História An Alpha's Choice (Namjin; Jikook; Taeyoonseok) HIATUS - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7
Personagens Baekhyun, BamBam, Chanyeol, Chen, D.O, Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jinyoung, Jungkook, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Mark, Rap Monster, Sehun, Suga, Suho, Tao, V, Xiumin, Youngjae, Yugyeom
Tags 2jae, Abo, Chanbaek, Hunhan, Jikook, Kaisoo, Markson, Namjin, Sulay, Taeyoonseok, Taoris, Xiuchen, Yugbam
Visualizações 193
Palavras 1.888
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Volteeeeei
Não me matem por favorzinho
🙏🙏🙏🙏🙏
Bom gente eu queria pedir um favor
Vocês acham que a fic tá boa?
Deixem sua opinião nos comentários por obséquio
COMENTEM E FAVORITEM A FIC

Capítulo 6 - Capítulo VI


P.O.V Chanyeol

*Flashback on*

Depois que eu disse que não gostava do Baek, eu me arrependi na hora sentindo um aperto no coração ainda mais forte quando o ômega saiu correndo do refeitório.

— Parabéns Dumbo! Você fica nervoso, fala bosta e olha no que dá! - Kyungsoo foi o primeiro a se pronunciar. Na hora eu já tinha começado a chorar

— E-eu sei Kyung. Eu sei que fiz bosta! - Olhei para o mesmo chorando, sabendo da merda que eu tinha feito 

— E... Já sabe como consertar? Por que... A gente sabe que você gosta dele mas ele não - Jimin disse fazendo carinho nas minhas costas - Não acha melhor procurarmos ele?

— E-eu posso falar com o Nam hyung pra ver se ele poderia ajudar! - Hoseok propôs

— N-não precisa, e-eu procuro o Baek - levanto da cadeira e saio correndo pela escola

Procurei o ômega pelo prédio inteiro, mas não ó achei em lugar nenhum. Passei cerca de 40 minutos procurando ele é nada dele. Sentei de costas para a entrada das escadas do terraço e consegui escutar um choro mais ou menos abafado que com certeza era da pessoa que eu estava a procura

Me desesperei achando que ele tinha se machucado por minha causa é isso me fez subir as escadas correndo e em pânico. Bati na porta e quando ela se abriu não sabia se ficava feliz de ter o achado o triste de vê-lo daquele jeito.

*Flashback off*

Ele estava parado na minha frente, totalmente estático e de olhos arregalados para mim. Eu já havia me declarado, podia não ter sido do jeito que eu havia planejado mas consegui coragem o suficiente para fazê-lo.

— Baekkie, você tá bem? P-por favor fala alguma coisa - abraço ele forte de novo já chorando novamente, mas de repente senti seus braços em minha volta 

— O-o... O que você disse? - Ele se afasta de mim e fica me encarando enquanto sorrio para ele

— Eu te amo Baekhyun! Eu sempre amei, desde a primeira vez que eu te vi, mas... Eu nunca tive coragem de te dizer isso - Abaixo a cabeça - E-eu... Eu devia ter te dito isso pra você anos atrás. Eu sempre me senti atraído e preso a você. No começo eu achava que estava louco, um garoto de 12 anos apaixonado por um ômega mais novo que ele, isso sempre me perturbou - Levanto a cabeça olhando diretamente em seus olhos - Quando falei isso pro Jimin e, mesmo sendo mais novo, me ajudou a entender o que eu sentia. Eu nunca amei alguém além de você. E-eu... Eu estou completamente apaixonado por você Byun Baekhyun - Eu já não estava conseguindo me segurar, quase enlouquecendo com aquele ômega na minha frente mas eu ainda retinha um pouco de controle - E-eu acho melhor eu... Eu avisar os outros que você tá aqui.

Me viro para a porta, mas logo sinto dedos fixos e gelados ao redor dos meus pulsos e me virar para ele.

