História Amor Virtual - Capítulo 32


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Itachi Uchiha, Karin, Kushina Uzumaki, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Rock Lee, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Amizade Virtual, Naruto, Romance, Sasunaru, Texting, Whatsapp, Zoera
Exibições 615
Palavras 866
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Yo! Eu demorei? Sim, eu demorei, mas é pq tô nos últimos dias de aula, aí já sabem como é, né?

Capítulo 32 - O poema e a confissão


P. V. O. Sasuke

[20h37]

Eu estava deitado no sofá da sala, com os fones enterrados nos ouvidos, ouvindo qualquer música aleatória, enquanto pensava sobre a situação de mais cedo. Minha tarde toda se resumiu a isso: pensar sobre Naruto, e esse pequeno tópico mental trouxe vários outros como: quem era Naruto para mim? O que estava havendo comigo? Por que em menos de um mês, eu já totalmente à sua mercê?

Todas as perguntas eram complexas, complicadas e me levavam à pensamentos compridos, mas a principal era: como diabos eu vou colocar o que sinto em palavras, se nem sei, ao menos, o que sinto?

Senti uma movimentação estranha no sofá, minhas pernas foram levantadas e, em seguida, colocadas em cima de algo. Abri os meus olhos e dei de cara com Itachi, meu aniki sorria para mim, enquanto mexia em seus próprios cabelos.

- Tá ocupado, otouto?

Os dedos de Itachi deslizaram por meu pé direito e ele começou a fazer cócegas na sola, eu ri e puxei minhas pernas de seu colo, ajeitando-me no sofá.

- Tô sim, por quê? — Respondi, voltando ao meu mau humor habitual.

- Por nada... — Itachi deitou-se no sofá, com a cabeça em meu colo. — Otouto, cê tá bem?

Eram raras as vezes em que Itachi me fazia essa pergunta, geralmente quando a coisa tava bem feia. Eu suspirei e mexi em seus cabelos, não entendo como esse maldito consegue me conhecer tão bem.

- Mais ou menos, eu to meio coisado. — Respondi, após suspirar.

Meu aniki arqueou uma sobrancelha e sorriu, pegou meu celular desbloqueado e começou a mexer nele.

- Otouto, você sabe que, não importa o que aconteça, eu estarei aqui sempre, não sabe? E que eu te amo, independente de qualquer coisa?

Eu não sabia aonde ele queria chegar com aquela conversa fiada, mas assenti com a cabeça e murmurei um “sim”.

- Por que isso agora? — Perguntei, sem rodeios.

- Por nada, eu só gosto de deixar claro que te amo e sempre estarei aqui para cuidar de ti. — O Uchiha mais velho se colocou sobre os joelhos, em cima do sofá, e beijou minha testa com ternura. — Você é o meu irmãozinho tolo e eu te amo. — Ganhei mais um beijo na testa, seguido de dois em minhas bochechas.

Afastei-me um pouco e o fuzilei com os olhos, ele sabe que eu não sou fã de demonstrações de afeto, mas sempre insiste em fazê-las — nas horas mais inadequadas.

- Eu também te amo, Itachi, agora me deixa, eu tenho muito o que pensar. — Suspirei.

- Tudo bem, só não pense demais, às vezes agir é melhor do que pensar.

Itachi tocou minha testa com dois dedos, um gesto que ele faz desde que eu me entendo por gente, então levantou-se e saiu de cena, deixando-me sozinho novamente. Pelo menos, dessa vez eu sabia o que fazer: agir.

Tornei a prestar atenção na música que tocava em meus fones, eu não gostava tanto dela, então passei; a outra começou e também não era boa, passei novamente; mais uma e outra e três, até que uma melodia agradável começou a tocar, uma voz masculina começou a cantar e eu não pude me identificar mais...

“I think I'm gonna lose my mind
Something deep inside me, I can't give up
I think I'm gonna lose my mind
I roll and I roll till I’m out of luck...”

(Acho que vou perder a cabeça
Algo dentro de mim do qual eu não posso desistir
Acho que vou perder a cabeça
Continuo e continuo até acabar minha sorte)

E de repente, eu já sabia bem o que fazer.

[21h35]

Eu estava encarando a tela do celular há mais de meia hora, observando Naruto digitar, digitar, digitar — e provavelmente apagar tudo. Parte de mim temia, pois o áudio com a música foi reproduzido, o que quer dizer que ele ouviu e é bem provavel que esteja escrevendo alguma resposta para a minha pergunta, mas um simples “sim” demora menos de segundos para ser digitado, o que me leva a pensar que sua resposta é complexa, grande e talvez negativa.

Eu: Naruto, pelo amor

Eu: se é p me dar um fora, nn precisa de td isso nn

Eu: ;-;

Naru-chan:

Da insistência, isso nasceu;
Da compreensão, carinho e amizade, moldou-se;
Da safadeza, intimidade e possibilidade, aprofundou-se;
Eu só não esperava que algo tão forte isto se tornasse.

Perdoa minhas falhas, faltas e atrasos;
Ri das minhas piadas, estórias e causos;
Conta-me os segredos, bobagens e fatos;
E ganha meu coração um pouco mais a cada pedaço.

Se um dia essa distância acabar, eu prometo de ti cuidar;
Acordar todas as manhãs e te visitar;
Sorrir para todos e te fazer corar;
Pois, para tornar real, basta acreditar.

Naru-chan: Uchiha Sasuke, você se tornou o meu maior ponto faco.

Naru-chan: eu sei q o poema ficou uma droga, mas é basicamente assim q me sinto

Naru-chan: e desculpe pela demora, eu qeria fazer algo tão bom quanto o q cê fez...

Naru-chan: eu estou me apaixonando por você, Sasuke

Naru-chan: ás vezes eu tenho medo disso,

Naru-chan: medo de q esse sentimento e tudo q ele trás, me mate


Notas Finais


Gente, eu sei que o poeminha ficou uma droga, mas queria postar logo esse capítulo para vocês, aí nn consegui fazer algo melhor. Sobre a resposta do Naruto, “medo de que isso me mate” é bem no sentido de matar por dentro, porquê com o sentimento pelo Ssk pode vir o preconceito e não-aceitação da parte de pessoas que ele ame, entenderam?
Espero que tenham curtido, se eu nn postar mais tarde, posto amanhã.
Beijos, CG!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...