História Amor Proibido (Incesto) - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias David Luiz, Got7, Lucas Piazón, Lucy Hale, Oscar Emboaba, Paul Wesley, Thiago Silva
Personagens David Luiz, Lucy Hale, Paul Wesley
Tags Amor Entre Irmãos, Incesto, Romance
Exibições 137
Palavras 2.410
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Incesto, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Não deixem de comentar e de favoritar, obrigada migas.

Capítulo 11 - Noite de Amor


Fanfic / Fanfiction Amor Proibido (Incesto) - Capítulo 11 - Noite de Amor

A tela do meu iPhone despertou com algumas mensagens de um número desconhecido, abri e li.

" Pequena, aqui é o Júnior o seu segundo favorito. Como você está?" - 06:03 

" Oi meu lindo estou bem obrigada. O que faz acordado?" - 06:04

" Não consegui dormir até agora pensando em você. Quer vir aqui pra casa hoje? Vem passar o dia comigo e com o Mark. A propósito ele falou que você é muito linda. Dei uns tapinhas nele. KKKK " - 06:06

" Mark Tuan dizendo que sou linda? Estou no céu e o wi-fi é ótimo. Meu amor depois nos falamos pode ser? Quero descansar um pouco. " - 06:09

" Beijos, iremos te buscar quando acordar estamos de folga o dia todo. " - 06:10

Bloqueei a tela do celular o colocando na escrivaninha do lado da minha cama. E adormecendo logo em seguida. Acordei às três horas da tarde, tomei um banho e não queria descer para encontrar com o David, mas pelo horário ele não está em casa. Meu estômago roncou tão alto que eu ri. Desci as escadas olhando para todos os lados e sem querer bati em algo na verdade em alguém. 

- Desculpa... - disse olhando aqueles olhos verdes hipnotizantes. Ótimo fui ignorada com sucesso. Abri a geladeira e peguei um pedaço de pizza que David deve ter comprado e coloquei no microondas pra esquentar. Esperei um minuto, preparei a mesa e comi. Júnior estava me ligando. 

- Oi baixinha, estou aqui na porta da sua casa. Abre pra mim? - disse soltando uma risada fofa.

- Claro meu amor, estou indo aí. 

Abri a porta e lá estava Júnior e Mark olhando para as minhas pernas... Epa, nem me toquei que só estava com a camisa da seleção brasileira do Luiz. Saí correndo tão rápido, sorte que a blusa é um pouco comprida pra mim. Vesti um vestido florido, passei perfume, um batom nude e calcei uma sapatilha vermelha. Quando desci David estava deitado no sofá não deixando que os meninos sentassem. Fui abraçar logo cada um, Mark estava lindo usando um boné branco uma calça preta um tênis branco, e uma blusa listrada branca e preta.

- Oi sou sua fã. - disse rindo

- Fã bonita. - ele disse apertando minhas bochechas. 

Júnior estava me encarando e eu estava um pouco sem graça, então eu o abracei tão forte que pude sentir o seu coração batendo. 

- Oi minha linda. 

David desligou a TV e subiu para o seu quarto fazendo questão de fazer barulhos irritantes com o seu chinelo. Você me paga Luiz!

Entramos no carro que aliás era uma BMW maravilhosa, fomos atrás eu no meio e Júnior e Mark ao meu lado. Na frente estava a cachorrinha deles chamada Mel que era um poço de fofura, e o motorista Daniel. Chegamos na casa enorme que os dois moravam juntos por serem bastante amigos e colegas de banda claro. Júnior segurou minha mão e entramos de mãos dadas naquela enorme mansão. 

- Uau. Que lindo aqui. - falei encantada.

- Vem vamos, os outros estão na piscina. - Mark disse sorrindo. Já falei que sou apaixonada no sorriso dele?

Chegando lá, não acreditei no que estava vendo. Todos estavam ali. Júnior fez questão de me pegar no colo,  me colocando sentada numa cadeira de  descanso me impedindo de ir abraçar os outros membros da Got7. Levantei e fui abraçar todos eles, exceto JaeBum. Ele estava com uma loira ao seu lado e ignorou totalmente a minha chegada. Júnior e Mark estavam cochichando e acho que era de mim. Bambam sentou-se no chão perto de mim com o cabelo e com o corpo molhado. Ele me olhava desconfiado acho que ele queria falar algo. 

- Bi, vamos ali quero te mostrar uma coisa. - Júnior disse me puxando. 

Júnior

Como ela estava linda naquele vestido. Tão meiga. Jaebum viu nós chegando de mãos dadas e a ignorou totalmente. Isso é atitude de um ídolo fazer? E ainda por cima ele sabe que é o favorito da Bianca. Pude ver em seus olhos a tristeza que ela sentiu quando ela foi abraçá-lo e Jae não deu a mínima. Qual o problema dele? Trazer a ex dele pra cá, sabendo que combinamos de passar o dia com a Bi.

Bianca veio me seguindo até o meu quarto, dei espaço para que ela passasse e fechei a porta. Fazendo com que a mesma me olhasse confusa.

- Pequena, não liga pro JB viu? Não sei por que ele tá agindo assim. Estou com você para o que precisar.

