História Amores Paralelos - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Turma da Mônica Jovem
Tags Amizade Docônica, Casgali, Cebonica, Tmjlover
Exibições 119
Palavras 2.054
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Festa, Hentai, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olha quem deu as caras por aqui rs... Ola Fofitos que saudade ^^...
Acho que vcs nao gostaram muito da ideia do Cebola ser papai ne? Mais os filhos dele vao ser super importantes na segunda temporada eu juro... AVISO IMPORTANTE... Esse vai ser o ultimo hentai dessa temporada... Sei que ninguem queria isso mais infelizmente sim esse sera o ultimo hentai rs... Sorry Fofitos...

Bom e isso ^^ Boa Leitura Meus Amores...

Capítulo 23 - Nossa Tarde De Brincadeiras...


Fanfic / Fanfiction Amores Paralelos - Capítulo 23 - Nossa Tarde De Brincadeiras...


         Pov Mônica


       

Ta aqui na minha frente,mas eu acho que meus olhos estão me enganando hoje. Primeiro eu vejo a Penha com o Toni,agora a Magali ta fazendo... A sei la o que ela ta fazendo. Que foi em?O gardenal ta em falta nessa casa hoje? 

-Que foi uma bruxa não pode fazer seu café da manha?-disse Magali tomando um longo gole do que eu acho que é café.

-VOCÊ É UMA BRUXA?-gritei.

-E você não é?-deboxou ela.

-NÃO!-gritei de novo.

-Azar é seu por que eu sou.-deboxou de novo e caiu na gargalhada.

-Ora sua...-digo indo ate ela,cheguei perto dela e um saco de farinha passou do meu lado eu peguei ele e joguei na cara dele.-,assim você aprende a me contar as coisas Dona Magali. E cai na gargalhada vendo el com uma cara de quem comeu e não gostou,ela tirou o excesso dos olhos e olhou para mim furiosa.

-A é sua vaca? Minha vez!-disse e quebrou dois ovos no meu cabelo.

-Agora é guerra!-gritei.
       

Fizemos uma grande bagunça na cozinha,era ovo para todo lado,farinha no chao e nos armarios. Cada uma pegou uma bisnaga de ketchup e jogamos o fluido uma na outra,meu lindo vestido azul tava imundo,meu cabelo um nojo,meu rosoto então nem se fale. Quando nos vimos que não tinha mais nada para jogar,olhamos para a pia ao mesmo tempo vendo as mangueiras de agua. Eu corri e peguei uma e Magali fez o mesmo com a outra,voltamos nossa guerrinha,ambos riamos feito loucas,era divertido passar um tempo com a minha melhor amiga,me lembra os velhos tempos. Mas eu não sou de ferro ne?

-Chega!Chega! Eu me rendo.-digo me jogando no chão ofegante e ela fez o mesmo.

-Faz tempo que nao passamos um tempo juntas ne?-falou ela.

-Pois é,os velhos tempos tem que ser relembrados. -digo.

-Vamos fazer de novo? -disse ela toda afobada de novo. Porra,quem ligou o 220 ?

-A não,isso fica para outro dia. -digo me levantando e indo ate o balcão.

-Oxi.o que você vai fazer agora?-perguntou ela fazendo o mesmo que eu.

-Vou tomar um banho estou um nojo.-falei,olhei para o balcão e vi um ovo ainda inteiro,peguei e quebrei na cabeça dela.

-Sua vaca,volta aqui e vem me ajuda a limpar essa bagunça.-gritou ela.

-Você bruxa,Você limpa.-falei e sai correndo sem dar chance pra ela responder.
   

    Realmente eu preciso de um banho...


 

Pov Cebola

       

 Depois que eu e o Dc combinamos tudo sobre a festa-maluca- da Mônica,eu sai do campinho ruma a casa da Mônica,mas no meio do caminho eu passei na frente de um Sex Shop e tive a ideia maluca-mais que a do Dc- de fazer umas comprinhas. 
                                                                                                              (...)
       

Cheguei na casa da Mônica com as mãos cheias de sacolas preta,entrei e fui na porta da cozinha,tomei um susto ao ver a bagunça.

-Passou um tornado por aqui foi?-digo.

-A Mônica e eu estavamos só brincando um pouco.-Magali riu fraco.

-Por falar nela cade?-perguntei.

-Subiu agora a pouco para tomar banho.
     

Perfeito! 
             

  Subi as escadas e entrei no corredor,passei pela porta dos pais da Mônica,pela do quarto do Miguelmeu cunhadinho e escutei varios roncos do Cascão que por sinal ainda dorme. Cheguei na porta do quarto da Mônica e abri a mesma,mas parei ao ouvir varios vindo de tras de mim onde fica o quarto de Penha. Quero nem saber quem é que ta la com ela. 
         

Entrei no quarto e vi que a porta do banheiro estava aberta,peguei a sacola que eu queria ''usar'' primeiro,fui ate o criado mudo e escrevi um bilhetinho e joguei ele dentro da sacola. Andei em passos silenciosos ate o banheiro,coloquei a cabeça pra dentro do banheiro e vi que ela estava com os olhos fechados lavando a cabeça,na pontinha dos pés eu entrei e coloquei a sacola na pia,sai pois eu tambem tenho que me preparar para nossa tarde de brincadeira...

