História Amores proibidos - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Vhope, Vhopefocus
Visualizações 79
Palavras 1.351
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


안녕하세요
Esse capítulo está pronto desde ontem, eu ia segurar um pouco mas não aguentei kekeke. Tem mais um pronto já.
Boa leitura....

Capítulo 3 - Ciúmes


Fanfic / Fanfiction Amores proibidos - Capítulo 3 - Ciúmes

Taehyung on

Quando vi que eu teria que beijar o Hobi, me deu um misto de emoções. De início fiquei muito nervoso, tipo, eu sempre quis isso, mas não dessa maneira. Minha boca ficou seca e eu não conseguia parar de umedecer os lábios com a língua, até ele reparou nisso e ficou zoando minha cara. A sensação na hora foi tão boa, mesmo com todo mundo ali em volta, parecia que o tempo tinha parado, e tudo que eu sentia era meu coração batendo descompassado e os lábios macios do Hoseok. Não consegui conter minha empolgação depois daquilo, durante o programa inteiro eu estava mais agitado do que sempre.

Quando voltamos pra casa, enquanto os outros foram descansar, eu fiquei com Jungkook na cozinha. Hoje ele e o Suga deveriam cuidar da comida, o mais velho descascou e cortou tudo, deixando o maknae encarregado de preparar a refeição. Esperei estarmos sozinhos pra poder falar com meu amigo.

- Não precisa nem falar nada, que eu já sei porque você tá aqui... – Kookie falou – Já que até parece que você me faz companhia na cozinha!

- Que calúnia! – digo indignado. – Não posso querer passar tempo com meu melhor amigo?

- Você quer passar tempo falando do Hobi que eu sei muito bem. E aí? Como foi o beijo? – ele faz gesto com a boca para me constranger.

- Foi maravilhoso, mas tô com medo...

- Medo do que?

- Que a nossa relação fique estranha depois disso, que ele se sinta mal, sei lá...

- Ah não acho que isso possa acontecer, ele é super de boa.

- Você tem razão. Ah Kookie, foi tão mágico! – digo suspirando.

- Eca! Para de boiolagem cara!

- Quem vê pensa que tu é o heterozão da porra!

- Eu sou macho, seu idiota!

- Aham, você é macho até embaixo de outro macho. – faço uma cara pervertida para ele.

- Aigoo Taehyung, para de ser trouxa. Você sabe que não gosto de homem.

- O que eu sei é outra coisa... Mas não vou falar porque você nunca iria admitir.

- Do que você tá falando?

- Nada não, tá pronta essa comida aí?

- Tá, vai fazer algo útil e chamar os hyungs.

---------&&&&&---------------

Obviamente o tema central do jantar foi a gravação do programa.

- Gente, eu não sei vocês, mas a tarefa do Tae e do Hobi foi a melhor coisa que já vi na minha vida! – Yoongi começa a falar, rindo muito.

- Quero ver se fosse você que tivesse que beijar um homem seu otário! – Hoseok responde, e seu comentário me dá um aperto no coração. Será que ele estava com raiva?

- Eu acho que vocês todos pareciam umas bichas escandalosas. – Namjoon se manifesta.

- Ah tá! E você tava super contido e tals né. – Jin cutuca o líder.

- Foi muito fofo, eu amei! – Jimin fala com seu típico sorriso.

- Claro, você ama essas gayzices mesmo. – Suga responde.

- Amo mesmo Suguinha lindo, meu amor! – Jimin aperta as bochechas do mais velho.

- Credo Jimin! – Jungkook o repreende.

- Não tenha ciúme, você também é meu amor. – ao apertar as bochechas do maknae, o mesmo o empurra, fazendo cara feia. O menor fica claramente chateado, mas age como se não se importasse.

- E você, não tem nada a dizer Tae? – Namjoon percebeu meu silencio, merda!

Eu não sei o que dizer, apenas olho para eles assustado. Yoongi, que está com a corda toda hoje, é quem me salva.

- Eu acho que ele tá quieto assim por causa de um tal de VKook.

- É o que? – eu e Jungkook exclamamos ao mesmo tempo.

- É mesmo! O fanservice hoje foi maravilhoso, mas eu tenho certeza que as fãs iriam à loucura se fosse VKook. – disse Jin, tendo o apoio de Suga e Namjoon.

- Sai fora hyungs, que porra é essa? – Kookie já está puto.

