História Amor proibido - Mabe - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Thundermans
Personagens Barbara "Barb" Thunderman, Billy Thunderman, Hank Thunderman, Max Thunderman, Nora Thunderman, Phoebe Thunderman
Tags Incesto, Mabe, Nilly
Visualizações 76
Palavras 1.030
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Romance e Novela, Super Power
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Capítulo 2


Max Thunderman Point Of View

Tentei tirar esses pensamentos estranhos da minha cabeça. A única coisa que sentia por Phoebe era ódio, 

É só isso Max, você confundiu! 

Suspirei e segui para o banheiro, liguei o registro e deixei a água cair enquanto me olhava no espelho. Se era só confusão de sentimentos, por que eu não conseguia parar de pensar em seu sorriso? Ou seu modo de andar, ou em como fica linda irritada? 

Max, o que está havendo com você?! 

Balancei a cabeça de entrei no box. A água quente caía sobre meu corpo relaxando o mesmo. Mas a maldita da Phoebe não saia de minha cabeça! Seus olhos, o caimento de seus lindos cabelos, seu corpo tudo isso tomava conta dos meus pensamentos, mas eu não queria!

Eu só queria odiar ela, fazer ela de idiota e rir quando ela cair em umas das minhas pegadinhas. Quero zoar com ela sem me preocupar se ela vai ficar triste ou não! Meu Deus como isso é difícil! Eu não quero ver ela triste, e muito menos deixar ela triste…

Sai do box e puxei uma toalha, cobrindo a parte de baixo. Sai do banheiro e desci as escadas para ir ao meu covil pôr uma roupa. Mas acabo dando de cara com Phoebe que saia do quarto, provavelmente indo para o principal banheiro, aonde eu saí quase agora

— Pheobe?! – perguntei assustado, tentando cobrir meu corpo. Mesmo estando com a toalha, ainda estava muito exposto a ela

Vi seu rosto se tornar uma avermelhado, ela estava com vergonha. Bom, eu também.

— E-eu estav-a-a indo tomar b-a-anho – ela mexeu no cabelo, mostrando que estava mesmo muito envergonhada

— Mas você não tem banheiro no seu quarto? – perguntei confuso. 

Meu covil e o quarto do Billy e da Nora eram os únicos que não tinham banheiro. Bom, meu covil não era para ser um covil, então já explica muita coisa…

Mas o dela tinha, então não entendia o do porquê ela não usá-lo 

— Sim, mas a água não está esquentando. Papai não vai pagar alguém para arrumar, então eu ia usar o principal… – concordei e desci

Meu Deus, como eu ia olhar nos olhos delan novamente? Ela me viu praticamente nu!

Depois que me vesti, deitei na cama e tentei dormir. Mas com Colosso isso era quase impossível… fiquei algumas horas tendo que aguentar ele falando mal do Hank


Phoebe Thunderman Point Of View

Depois do acontecimento na sala, eu ainda estava assustada. Max me protegendo? Isso era estranho. Ainda mais ele que queria dizer ao pai.

Enquanto subia as escadas pensando, sorri sem perceber. Max estaria mudando? Queria muito que sim, quem sabe ele se torna um super-heroi e não um vilão

Fiquei conversando com Cherry até uma certa hora, quando ela precisou desligar porque seu irmão tinha colocado um balde na cabeça e tinha ficado preso. Ri e desliguei, talvez Cherry fosse maluquinha por conta da família… 

Resolvi tomar banho, peguei uma muda de roupa e meu celular saindo do quarto, porém dei de cara com Max, saindo do banheiro, apenas de toalha… 

Corei na hora. Eu estava nervosa, sem querer imaginei coisas impuras e me repreendi mentalmente por isso

Phoebe, pare com esses pensamentos!

Mandei para mim mesma. Bem estranho…

— Pheobe?! – ele perguntou assustado e senti meu rosto corar mais ainda - se fosse possível -

— E-eu estav-a-a indo tomar b-a-anho – mexi no cabelo, gesto que fazia quando estava envergonhada

— Mas você não tem banheiro no seu quarto? – ele perguntou confuso, fazendo uma careta fofa

Admirei sua bele… 

Phoebe!

— Sim, mas a água não está esquentando. Papai não vai pagar alguém para arrumar, então eu ia usar o principal… – ele concordou rápido e desceu mais rápido ainda. 

Segui para o banheiro agora envergonhada. Seu corpo não saia de minha cabeça, e por um segundo que só, imaginei-me tocando seu tronco musculoso

Aliás, aonde ele conseguiu aquilo tudo? E por onde escondeu por tanto tempo?

Neguei me olhando no espelho. Por o banheiro ser um pouco pequeno, o espelho estava embaçado ainda então não consegui ver meu reflexo por completo. Desisti e me despi entrando no box sentindo a água quente caindo no meu corpo. Agradeci mentalmente. Aquilo estava muito bom! 

Lavei meus cabelos. Senti forte cheiro de morango do shampoo. Sorri saboreando o gosto cheiro. Isso havia me dado fome, então sai e me sequei. Vesti o pijama que tinha usado e desci as escadas tomando cuidado para não tropeçar, afinal, as luzes estavam apagadas. 

Quando terminei de descer, percebi a luz da cozinha ligada. Me tremi imaginando ser algum ladrão

Qual é Phoebe, você é uma super heroína, não pode ter medo do crime! 

Segui com cautela e peguei uma almofada no caminho. Quando cheguei na cozinha, dei com a almofada no "bandido" e já estava pronta para congelá-lo, mas escutei a voz do Max e percebi que era um engano

— Nossa Max, você me assustou! 

— Desculpa Pheobe – ele disse rindo. 

Lembrei da cena mais cedo e corei. Ele pareceu lembrar, mas não tocou no assunto. Ignorei agradecida, não queria falar sobre isso 

— E então, o que faz aqui? – escutei sua voz. Ele estava sentado sobre a bancada e eu estava vasculhando a geladeira 

— Procurando algo para comer. Meu shampoo meu deu fome – ri, pegando o leite. Abri os armários e peguei um pacote de cookies

— Ah – disse apenas, rindo. 

Um silêncio constrangedor se formou entre nós. Apenas nossas respirações eram ouvidas. Ele bufou

— Phoebe sobre mais cedo… – ele deixou a frase morrer. 

— Não tem nada. Aliás, você é muito magrelo! – menti rindo. 

— Eu sou magrelo? Você vai ver o magrelo – ele se aproximou fazendo uma cara de mau, o que não deu certo. Ele era bonito demais para me assustar

Max começou a fazer cócegas em mim, comecei a me remexer tentando me soltar de seus braços. Quando ele parou, olhava em meus olhos. Nossas respirações começavam a se misturar, meu corpo ficou quente e eu senti uma força sobrenatural me consumir. Eu queria beijar meu irmão. Aquele garoto que sempre odiei, agora queria beija-lo!

Me afastei, correndo para o meu quarto e tranquei a porta. Meu Deus o que estava fazendo! Isso é loucura! 

Tentei dormir, mas isso só foi possível depois de um longo momento pensando em Max


Notas Finais


Posteiii! Finalmente não é? Prometi outro no mesmo dia, mas eu não consegui, desculpa mesmo. Pelo menos postei hoje hahaha

E então, gostaram? Comentem sua opinião sobre o capítulo e fanfic. Se está boa, ou em que preciso melhorar.

Amo vocês ❤ até o próximo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...