História Amor Proibido - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Amor, Bangtan Boys, Bts, Hot, Incesto, Romance
Visualizações 477
Palavras 2.229
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Drogas, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Pandinhas mais um capítulo aí pra vocês espero que gostem❤️🐼❤️

Capítulo 10 - Me Desculpa...


Fanfic / Fanfiction Amor Proibido - Capítulo 10 - Me Desculpa...


                        AVISO!!!

ESTE CAPÍTULO CONTÉM COISAS QUE PODEM LHE DEIXAR PARA BAIXO...

ENTÃO SE ESTIVER NA BAD OU ALGO DO TIPO DEIXE PARA LER DEPOIS QUANDO ESTIVER MELHOR.




Jimin/Off...S/N/On

Estava decidida naquilo que eu iria fazer, no fim isso seria bom pra mim e para as pessoas em minha volta... Eu era apenas um problema para todos mesmo que eu tenha acabado de chegar do Brasil tenho certeza que não iria me dar bem aqui e iria ser um problema para meu pai... Então destranquei a porta dando de cara com 

Jungkook: S/N preciso falar com você... Ele diz em um tom triste e baixo, olhando para o chão

S/N: Olha Jungkook eu não tô afim de falar com ninguém okay... Não termino de falar e ele me interrompe

Jungkook: S/N olha só o que o Jimin disse foi tudo da boca pra fora tá... Eu interrompida ele

Eu: Então ele está mentindo sobre você ser pegador? Digo debochada

Jungkook: "Algumas" coisas ele disse da boca pra fora, como aquela parte que ele disse que eu faria de você o mesmo que faço com as outras, ou levar você pra cama e depois te largar... Quero que saiba que não sou esses caras babacas que tem por aí que fazem esses tipo de coisas, eu levo algumas garotas pra cama mais só quando tenho algo com elas ou uma proximidade maior, não sou como seu irmão que tranza com qualquer uma que vê pela frente... Não sei se ele te falou mais ele não foi buscar vocês no aeroporto por que estava bêbado e tinha acabado de tranzar com uma garota que ele tinha acabado de conhecer... Eu acabei de te conhecer e não quero que pense coisas erradas minhas nem nada.

Eu: Tá e você só voltou pra me dizer desculpas só por que não que, que eu pense coisa errada sua... Digo debochada

Jungkook: NÃO, não só por isso

Eu: Tá bom Jungkook, mais alguma coisas, por que eu tenho coisas pra fazer... Não sei por que estava sendo grossa com ele, ele me parecia sincero e que realmente queria que fosse amiga dele, acho que ainda sim continuo brava, mais não por ele acho que pelo Jimin ter nos atrapalhado aquela hora no banheiro... (Eu estava adorando seu beijo e Jimin chega lá fazendo escândalo acabando com todo aquele clima que estava, senti que Jungkook por um momento me beijou só para me fazer sentir melhor ou algo parecido... Mais até que funcionou, mais foi só por um tempinho)

Jungkook: Antes de qualquer coisa, onde você vai?

Eu: Sei Lá eu ia dar uma volta por aí ver as coisas e tentar esquecer um pouco as coisas que vem acontecendo comigo... Minto mais ele parece que acreditou

Jungkook: Posso ir com você? Ele pergunta meio cabisbaixo

Eu: Desculpa Jungkook, mais quero andar um pouco sozinha... Digo baixo e olhando em seus olhos

Jungkook: Você mal conhece a cidade vai acabar se perdendo, deixa eu ir com você e já te mostro a cida... Eu o interrompo 

Eu: Jungkook calma eu só vou passear por aqui perto, e se me perder, que será bem difícil que eu decoro coisas bem rápidas, eu ligo pra você... Tudo bem?

Jungkook: Ainda não gosto dessa ideia, deixe-me ir com você, por favor... Ele faz um biquinho para tentar fazer eu me mudar de ideia mais não poderia deixar ele ir, eu precisava focar no que eu iria fazer e não queria ninguém amolecendo meu coração pra fazer eu desistir.