- Vai dizer que vocês nunca viram nossos shipps? Vocês não pesquisam sobre nós na internet não? VKook é um dos favoritos das army! – Rap Monster afirma.

- Eu particularmente prefiro YoonMin. – Jin provoca.

- Cala a boca viado! – Suga reponde.

No meio disso tudo, eu, Jimin e JHope não dizemos uma palavra, mas sinto que estou vermelho como um pimentão, com vergonha de tudo aquilo e vejo que Jimin está de cabeça baixa, tenho certeza que está chateado por ciúmes do Jungkook.

- Eu já terminei, vocês me dão licença? – Hoseok pergunta, sério demais para o meu gosto.

- Por quê? Espera todo mundo terminar! – Namjoon questiona.

- Eu não me sinto bem, queria ir pra cama...

- Tudo bem Hobi, vá descansar. – Jin o libera.

----------------------&&&&&&---------------------

JHope on

Deitei na cama, cobri minha cabeça, peguei meu celular e digitei no site de buscas “VKook”. Realmente era uma enxurrada de fotos, posts, comentários e até mesmo vídeos. Eu estava queimando por dentro, com um sentimento até então desconhecido para mim, que só podia ser ciúme. Assisti uns três vídeos e minha raiva aumentava cada vez mais, tanto que comecei a chorar.

O Tae realmente vivia grudado com o Kookie, eles eram muito próximos, mas o Jungkook parecia ter repulsa à ideia do shipp, e na verdade eu não tinha a menor noção se o V gostava de homem ou mulher. Mas que merda! Isso nem era da minha conta!

Percebo que alguém entrou no quarto e acendeu a luz, mas nem me movo.

- Hyung, tá tudo bem? – ouço a voz de Tae me perguntar.

- Sim!

- Deixa eu ver então. – o pior é que ele já me conhece bem demais.

Descubro a cabeça e faço a cara de estou bem mais forçada do mundo.

- Você tava chorando. O que foi?

- Nada não Taetae, eu só tô cansado.

Sem nem pedir permissão, o mais novo deita na cama comigo e me abraça.

- Não gosto de te ver assim. Pra mim JHope é sinônimo de felicidade.

O calor dele junto ao meu corpo faz meu coração disparar, agora que sei que tenho sentimentos por ele é ainda mais estranho quando ele me toca.

- Tae, você sabia dessa coisa de shipps?

- Ah, eu já tinha ouvido falar algo do tipo, mas não dou muita bola pra isso.

- Mas você e o Kookie realmente são cu e calça...

- É porque eu, ele e o Jimin somos melhores amigos. Também existem Vmin e Jikook shippers. Só que não tem nada a ver, o Jimin gosta do Jungkook, e o Jungkook pensa que é hetero.

- Como assim, o Jimin te contou? E como assim, pensa que é hetero?

- Ele não me falou nada, mas eu percebo, vocês acham que eu sou bobo mas eu tô ligado em todas as tretas nessa casa. Já o Jungkook é muito fechado, ele não gosta de expor sentimentos, e não sabe direito da sexualidade dele, mas eu sei que ele sente algo pelo Jimin também, só que ele nunca vai admitir isso.

- E você? – eu pergunto.

- Eu o que?

- Você é hetero? – não consigo segurar minha maldita curiosidade...

Tae olha em meus olhos, de uma maneira tão doce e profunda, que sinto a familiar sensação de estômago afundando. Meu coração dispara novamente e tenho uma imensa vontade de beijar ele de novo ali mesmo. Aquela criança estava acabando com meu psicológico.

- Olha só que lindo os dois namoradinhos! – Jimin entra no quarto e nos dá um susto, interrompendo aquele momento. – Depois eu que sou o viado daqui né?

- Ah Jimin, vai se foder! – Tae responde revoltado.

Ele estala um beijo em minha testa como de costume, e vai para a sua própria cama.

- O Jungkook vai vir aqui jogar com a gente. – Jimin avisa.

Passamos mais algumas horas ali, conversando, jogando e rindo. Percebo que Tae troca olhares comigo o tempo todo, mas não sei que pensar disso. Jimin impediu que ele me respondesse, e agora eu fiquei com essa pulga atrás da orelha. Precisava saber se aqueles olhares estavam me correspondendo, ou se era só paranoia da minha cabeça. 


Notas Finais


Alguém mais quer matar o Jimin?
Meu VHope tá cada vez mais lindo, espero que gostem e comentem. Até o próximo ;)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...