História An almost impossible dream - Capítulo 40


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Personagens Originais
Visualizações 125
Palavras 1.107
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 40 - Despedida


Fanfic / Fanfiction An almost impossible dream - Capítulo 40 - Despedida

-Povo Justin Bieber:

-Certeza de que nunca andei nisso aqui, meu Deus Justin! Eu vou morrer! — Ela disse visivelmente com medo e aquilo me fez cair na risada. -Para de rir, se eu cair vou ficar um bom tempo na minha cama! 

-Eu não vou deixar você cair Kels. — Ela me olhou assustada. -Segure com força na minha mão okay? — Ela assentiu. -Se você for cair não jogue o corpo para trás e eu vou conseguir te segurar, ou seja, você não vai cair! — Falei com segurança e ele continuou me olhou. 

-Justin, se eu for cair obviamente que eu vou jogar meu corpo para trás, eu prefiro cair de bunda, do que de cara no chão! — Ela disse seria me fazendo rir ainda mais alto.

-Entenda Kels, se você jogar o corpo para frente vai encontrar equilíbrio, caso não encontre eu vou conseguir te segurar, agora, se você jogar para trás não vou poder fazer nada. — Tentei explicar recuperando o folego.

-Quer dizer que vai me deixar cair caso eu jogue o corpo para trás? Ah não Justin, eu desisto! — Ela disse começando a tirar o patins e eu impedi. 

-Claro que vou boba. — Falei dando um selinho e ficando em pé. -Agora vamos, se segure em mim e levanta. 

-Não to achando uma boa ideia, mais vamos lá. — Ela disse se segurando em mim e se levantando. 

-Qual a sensação? — Perguntei.

-De que a qualquer momento vou cair de cara no chão. — Ela disse tentando se equilibrar. -Bom, por onde começamos? — Ela cruzou os braços e me encarou. Tão linda. 

-Vamos tentar dar uns passos, sem pressa alguma. — Falei. -Segura na minha mão, sinta o apoio nela ta? — Ela assentiu. 

Ela até que estava se saindo bem. Sua risada toda vez que perdia o equilíbrio era contagiante. Estava me perguntando como é que alguem chega do nada na sua vida e acaba mudando tudo. Sério, não conseguia me ver mais sem ela. 

-EU VOU CAIR JUSTIN! — Quando voltei ao meu normal ela já estava no chão com a cabeça baixa. DROGA. 

-Kelsey? Está tudo bem? Onde é que está doendo? — Falei tudo muito rápido me agaixando na frente dela. 

-Meu Deus! Isso foi de mais. — Ela estava rindo. Tipo MUITO mesmo. Essa garota é louca ou é bipolar. 

-Meu Deus garota! Pelo amor, não me assuste desta forma. — Coloquei as mãos no peito fazendo drama e ela riu me jogando pro chão e fazendo minhas costas bater no chão (nada que fizesse sentir dor). Ela acabou ficando em cima de mim. Sua boca estava a centímetros da minha, seus olhos agora estavam nos meus me virei ficando em cima dela. 

-Como vou ficar sem você? — Ela disse num sussurro. 

-Você vai se cuidar, se recuperar inteira para mim okay? Pense em recuperar a sua memoria e se manter bem psicologicamente para mim. — Ela assentiu. -Me prometa isso.

-Me prometa que não vai esquecer de mim tão rápido. — Ela disse olhando nos meus olhos e mordendo os lábios. 

-Eu prometo. — Sorri. -Agora sua vez.

-Eu prometo Justin! — Ela disse dando um sorriso meigo. -Agora vamos levantar, as pessoas estão começando a nos encarar. — Ela disse olhando para ambos os lados e eu ri fraco. 

-Esqueça eles. — Falei aproximando um pouco mais as nossas bocas. -Eles irão nos olhar mesmo que não estivéssemos deitados no chão de um parque com patins. 

-Que louco não é mesmo? — Ela soltou uma risada fraca. 

-Eu sou louco.... Eu estou louco. — Eu afirmei aproximando maus nossos lábios. -Eu estou extremamente louco por você. — Falei selando nossos lábios. 

Eu a beijei com uma Intensidade, como se fosse nosso ultimo beijo (mesmo sabendo que não seria). Era como se nossos lábios se encaixassem perfeitamente sabe? Como se os lábios dela tivessem sido desenhados sob medida para os meus. 

Ela tinha um toque carinhoso, meigo e gentil sabe? Seu gosto era tão doce. ESTOU VICIADO NESSA GAROTA. Misericórdia. Eu estou ficando louco.

-Podemos levantar do chão agora? — Ela separou nossos lábios. -Sério, tem pessoas tirando fotos nossas Justin. — Ela disse tímida. 

-Tudo bem, vamos então. — Estava rindo muito enquanto me levantava. -Eu preciso te levar embora.... — Senti o ar ficar triste. 

[...]

-Então é isso? — Ela parou na frente da porta da casa dela e me olhou tristonha. Será que alguém fala "tristonha" nesse mundo? Ah foda-se eu falo. -Não esquece a promessa que me fez okay? — Seus olhos pareciam ter apagado o brilho, estavam tomados por lágrimas. 

-Não vou esquecer Kels. — A puxei para um abraço longo e apertado. -E isso não é um adeus meu anjo, isso é apenas um "até logo" e você também me fez uma promessa, não se esqueça dela. — Falei sem solta-lá. Posso parecer durão e tals, mais estava segurando as lágrimas enquanto ela chorava. 

-Eu só tenho medo... — Ela soluçou. -Eu posso não lembrar de cada detalhe da minha vida, mais posso afirmar que eu nunca fui tão feliz quanto fui com você. — Ela suspirou me olhando nos olhos. -Acho que só posso te agradecer por tudo... — Ela olhou tímida. -Eu posso afirmar com todas as letras que te amo muito. 

-Acredite meu amor, eu também posso afirmar com todas as letras. — Ela sorriu. -Eu te amo muito Sr. Jones. — Não pensei se quer duas vezes, apenas a beijei. -Por favor não chore quando eu for, pensei que estarei contigo bem aqui. — Apontei pro coração dela. -A cada batida dela, eu estarei presente nela... — Sorri. 

-Quando eu me sentir sozinha vou por a mão no coração e fechar meus olhos. — Ela disse calma e eu assenti.

-Isso, agora entre antes que eu te leve comigo. — A fiz rir. -E não deixe o tal Jack te beijar okay? Você pertence a mim e eu pertenço a você. — Falei e ela sorriu abrindo a porta. -Eu te amo pequena. 

-Também te amo Justin. — Ela disse antes de entrar e me mandar um beijo no ar. Fingi pegar e guardar. Fiz sinal para ela fechar a porta e assim ela fez. 

Não estava preparado para deixá-la. Eu não sei o que vai acontecer daqui para frente a única coisa que sei é que nada e nem ninguém vai apagar ela da minha mente e do meu coração. 

Jack: O.o

Justin: O que esse cara está fazendo Aqui?

Chris: To com fome '-'

Chaz: Chris vaza e Justin, ele faz parte da ficou é natural que esteja aqui. 

Justin: Até eu bater nele _|_

Narradora: PRÓXIMO CAPÍTULO.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...