 — E-eu também te amo Channie, te amo tanto que não consigo colocar em palavras o que eu sinto por você - Ele me abraça forte e eu ,como resposta, o acolhi mais ainda em meus braços me sentido o cara mais feliz do planeta- Eu nunca amei alguém como eu amo você e também nunca vou amar - Inesperadamente ele olha para mim e sela nossos lábios em um beijo terno e esperado por mim a quase 6 anos. E a minha espera valeu cada segundo.

 

P.O.V Namjoon

Eu estava andando pela escola, já saindo da mesma, quando de repente esbarro em alguém nos levando imediatamente ao chão e eu por cima. Quando puder ver quem era, senti minhas bochechas rubras ela primeira vez. A pessoa era Kim Seokjin.

— Você cotou! Que fofo! - Ele diz encarando minhas bochechas e passando a mão nas mesmas. Meu coração nunca tinha batido tão forte e rápido ate aquele momento.

— A-acho melhor... N-nós levantarmos - disse me ajoelhando em sua frente e esticando minha mão para ajudá-lo. Justamente no exato momento em que o irmão do menor apareceu.

— Posso saber o que está fazendo Vossa Majestade? - Ele diz sarcástico e me olhando com ódio, afinal era EU quem estava segurando a mão de seu irmão.

— E-eu caí com ele no chão e ele estava me ajudando a levantar Hyung - O ômega explica para seu irmão, que descobridor da mesma sala que Yoongi Hyung, e olha para baixo envergonhado.

— Eu não perguntei pra você Jin - ele usou a voz de alfa com o menor e eu já estava começando a ficar nervoso. Como alguém em sã consciência usaria a voz de alfa com o próprio irmão?

— Não use a voz de alfa com ele - Coloco Seokjin atrás de mim, protegendo-o ao vendo o mesmo encolhidodo meu lado - Não aconteceu nada demais! Sei a reputação que tenho e também entendo sua preocupação, mas eu não faria nada com ele

— Como posso ter certeza? Você mesmo disse, sabe a reputação de galinha que tem, além de título de pior "realeza" existente e acha que vou querer você perto do meu irmão? - Ele se posiciona e já é possível ver as pessoas em nossa volta

— JONGIN! Poderia por obséquio parar de fazer alarde e de ficar bravo por coisa pouca?! Você está sendo, além de mal educado, preconceituoso com ele! Não foi isso que nossos pais nos ensinaram! - Ele gritava em plenos pulmões com seu irmão me defendendo, mesmo eu reconhecendo que não era merecedor de tal ato é tudo o que Jongin disse sendo verdade

— É verdade! Diferente dele, nossos pais nos ensinaram a respeitar os demais, diferente dos pais de "Vossa Majestade" - Falava ele sarcástico enquanto dia da minha cara. Eu estava me controlando até agora. Sabia que ele estava certo de me acusar por tudo, mas quando ele fez isso com meus pais, eu simplesmente vi que não podia deixar assim

— CALA A PORRA DA SUA BOCA! Posso e sou realmente tudo o que falou até fora, mas está errado ao dizer que meus pais não me educaram - pausei minha fala e suspirei, realmente pensando no que ele disse - Meus pais me educaram muito bem... A diferença é que eu não soube tirar proveito dessas lições eu... Eu só queria a atenção deles e acabei destruindo a minha vida e a de outras pessoas, só pra ter o mínimo de atenção dos meus pais - só de lembrar de tudo o que eu havia aprendido, do esforço que eles haviam feito para que eu acordasse ara a vida - Com isso... Eu acabei por escolher o pior caminho, fazendo coisas idiotas e que eu nem imaginava em fazer além de envergonhar todos ao meu redor - Na hora a história do casamento arranjado veio em minha cabeça e estava refletindo se contava ou não sobre tal assunto, mas decidi que se eu realmente queria mudar eu tenho que começar de algum lugar e decidi que seria agora - foi por causa dessas ações estúpidas e infantis que meu pai decidiu cobrar uma antiga promessa de um de seus generais, resultando em um casamento arranjado com o filho ômega do mesmo. Não queria que esse ômega sinta tanta vergonha e nojo de mim quanto eu já sinto de mim mesmo... Queria que a partir de agora todos sintam orgulho de mim e por ainda querer isso, irei me retirar dessa instituição para que a minha presença não incomode mais ninguém. Eu só peço que não perturbem meus amigos e meu irmão e peço a permissão de vocês para poder visitá-los de vez em quando. Obrigada pela atenção! - Vou me retirando daquele ambiente, seguindo para o terraço, até que sinto alguém me abraçando e pelo cheiro sabia que era meu irmão 