- Obrigada você é um anjo, meu anjo. 

Dei um passo na direção dela deixando nossos corpos bem perto. Ela colocou suas mãos sob o meu rosto analisando cada centímetro. Tive vontade de beijá-la.

- Ei, por que você estava com a camisa do David hoje mais cedo? Era a mesma que estava no corpo dele ontem não é? - perguntei confuso.

- É... depois eu te explico pode ser? - Bianca disse com o olhar triste. - Me leva pra casa Júnior não estou me sentindo bem.

- Levo pequena. Vamos. 

Entrelacei nossas mãos e me dirigi na direção da porta abrindo a mesma e deparando com o JB.

- Bianca podemos conversar? 

Olhei e ela disse que sim, então saí indo pra piscina junto com os membros. 

Bianca

O Jae estava tão lindo naquela bermuda, e com uma regata azul deixando seus belos braços de fora. Ele sentou na cama e pediu para que eu me sentasse também então eu obedeci.

- Desculpa por ontem. Eu fui grosso com você. Me desculpa Bianca. - ele disse segurando minha mão. 

- Você é meu favorito e sabe disso, mas mesmo assim me ignorou. Quando fui te abraçar e você me rejeitou meu coração doeu. Eu só queria um abraço sabe. Eu nunca pensei que opudesse ser tão rude assim. - disse com lágrimas nos olhos. 

Júnior apareceu rapidamente do quarto vindo em nossa direção e me puxando.

- Vem vamos Bianca. Eu não acredito que esse cara tá te fazendo chorar! Qual é o seu problema JaeBum? Se eu fosse o favorito dela eu faria de tudo para vê-la sorrir. Ela jamais choraria, apenas de felicidade. Se você estiver com ciúmes de nós dois, não precisa ficar. Somos amigos! - Júnior soltou da minha mão e pegou o Jae pela gola da regata. - E vou te dizer outra coisa, se você a magoá-la mais uma vez, ou a fazer chorar eu não respondo por mim.

Saímos do quarto e fomos direto pro carro em silêncio. Júnior estava bem pensativo. Ele decidiu dirigir um pouco, e me ajudou por o cinto olhando diretamente meus olhos. Saímos da sua casa às seis da tarde, e fomos tomar um sorvete num lugar mais reservado já que ainda estava de dia e Júnior não podia ser reconhecido porque ia causar um alvoroço. Eu mesma desci do carro e fui a sorveteria, comprei um Sundae de chocolate pra mim e um de morango para o Júnior. Ele parou o carro em um acostamento que não passava quase ninguém. 

- Bianca... - ele disse chegando perto. - você sente alguma coisa a mais pelo o David?

Engasguei com o meu sorvete e olhei para o chão lembrando da noite passada, balancei a cabeça tentando afastar aquelas lembranças. 

- Não. - disse tomando um gole meu sorvete de chocolate que tinha derretido.

- Tudo bem pequena. Vocês são irmãos, mas isso não impede dele sentir atração por você. 

- Não quero falar sobre isso no momento Júnior por favor me leva pra casa. - senti um tremenda necessidade de ficar perto do David. Não que Júnior não seja uma boa companhia mas, meu corpo clamava por David.

Paramos em frente minha casa e Júnior deu um beijo em minha bochecha, e eu retribui. Desci do carro e acenei para ele, parece que o mesmo tinha ficado um pouco chateado comigo. Entrei em casa e tinha um bilhete encima da mesinha da sala.

" Bianca sou eu o David, por favor não esteja chateada comigo. Fui dar uma volta pra esfriar à cabeça. Suba para o seu quarto e abra o presente que eu deixei em sua cama. Beijo. "

Subi as escadas o mais rápido que pude adentrando o quarto e encontrando uma caixa enorme vermelha em minha cama. Desfiz o laço e abri me deparando com um vestido vermelho que tenho certeza que ficará perfeito em meu corpo. Do lado da caixa havia outro bilhete. 

"Uma Limousine te buscará as nove em ponto, sei que estará linda."

Sorri feito uma boba apaixonada. Tratei logo de tomar banho. Sequei meus cabelos, passei hidratante por todo o meu corpo e vesti uma lingerie preta de renda. Vesti o vestido que parece que foi feito sob medida para o meu corpo, destacando todas as minhas curvas. Passei um batom nude, coloquei um salto preto, brincos, anéis, pulseiras. Eu queria ficar linda. Linda pra ele. Pro meu irmão. 

Desci as escadas com um pouco de dificuldade por causa do salto, e saí pela porta encontrando a Limousine. Entrei e depois de quinze minutos chegamos a um prédio enorme bem bonito por sinal. Eu estava estranhando, não tinha carros parados aqui na porta, então não é um restaurante. O que será que é? Meu Deus. O coração estava batendo na minha garganta. Entrei no elevador e quando saí tinha um senhor que aparentava quarenta e cinco anos.

- Senhorita Moreira, o Senhor David está lhe esperando na segunda porta à esquerda. 

