História Amor sem Identidade. - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia), Doutor Estranho, Homem-Aranha, Liga da Justiça, Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug), O Incrível Hulk, Os Vingadores (The Avengers), Quarteto Fantástico, S.H.I.E.L.D., Superman, X-Men
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Aizawa Shouta, Alya, Anthony "Tony" Stark, Bakugo Katsuki, Chloé Bourgeois, Clark Kent (Superman), Dr. Bruce Banner (Hulk), Gwen Stacy, Hawk Moth, Lida Tenya, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mary Jane Watson, Midoriya Izuku, Nick Fury, Nino, Peter Parker, Stephen Vincent Strange / Doutor Estranho, Tia May, Todoroki Shouto, Yagi "All Might" Toshinori
Tags Ação, All Might, Batman Vs Superman, Boku No Hero, Boku No Hero Academia, Cat Noir, Drama, Guerra Civil, Hero War, Ladybug, Miraculous, My Hero Academia, Revelaçoes, Romance, Spider Man, Universo Dc, Universo Marvel, Universo One Punch Man
Visualizações 19
Palavras 2.175
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi pessoal, fui um pouquinho mais rápido dessa vez né? Enfim, nos vemos lá em baixo e nos comentários kkk.

Capítulo 20 - Avante Para o Topo


Fanfic / Fanfiction Amor sem Identidade. - Capítulo 20 - Avante Para o Topo

Ladybug 

Ruas de Paris, logo após a luta. 

 

Eu não acredito que isso aconteceu, se é que aconteceu, foi tão rápido que nem consegui registrar. Todos eles fugiram, olhei para o resto da equipe, pareciam tão confusos quanto eu... E olha que eu sou recordista em ser confusa. Caminhei até os outros que estavam discutindo sobre o que aconteceu. 

 

-Acho que vocês dois podiam se apresentar. - Falei para o rapaz tartaruga e pro garotos de cabelos verdes. 

 

-Bem... eu sou Midoriya Izuku, Deku é meu nome de herói. - Ele falou, ele parecia analizar todo mundo ali, nada de esquisito até ele puxar um caderno e começar a cochichar enlouquecidamente enquanto escrevia.  

 

-Carinha esquisito. - Falou o Homem Aranha tentando enxergar o que Izuku escrevia. - Não tem problema nos dizer seu nome verdadeiro?  
 
-Na verdade não, por que? Vocês tem? - Ele perguntou levantando o olhar para nós. 

 

-É... um pouquinho... mas não vem ao caso agora. - Eu respondi, olhei para o menino tartaruga. - E você turtle boy? 

 

-É Jade Turtle, bem, não vou dizer meu nome verdadeiro, mas já devem ter percebido que carrego o miraculous da tartaruga. - Ele disse, ele parecia sério. 

 

-Hã? Eu posso saber como conseguiu seu miraculous? - Perguntei, assim, na inocência, fala sério, joaninhas são fofas, ninguém pode recusar nada pra elas. 

 

-Não sei como foi com você, mas um dia cheguei em casa e o miraculous estava no meu quarto. - Ele disse enquanto colocava o escudo nas costas e se sentava no chão. 

 

-Temos que descobrir para onde foram e acabar com isso o mais rápido possível. - Majestia disse tomando a frente e começando a andar. - Alguém tem alguma ideia de por onde começar a procurar? 

 

-Eu tenho. Aqui ó, dona Majestia, me escolhe, eu aqui. - Começou a gritar o Spider que mantinha os braços pro alto e os chacoalhava. - EEEU 

 

-Homem-Aranha. - Eu ouvi ele dizer um "Yeah" na hora em que ela o escolheu. 

 

-Bem, eu prendi um rastreador no Bakugo e um no EraserHead, só precisamos seguir. - Ele disse, levantou um pouco da parte de cima da roupa, por baixo ele usava um cinto prateado, desprendeu do cinto um pequeno monitor e o ligou. - Ae, estão bem perto da Torre Eiffel. 

 

Majestia levou Midorya voando, eu e o Spider nos balançamos até chegar e Jade Turtle "surfou" em seu escudo que parecia deslizar pelo concreto como se o chão fosse feito de manteiga. Não demorou muito tempo e o monitor do Spider apitou, todos paramos em frente a um enorme casarão, no alto uma janela redonda que tinha os contornos de uma borboleta. E então nós entramos. 

(A PARTIR DAQUI OUÇAM A MUSICA DO LINK: O LINK ESTÁ NAS NOTAS FINAIS DO CAPITULO)

Narração 

Esconderijo de Hawk Moth, 21 Horas  

-Deixou que eles o seguissem, seu explosivo inútil. - Gritou a figura alta e magra, a mascara contornava todo o ódio que Hawk Moth estava sentindo. - Tanto tempo planejando e você me trará essa derrota imbecil? 