Eu: Jungkook desculpa mais não... Digo colocando uma de minhas mãos em seu rosto como despedida para que eu fosse ir... Vou tirando minha mão devagar de seu rosto mais ele segura com uma de suas mãos em cima da mesma, logo ele encara meus olhos e faço mesmo, nós estávamos muito próximo um do outro, e Jungkook e eu ficamos encarando um ao outro por mais de 20 segundos quando eu mesma dou a iniciativa de um beijo. (Mais aquele beijo que dei nele foi mesmo como uma despedida, um tchau final para ele) Nosso beijo era romântico e calmo, sem luxúria e nem segundas intenções, nossas línguas dançavam em perfeita sincronia, mais tudo que é bom dura pouco né, então fomos enterrompidos pela minha falta de ar, me separo dele ainda com minha mão em sua face e fico lhe admirando por poucos segundos e uma lágrima minha cai dos meus olhos fazendo seu trajeto de minha face para o chão

Eu: Desculpa Jungkook... Digo secando as poucas lágrimas que vieram logo depois, e se afastando dele... Ele ficou lá confuso sem entender nada e eu apenas fui para as escadas as descendo devagar soluçando de chorar... Mais eu chorava mesmo por ter que maguar ele logo agora que nos conhecemos, mais não poderia desistir de meu plano abro a porta da frente da casa e vou em direção ao portão, mais sinto algo segurar meu braço

Jungkook: Por que Desculpas, por que o beijo, por que as lágrimas? Ele diz cabisbaixo vendo que eu ainda chorava 

Eu: As Desculpas foram por tudo

Jungkook: Tudo o que?!? Ele diz meio confuso mais ainda olhando em meus olhos, mais eu desvio de sua pergunta

Eu: As lágrimas apenas por saudade de minha mãe... Não minto mais, não era só por isso- e sobre o beijo... Eu fico nervosa e acabo gaguejando- Desculpa foi outro erro meu, não irá se repetir

Jungkook: Não tem o por quê se preocupar, e não diga que não irá se repetir por que farei questão de que mais deles se repitam... Ele diz isso e volto a chorar novamente com todas as forças e acabo me ajoelhando no chão lembrando que aquele iria ser meu último beijo daquela vida... Ele logo se agacha comigo e levanta meu rosto que estava olhando para baixo

Jungkook: Ei, tá tudo bem fica calma eu tô aqui, você vai conseguir superar okay, eu vou te ajudar nisso, se acalma... Ele diz calmo colocando suas mãos em minhas bochechas secando algumas lágrimas- Vem vamos entrar você precisa se acalmar um pouco... O que acha de assistimos um filme? Ele pergunta mais logo acabo com seu barato dizendo:

Eu: Pode ser depois que eu voltar, eu preciso mesmo ir dar uma volta sozinha... Minto que iria voltar mais ele faz sim com a cabeça me ajudando a levantar... Te dou uma abraço apertado e logo ele retribui meio confuso ainda, então seco as últimas lágrimas que saiam de meus olhos e passo pelo portão daquela casa, que pretendia não ver mais, demorou um pouco mais cheguei no centro da cidade, estava bem movimentado, carros de um lado para o outro, buzinas para anunciar que algum carro não andava, pessoas andando outras correndo com papeladas nas mãos de um lado para o outro, uma verdadeira confusão mais não chegava perto de São Paulo que era 20 vezes mais cheias as ruas e muito mais carros, buzinas a todo o momento mesmo sendo desnecessário fazendo com que outros carros fizessem o mesmo, pessoas vendendo coisas nas calçadas, pessoas conversando ao telefone ha todo momento com medo de serem roubados mais mesmo assim falavam ao telefone para poder resolver coisas do trabalho... Resumindo as ruas de Seoul são bem melhores que a de São Paulo, tudo é melhor que São Paulo né... Fiquei meio perdida no início no meio daquelas pessoas mais logo fui me distraindo nas vitrines das lojas com aquelas "Roupas" se é que posso chamar de roupas né, por que sinceramente as roupas que eu via em algumas vitrines eram muito estilo patricinha, cheias de rosa, flores, desenhos fofos, e não sou dessas que veste coisas kawai, eu sou mais meu estilo mesmo, Regata preta, calça jeans com alguns rasgos da coxa até uma certa parte abaixo do joelho um all star vermelho cano não muito longo, um coque Tumblr lá em cima e já tá ótimo pra mim... Pra mim as pessoas que andam assim ou tem esse estilo mais pro Tumblr são as melhores pessoas, lá no Brasil maioria das garotas tinham esse estilo já aqui na Coréia acho que nesse momento agora que estou no centro da cidade, e pelo o que estou vendo sou a única com esse estilo por aqui... Meio isolada mais tudo bem né, pelo menos sou diferente das demais e não sigo esse tal padrão que elas seguem, e também gosto de ser diferente, não gosto de ser igual a todos, muito normal sabe, gosto de ser diferente, agir diferente, pensar diferente imaginar diferente, ter um cabelo diferente, um estilo diferente, eu gosto de ser diferente é assim que as pessoas te reconhecem pelas suas diferenças dos outros.


