História Amor Virtual - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Itachi Uchiha, Karin, Kushina Uzumaki, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Rock Lee, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Amizade Virtual, Naruto, Romance, Sasunaru, Texting, Whatsapp, Zoera
Visualizações 2.831
Palavras 1.286
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


YOOOOO!

Capítulo 27 - Escravo Virtual: 5° Dia! - Part.2


Suke: 

e aí você? 

Eu: 

Ssk, qual é a cor e o tipo da tua cueca?

Suke: 

box, azul escuro. 

Eu: 

E aí eu começo a beijar seu pau, ainda por cima da sua cueca

Suke: 

então eu abro mais as pernas pra você se acomodar melhor e abaixo minha cueca, porque eu odeio enrolação. 

Eu: 

Mas Suke, o que você quer que eu faça mesmo? :3

Suke:

eu quero que você chupe, Naruto, chupe do jeito que eu sei q só você pode.

Eu: 

Se eu chupar você promete gozar na minha boca?

Suke: 

não sabia que você era tão pervertido. 

Eu: 

Depois daquela última conversa eu fiquei curioso com umas coisas... essa é uma delas

Suke: 

o seu pedido é uma ordem, Naru-chan

Eu: 

:3

Então deita a cabeça em cima da carteira, fecha os olhos e me imagina aí, te chupando

Eu ia começar bem devagar, passando a minha língua por todo o seu pau, lambendo ele enquanto te olho

Depois eu colocaria tudo na boca e começaria a sugar devagar, deslizando minha boca por ele e masturbando o que não couber

Suke, por aquela foto, você é bem grande, acho que não cabe nem a metade na minha boca...

Suke: 

cabe sim, você consegue. Eu deslizaria minha mão pelo seu rosto, te fazendo um carinho, depois levo-as para seu cabelo e começaria a ditar o ritmo.

Eu: 

rápido ou lento?

Suke: 

rápido, bem rápido.

e aí você abaixa a sua calça, junto com a cueca e começa a se masturbar enquanto me chupa.

céus, essa seria a melhor visão de todas.

Eu: 

E quando vc gozar, eu engulo tudo

Suke:

acho que você vai gostar do sabor. Depois eu me levanto e jogo você ontra a parede.

colo nossos lábios e já começo a te masturbar durante o beijo.

Levantei o olhar e fiz uma pequena inspeção pela sala, estava tudo normal, mas agora o professor escrevia algo no quadro. Abaixei meu olhar novamente e me surpreendi com o grande volume em minha calça, por Kami-sama, eu já estou assim e nós só começamos?

Eu: 

Sasuke, eu...

Suke: 

sim?

Acomodei minha bolsa laranja em cima de meu colo e respirei fundo. Eu iria me segurar.

Eu: 

Nada, continue

Suke: 

quando você estivesse quase gozando, eu pararia e te viraria, colocando você de frente pra parede. 

Eu: 

E aí?

Suke:

e aí vem a melhor parte.

abaixo um pouco mais suas calças e cueca, e deslizo minha mão por sua bunda.

depois eu quero um nude dela.

Eu: 

Eu mando assim que chegar em casa

Suke: 

vou cobrar. 

aí eu levanto mais seu quadril e dou um tapa nela.

Eu: 

Eu levanto ainda mais o quadril e me encosto mais na parede

Suke: 

bom garoto. 

depois de apertar bastante essa sua bunda gostosa, eu deslizaria os meus dedos por entre ela e chegaria lá, bem aonde você massageou no outro dia.

Eu: 

Ia ser tão bom...

Suke: 

e enquanto massageio lá com dois dedos, masturbo seu pau com a mão livre.

Eu: 

Eu rebolaria pra você 

Suke: 

aí eu levaria esses dois dedos até a boca e ia molha-los bastante pra depois começar a colocar um deles dentro de você. 

Eu: 

Sasuke... eu...

Eu estava suando, respirando com dificuldade e meu pau estava tão duro que chegava a doer, sentia-me pronto para dar meu endereço e implorar para que ele viesse aqui me foder, mas um barulho alto me tirou de transe e eu respirei fundo. O sinal tocou.

Suke: 

tocou. Vamos ao banheiro agora, quero ver se você estava gostando tanto quanto eu.

Eu: 

Não imagina o quanto

Respirei fundo, coloquei uma mão dentro do bolso da calça e segurei minha extensão, tentando disfarçar o volume. Levantei-me, agradecendo a deus por esta calça ser folgada, caso contrário, eu estaria fodido. Usando a mão livre, peguei meu celular e o guardei dentro do outro bolso. Eu estava pronto. Sem falar com ninguém, saí da sala, seguindo pelo corredor, até chegar no banheiro. Meu pau pulsava em excitação cada vez que eu imaginava como Sasuke estaria, afinal, eu não podia ser o único a ficar desse jeito, tinha que excita-lo na mesma medida.