 

-CALE A BOCA VELHO, OU VOU TE MATAR JUNTO COM ELES. Não se preocupe, não vão chegar aqui e logo os Miraculous vão ser seus. - Riu Bakugo mantendo sua expressão mal humorada. - HEY GATO PRETO IDIOTA, VAI LÁ E MATE SEUS AMIGOS, DEPOIS QUE O FIZER TIRE SEU ANEL, OS BRINCOS DA JOANINHA E A PULSEIRA DA TARTARUGA E TRÁS PRA GENTE, VÁ LOGO ANTES QUE EU TE MATE. 

 

Cat Noir então saiu daquele cômodo, estava pronto para enfrentar seus amigos. 

 

Ladybug 

Esconderijo de Hawk Moth, pouco depois. 

 

-Vamos, eles devem estar no topo. - Disse o Spider antes de ser atingido pelo bastão de Cat Noir que se encontrava em frente a uma porta, o bastão voltou até sua mão.  - Droga, Cat, se recomponha cara.  

 

Ele então correu na nossa direção pronto para atacar, eu o prendi com meu ioio, olhei para os outros que entenderam e avançaram para a porta. 

 

-Eu vou alcançar vocês. - Falei e em seguida olhei para Cat que se debatia tentando se soltar. - Nós dois vamos. - Concordaram com a cabeça e então saíram e fecharam a porta. Sorri e soltei o Cat.- Então, vamos nos enfrentar. - Eu falei, ele tentou correr pra porta, eu saltei e bloqueei seu caminho. - Ah não, vai ter que passar por mim primeiro, que foi? Não quer um momento a sós comigo? 

 

Ele correu na minha direção, fiz o mesmo, atirei o ioio para acertar entre seus olhos, ele se desviou com um salto, seu bastão se esticou velozmente na minha direção, fui para trás e a ponta metálica da arma de Cat Noir atingiu apenas o chão que se quebrou e fez voar concreto na minha direção. Girei o ioio e a maioria das pedras de concreto não conseguiram atravessar.  

 

Ele estava pronto para me matar sem hesitar, eu teria que lutar com o máximo que eu pudesse. Ele caiu a minha frente e chutou na altura da minha barriga, segurei sua perna e o girei para arremessa-lo na parede. Por favor, me perdoe amigo. 

 

Quando ele se levantou e olhou para mim, vi algo que não achei que fosse acontecer. Lágrimas caíram dos olhos do gato negro do azar. Ele não precisou gritar mas o Cataclismo se formou em sua mão e então ele avançou na minha direção. 

 

Spiderman 

 

Estamos correndo pelas escadas de madeira, eu espero que Ladybug esteja se saindo bem, várias armadilhas foram acionadas para nos parar. As escadas então se partem e todos nós caimos de volta para onde começamos, me levanto, não me machuquei muito, acho que nenhum de nós. Olhei para cima e vi que o responsável foi All Might que agora se afastava, provavelmente para se reunir novamente ao Bakugo. 

 

Ladybug 

 

Estou cansada de desviar, ele não para um instante sequer tentando me atingir com o Cataclismo, nem sei o que aconteceria comigo caso ele conseguisse sequer encostar em mim. Arremesso o ioio na direção de seus pés e ele cai, tento prende-lo ao chão usando meu próprio peso. Me desculpa Cat. Eu não sei mais o que fazer... 

 

"Até o pior dos feitiços se desfaz com um beijo de amor verdadeiro.", funcionou contra o Cupido, não sei se vai funcionar agora, me inclino sobre Cat tomando o cuidado de segurar seu braço para ele não me acertar com o Cataclismo. Meus lábios se juntam com os dele, sinto gosto de fumaça e então ele me dá um chute que me joga na parede do outro lado da sala. 

 

-Fala sério... Eu não beijo tão mal. - Me levantei devagar, ele para na minha frente pronto para me acertar com o cataclismo, abro os braços. - Vai, me acerta, estou esperando por isso.  

 

Minha barriga dói, olho para baixo e vejo que ele acertou o golpe ali, meu uniforme brilha magicamente para impedir que eu sofra muitos danos, mas a dor continua muito intensa, eu caio, mas continuo consciente. 

 

-Muito bem CatNoir, eu consigo sentir seu sofrimento ao fazer isso. - Ele diz, mas essas palavras não são do Cat, são de quem o controla. - Muito bom trabalho mesmo seu verme. - Eu sinto uma raiva enorme percorrer pelo meu corpo e então eu me impulsiono com o que sobrou das minhas forças, arremesso o ioio mais forte do que já fiz em todo o tempo que sou a Ladybug.  

Acerto-o bem no queixo e ele é arremessado por conta da força do impacto, parece que está inconsciente... que bom... minhas pernas estão fracas, eu caio, não faz mal dormir só um pouquinho... 

 

Jade Turtle 

 

-Eu sou o único que vai precisar de ajuda pra subir de novo? - Perguntei aos outros que me olharam e concordaram. - Okay, e quem pode me levar? 

 

-Vem, vamos comigo. - Majestia se ofereceu, subi nas costas dela e juntos voamos até o segundo andar que era onde as escadas acabavam. - Devem ter mais escadas do outro lado do prédio. 

