História Amor Proibido - Capítulo 5


Escrita por: ~ e ~emyswanjones

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Capitão Killian "Gancho" Jones, David Nolan (Príncipe Encantado), Emma Swan, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood
Tags Captainswan Regina Mills, Emma Swan, Killian Jones, Outlawqueen, Robin Hood
Exibições 77
Palavras 1.675
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi, oi, peoples!
~emyswanjones

Capítulo 5 - Fraca e com fome.


POV Emma

Acordo, meio tonta, e sinto uma dor em meu corpo todo, tento me mexer mas não consigo, e percebo que estou toda amarrada com umas cordas, tento visualizar local em que estou, mas está muito escuro, e não consigo identificar nada.. e o pior está frio pra caramba aqui
Aos poucos a memória dos últimos acontecimentos vão voltando e eu me dou conta que fui sequestrada por aquele ladrãozinho de merda! Aaaaain que ódio!! Eu tava quase recuperando o distintivo, mas novamente dou brecha..
Começo a tentar me soltar, mas em vão.. as cordas não só amarram minhas mãos, como meus braços e o corpo todo, e eu também estou muito fraca pra fazer esforço, começo a gritar loucamente, pra ver se alguém aparece

Emma-HEEEEY!!! TEM ALGUEM AQUI!!!? SOCORRO!! ALGUEM ME AJUDA!!!!

Até que ouço o barulho de uma porta e killian entrar

Killian-Grita a vontade loirinha! Da onde a gente está, ninguém vai te ouvir, exceto eu.. então acho melhor calar a boca!

Emma-Eu to com fome!

Killian-E o que eu tenho haver com isso!? Você está em um cativeiro, e não em um hotel cinco estrelas! (Disse é saio)

Emma-KILLIAN!!!! ME TIRA DAQUI!!! O QUE EU FIZ PRA VOCE!!? SOCORROOO!!! ALGUÉM ME AJUDAAA!!!

Já estava ficando sem voz, com sede e cada vez mais fraca, não lembro ao certo, só sei que apaguei.
Sou acorda com leves chutes em meu braço

Emma-Aai! Para com isso!

Killian-Toma! Sei cafe da manha! (Disse colocando um prato com duas bolachas e um café com leite ao meu lado)

Emma-Como vou comer se estou amarrada!?

killian-Te vira! (Saio andando)

Emma-KILLIAN!!!!

A única maneira que encontrei de comer foi encostando a cara no prato e comendo com a boca, igual um cachorro come sabe? Aain céus! O que eu fiz pra merecer isso!

POV killian

Assim que a loirinha acordou, ela não para de gritar, levei ate um café da manhã pra ela, mas a gritaria continua, isso ja tava enchendo o saco, pois nem a TV eu consigo ouvi, decido ir lá pra calar a boca daquela garota!

Killian-CHEGA!! CALA A BOCA!! PELOS DEUSES!!! NAO AGUENTO MAIS OUVIR A SUA VOZ!!!

Emma-Entao me tira daqui!! Por favor!!

Killian-NAO! VE SE CALA A BOCA SE NAO VOU SER OBRIGADO A APAGAR VOCÊ!

Emma-Ta bom.. eu fico quieta, so por favor, me trás um copo de água e comida por favor!!(disse chorando)

O jeito desesperado dela falar era parecido com o dia que a encontrei sendo estuprada, o mesmo olhar de medo, e insegurança, fiquei com pena dela, e lhe trouxe a água, e alguns biscoitos

Emma-Pode me desamarrar pelo menos, pra eu conseguir comer?

Killian-Nao! Eu te dou! Abre a boca!

Ela fez o que eu pedi, e eu coloquei, um pedaço de biscoito na boca dela, ela comeu como se nunca tivesse visto comida na vida.
Terminei de dar comida a ela, e logo ela dormiu e a gritaria parou, finalmente um momento de paz!
Tranquei a porta do porão e subi, peguei massa no armário e preparei. Vou caminhando para a frente da televisão e me deixei no sofá.
Deixei o prato com a massa por cima do meu peitoral e comecei a comer enquanto assistia um filme, romance para ser específico.

Killian: Aqui só passa essas coisas melosas.

Levantei e lavei meu prato, estava um silêncio maravilhoso, fui para a cama de casal que tem na suíte, e me deitei.
Que cama mais confortável, Ai! Que gostosa, acho que vou casar com essa cama.
Fecho meus olhos e fico ali quase para dormir. Mas no maldito quase, aquela mimada começa a gritar.

Emma: SOCORRO! ALGUÉM me ajuda.-A voz dela era fraca.
Killian: Que ódio.

Desço até o porão e acendo uma luzinha que tem.

Killian: O que foi dessa vez?
Emma: Killian, por favor, deixa eu ir.
Killian: Querida, a cada amo que se passa eu fico é velho não doido.
Emma: Por favor.
Killian: Sem falar, que se eu deixasse você não saberia voltar. Deixa eu te dizer mais ou menos onde estamos, é aqui no meio do nada. A redondeza é vazia. Então, grita à vontade.
Emma: Eu não consigo dormir nessa cadeira.
Killian: E eu com isso?
Emma: Por favor, eu quero dormir, só que eu não consigo!-Os olhos dela ficaram marejados. Filha de uma mãe.
Killian: Onde no chão?
Emma: Pode ser, só deixa eu dormir em um lugar que não seja essa cadeira.
Killian: Tá. Mas você vai ficar com os braços e as mãos amarradas. Ah, e se eu escutar você gritando mais uma vez eu venho aqui e coloco uma fita na sua boca.

Subo  para a cozinha e pego uma arma na gaveta, logo desço.

Killian: Eu vou te soltar, mas qualquer coisa que você fizer, a amar está na minha mão.

