História Amor Sem Limites ( Camren) - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camren
Exibições 476
Palavras 1.198
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 9 - Sr. e Sra Jauregui



P.O.V   LAUREN


Depois de estudar por horas com a Camz. Ela foi pegar alguma coisa no quanto. 

-Lo vamos pesquisar sobre os seus pais - falou descendo a escada.

-Claro Camz - falei animada. 

-Vamos ver aqui vou procurar por família Jauregui - ela ficou olhando pra tela do computador e não falava nada. 

-Acho Camz?  Tem o que escrito aí? - perguntei nervosa. 

-Calma Lolo tô lendo. - Ela ficou lá toda concentrada. 

-Acho Amor, fala alguma coisa por favor. 

-Você me chamou de que? - perguntou rindo - chegando perto me dando um selinho. 

-De amor.  Meu amor - falei rindo dando um selinho nela. Ela voltou a oolhar para tela do computador. 

-AÍ MEU DEUS -falo colocado a mão na boca. 

-O que foi Amor achou alguma coisa? 

-Achei Amor. 

-Aí meu Deus. O que tá escrito aí. 

-Aqui tá falando que você foi sequestrada,  pela sua babá.  Seus pais foram num evento e deixaram você com a babá.  Quando chegaram, não te encontram nem você nem ela, tem uma foto da babá aqui. - eu já estava chorando muito.  Camz virou a foto pra mim. Não podia ser e ela

-É ela amor. E ela - comecei a chorar mais.

-Ela quem amor - perguntou me abraçando. 

-A mulher que cuidou de mim na rua. Foi ela que me vestiu igual homem. 

-Calma amor fica calma.  - falou limpando minhas lágrimas.  

-Porque ela fez isso,  tantas vezes chorei pra ela, com saudades do meus pais. E ela que me tirou deles - voltei a chorar.

-Amor aqui tem seu nome todo é Lauren Michelle Jauregui Morgado. Lado nome amor. Aqui achei o endereço da casa do seus pais. Vamos lá agora. 

-Vamos - Camz correu pro quarto pra troca de roupa, coloquei uma calça fiquei com a blusa mesmo.  E nós pés coloquei um all Star. E uma toca preta no cabelo. Sai do qquarto achei a Camz já na sala.  Com um vestido preto saltinho e é um laço vermelho no cabelo. - Vamos amor. Nossa amor você tá linda só que tá parecendo um garoto, mais eu gosto mesmo assim - me deu um selinho. 

-Você também está linda. - Saímos no apartamento de mãos dadas. Ela trancou o parta e seguimos pro elevador. Quando chegamos perto do mesmo vi o engomadinho na porta.

-Oi Lourenzo, Oi Camilinha - falou rindo.

-Camila o nome dela é Camila - falei encarando ele. E passando um braço na cintura da Camz. O elevador chegou eu encontrei na parede e puxei a Camz colando nossos corpos,  abracei a Camz por trás. 

-Amor - Camz chamou virando de frente pra mim, passou seus braços envolta do meu pescoço e eu abracei sua cintura -Fica calma - sustou no meu ouvido,  o que fez meus pelos se arrepiar. Juntou nossos lábios, ela logo pediu passagem com a língua, olhei prolado e o eengomadinho estava encarando a bunda da Camz. Levei minha mãe até a bunda dela, e com a outra mostrei o dedo do meio pra ele,   que desviou o olhar na hora. Cortamos o beijo com vários selinhos. Logo a porta abriu e saímos do mesmo de mão dadas até o carro da Camz. -Você ficou muito linda com ciumes.

-Aquele cara se acha. - falei lembrando dele olhando pra bunda dela- amor o que você acha, eu continuo vestindo assim e com o cabelo curto ou como menina?- precisava saber o que ela acha. 

-Amor por mim você tem que vestir como se sentir melhor - falo olhando pra mim quando parou no sinal vermelho. - Pra mim você é bonita de qualquer jeito. O que você decidir eu apoio. 