Eu estava muito nervosa, o que será que aquela girafa está tramando? Abri a porta lentamente e me assustando com o que vi. O chão estava todo coberto de rosas vermelhas e de velas. Havia uma mesa e duas cadeiras. David apareceu lindo com um terno azul marinho, e com o sorriso mais lindo do mundo. 

- Estava te esperando. Sente-se por favor. - ele disse puxando a cadeira.

Sentamos um de frente para o outro, no cômodo não havia lâmpadas acesas só as velas que iluminavam deixando o Luiz mais lindo ainda. Ele parecia querer falar algo, mas não conseguia.

- Eu... - falamos juntos.

- Pode falar pequena. 

- Por que tudo isso?

- Quero me desculpar com grande estilo, foi errado o que fiz com você ontem. - disse segurando minha mão e acariciando. 

- Eu que comecei. Te devo desculpas também. - disse sendo sincera.

- Nós passamos tempo demais pedindo desculpas um para o outro. - David disse.

Ele levantou da mesa e pois sua cadeira ao meu lado. 

- Quero te fazer minha, você aceita? 

- Como assim? - perguntei não acreditando no que ouvi.

- É isso mesmo Bianca. Quero te fazer minha. Eu e você apenas. Sem nenhum coreano por perto. Sem Sara, sem a mãe e o pai também. Olha não sei se você sente o mesmo que eu, mas desde que te vi novamente não consegui te tirar da cabeça. Foram dez anos Bianca. Quando saí do Brasil em busca dos meus sonhos, você era criança ainda. Ainda continua sendo uma, só que mais bonita. Ontem, quando você se despiu em minha frente não pensei em mais nada a não ser te querer gritando por mim. Não sei como será o futuro, mas o agora eu quero com você. Só nós dois. 

Antes que eu falasse alguma coisa ele me pegou no colo me levando para outro cômodo, deduzi que fosse um quarto. Adentramos e quando ele acendeu as luzes mais uma surpresa. A cama também estava coberta por rosas e em uma mesa havia vários chocolates e um Shampang. Ele me deitou delicadamente na cama e sentou perto de mim para que eu apoiasse minha cabeça em seu colo. Assim ele fez, começou a passar seus dedos por todo o meu cabelo, olhei para ele e nossos olhares se cruzaram e um sorriso bobo formou-se em nossos lábios. 

- Eu aceito David, aceito ser sua. 

- Prometo que farei dessa noite a mais feliz da sua vida, pequena. 

E começamos a nos beijar com desejo. David me ajudou a tirar meus saltos e eu o ajudei a tirar seus sapatos de um jeito sexy. Eu queria provocá-lo então passei minhas mãos por cima de seu paletó, sentindo os seus músculos. David procurava imediatamente o zíper do meu vestido mas, eu esquivei e deitei por cima dele. Me ajeitei encima de seu membro me posicionando para começar a rebolar. David passava suas mãos em minhas coxas cobertas pelo vestido ainda, e num passe de mágica ele o tirou completamente me deixando apenas de lingerie preta. O beijei novamente não parando com os movimentos em seu colo. Já estava sentindo a sua ereção, desabotoei seu paletó jogando no canto do quarto. Eu nunca tinha feito um boquete antes até a noite passada que nós quase transamos e pela reação dele acho que mandei bem. Desatei o seu cinto e seu zíper da calça,  e lá estava o seu membro gigante e ereto. Ajudei a tirar sua cueca e comecei o trabalho. Coloquei apenas a cabeça do seu amiguinho em minha boca passando a língua logo depois. David delirava de tesão. Comecei a chupar suas bolas e ele fez um rabo de cavalo com suas próprias mãos para que ficasse melhor. Como era boa essa sensação. 

- Isso... Bianca... Não para...

Tirei meu sutiã e minha calcinha deitando por cima de David.

- Bianca, eu irei com calma se doer você desconta sua dor em mim tudo bem? 

Invertemos nossas posições e ele me penetrou. No começo senti uma dor horrível, e lágrimas escorreram por meus olhos e eu as limpei. A onda de prazer veio logo em seguida.

- Mais rápido David... Vai... Isso... 

Ele aumentou a sequência dos movimentos, e eu gritava de prazer pelo meu irmão. Gotas de suor caíam de seus cachos diretamente em meu corpo. Ele saiu de cima de mim, sentou apoiando na cabeceira da cama, eu sentei no seu membro e comecei a quicar e rebolar, por Deus que sensação maravilhosa.

David

Bianca estava me deixando louco de tesão, seu corpo escultural finalmente entregue a mim. Ela sentava com vontade em meu membro que gritava por ela. Eu a segurei pela cintura fazendo com que os movimentos ficassem mais rápidos.

- Não para Bianca... Isso...

Ela é maravilhosa. Cada centímetro do seu corpo, cada detalhe a torna perfeita. 

- David... Estou exausta...

Chegamos ao nosso ápice juntos, e ela caiu ao meu lado num sono profundo. Eu a cobri com um lençol vermelho, não acreditando que eu a fiz mulher. Essa noite será longa, não conseguirei dormir tão cedo.





Notas Finais


Aeeeeee! Dabi finalmente. Primeira noite do casal de irmãos, haha. O que vocês acharam? Beijos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...