História An almost impossible dream - Capítulo 38


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Personagens Originais
Visualizações 220
Palavras 1.010
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 38 - Morning


Fanfic / Fanfiction An almost impossible dream - Capítulo 38 - Morning

-Pov Kelsey Jones:

Cenas da noite anterior estavam vindo na minha mente, se eu me arrependo? NÃO. Foi tudo tão incrível, tão maravilhoso, com a pessoa certa claramente. Abri os meus olhos lentamente e notei que estava sozinha, não só na cama, como no quarto. Me sentei com calma (puta merda que dor horrível) e olhei tudo ao meu redor. Nada e nem ninguém. Aí caramba, cadê aquele loiro? Esfreguei o meu rosto com as mãos e tentei raciocinar, onde é que ele poderia ter ido? Em seria capaz de ir embora e me deixar aqui? Ele se arrependeu da noite passada? 

Respira inspira respira Kelsey. 

Estava surtando que nem me dei conta que a porta havia sido aberta e Justin entrou. Ele não estava com a roupa de ontem, tinha uma especie de "mala" em suas mãos. O seu olhar brilhou ao me ver... Cacete, e eu aqui pensando coisas horríveis dele. 

-Huuuuh, bom dia amor. — Ele disse colocando a mala em cima de uma cadeira e vindo até mim. -Tudo bem? — Assenti. Ele me deu um selinho calmo e gentil. 

-Onde tinha ido? — Perguntei confusa e ele sorriu. 

-Sentiu minha falta sra. Jones? — Ele perguntou em um tom brincalhão e eu ri. -Fui buscar algumas roupas para você... Vamos tomar café fora... E eu sei que você tem que ir para casa para encontrar o tal Jack. — Senti amargura ao pronunciar o nome dele. 

-Você o conhece? — Franzi a testa e ele negou rapidamente com a cabeça. -Uê, você falou dele de uma maneira que ate parecia que vocês se conheciam... — Falei enquanto fazia um coque no cabelo. 

-Não, não o conheço Kelsey. — Ele disse se levantando e indo para varanda. Bom, eu não estava entendendo nada. Será que eu fiz algo que ele não gostou? Suspirei e levantei da cama lentamente (estava vestindo apenas minhas peças íntimas). Peguei um hobbie que estava do lado da cama e vesti. 

Uma dor horrível tomava conta de mim. Acho que deve ser normal, mas ta né. Fechei os meus olhos, respirei fundo e caminhei rapidamente em direção ao Justin. 

-Justin, está tudo bem? Eu fiz algo de errado? — Perguntei cruzando os braços e me encostando na parede. 

-Está tudo bem Kelsey, você não fez nada de errado. — Ele respondeu ainda sem olhar para mim. 

-Tem certeza disso? — Perguntei ainda insistindo. Ele não parecia está bem, parecia que estava triste... Afetado por algo sabe? 

-Eu estou bem. — Ele se virou e olhou em meus olhos. -Não se preocupe. — Ele disse vindo até mim. -E como você está em? — Ele estava segurando nas minhas mãos e olhando em meus olhos. 

-Huuuuh, estou bem. — Suspirei. -Só um pouco dolorida... Mas bem. — Sorri fraco e ele sorriu. 

-Vamos tomar um banho? — Ele deu um beijo em meu pescoço. -Depois te faço uma massagem antes de irmos tomar café. — Ele sussurrou em meu ouvido e meu corpo todo se arrepiou. 

-Vamos... — Respondi baixo e ele saiu me guiando até o banheiro. 

-Pov Justin Bieber:

Eu tinha que aprender a controlar o que eu sentia. Estava piorando com a sensação de quem iria perder a Kelsey. Estava tentando ocupar minha mente com ela e esquecer de tudo... Seu corpo, seu olhar, sua inocência... CACETE, essa garota me vicia sempre que me olha, que sorri... ELA VAI SER A MINHA DESTRUIÇÃO. 

-Pov Kelsey Jones:

A cada toque seu, meu corpo arrepiava, a cada palavra sua, meu coração soltava. Era como se eu pertencesse a ele há anos sabe? A cada segundo que passava eu tinha mais certeza de que ele era o homem da minha vida. 

-O que está pensando? — Ele me olhou confuso e preocupado. A água caía sobre o meu corpo me deixando relaxada, seu cabelo olhado por conta da água... Seus olhos quase fechados me fizeram rir. 

-Huuuh, em você. — Forcei um sorriso. Os seus olhos estavam nos meus, acho que isso me deixou menos constrangida. 

-Sério... — Ele se aproximou um pouco mais de mim me fazendo dar um passo para trás. -E o que estava pensando? — Sério, a água escorrendo pelo seus músculos estava me deixando extremamente desconcentrada. 

-Você nunca saberá Bieber. — Fiz um ar misteriosa e ele riu. 

-Eu posso te obrigar a isso Jones. — Ele me prendeu contra o box. Merda. -Não vai mudar de ideia? — Ele me olhou ameaçador.

-Nãooooooo. — Disse arrastadamente e ele me deu um sorriso malicioso. 

Ele começou a traçar um trila de beijos por ambos os lados do meu pescoço. Fechei meus olhos curtindo aquele momento. Ele mordeu o lombo da minha orelha, chupou levemente meu pescoço (mordeu e beijou) e enfim, roçando seus lábios nos meus, eu senti uma imensa vontade de senti-lo dentro de mim novamente. 

-Justin? — Sussurrei.

-O que você quer amor? — Ele disse me beijando pausadamente.

-Você... Eu quero você. — Encarei seus olhos mels que pareciam surpresos. 

-Não... Não posso, vai te machucar... É, não Kelsey. — Ele disse rapidamente. 

-Justin, agora! — Fui rígida e ele sorriu me beijando ferozmente. 

-Povo Scooter Braun:

(Ligação on)

-Chris, presta atenção. — Falei nervoso. —Você tem que localizar o Justin o mais rápido possível. — Passei a mão livre pelo cabelo. —É urgente.

-Como assim? O que aconteceu Scoot? — Ele parecia preocupado. -Eu não sei onde Justin pode está, ele saiu ontem a noite com a Kelsey...

-Essa garota novamente? Não acredito, ela vai ser a droga da destruição do Justin. Tente por favor achar ele.... 

-O que Kelsey fez? Ela é uma boa garota cara, não sei o que está acontecendo, mas ela é uma boa garota... — Ele a defendeu.

-Eu sei Chris... Não é isso... Não é ela, é por causa dela que Justin pode está em problemas... 

-Como assim? 

-Selena... Depois te explico tudo com detalhes play? Só localize o Justin e peça para ele me ligar o mais rápido possível. — Falei.

-Essa garota novamente! — Falei irritado. -Okay, vou tentar achar ele. — Chris falou calmo.

-Obrigado, tchau. 

-Tchau.

(Ligação off).

 



Notas Finais


Desculpem pelo capítulo pequeno amorzinhos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...