-Obrigado amor. Este endereço muito longe daqui?  Estou muito ansiosa. 

-E um pouquinho amor. Fica calma vai dar tudo certo. - Camz ligou o rádio e ela ficou cantarolando as músicas da rádio.- É aqui amor -Apontou pra uma linda casa verde. -Amor fica calma ok - concordei com a cabeça - vamos lá.

-Vamos - sai do carro esperei Camz descer. Ela pegou na minha mão e fomos até na porta tocamos a campainha. Mais ninguém atendeu. - Será que não tem ninguém.  - toquei a campainha de novo. 

-Vamos ali na vizinha amor - Camz foi até na casa da vizinha e toco a campainha. Saiu uma mulher de uns quarenta anos de idade. - Boa tarde senhora gostaria de saber sobre a família Jauregui. - a senhora fez uma cara de surpresa. 

-O senhor Michael e a dona Clara não mora mais aqui. - droga logo agora.

-Pode me informar porque - perguntei já triste. 

-Depois que a filha deles sumiram eles ficaram muito abalados,  principalmente a Clara que já estava entrando em depressão - Eu já estava quase chorando só de imaginar minha mãe ruim - Depois de muitos anos sem notícias da filha. O Michael decidiu voltar pra cuba.  Mais ele também recebeu uma proposta de emprego em Nova York. Só não sei pra onde eles foram. 

-Eles não tinha mais filhos?  - perguntou a Camz - e porque pra cuba. 

-Não a Lauren era filha única.  E cuba e de onde eles é. E vocês o que querem com eles?

-Nossos pais era amigos - falei - a senhora não tem um telefone deles?

-Eu tinha mais eles mudaram de número uns meses atrás e não tenho um novo. 

-Ok muito obrigado senhora - falei meio triste. 

-Seus olhos não me é estranho meu rapaz - falou me encarando. 

-Acho que é impressão sua - falei desviando o olhar. 

-Pode ser - falou me encarando. 

-Obrigada Senhora - Camz falou. Ela pegou na minha mão e fomos pro carro. Chegamos no mesmo comecei a chorar - fica calma amor. Vamos achar teus pais. Já sabemos o nome deles. E descobrimos que você é cubana também - falou enxugando minha lágrimas. 

-Porque também? - perguntei sem entender. 

-Eu sou cubana amor -falou rindo.

-Que legal amor - falei rindo fraco. - e agora como vou achar mmeus pais?

-Em casa vou procurar o email do seus pais e fala sobre você -falou rindo.

-Você conseguiria isso - falei mais animado. 

-A gente vai achar seus pais amor.

Depois do que a Camz falou eu fiquei com esperança,  só de ter a possibilidade de achar eles já fico feliz.  Não vejo a hora de poder abraçar eles e poder dizer que eu senti Saudades. Chegamos  em casa. subimos pro apartamento da Camz ela correu logo pro computador. 

-Vou procurar o email de um do seus pais. Primeiro vou pesquisar o da sua mãe.  -ela ficou um bom tempo olhando pra que lá tela. Até fala - Não achei nada da sua mãe.  Vou ver seu pai - Voltou a digitar com uma velocidade sem tira os olhos da tela. - Achei amor - falou animada. - Vou mandar agora - digitou um monte de negócio lá - Pronto só esperar ele responder.

-O que você escreveu?  - perguntei curiosa.

- Eu escrevi "Olá Senhor Jauregui! Estou eentrando em contato com o senhor a respeito da Sua filha Lauren Jauregui. Ela está muito ansiosa pra revelos. Aguardo resposta"

-Tomar que eles responde. -Falei sorrindo. 

-Eles vão responder amor. - me deu um beijo calmo.  Eu realmente espero que eles respondam .



Notas Finais


Iae Lauren bofinho? Ou Lauren Menina?

Como estamos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...