História An almost impossible dream - Capítulo 77


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Personagens Originais
Visualizações 147
Palavras 610
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


⚠LEIAM⚠

Gente, sei que É MUITO chato mas vim aqui pedir para vocês assistirem todos os vídeos no canal de um amigo. Vocês já devem conhecer ele (Youtuber do UBNE Breno Marcos).

O canal dele vai fazer dois anos no dia 16 e queremos chegar a 4 mil inscritos, então por favor, quem puder assistir, se inscrever lá, eu vou agradecer MUITO.

Link:

https://youtu.be/I5TTWIVKTY0

Capítulo 77 - Error


Fanfic / Fanfiction An almost impossible dream - Capítulo 77 - Error

-Pov Kelsey Jones: 

Quando cheguei em casa corri para o meu quarto. As lembranças atormentavam a minha mente. Eu queria gritar, chorar, correr, estava me sentindo perdida, sozinha. Era como se alguém tivesse arrancado meu coração com as mãos. Meu padrasto. Minha mãe. Tudo estava bem claro na minha mente agora. Fechei meus olhos e abri encarando o espelho a minha frente. Maquiagem borrada, cabelo bagunçado, EU ESTAVA DESTRUÍDA. 

-Quem é você afinal? — Sussurrei para mim mesma. Todos ate hoje mentiram para mim. Eu não era a pessoa amável que Justin me fez acreditar ser. 

Eu era alguém desprezível. 

Fraca. 

Inútil. 

Que não conseguiu se quer enfrentar os problemas. Eu fui um tormento na vida de todos... Até na do Justin que era a pessoa que eu mais amava no mundo. Abri a gaveta do criado mudo até achar o que eu precisava. 

Uma lâmina. 

Por favor não me julguem. Mas preciso descontar essa raiva e dor em algo que não vá atingir as pessoas. Não peço para que me entendam, eu sei que ninguém entende. Por que entenderiam? Uma pessoa que se corta? Devem achar que é frescura, mas não é. Indo até meu banheiro parei perto da pia e fiz o primeiro corte. Fechei os olhos por conta da dor, mas depois um alivio tomou minha alma. Abrindo os olhos fiz mais um corte, seguido de outro e mais outro. O sangue escorria pela pia e eu? Eu me sentia bem. Aliviada. Apesar de ainda está chorando. 

Abri a torneira e deixei toda a água cair sobre os cortes fazendo a água se misturar com o sangue. Enrolei uma toalha e sai do banheiro indo até minha dormir.

"Justin, eu me lembrei de tudo. De tudo mesmo e cansei de ser um tormento na sua vida, na vida de todos, por favor não me leve a mal, eu te amo. Mas não me procure mais, eu não quero sua amizade, ou melhor, eu não mereço sua amizade, seu carinho, seu amor. Foque na Selena e no seu filho. Desejo toda felicidade do mundo. Com amor Kelsey".

Não pensei duas vezes antes de enviar mensagem e desligar o celular. Fechei meus olhos e me deitei na cama, eu precisava esquecer tudo. Eu precisava dormir. 

"Você foi fraca mais uma vez"

Tentei expulsar a voz do meu subconsciente. Tentei expulsar todos os pensamentos, dor... Tudo. Tentei deixar minha mente vazia, limpa. Respirei fundo e consegui achar a paz que queria. 

"Paz"

-Pov Justin Bieber: 

-Justin, você precisa se acalmar. — Scooter dizia olhando nos meus olhos. -Você tem que gravar agora... ela não atende cara... Não há nada que você possa fazer. — Ele estava tentando me acalmar? Error.

-Se a mulher que você amasse te mandasse uma mensagem desse tipo, o que faria? — Recebi o silêncio como resposta. -Então cara. Não fale para mim manter a calma, Kelsey lembrou de tudo, ela passou por muita coisa... Não deve está bem. 

-O que quer fazer? — Ed perguntou me olhando. Sim, era o Ed Sheeran, estávamos gravando mais uma música do meu novo álbum. 

-O que eu quero fazer? — Ri fraco. -Pegar a porra do primeiro vôo e ir ver o que está acontecendo com a minha garota. — Falei e Scooter suspirou. 

-Vou ligar para o aeroporto. — Scooter disse levantando e pegando o celular. Sorri em forma de agradecimento. Minha pequena precisa de mim agora, não vou medir esforços para está com ela. 

Foda-se a Selena.

Foda-se a mídia. 

Foda-se o mundo. 

-Ela é importante para você né? — Ed me encarou e eu assenti. -Eu espero mesmo que ela esteja bem cara... Conta comigo se precisar. — Sorri.

Atlanta. 

To chegando. 


Notas Finais


Capítulo pequeno... Sorry.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...