 

O Spiderman terminava de escalar a parede no mesmo instante em que Izuku aterrissou ao nosso lado depois de um salto. Desci das costas da heroina e então abrimos a porta, era um grande corredor vazio. 

 

-Muito bem, vamos em frente. - Eu falei tomando a dianteira e então corremos, quase no final do corredor a ultima porta se incendiou e uma forte rajada de fogo veio em nossa direção. - Fiquem para trás. - Gritei, rapidamente peguei o escudo e o posicionei, uma barreira magica se estendeu além do escudo e parou o fogo, lentamente fui avançando até a fonte das chamas, bati com força na cara do rapaz de cabelo bicolor, ele caiu, olhei para os outros. - Então, estão esperando o que? Um convite por escrito? Vão logo para o próximo andar.  

 

Quando todos eles passaram o cara de cabelo bicolor olhou para mim e sorriu. 

 

-Eles não vão chegar aqui, esse Todoroki é mesmo um inútil, vou mata-lo depois que terminar. - Ele falou olhando pra mim. - Eles ainda vão ter que passar por tudo que fiz com a habilidade de gelo dele. 

 

-Habilidade de gelo? - Perguntei, e então ele estendeu o braço direito, uma forte rajada, ou avalanche, sei lá com que se parece, enfim, um monte de gelo veio na minha direção, só pude me defender com o escudo. - Entendi. 

 

Quando ele parou de atacar eu avancei, um erro grave, quando estava prestes a soca-lo meu braço e pernas foram congelados. Tentei me soltar inutilmente. Ele esticou o braço esquerdo que estava em chamas, não mantinha mais o sorriso, agora ele estava inexpressivo como um boneco que só cumpria ordens que ele era. A forte rajada de fogo derreteu o gelo, estava muito quente, minha roupa porem por ser focada em defesa me impediu de levar queimaduras mais sérias. Caí de joelhos e levei um chute no rosto.  

 

-Você não vai vencer... O guardião me disse que aqueles que não lutam com o coração estão destinados a fracassar. - Gritei enquanto me levantava, outra rajada de fogo, porem saltei para trás e ela atingiu onde eu estava. - Não vai mais me atingir. 

 

Ele permaneceu parado, levantou o braço direito e novamente o gelo veio forte na minha direção como grandes estacas que cresciam do chão, paredes e teto, mas não só isso, o gelo se espalhava congelando tudo em seu caminho. Levantei o escudo e a proteção magica me impediu de ser congelado, uma das estacas porem cresceu por trás de mim e perfurou meu ombro direito, o mesmo lado em que uso o escudo. Gritei de dor mas não abaixei minha arma. A estaca começou a crescer e foi me levantando, dei um chute forte que a quebrou e eu caí de volta no chão. 

 

O sangue começou a escorrer, estava doendo muito, tirei o pedaço de gelo que atravessava e mantive o escudo levantado quando ele mandou outro ataque de gelo que batia na proteção magica do escudo e caia. Eu achei que só isso ia bastar pra me defender, mas o escudo estava começando a ficar gelado e no fim congelou e a defesa mágica foi desativada. 

 

-Como assim? - Gritei, um monte de estacas de gelo vieram na minha direção, desviei da maioria mas fui perfurado na perna e na barriga, a roupa não funcionava, sem o escudo ativo ela era apenas uma roupa. - Não vai me derrotar... NÃO VAI.  

 

Corri na direção dele, o mesmo trocou de braço e disparou uma forte rajada de fogo, fui queimado nas pernas mas a parte de cima continuou intacta pois usei o escudo para não sofrer tanto, o fogo derreteu o gelo que cobria meu equipamento e a magia voltou, girei rapidamente e com a borda do escudo acertei um pouco a baixo da orelha dele.  

 

-SEI QUE ESTÁ SENDO CONTROLADO, ENTÃO ME DESCULPA. - Gritei forçando o maximo que podia, esse golpe o empurrou pra parede, continuei pressionando com o escudo até que ele perdesse a consciência, ele começou a congelar a partir do lado direito, o gelo cobriu todo o corpo dele e avançou pelo meu escudo e pelo braço, continuei forçando e ele então apagou. 

 

Meu braço e escudo estavam completamente congelados, sentei encostado na parede enquanto observava o corpo dele descongelando e caindo inconsciente, não consigo lutar assim... Vou ficar um pouco aqui antes de seguir os outros... 

 

Spiderman. 

 

Estamos parados em frente a uma escada, não conseguimos subir, ela está completamente congelada e mais parece um escorregador, as paredes e o teto Tambem estão congelados. Por favor amigos, estejam bem. 

 

Narração 

 

-Tem certeza de que eles não vão conseguir? - Perguntou Hawk Moth de forma autoritária para Bakugo. 

 

-CALA A BOCA BORBOLETA IDIOTA, EU JÁ DISSE QUE ESTÁ TUDO DO JEITO QUE EU PENSEI. 

 

-É disso que tenho medo, mas não vou me preocupar, afinal já tenho um plano reserva. - A risada de Hawk Moth ecoava pelo cômodo, All Might e EraserHead permaneciam imóveis no canto esperando por suas ordens. 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...