História Amor sobre uma simples máscara - Capítulo 39


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alix Kubdel, Alya, André Bourgeois, Chloé Bourgeois, Gabriel Agreste, Hawk Moth, Jalil Kubdel, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mylène Haprèle, Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Personagens Originais, Plagg, Sabine Cheng, Sabrina, Tikki, Tom Dupain
Tags Marichat
Exibições 29
Palavras 675
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi pepesinhos eu gosto muuto de vocês, espero que estejam a passar um óyimo um de dezembro e aqui está o último espisódio da primeira temporada mas a segunda temporada vais estriar no ano novo ou no dia um de janeiro, e vai começar neles no ano novo, então se preparem. Um feliz natal e até lá.

Capítulo 39 - Especial de Natal- Ultimo espisodio da primeira temporada


Fanfic / Fanfiction Amor sobre uma simples máscara - Capítulo 39 - Especial de Natal- Ultimo espisodio da primeira temporada

Meses se passaram o mal era impossível de lhe vencer, os akumatizados predominavam na cidade, e no mundo, os ex-UltraAkumatizados denominavam a cidade de lisboa, com Ultrakumatisboa, já não era a cidade, mas sim os restos dela, os nossos heroíscombatiam as pobres pessoas akumatizadas, as purificavam, mas cada vez eram mais e mais. Finalmente chegou a época de Natal, por milagre os vilões não atacavam nessa altura, então  apenas ChatNoir e LadyBug iram passar a época feativa a sós em outra terra no outro lado do dio tejo, na Baixa Da Banheira, no concelho da moita, nos tempos em que ela veio para lisboa ela saía um pouco de sua rotina e se transformava na sua cara metade, e iria a essa localidade dar umas voltas nos seus grandes jardins.🦄🤑 A cidade estava vazia, odos sairam do pais para locais mais afastados dos ultraakumas. Havia uma casa que ela conhecia bem, uma casa meio abandonada, sem moradores ou quais quer donos, então ela dormia nela ás vezes. As ruas estariam cobertas de neve que lhes dava pelo joelhos, estavam andando lentamente, não tinham medo do frio, pois o seu amor era o suficiente para aquecer-lhes o coração, mas isso pensavamos nós.

Marinett batia os dentes de tanti frio estava, Adrian era cavalheiro, mas, mais que isso era educado e zelava pela segurança de sua amada princesa,não queria que ela se constipace pois não haviam médicos oara a secorrer, então colocou seu casaco nas sua costas e a abraçou.🦄🤑

-Adrian assim você se irá constipar. E eu preciso de você.

-Nós iremos vencer os vilões é apenas uma questão de tempo .

-Não é isso, eu preciso de você porque eu te amo.

-Eu também te amo.  .

-Mas e se formis vencides, e se eles tirarem sua vida,fico sem rumo, sem búcula você é a minha estrela guia.

-Isso não irá acontecer .

-Sabes, me desculpa eu não  tenho nenhum presente para   te dar pelo natal.

-Mas tu já me deste.

-Já dei?

-Sim. O unico presente que eu posso receber teu é a garantia que estás bem..

-...

O clima estava frio mas entre eles reinava o calor mais natural alguma vez possível,  natural calor do amor. Adrian a puxou para um beijo quente, necessitado, e  precioso, aquele beijo que só o ar pode arruinar, ao mesmo tempo adrian tirava uma caixinha vermelha do bolso e separando o beijo e colocou um joelho sobre a gelada neve e disse.

-Marinett Dupain Cheng, somos novos, sim eu sei, não é a melhor altura, sim eu sei, mas, quer casar comigo?

-Eu...

-....

-Adrian eu aceito.

Logo Adrian pegou nela  pela sintura e rudupiuou-a pelo ar, a puxando para mais um beijo. E assim tiveram que se separar os que a felecidade era tanta que até os fazia cantar.

-[We Wish You A Merry Christmas]


We wish you a Merry Christmas

We wish you a Merry Christmas

We wish you a Merry Christmas

And a happy New Year


Good tidings we bring to you and your kin

We wish you a Merry Christmas

And a happy New Year


We all want some figgy pudding

We all want some figgy pudding

We all want some figgy pudding

So bring some right here


We won't go until we get some

We won't go until we get some

We won't go until we get some

So bring some right here


Good tidings we bring to you and your kin

We wish you a Merry Christmas

And a happy New Year


Good tidings we bring to you and your kin

We wish you a Merry Christmas

And a happy New Year


We wish you a Merry Christmas

We wish you a Merry Christmas

We wish you a Merry Christmas

And a happy New Year (2x)

-Atchim-Espirrou Marinett.

-Tá frio aqui temos que ir para algum lugar.

-Segue-me.- Marinett o levou pela mão e o levou para a pequena casa na qual se depararam com uma luz vermelha. Se transformaram e entraram. Ao entrar a casa estava toda decorada, a mesa cheia e arvore esposta com seus presentes e a não esquecer do velhote de flagra.

-How how how. Feliz natal.

-Wua um milagre de natal.-Disseram eles.

Logo os dois disfrutaram fo seu dia de paz e logo puderam desfrutar para que pudessem enfrentar mais um amanhã juntos, como uma equipe. 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...