— Por mais que eu esteja orgulhoso de ver que realmente quer mudar, por favor não sai da escola. Como acha que o Kookie, o Yoongi Hyung vão ficar se você sair? Como acha que eu vou ficar? 

— Vocês vão ficar bem ok? Nada vai piorar vai só melhorar. Quem sabe você faça mais amigos e até seja notado pelo Beta que você gosta? Não se preocupe. Ainda é meu irmão nos veremos todos os dias e virei te buscar aqui

— E como você vai ficar? Eu sei que você ama Seokjin e se sair, pode ser que nunca mais o veja

Parei para pensar nisso mas se eu realmente queria mudar, terá preços e consequências, com os quais terei de conviver

— Esse é um dos preços que eu terei de pagar pela minha mudança Hobi - sigo meu caminho para a saída da escola - Nos vemos em casa irmãozinho

1 hora depois 

Cheguei em casa a fim de falar com meus pais sobre minhas decisões: a primeira de que eu iria mudar e aceitar o casamento é a segunda que eu sairia da escola. Apesar de o pensamento de nunca mais ver o rosto de Kim Seokjin ainda me assombrar, eu via aquilo como necessário. Apesar do meu desejo de passar uma vida inteira ao seu lado aquilo não era mais possível pois minhas chances eram inexistentes, além de que ele deve me odiar é só ter me defendido por achar que foi a coisa certa a se fazer. A cada passo que eu dava ao longo da minha corrida até o escritório de meu pai eu tentava memorizar cada detalhe do rosto do Omega, mentalizando que eu nunca mais iria vê-lo

Jongin P.O.V 

Quando cheguei em casa, fui direto ara meu quarto, pegando meu celular do bolso a fim de conversar com Kyungsoo. Até faria isso se um certo irmão ômega não entrasse no meu quarto com os olhos rosas de raiva e logo pegando meu celular.

— QUAL É O SEU PROBLEMA JONGIN? PRIMEIRO VOCÊ AMEAÇA O HOSEOK E DEPOIS HUMILHA O NAMJOON NA FREBTE DA ESCOLA INTEIRA. O QUE ESTÁ ACONTECENDO COM VOCÊ? - Eu sentia meu sangue esquentando cada vez mais mas eu sabia que tinha de me controlar ou machucaria Jin

— Está defendendo ele? DEPOIS DE TUDO O QUE ELE FEZ PRA TANTA GENTE, VOCÊ AINDA DEFENDE ELE? 

— COMO SE HUMILHANDO ELE NA FRENTE DE TODOS TE TORNASSEM DIFERENTE! Ele pode ter errado MAIS AINDA É UM SER HUMANO! Os erros dele não são justificativa pra você ter feito o que fez - ele vai se acalmando aos poucos assim como eu - Ele vai sair da escola por sua causa. Só pra não incomodar mais ninguém! Como você se sentiria se isso acontecesse com você? Se você se magoasse a ponto de deixar seu irmão ômega sozinho na escola com o cara que por pouco não bateu nele? Como acha que os amigos o irmão dele estão se sentindo? Você está tão inconsequente e insensível ao ponto de fazer isso com alguém? Realmente você não é meu irmão e eu peço pra você me dar o verdadeiro Kim Jongin de volta

Ele se retirou do meu quarto deixando suas palavras para quê eu refletisse sobre aquilo e por mais que eu não queira admitir, meu irmão estava certo

 

 

 


Notas Finais


Comentem e favoritem a fic
Compartilhem e divulguem
Beijinhos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...