Soltei as pernas dela e logo em seguida os braços e os fios que rodeavam seu corpo.
Quando terminei de soltá-la ela não fez nada apenas caiu no chão.

Killian: Você está viva?-Cutiquei ela com meu pé.
Emma: Infelizmente, mas tudo que eu queria agora era estar morta.
Killian: Entendo. Agora me dá suas mãos.
Emma: Eu vou ficar quieta.
Killian: Me dá suas mãos.

Ela estendeu-las para mim e as amarrei.

Killian: Bom sono.
Emma: Oi?
Killian: Me ensinaram à desejar um bom sono para as pessoas antes de dormir.
Emma: Você só não sabe colocar em prática, né?

Ignorei e subi deixando ela trancada lá, estava frio, mas eu não daria um lençol para ela.
Eu estou sendo muito cruel?
Não killian, ela quer te entregar para a polícia deixa ela com frio, fome, e fraca mesmo.

POV Emma:

Ele saiu, e eu fiquei cerca de meia hora tentando me soltar, mas desisti. Eu estou fraca, com fome, e morrendo, de frio.

Emma: Killian!-Falo o mais alto que posso.-Killian me ajuda! Eu estou com frio.

Eu levantei, depois de buscar muita força e comecei a subir a escada, mas no meio dela eu caí, e tudo ficou preto.

POV Killian:

*Dia seguinte*

Acordei, estava feliz que consegui dormir bastante sem ela se quer me perturbar por está com frio, me desenrolo do edredom branco e quentinho.
Faço um café da manhã reforçado e tomo. Pego uma xícara de café e uma panqueca(sim estou sendo bonzinho em relação à isso), e começo a ir em direção à escada, mas meu celular toca.
Deixo a bandeja na mesa de centro da sala e atendo o celular, que por incrível que pareça dá área nesse fim de mim, uma vez ou outra.

Robin: Cadê você? Saiu ontem.
Killian: Tô no chalé.
Robin: Eu... Para ir-A ligação começou a ficar ruim.
Killian: Não é para você vir.
Robin: Para eu comer capim?
Killian: Não, não é para você vir.
Robin: Tchau, a ligação tá ruim, eu não vou para i, NÃO dá.

Desliguei e fui para o porão, sem levar o café dela, ligo a luz e vejo ela caída na escada.

Killian: SWAN!-Gritei desesperado, não quero sair como assassino.
Emma: Eu já disse que meu nome não é Swan.
Killian: Você está viva!-Falei aliviado.
Emma: Infelizmente, sim!
Killian: Eu vou pegar seu café. Fica aqui, não se mexe.
Emma: Se eu conseguisse iria ser maravilhoso.

Subi, peguei a bandeja com o café e voltei. Ela continuava do mesmo jeito, não havia se mexido nem sequer um pouco.

Killian: Só não era para você fugir. Não precisa ficar jogada na escada, deve doer muito a costa.
Emma: Você não tem noção de como dói.
Killian: Ok, agora se arruma para tomar o café.
Emma: Eu não consigo, estou dolorida.
Killian: Tudo bem, eu te ajudo.

Deixei a bandeja em um dos  degraus da escada e peguei o braço dela, que gemeu.

Emma: AÍ!-Gritou quando comecei à levantar ela.
Killian: O que foi?
Emma: Tá doendo muito, me deixa daquele jeito mesmo.
Killian: Mimada.
Emma: Não é a sua costa. Por isso sou a mimada.

Fiz com que ela ficasse sentada no degrau, e ela ficou entre minhas pernas. Emma logo apoiou a cabeça na minha coxa direita.

Emma: Eu tô com fome.
Killian: Tudo bem, eu vou te dar, solto sua mão e você...
Emma: Meus braços estão doendo.
Killian: OK, eu...-Estiquei o braço e peguei a bandeja, cortei um pedaço da panqueca.-Abre a boca.

Assim ela fez e dei na sua boca, ela comia como se fosse a última coisa que queria fazer.
Quando acabei de dar a comida para ela, a mesma me perguntou se eu poderia dar mais, que ela estava morrendo de fome.

Killian: Olha, isso é um sequestro eu não posso ficar fazendo seus gostos.
Emma: Por favor! Tudo bem então só me dá água?
Killian: Tá bom.
Emma: O quê, você vai..?
Killian: Trazer sua água e mais uma panqueca.

Trago mais uma panqueca pra ela e a água, depois ajudo ela, a se levantar da escada, coloco ela sentada onde estava ontem.
O dia passou mais tranquilo, ela gritou menos do que ontem, já era madrugada quando acordo, e decido pegar mais uma coberta, aqui realmente faz frio pra caramba, até que me lembro dela, la em baixo,concerteza lá devia estar bem mais frio que aqui, como hoje sua única refeição foi o café da manhã, decidi ser bonzinho, e vou levar uma coberta ora ela.. ou melhor um lençol basta.
Chego lá e encontro uma Emma se tremendo de frio e totalmente pálida

Killian-Swan? Eu trouxe um lençol pra você..

Ela nem respondeu, estava totalmente trêmula, e quase desmaiando, subo pro meu quarto correndo e decido ser bonzinho e trago uma coberta descente e um casaco

Killian-Toma! Veste isso! Eu quero te manter em cativeiro e nao te matar de hipotermia...

Ela novamente não diz nada, eu a ajudo a vestir o casaco e a cubro com a coberta.
Logo volto pro meu quarto, mas estou demorando pra pegar novamente no sono.. fico pensando se a loira ta bem.. ta realmente muito frio hoje.. Chega killian! Ela é sua prisioneira! Nao deve ficar se preocupando com ela!


Notas Finais


Tantantanram...
O que acharam?
Deixem suas opiniões...
E até o próximo...
~emyswanjones


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...