticos. Ela deve estar arrumando a sala. Mas, não se preocupe combinamos de não contar sobre o acidente de ontem, pelo que parece, ninguém notou, então não queremos falar nada até descobrimos mais de você. Se contássemos tudo o que aconteceu, alguns não acreditaria eooutros ficariam fazendo milhares de perguntas a você, o que acho inapropiado, pois você está cansada e além do mais, não se lembra de tudo o que aconteceu. 

Lucy: A senhora está certa, no momento não gostaria de muitas perguntas. 

Dona Weisslogia, apesar do discurso, não parava de pensar no encontro de Sting e Lucy, os dois principais envolvidos na história, no entanto, havia muito que fazer em casa. Lucy insistia em ajudar as anfitriãs, mas dona Weisslogia não concordava. Então chamou a moça para ir até a casa de seus pais que se localizava a poucas casas dali. Chamou sua filha e disse:

Weisslogia: Yukino, irei à casa de seus avós com Lucy. 

Yukino: Mas mãe... Se perguntarem sobre ela?

Weisslogia: Não se preocupe, direi que Lucy é uma colega de faculdade de Sting, que veio fazer um trabalho aqui em casa. E se perguntarem pelos machucados, Lucy dirá que foi uma queda de bicicleta. 

Yukino: Tudo bem!

La foi dona Weisslogia visitar seus pais. Enquanto andavam, Lucy era o centro das atenções. Os rapazes da cidade ficaram admirados com a sua beleza. Assobiavam e falavam algumas frases de elogios, até brincando com dona Weisslogia. 

??: Dona Weisslogia, quem é a florzinha? Por favor, me apresente.

Dona Weisslogia só fazia rir.

Enquanto isso na casa da dona Weisslogia, Sting acorda. Com a cabeça doendo sem saber se aquilo tudo foi sonho ou verdade. Ele foi ao quarto de Yukino para ver se a jovem estava lá ou se foi fruto de sua imaginação e o encontra vazio. Yukino ja havia terminado seus afazeres e também foi dar uma volta deixando Sting só com seus pensamentos.

Sting se convencera de que tudo não havia passado de um sonho, uma ilusão de sua cabeça. Ele resolve sair para ver os amigos, estava de férias do trabalho e poderei fazer muitas coisas no seu tempo livre, a principal naquele momento era tirar aquele sonho tão real da cabeça. 

Não muito longe dali, dona Weisslogia resolve voltar para casa, o almoço estava próximo. A moça havia se distraído, mostrou gostar da pequena cidade e dos pais de dona Weisslogia. A volta não foi diferente. Lucy continuava desviando olhares, chamando atenção. 

Chegando à casa, quase todos ja se faziam presentes. Seu Skiadrum havia chegado mais cedo para contar as novidades a Lucy. Rogue também estava lá, juntamente com Yukino. Só faltava Sting que sairá desnorteado. 

Dona Weisslogia, preocupada com o filho, foi ao seu quarto para ver como estava, o encontra vazio. Seu filho ja havia saído. Apreensiva, chama Lucy:

Weisslogia: Lucy, Sting ja acordoue nnão encontrou ninguém em casa, ou ele foi a nossa procura, ou então acredita que tudo não passou de um sonho. 

Lucy: Será, dona Weisslogia, por que ele pensaria que foi sonho?

Weisslogia: Porque não achou nenhum vestígio seu. Sua roupa que estava molhada e rasgada foi jogada fora, você está com uma roupa da Yukino. Diga - me o que prova que você esteve aqui?

Lucy: A senhora está certa, ele deve estar confuso. Vamos procurá - lo!


Continua....



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...