Pov Monica
             

 Terminei meu banho que estava uma delicia,sai do box e me enrolei na toalha,fui em direção a pia para secar meu cabelo. Mas uma sacolinha preta me chamou a atenção,me aproximei da sacola e a abri. Dentro dela tinha um bilhete e umas roupas,peguei primeiro o bilhete,eu ja sei ate o que significa isso,sei quem comprou e quem quer me ver com isso. Cebola,não sei direito o que ele tem em mente.mas me convenceu. Voltei minha atenção ao bilhete que dizia:
 

 "  Senhores passageiros sejam bem-vindos ao Sex Express,vou deixar tomar a palavra nossa linda e gostosa aeromoça!"
       

A seu safado,comprou uma ''roupa''pra mim não e? Vejamos o que temos aqui... Um chapeuzinho de aeromoça,um top mega decotado,uma saia extremamente curta que da pra ver a calcinha ,uma meia calça branca cheia dos furinhos e tipo uma cinta-liga branca e um salto agulha branco.
           

Se ele quer brincar,nos vamos brincar então seuquei meu cabelo,hidratei meu corpo passei um batom bem vermelho e me vesti com aquela roupa. Não posso mentir me amarrei nessa roupinha...                                                                                       
             

Parei na frente do espelho para dar um checadinha basica no visual,não tinha nada fora do lugar que bom! Sai do banheiro e senti um imenso frio,já me arrependo de estar só com isso.

-Senhores passageiros a nossa aeromoça chegou!-disse uma voz rouca porem familiar,procurei o dono da voz e não achei.
 

         Meu quarto estava escuro a unica luz que tinha ali era a que vinha do banheiro. Senti uma movimentação perto de mim e a do nada a porta do banheiro foi fechada,assim tirando a unica luz daquele quarto e dando lugar para a imensa escuridão. Já mencionei que eu odeio escuro?
         

Como eu não estava enxergando exatamente nada,nem mesmo minhas mãos. Eu me encolhi devido ao frio e o medo que estava sentindo de não ser o Cebola que planejou tudo isso,cheguei a passos mas não enxerguei nada.
 

  -Ce?
   

   Os passos sumiram e a luz do abajur surgiu no meio da escuridão,assim me dando a visão do Cebola com um chapeu de piloto,sem camisa e com uma calça de couro branca totalmente justa.
 

 -Olá srta.Souza!-sua voz estava tão sexy que eu me arrepiei da cabeça aos pés.-Hoje é a inauguração da Sexy Express,e o piloto quer brincar!-seus labios se curvaram em um lindo sorriso malicioso.
 

  -E o que o piloto tem em mente?-perguntei erguendo uma sobrancelha para intimidar,ou tentar.
 

   Ele se levantou e em curtos passos veio ate mim,com um sorriso de psicopata,em seu olhar não havia nada mais que pura luxuria. Ele parou e me olhou de cima a baixo,me agarrou pela cintura e alisou minha barriga com o polegar.
 

 -O piloto vai se divertir bastante hoje!-falou ele,fiquei tão hipnotizada que nem percebi que estavamos andando.
   

  Seu olhar caiu para  o imenso decote que quase fazia meus peitos pularem para fora,seu olhar foi descendo por minhas pernas e parou no meu salto agulha.

   -Nunca vi uma aeromoça tão gostosa assim-ele me jogou na cama,Quando foi que chegamos perto da cama? -,me diga,qual são seus misterios?-sussurou ele no meu ouvido e deu um beijo em meu pescoço.
 

        Poxa que tambem quero brincar!
 

     Eu ja estava ficando louca com os beijos e as leves mordidas que ele dava em meu pescoço,me retorcia na cama quando sentia sua lingua acariciar meu pescoço em meio aos beijos.
 

     Em um ato de total desespero,eu reverti as posições,deixando ele deitado e eu de pé. Coloquei um dos meus pés com salto proximo de sua cintura,me inclinei um pouco para poder olhar em seus olhos,sorri maliciosa e disse em tom sexy:
 

 -São muitos meus segredos,mas saiba que hoje não vai ser so o piloto que vai brincar!
   

  Com a ponta do dedo indicador,eu passei subindo da ponta do meu salto ate minha barriga,causando arrepios involuntarios em mim mesma. Tirei o pé da cama e fiquei em pé só observando sua expressão desesperada por prazer.
 

    Soltei um riso leve ao ver ele morder os labios,me inclinei ate seu peitoral e dei um beijo no mesmo,meu batom fez questão de deixar uma marca ali. Distribui muitos beijinhos por todo seu peitoral,e fui descendo por seu tanquinho todo trabalhado no gominho,sem parar o processo dos beijinhos. Parei no cós de sua calça e olhei em seus olhos,sua expressão estava mais dessperada que antes.

   -Não se atreva a se mexer. Senão eu mordo!-digo sorrindo maliciosa.
 

  -Você não se atreveria. Atreveria?
 

   -Tente e verá!-digo.
   