Algumas pessoas me olhavam torto mais não ligava, acho que era por conta da minha diferença entre eles, por mais que, quando havia nascido eu tinha os olhos puchados hoje em dia eles nem são tão assim, são mais parecidos com os da minha mãe assim como meu corpo que era de uma nativa Brasileira, com direito a curvas seios grandes e um bumbum até que redondo e grande... Algumas cochichavam ou falavam normalmente achando que eu não poderia saber o que eles estavam comentando sobre mim, alguns desses comentários me ofendeu muito

???- Olha só deve ser mais uma daquelas vadias das brasileiras, deve estar aqui só pra trabalhar em um desses puteros que tem por essa cidade... Quando escutei isso olhei para onde o som vinha e era uma garota, não muito pequena mais era bem bonita e não usava roupas kawais como as outras... Apenas fiz cara feia para ela, e acho que ela percebeu que eu entendi o que ela tinha dito, por que ela saiu andando em disparo para o outro lado da rua indo na direção opósta minha...


Continuei olhando as coisas por aquela cidade, até um prédio enorme chamar minha atenção, ele era realmente enorme e era todo coberto por espelhos grandes, não pensei duas vezes entrei pela garagem do prédio e peguei o elevador que havia lá, quando entrei o prédio ia até 50 andares então apenas apertei o último botão para o último andar e sentei no chão mesmo e comecei a me lembrar dos porquês eu iria fazer aquilo, e não demorou muito pra mim começar a chorar... Chorava como uma criança chora quando seu peixinho morre, minhas lágrimas eram quentes e sentia que nelas ia uma parte de minha tristeza com elas, faltava menos de 30 andares para o fim da minha vida e eu não iria voltar atrás da minha decisão, eu sabia que aquilo ia deixar meu pai e minha mãe triste mais logo eu estaria novamente com a pessoa que mais amo na minha vida... MINHA MÃE

Eu chorava enquanto lembrava dos momentos ruins que passei, e das diversas vezes que já me machuquei tentando aliviar minhas dor, mais parecia que por mais que eu tentasse fazer com que minha tristeza e minha dor eu não conseguia... Sou interrompida de meus pensamentos por uma mensagem de Jungkook em meu celular.

Mensagen/on

Jungkook: s/n onde você está?

Eu: Eu tô bem Jungkook

Jungkook: Onde você está s/n? 

Eu: Me desculpa, mais não posso

Jungkook:  o que tá acontecendo s/n? 

 Eu: Me desculpa!

Mensagem/off

Eu não podia dizer a ele a verdade então só pedi desculpas pra ele pelo o que iria fazer, sabia que ele iria ficar triste... 

A porta do elevador se abriu e ainda estava sentada no chão daquele elevador com meus braços abraçados há minhas pernas, me levantei devagar e sai do mesmo de cabeça baixada fui até a beira do prédio e fiquei lá olhando aquelas pessoas que a minutos atrás eram maiores que eu, e agora parecem apenas formiguinhas em minha visão... Fiquei por um tempo vendo aquilo enquanto tentava achar minha coragem para que eu me jogasse daquele prédio, mais ela logo veio... Fiquei na ponta do mesmo fechei meus olhos

Me perdoa pelas coisas que já fiz, e me perdoa mais ainda pelo o que irei fazer.

Mais não quero ficar nesse mundo sendo que não tenho felicidade nele.

Poucos me amam, posso dizer que meu pai pode me ama mais ele nunca irá me amar como minha mãe me amou nesse mundo.

Ela foi a única pessoas que sempre esteve do meu lado para tudo, sempre me apoio nos meus sonhos, fazia de tudo para que eu tivesse o que gostaria, fazia de tudo para me ver feliz.

E eu agradeço por ter tido uma mãe tão boa e especial como essa, sempre foi minha melhor amiga, mesmo eu não tendo muitos amigos de verdade, eu nunca iria deixá-la assim como disse na promessa que fiz há ela quando tinha 7 anos... De que nunca iria ousar esquecer dela ou abandonar ela, e estou cumprindo minha palavra agora, sei que o que irei fazer é errado mais quero minha mãe do meu lado novamente como ela esteve todos esses dias até o dia de sua morte... Me perdoa mãe mais estou fazendo isso por que eu te amo e não quero ficar nesse mundo sozinha enfrentando coisas difícieis sem você para estar do meu lado me ajudando em tudo... Me desculpa pai, eu não te conheço direito mais mesmo assim você é meu pai e mesmo tendo feito tudo aquilo com minha mãe você foi pro Brasil ver como eu estava me trouxe e me acolheu em sua casa e chorou por mim quando me machuquei...

Me desculpa

Conto até três em voz alta e no 2 sou puchada pra trás com força caindo em cima de alguém...


















CONTÍNUA>>>



Notas Finais


Quem será?!?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...