História AmuletTale - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Chara, Flowey, Frisk, Gerson, Grillby, Mettaton, Muffet, Napstablook, Papyrus, Sans, Toriel, Undyne, W. D. Gaster
Tags Alphyne
Exibições 10
Palavras 1.240
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Ficção, Magia, Mistério, Yuri
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Não tenho nada de específico para avisar.

Capítulo 1 - Fazendo uma nova ''amizade'' com monstros


Fanfic / Fanfiction AmuletTale - Capítulo 1 - Fazendo uma nova ''amizade'' com monstros

''Em um dia norm- ... Em um dia triste como sempre....... A única humana alegre, estava numa multidão raivosa. Ela a única humana diferente...... Seu nome era....''

- Até mais Frisk - Falou o guarda segurando a criança.

- P-Por favor!! Eu juro que posso achar um Amuleto!! Por favor! - Pediu Frisk, com várias lágrimas.

- Já te demos chances de mais! Não iremos mais te aceitar nesse vilarejo até que ache seu Amuleto! - Disse o guarda prestes a jogar Frisk do mais falado Montt Ebott...

- M-Mas, não tem como eu s-sair do Monte... - 

- Você nunca ouviu falar sobre a barreira? Tanto faz, se dê ''bem'' com os monstros. - Disse jogando-a do Monte.

- Por que.......? Por que eu só sofro nessa vida?...... Pelo menos irei morrer logo.... A queda é fatal... - Falou caindo com diversas lágrimas se formando, e sumindo por causa da velocidade da queda.

*Você caiu . . .

*Você . . . Está viva . . .

*Sua queda foi amortecida por flores . . . Poucas, mas ajudaram. . . Você pega uma pétala de uma flor que voou por causa da sua queda. . .

- Tão bonita. . . Pena que não tenho muito tempo para admirar ela. - Disse tentando levantar-me

*Você se levanta com dificuldade. 

*Você vê uma flor vermelha, diferente das outras.

- Que... linda! - Disse pegando a flor.

*Você equipou Flor Vermelha.

Frisk anda até um corredor e encontra.... Uma flor?

- Hm? Olá! - Falei amigavelmente 

*Flowey fugiu.

- Ué...? -

- Uh? (Uma criança...) S-Saudações...C-Criança... - Disse a cabra vindo em minha direção.

- Olá...?-

- Eu sou Toriel. A guardiã das ruínas. -

- Eu sou Frisk! Prazer em conhece-la! - Sorri tentando parecer amigável.

-Siga-me, irei te guiar pelas catacumbas. -

-Catacumbas?! - Falei assustada

-Q-Quer dizer...Ruínas!! - Ela sorriu forçadamente

- Ata. -

-V-Vamos logo - Falou andando.

Toriel mostrou Frisk alguns quebras-cabeças. Toriel sai e deixa Frisk em um corredor com um celular.

-TRIIIIM- Tocou o telefone.

*Você atende.

''Alô? Aqui é a Toriel, eu queria dizer que irei demorar mais um pouco, por que a porr- por que um cachorrinho pegou algo..''

-Ma- - Toriel desligou.

-Eu não vou aguentar ficar aqui! Precisarei te desobedecer... - Disse saindo do corredor.

- Oh! Um Froggit! - Falou indo na direção do Froggit.

- Ribbit ribbit. (Olá humana.) Ribbit ribbit ribbit (Você parece BBEEM piedoso para um humano.) Ribbit ribbit ribbit ribbit ribbit? (Você pode poupar todos os monstros?) Ribbit (Por favor)

- Como eu entendi? Bem.... Ok. - Disse continuando à andar.

- Hm? O que é isso? Uma estrela? -

- É um SAVE POINT tonta! - Disse uma voz ecoante.

- Ãn? Quem é você? - Perguntei 

- Não te interessa, sabe o Froggit? Ignore ele! Mate todos! -

-Por que eu faria isso?! - 

- POR QUE EU ESTOU MANDANDO IDIOTA! - Falou tal voz, num tom estranho.

- N-Não m-me convenceu! - Falei com medo

- Tsc. Você ainda irá matar todos.... HEHEHEHEHE -

-.......Save Point? -

* Procurar algo parecido com um Amuleto nas folhas te enche de DETERMINAÇÃO

- Irei procurar em outro lugar então... - Disse andando...

Passei por vários puzzles. Até que cheguei numa casa com cara de abandonada. Eu dei um passo e vi Toriel saindo dessa casa.