    Meus dedos brincaram com seu cinto,os olhos estudaram sua expressão. Se ele mostrasse qualquer sinal de retração,eu pararia. Mas,em vez disso,enxerguei alivio,permissão,ate meso algo proximo de desespero.
   

   Parei na metade do camiho,somente abri seu ziper. Eu queria provoca-lo,passei as mãos por meus quadris e subi em cima dele tirando meu top deixando meus seios a mostra.

    -Eu vou sentar,pois estou impaciente. Eu vou dificultar,vou tirar peça atras de peça. Eu vou te atiçar e você vai assistir! -minha voz saiu mais sedutora do eu imaginava e ele estremeceu.
   

    Me sentei ao seu lado na cama e de uma forma sensual eu me despi. Ele se levantou ficando de pé,ele observou cada movimento meu,do piscar de olhos ate o mover de minhas mãos por meu corpo.

   -Você não acha que ja brincou de mais não?-disse ele fitando meus seios com um olhar mais pervertido que ele podia esbanjar.
     

  Não respondi nada,apenas deitei na cama. Ele se apressou coma calça e a jogou no chão,ficando com seu chapeuznho.
 

     Ele se ajoelhou proximo da minha intimidade,sua respiração bateu na minha intimidade e eu arfei. Ele viu minha reação e passou a ponta da lingua de baixo pra cima,eu gemi e arquei as costas. Senti um leve riso bater em meu intimo antes dele começar a sugar,modiscar e lamber todo canto que sua lingua conseguia alcançar.
 

      Senti um dedo ser inserido ,gemi alto pra caralho,seu polegar acariciou meu clitoris de forma circular. Logo outro dedo foi inserido arrancando outro gemido de mim. Estou quase lá!
 

-Ceeh...eu preciso de você!-falei entre gemidos.
 

 -Então vamos decolar esse avião!-disse ele tirando seus dedos e dando um ultimo beijo na ''princesa'' como ele chama.
 

       Se posicionou na minha entrada e me penetrou,ambos gememos ao mesmo tempo
 

  -Sempre tão apertadinha...Sempre tão gostosa!-disse ele de olhos fechados e começando seu maravilhoso vai e vem.
     

O prazer que eu estava sentindo era tanto,mas tanto,que eu cravei minhas unhas em suas costas e ergui meu quadril apertando meu interior.
 

  -Nossa baby adorei! Faz de novo. -sua voz rouca so aumntou meu prazer.
 

  -Fazer de novo o que? Isso? -repeti o movimento.
 

   -Oh sim...-gemeu ele e intensificou os movimentos.
 

    -Mais rapido.-gemi alto e ele riu baixo parando com os movimentos. -Porra Cebola!
 

   -Monta no palhacinho nenem...-ele se deitou na cama e me puxou pra sentar em seu colo.
 

     Não demorou muito ele me penetrou de novo,rebolei com vontade em seu pau arrancando muitos gemidos dele. Quando eu vi que ja tinha o provocado o suficiente,comecei a calvagar em seu pau,suas maos foram ate meu quadril me ajudando com os movimentos. Ele falava coisas sem sentido algum coisas que eu nem prestava atenção. Meu corpo todo latejava e eu tinha certeza que tão cedo nao me levantaria da cama.
 

     Eu ja estava perto do apice e sabia que ele tambem,então,rebolei com vontade em seu pau. Chegamos ao apice juntos e eu cai do seu lado na cama,ele se ajeitou na cama e me cobriu com o lençol,deitei em seu peito e pude ouvir seus batimentos cardiacos acelerados,sua respiração ofegante e os varios arranhoes que mesma tinha feito.
 

    Me aconcheguei mais em seu peito e senti seus braços me envolvendo em um abraço caloroso e cheio de amor.
 

 -Mô?
 

 -Hum?-resmunguei.
 

-Eu vou tomar um banho ta?-falei que sim com cabeça,poxa que preguiça de falar.-Depois vou descer pra comer algo você quer alguma coisa?-neguei com a cabeça e ele riu da minha ''disposição''.
   

   Um beijo demorado foi depositado em minha testa e ele se levantou,senti ele me cobrir ate o pescoço com o lençol. Acho tão fofo quando ele cuida de mim...

     Por mim nós passavamos o dia todo assim,feito coelhos! Mas meu corpo não aguenta. 

        Ouvi seus passos ficando distantes e a porta do banheiro foi aberta,mas não ouvi mais passos. Então abri meus olhos e me virei para olhar o que ele tava fazendo,ele estava parado na porta me olhando.

   -Descansa bem ta.-seus labios se curvaram em um sorriso sapeca.

   -Por que? 
 

  -Por que mais tarde, nós vamos brincar de policia e ladrão.
   

   -E O QUE?-gritei e ele riu entrando no banheiro,acho melhor eu dormir. 
       


Notas Finais


Bom e isso meus amores espero q vcs tenham gostado... Qro muito saber da opniao de vcs sobre a fic... Sua opniao e importante pra mim ^-^
Desculpa a demora pra aparecer e q eu estava com uns probleminhas ai no pc hehe....


BEIJÃO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...