História Amor Sobre Rodas - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Feia Mais Bela, Cuidado com o Anjo, Uma Rosa com Amor
Visualizações 38
Palavras 862
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 21 - Primeiro Passo


 Depois de um bom tempo, Claude e Terezinha foram chamados para o quarto em que Rosa estava. Decidiram que Terezinha entraria primeiro junto com o médico. Minutos depois Claude apenas escutou gritos, dentre eles ordenava que deixassem em paz, pos se diante da porta e se assutou com a saída de Terezinha chorando desesperadamente.

  Claude – O que foi?

  Terezinha – Ela está daquele jeito de novo Claude. Disse ainda chorando.

  Claude – Calma, eu posso falar com ela?

  Médico – Eu acho que não é uma boa ideia, a paciente está muito alterada.

  Claude – Eu imploro, deixe-me entrar.

 O médico olhou para Terezinha – Bom, ...

  Terezinha – Por favor Doutor, quem sabe ele não consiga acalma-la.

  Médico – Tudo bem.

  Claude – Obrigado. Rapidamente entrou no quarto e encontrou Rosa deitada de costas para a porta, porém ainda chorava.

  Rosa – Eu disse para me deixarem em paz! SAIA DAQUI!

  Claude – Mesmo se eu implorasse.

  Rosa – Claude? Sussurrou.

  Claude – Essa não é a mulher que eu conheci a alguns dias atrás. Disse ao lado da cama.

  Rosa – Aquela mulher não existe Claude.

  Claude – Pois para mim ela era bem real. Falou puxando uma cadeira e sentando ao lado dela.

  Rosa – Está perdendo seu tempo.

  Claude – Perderei com todo prazer se o motivo for você.

  Rosa – A Terezinha te contou algo?

  Claude – Sim, ... e não quero que fique com raiva dela.

  Rosa – Terezinha sempre fala demais. Desviou o olhar.

  Claude – O que o médico disse?

  Rosa – Nada que eu não saiba.

  Claude – Por que está sendo tão grosseira.

  Rosa – Não estou sendo grossa.

  Claude – Ah esta sim. Porque nesse exato momento estou tentando ter uma conversa com você e em resposta, só fica ...

  Rosa – Me desculpa. Disse voltando a chorar. – Por que eu sou sempre a culpada por tudo!

  Claude – culpada?

  Rosa – Sim! É claro que eu quero voltar a andar, mas tudo que eles sabem me dizer que eu sou a culpada.

  Claude – Não! Rosa, olhe para mim. Levantou-se e pegou no rosto dela, limpando suas lagrimas. – Você não tem culpa. O que eles querem dizer é que agora só depende de você.

  Rosa – Não aguento mais lutar contra a correnteza Claude.

  Claude – Eu vou estar aqui.  Vamos tentar? Eu sei que você consegue.

  Rosa – Eu já tentei e ...

  Claude – Esquece isso, vamos começar do zero.  Porque eu tenho certeza que você vai conseguir.

                             ...

  Beto – Como esta?

  Terezinha – Eu nunca tinha visto ela daquela maneira, foi pior.

  Beto – Claude esta com ela?

  Terezinha – Sim, acho que ele conseguiu acalma-la, já faz um tempo que ele está lá.

  Claude – Se quiser pode ir embora Terezinha. Falou assustando os dois.

  Terezinha – Claude? Ela ta bem?

  Claude – Sim, não conversamos por muito tempo, ela acabou pegando no sono, efeitos do remédio.

  Terezinha – Eu quero ficar, não posso deixar ela sozinha.

  Claude – Terezinha, pode ir descansar. Eu fico com ela e te mantenho informada.

  Beto – Ele tem razão, você tem que descansar, seu dia foi muito puxado e amanhã Rosa sai daqui.

  Terezinha – Não vou deixar minha irmã Beto!

  Claude – Ela não vai ficar sozinha, prometo que não vou sair de perto dela.

                           ...

  Nara – O que eu faço Antony!

  Antony – Primeiro calma! Acho que você deve ir embora, dá um tempo. Sei lá.

  Nara – E deixar aquele idiota de bandeja para a aleijada?

  Antony – E quem sabe te prenderem por agressão?! Perguntou irônico.

  Nara – Que ódio!

  Antony – Você deve sumir por um tempo, depois diga que você estava alterada, inventa alguma de suas mentiras gloriosas.

  Nara – Tudo bem, eu vou, mas promete que vai ficar de olhos bem abertos.

                              ...

 

  Terezinha – Não acredito que conseguiram me convencer. Disse brava dentro do carro.

  Beto – Eu conheço o Claude, ele vai cuidar muito bem da Rosa.

  Terezinha – Disso não tenho dúvida.

  Beto – Pra mim eles estavam muito íntimos, não acha?

  Terezinha sorriu – Acho que eles estão se gostando.

  Beto – Então ela é a mulher da fofoca?

  Terezinha – Sim.

  Beto – Eles formam um belo casal.

                              ...

  Rosa – Ela já foi embora? Perguntou vendo Claude entrar no quarto.

  Claude – Sim, Beto a levou.

  Rosa – Obrigada, de novo. Disse sem jeito.

  Claude – Prometemos que iriamos até o final, não é?

  Rosa – É, lembra que você me prometeu que apenas vai contar para alguém que eu aceitei o tratamento apenas se tivermos alguma reposta verto?

  Claude – Certo, fico feliz que tenha aceitado.

  Rosa – Tenho um amigo muito bom.

  Claude – Preciso agradecer ele depois. Brincou. Rosa bocejou, aquele era o sinal que finalmente o remédio estava fazendo efeito.

  Rosa – Não vou demorar muito para dormi. Sorriu

  Claude – Você vai melhorar, eu tenho certeza.

  Rosa – Claude, deixamos esse papo de positividade para amanhã certo?

  Claude – Tudo bem. Boa noite. Beijou o topo da cabeça de Rosa.

  Rosa – Não vai. Segurou o braço dele. – Por favor, fica aqui.

  Claude – Essa cama não vai dar nos dois. Gargalhou.

  Rosa – Não sou tão gorda assim .... Sua presença me faz bem. Revelou uma das coisas que tanto sentia em relação a Claude.

  Claude ficou paralisado, seu coração acelerou e começou a suar frio. Aquilo era tudo que ele sentia também, silenciosamente, deitou-se ao lado dela, a abraçou e pode sentir ela adormecendo em seus braços. – Eu também sinto isso.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...