História Amor vs Amizade - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Exibições 5
Palavras 715
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Famí­lia, Luta, Magia, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Coloquem a musica: No sirvo en el amor

Capítulo 3 - Félix


-Adrien on-

Estava realmente confuso com ontem, quem é esse tal de Félix, de quem ela fala tanto mas não era naquele momento que eu descobriria a professora estava entrando na sala acompanhada do diretor.

-Hoje temos uma ótima noticia.

-Formaremos grupos para um trabalho

-O grupo número um vai ser Adrien,  Marinette, Nathaniel e Érica. Aliás onde esta ela?

-A-Aqui...Ela falou timidamente levantando sua mão.

-Venha até aqui, você poderá explicar melhor o projeto.

Assim que chegou na frente da sala Érica disse que haveria um concurso em que todos teriam que elaborar coreografias descrevendo alguém com uma musica.

QUEBRA  tempo

Vi Érica saindo da escola com seu headfone seu carro não havia chegado mas ela estava descendo as escadas  na chuva ela também cantarolava algo como:

No ya no busque mas prestextos 

No sé ni que es lo que quiero...

-Oi, porque não espera seu carro?

-É só chuva, não vai me prejudicar. Ela falou de modo frio ou seja o mesmo modo de sempre.

-Claro que não. falei sarcasticamente.

-Eh... Eu esqueci de te falar não tem ninguém na mansão. Seu pai vai ficar fora por três dias então por enquanto você mora comigo.

-Como?

-Sim... Eu sei também é bem triste né?

-Triste? Vou ficar na casa da minha melhor amiga como poderia ser triste? Falei correndo para dar um abraço nela.

-Adrien, me largue nunca fomos amigos! Disse ela tentando se soltar.

-Quando vai parar de ser tão fria?

-Por favor, eu não quero uma única palavra durante todo caminho. Fiquei sem resposta momentaneamente. - Você me entendeu Adrien? 

-Si-sim

-Vamos. 

Fomos andando até a casa dela, assim que entramos encontramos uma enorme mesa com comida, naquele momento meu lado Chat se ativou, meus olhos brilharam, Érica olhou para mim e revirou os olhos, foi ai que percebi que não havia se quer uma gota de água em seu corpo, enquanto eu estava encharcado.

-Entre Adrien. Disse Senhora Musiylove.

Entramos, e eu comecei a olhar em volta, e percebi que Érica que estava de meu lado já havia subido as escadas e entrado na fortaleza que ela chama de quarto.

Ouvi a voz de alguém lá, mais especificamente Cody, sim ele mesmo ( Vocês com certeza conhecem ) na webcam falando com ela logo paramos de ouvi-lo.

Quebra de tempo.

Desci para beber um copo d'água e me deparei com um barulho baixo mas perceptível, fui até a porta da cozinha com cuidado abri a porta onde encontrei Érica com um livro nas mãos com uma expressão triste ela folheava com uma espécie de raiva.

-Adrien eu sei que você esta ai. Ela falou com uma voz rouca.

-Me desculpa eu já vou subir. Eu disse me virando para ir embora 

-Érica on-

-flashback-

Eu peguei minhas coisas coloquei na mesa minha bolsa e antes sair fui beber água quando voltei Félix me chamou e perguntou:

- Você já vai ? 

- Sim Chatnoir .

- Quero que fique aqui.

-Mas...

-Eu falei para ficar aqui! Ele disse me jogando contra parede

Fiquei com medo como não podia reagir nem chorar apenas fiz oque ele sempre me ensinou olhei fixamente em seus olhos e não disse nada até ele perguntar :

-O que há com você ? Ele perguntou fitando meu rosto. -  Essa não , me desculpa. Ele disse me puxando para um abraço era estranho pois Félix me deixava com medo e ver ele daquele jeito me preocupava.

- Não a machuque     ...  Ele murmurava ainda no abraço.    -  Eu não queria te assustar  ,       na verdade eu ... 

Logo ouvi um barulho metálico como de uma faca sendo sacada ele usar suas garras para fazer leves arranhões em corpo com uma certa delicadeza.

-     O   que   está fazendo? Perguntei com um pouco de receio .

-   Você vai ver   . Ele  sussurrou em meu ouvido.   - Cataclismo.     falou ele com uma voz baixa seguida de uma risadinha   .           

Usando seus poderes em mim ele me fez cair mas antes que     eu atingisse o chão ele me segurou meu corpo  não havia se desintegrado mas o poder dele havia renovado minhas forças era como se com aquilo eu tivesse um pouco das sete vidas de Félix  sabendo disso dei um sorriso para ele levantamos e fomos embora           .



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...