História Amor Proibido - Capítulo 34


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Ámbar Benson, Delfina, Gaston, Jazmin, Jim, Luna Valente, Matteo, Miguel, Monica, Nina, Ramiro, Rey, Sharon, Simón, Yam
Tags Gastina, Lutteo, Policial, Romance, Ruggarol, Simbar, Sou Luna
Visualizações 62
Palavras 1.289
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 34 - Capítulo 34


Luna acordou e viu Matteo sentado do seu lado fazendo cafune nela.

- Bom dia amor._. Luna disse o olhando.

- Bom dia. O que quer comer?_. Matteo pergunta ainda fazendo cafune na mesma.

- Melancia. 

- Volto já._. Matteo desce e Luna tomou um banho. Ela vestiu um vestido, um segundo depois Matteo aparece com um prato cheio de cubinhos de melancia. Ele entregou o prato para Luna. Ela comeu tudo e entregou o prato para Matteo que colocou no criado mudo. 

- Hoje é o dia. Que horas são? ._. Luna disse sorrindo. Matteo sorriu. 

- Sim. 10 horas. A Ambar e a Nina estão te esperando la em baixo. 

- Vou trocar de roupa e desço._. Luna se levantou e vestiu uma blusa e um Short, ela aproveitou que Matteo estava distraído e pegou o colar que ele a deu. Matteo a ajudou a descer. Chegando lá em baixo Nina e Ambar a abraçaram. Elas entraram no quarto e foram a uma estilista. Chegando lá Luna provou vários vestidos mais nenhum ficava bonito. Até ela provar o último. Ele era rendado até os pés, e tinha um vel do mesmo jeito. As três se apaixonaram por aquele vestido, já estava descidido. Era aquele. Eles o compraram e foram ao salão. Luna fez um coque e colocou uma fivela de uma rosa branca. Ela faz a maquiagem e as unhas. Passaram se horas e Luna estava pronta. Ela já havia feito a maquiagem, as unhas e o cabelo também já estava usando o vestido. Ela calçou uma sapatilha branca quando uma limosine parou na frente do salão. Ela foi até a limosine e o motorista lhe deu um bilhete:

"Aluguei essa limosine para você entrar naquela igreja como uma verdadeira princesa, a minha princesa. 

 Luna sorriu e entrou na limosine. Claro que com a ajuda de Ambar e Nina.

- Felicidades._. Nina e Ambar disseram juntas. Ambar deu para Luna o buque.

- Obrigada._. Luna disse pegando o buque. O motorista deu partida e a levou até a igreja. Chegando lá. O motorista à ajuda a descer e a subir os degrais da igreja. Do lado de fora Luna escutou a música de entrada. Ela pegou o colar e o colocou. Os gêmeos mexeram. Luna colocou a mão na barriga e sorriu. Ela entrou na igreja e se seupreendeu por todos os seus amigos e familiares estarem ali. Até Lily Bernie e Sol estavam ali. Ela andou mais e olhou para o altar. La estava ele. O homem de sua vida a olhando com o sorriso que ela sempre amou. Ela se aproximou mais e subiu até o altar. Matteo pegou sua mão e eles olharam para o padre. Começaram os votos: 

- Luna,  antes de te conhecer eu mal pensava em, me apaixonar, casar ou ter uma família. Mais depois... tudo mudou. Você me fez ver tudo de uma maneira diferente. Tivemos vários desafios para chegar até aqui. Mais tudo aquilo só fez nossa relação se fortalecer mais e mais. Você sabe que eu sou ciumento e muito convencido, também sabe muito bem que amo te chamar de "Meu amor" e te dizer "Eu te amo" Sempre gostei. E daqui a cinco meses, vão nascer Karol e Rafael. Meus dois bebês, mais duas razão da minha vida. Mais duas razões para eu ser feliz._. Luna já chorava. Mais conswguiu falar:

- Matteo, meu principe, meu amor e apartir de alguns minutos meu marido. Na primeira vez que te vi pensei: ele deve ser muito convencido. E não estava errada sobre isso. Mais me apaixonei por você do jeito que você é. Sofremos várias coisas, sempre superamos juntos. Quando ouvi você me chamar de "Meu amor" confesso que fiquei nervosa. Fiquei nervosa no nosso primeiro beijo. Você sabe que eu amo seu jeito convencido de ser, esse seu sorriso quando tenho que concordar com você em alguma coisa. Agora Karol e Rafael vão ter o melhor lai que eles poderiam ter. Se só de escutar sua voz eles já mexem, imagina quando eles te virem. E se tem uma coisa na vida que eu amo dizer é: "Eu te amo Matteo"._. Todos aplaudiram. Mais aplausos surgiram quando o padre disse:

- Pode beijar a noiva._. Matteo beijou Luna que correspondeu. Todos aplaudiram e Nina gritou.