*Toriel pegou o celular

-Uh? Ah *guarda o celular* Como chegou até aqui minha criança? - Disse acariciando minha cabeça

-Nem eu mesma sei direito... -

-Nem um machucado? Impressionante! Vamos entrar. - Disse saindo de perto de mim e entrando em casa.

* Ao ver uma casa tão tenebrosa, e com chances de ter algum amuleto, te enche de DETERMINAÇÃO 

Entrei na casa mas ela era completamente diferente que a parte externa, a parte interna era LINDA!!

- Wow..... -

- Então eu fiz uma torta, não sabia do que você gostava, então fiz de amoras. - Ela sorriu

-Você sorriu! - Eu expressei felicidade.

- Hehe... Bem tenho outra coisa para te mostrar. Por aqui - Ela falou indo para um corretor a sua direita.

Eu a segui.

- Aqui, espero que goste. É um quarto só seu :3 -

-Obrigada! -

-Agora irei ler, qualquer coisa vá até mim - Falou saindo de lá.

- Posso agora explorar a casa - Falei indo direto até chegar em um espelho.

- Você de novo sua ingênua?! - Falou uma voz vindo do espelho

-Ãn? -

-Ingênua mesmo. -

-Você de novo?-

 

Uma sombra bizarra apareceu no meu reflexo

-SIM! -

-U-Uh....... E-Eu vou indo... - Eu comecei a andar tentando ignorar aquela sombra.

- VOCÊ NÃO PODE ME IGNORAR SUA INGÊNUA!!-

-..... - Eu corri e entrei no quarto, parece que ela não me seguiu...

- Eu sempre sou a que sofre mais... Vou tentar dormir... - E assim eu fiz, dormi.

Quando acordei tinha algo no chão, o cheiro era muito bom.

*Você pegou Torta de Amoras.

Depois de ver como é toda a casa, só me restou 1 lugar, as escadas, Toriel não me deixava desce-las, então, eu fui pedi-la.

-Toriel.... Por que não posso descer aquelas escadas? - 

-.......Você gostaria de aprender comigo tipos de plantas? - Perguntou tentando mudar de assunto.

- Mas Torie- - 

- Oh olhe aqui, ''Lírios Brancos''  são flores brancas como o leite. Interessante não? -

- Como posso sair das ruínas? -

- Ah olhe aqui! Rosas Vermelhas, são uma grande atração, e muito dadas à mulheres.-

- Pare de ne ignorar!! Me responda!! - Gritei sem querer.

-... *suspiro longo* Tenho que fazer algo, fique aqui. - Falou saindo de lá.

Claro, eu a segui. Ela me deu vários avisos, mas eu continuei.

- Você é exatamente igual aos outros... Por que ninguém muda? Se quer tanto sair assim... Prove a força do seu amuleto para lhe dar sorte. - Ela falou fazendo a gente entrar em modo de batalha.

- Mas eu não tenho um amule- - Ela me atacou...

HP: 15/20      LV 01     |---------------     |

- Ahh!! Isso dói de mais!! -

- ........... -

Toriel me atacou várias vezes até eu ficar com 1 de HP.

- A-AH!!!! E-Eu vou morrer... -

- O que estou fazendo?! Me desculpe! -

- T-Tudo b-bem... -

- Não era minha intenção... E-Eu.... -

- N-Não t-tudo bem.... -

-Deixe eu te curar... -

Saímos do modo de batalha, ela passou um tipo de fogo em mim. Eu me curei novamente.

- Bem, eu entendo, ficar nas ruínas comigo não é bom certo?-

- Não é isso e- -

-Ok.... Você pode ir. -

*Toriel foi embora.

- .  . .*Suspira* Ok...... Vou... Continuar... -

Eu passei pela ENORME porta que havia lá, e encontrei aquela flor de novo... ela me viu.

- EI! ESPERE!! - Eu gritei antes que a flor fosse embora.

- ... -

- Poderia me falar direito sobre aqui? -

A flor sorriu.

-C-Claro! B-Bem como todos sabem, os humanos nos prenderam aqui... E-E cada monstro e humano tem um amuleto.... Menos eu...-

-Eu também não tenho um... -

-Sério? -

-É... -

- Que legal.... Achei que fosse o único... -

-Aliás, qual seu nome?-

- Flowey, Flowey A Flor. -

- Eu sou Frisk. Prazer em te conhecer -

- Bom, acho melhor você continuar. -

- Você tem razão. Até mais Flowey! -

- Até humana -

................................................................................................

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


E aqui acaba o primeiro Cap.
Até o próximo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...