Já no banheiro, eu me tranquei dentro de uma cabine, abaixei a tampa da privada e me sentei nela. Eu estava nervoso, apreensivo e quase deixei o celular cair no chão quando o senti vibrar. Calma, Naruto, relaxa. É só o Sasuke... É só o Sasuke. 

Desbloqueei o aparelho, fui no atalho para o chat do moreno e mordi o lábio inferior ao encontrar mensagens do moreno.

Suke: 

pronto, to aqui no banheiro.

foi bem difícil disfarçar, kkkk.

mas to aqui.

Naruto?

Eu: 

To aqui, cheguei agora

vamo?

Suke: 

bora

Eu só podia estar louco, totalmente louco por aquele inconsequente. Respirei fundo, mandei o receio para a casa de caralho e arriei minhas calças, junto com a cueca. Encarei meu próprio pau por alguns segundos, eu estava muito duro e expelia uma grande quantidade de pré-gozo. Abri a câmera do whatsapp, segurei meu pau com a mão esquerda, tirei a foto e a enviei, sem avaliar muito.

Eu: 

.imagem.

Relaxei em cima da tampa da privada por alguns segundos, olhando para os lados como um criminoso fugitivo. Momentos depois, senti o aparelho vibrar, era ele. A imagem baixou automaticamente e, puta que pariu, eu mordi meu lábio inferior com força quando meus olhos miraram aquele mastro. O Uchiha o segurava com firmeza e sua camisa levantada me dava uma ótima visão de seu abdômen.

Suke: 

você parece estar tão duro, Naru.

Eu:

Você não fica atrás, olha só!

Parece que vai gozar a qualquer momento

Suke: 

kkkm, eu queria era você aqui p resolver isso.

na verdade, você ainda vai resolver isso um dia.

ou acha que vai me deixar duro assim e se safar?

quando eu te encontrar, porque um dia eu vou, você vai ser tão fodido por mim,

que nunca mais vai pensar em bct na sua vida.

Eu: 

( ̄∀ ̄)

Suke: 

nem vem com essa carinha escrota p o meu lado não. 

isso é brochante. 

quer continuar de onde paramos?

Eu: 

Quero, a gente parou onde mesmo?

Suke: 

eu estava colocando um dedo em você.

tem alguém aí dentro? Ou o banheiro ta vazio?

Eu: 

Só eu, por quê? 

Suke:

posso te ligar?

Eu: 

Você tá doido?

Vai que entra alguém?! Eu me fodo, sabia?

Suke: 

vai dizer que não é excitante esse perigo de ser pego?

ta com o fone de ouvido aí?

Eu:

Ele ta sempre no meu bolso, filho, nn vivo sem música 

Suke: 

ainda tem o imo?

Eu: 

Tenho, por quê?

Aonde tu quer chegar com tudo isso?

Suke: 

que tal terminar isso numa chamada de vídeo?

Eu: 

No banheiro da escola? O.O

Suke: 

sim, ué, é melhor do que ligação.

Eu: 

Não, não é! É até mais perigoso! -_-

Suke: 

você quem sabe...

mas tudo bem se quiser resolver sozinho aí,

sem mim.

Eu: 

Mas tem que ser rápido, eu to perdendo a última aula por sua causa! 

Suke: 

( ̄∀ ̄)

Eu: 

E PARA DE USAR A MINHA CARINHA!

Suke: 

eu vou começar a chamada, pera.

Eu:

Eu vou me arrepender tanto disso, um dia

A chamada de Sasuke apareceu em minha tela e, depois de quase deixar o celular cair no chão, eu o atendi. Levou alguns segundos para a chamada conectar, outros mais para a imagem do moreno se tornar clara para mim. Sasuke estava ali, do mesmo jeito que na foto: calça aberta, membro exposto, camisa levantada. Entretanto, agora eu podia ver seu rosto e o sorriso libidinoso que brincava em seus lábios era mais atrativo que qualquer outra coisa que eu jamais vira na vida. Eu mordi meu lábio inferior, vendo Sasuke se masturbar vagarosamente, de olhos cerrados. E é nesse tipo de momento que eu me pergunto: o que diabos eu to fazendo da minha vida?

- Yo, Naru-chan. — O Uchiha me saudou. Aquele timbre me fez suspirar, eu poderia delirar somente com sua voz. — Vamos continuar de onde paramos?


Notas Finais


YO! PODEM COMEÇAR A MANDAR AS PERGUNTAS PARA O ESPECIAL! E ENQUANTO ISSO, EU VOU FAZER MARATONA DE CAPÍTULOS, ENTÃO ASSIM QUE CHEGAR A, SLA, 10 COMENTS, OU MENOS, EU JÁ VOU ESCREVER O PRÓXIMO U-U
Mandem perguntinhas para os persons - pode pra mim também-, declarações e o que quiserem.
Beijos, CG! ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...