- Lutteo!_. Luna e Matteo se separaram a olharam e riram. Eles passaram pela tão cochecida "Chuva de arroz" e entraram na limosine. Os gêmeos estavam em festa. O motorista passa da casa de Luna e a mesma olha para Matteo confusa. 

- Matteo, onde vamos? 

- Supresa._. Matteo disse sorrindo. O motorista parou em frente a uma casa linda. Ela era toda branca com janelas de vidro. Matteo saiu do carro e ajudou Luna a sair. Ele a pegou no braço estilo noiva e entrou na casa. Ele colocou Luna no chão assim que entraram na casa. Luna olhou encantada para a casa. Ela tinha dois andares, duas janelas de vidros na sala e dois sofás cinzas, uma cozinha americana. Ela olhou para trás e viu Matteo segurando duas chaves. Luna sorriu. Matteo foi até ela e a abraçou de lado._. Bem vinda a nossa casa._. Matteo disse sorrindo._. Tem três quartos. Um para nós um para cada bebê._. Luna ainda olhava para a casa.

- Nossa casa._. Luna disse sorrindo.

- Nossa casa. Que ver os quartos dos bebês? 

- Quero._. Matteo ajudou Luna a subir a escadas e a levou no quarto onde tinha uma placa escrita "Karol". Quando Karol entrou se emocionou mais. O quarto era todo rosa bebê, tinha um berço cama e do lado tinha um abaju em um criado mudo branco. Tinha uma cômoda em um lado do quarto e Karol foi lá, lá tinha vários conjuntinhos escritos: "Linda da mamãe" Linda do papai" e "fofura da madrinha". Com certeza, Ámbar tinha comprado aquele. Na parede do quarto tinha várias notas de músicais pintadas de preto. Karol foi no outro quarto que tinha o nome "Rafael". Ela abriu a porta e viu um quarto azul claro,  berço cama e um  criado mudo branco. Uma cômoda cheia de roupinhas e havia desenhado um violão preto e várias notas músicais saindo como se tivesse tocando alguma música. Luna foi até Matteo e o abraçou. Eles foram até o quarto deles. Uma cama de casal com cobertores azuis escoro estavam sobre a cama, um guarda roupa preto estava no outro lado do quarto, e uma varanda com uma costina a cobrindo. Ao lado do guarda roupa havia um banheiro. Luna abriu o guarda roupa e ele esta com suas roupas e as de Matteo. Ela o fechou e foi até a varanda, a vista era de um quintal e uma piscina._. Temos uma piscina? 

- Temos._. Matteo disse atrás dela. 

- Uau. Essa... essa é a casa dos meus sonhos._. Luna disse sorrindo._. Por favor me diz que eu não estou sonhando._. Luna disse se virando para Matteo. 

- Você não está sonhando._. Matteo disse indo até ela. Luna sorri. Luna e Matteo tomam banho e se deitam na cama. Ja eram 7 horas da noite.

- O que vamos jantar?_. Luna perguntou o olhando. 

- Posso fazer lasanha. 

- Eu quero._. Matteo riu e ele e Luna se levantaram. Eles descem e Matteo faz a lasanha. Luna come três pratos e Matteo a olhava._. Já pensou em ser chef?_. Luna perguntou sorrindo.

- Essa era a outra supresa. 

- Qual? 

- Arranjei um trabalho. Vou ser cozinheiro em um restaurante aqui perto. Por sorte meu primo conhece o gerente de lá. 

- Parabéns amor!_. Luma diz sorrindo. 

- Obrigada._. Eles subiram para o quarto e se deitaram. Matteo foi o primeiro a dormir. Luna ficou pensando em Matteo, os gêmeos e a mudança, em meio a esses pensamentos Luna adormeceu.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...