História An almost impossible love - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Tags Amordoce, Lysandre
Visualizações 12
Palavras 698
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Ficção, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi.... Ér........ Eu não tenho uma desculpa pra ter ficado meses sem atualizar a fanfic, simplesmente me deu preguiça. E o ensino médio é um saco. Vocês me perdoam?
SINTO MUITOOOOOOOOOO
É.... Isso aí.... Boa leitura meus bolinhos :)

Capítulo 16 - Reencontro


Júlia P.V.O

A porta se abriu e vi a figura de Lysandre adentrar o local, e sinceramente... Eu não sabia se ficava feliz ou com vontade de avançar na cara dele, então apenas revirei os olhos.

Lys: Oi Júlia -sorriu sem jeito-

Júlia: Oi, o que você quer aqui? 

Lys: Apenas vim ver como você estava, mas... Pelo visto você não quer, então vou ir embora, melhoras. 

Júlia: Eu já estou bem melhor, mas não graças à você, agora pode se retirar, tchau!

Lys: Tchau -abaixou a cabeça-

Depois dele ter saído do quarto, eu fiquei olhando o teto e pensando em tudo que estava acontecendo, sobre eu estar em um hospital, sobre a Clara, sobre o Lysandre, e até mesmo sobre o Castiel. Quando me dei conta já estava de noite então o médico de mais cedo entrou no quarto e veio em direção aos aparelhos do lado da maca onde eu estava. 

Doutor: Nós ligamos pra sua mãe, avisamos que você acordou. 

Júlia: E por que ela não veio me ver? 

Doutor: Ela estava ocupada com algo, achou melhor não comentar, disse que amanhã vai vir assim que puder lhe ver... E já está no horário da sua janta, então depois que comer você vai dormir. 

Júlia: Hum... Okay -sorri- Sabe me dizer quando vou receber alta? 

Doutor: Provavelmente amanhã pelo fim da tarde, agora eu tenho que ir. Até amanhã -sorriu- 

Júlia: Até amanhã doutor

As enfermeiras entraram logo após a saída do médico e me deram a comida, esperaram que eu comesse e tomei os remédios necessários além de um especial pra que eu dormisse, então obviamente peguei no sono. 

Depois de um tempo dormindo, senti dedos frios passarem pelos meus braços me cutucando, levei um susto e sentei na cama olhando em volta e não havia ninguém ao meu redor.

Vi que eram 3:40 da madrugada e fiquei observando a escuridão em minha volta, até uma menina aparecer do meu lado. Olhei em seu rosto e vi que era Sophia. 

Sophi: Eu te acordei? Desculpa, queria te fazer carinho

Júlia: Tudo bem, só me assustou mesmo, como estão as coisas? 

Sophi: Hum... A Vaclara e o Lys-corno tinham brigado mas se acertaram, Castiel planeja viajar pra Nova Iorque e quer morar lá, Kentin e Alexy deram uns beijinhos, Rosa e Leigh estão prestes a terminar o namoro e Armin se isolou enquanto você tava em coma. Além disso nossa mãe arrumou mais um emprego pra preencher o tempo livre e agora tá ocupada 23h por dia porquê a outra ela usa pra dormir, só isso mesmo -ela riu e eu abri a boca- 

Júlia: Só? Caramba, muita coisa aconteceu, eu não apaguei por tanto tempo assim. 

Sophi: Não mesmo, mas a previsão era de que você acordasse só daqui uns meses, talvez anos, então todo mundo já se preparou pra caso você nunca mais levantasse dai.

Júlia: Credo, povo mais doido, oush, eu tô aqui!

Sophi: Graças a mim que fiquei cuidando de você, porquê esses médicos são muito incompetentes viu, só fizeram uns exames e deu... Tem que tratar você, pra que acordasse logo. 

Júlia: Eu te amo mana 

Sophi: Eu também te amo, mas agora você precisa voltar a dormir, o dia amanhã vai ser bem cheio por aqui. 

Júlia: Okay, boa noite então

Sophi: Bons sonhos 

Sophia deu um beijo em minha testa antes de desaparecer no ar e eu voltei a dormir. No dia seguinte acordei com a luz do sol pelo quarto e fiquei esperando as enfermeiras entrarem com meu café da manhã (N/a: Ui, tá madame essa Júlia), quando elas chegaram comi rápido e tentei me ocupar olhando pela única janela do quarto, que era protegida por uma grade. 

???: Bonita não? A vista daqui é ótima, mesmo sendo um hospital -me virei pra ver quem era- 

Júlia: Ah, doutor! Você me assustou, oush! E sim, a vista é linda -ele se aproximou da janela e fiquei observando-o- Ér... Quantos anos você tem? Não parece ser tão velho quanto os outro médicos

Doutor: Isso é porque eu acabei de me formar, tenho 22 anos.

Júlia: Nossa, que novinho -soltei uma risadinha- Qual seu nome?

Doutor: (...) 

..... 


Notas Finais


Gostaram? Sei que ficou meio curto, mas preciso revisar algumas informações na fic, e não revisei antes de começar a escrever. Desculpem pelos erros de português e até o próximo capítulo, beijinhos 😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...