História An Angel Among Us - Os cupidos também se apaixonam? - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Anjos, Cupidos, Drama, Mistério, Rivalidades, Shoujo (romance), Sobrenatural
Exibições 17
Palavras 1.191
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Heyhey, olha só quem voltou!!
"Ué, mas autora... você não disse que a história tinha acabado??"
Sim, a história acabou... mas resolvi trazer um capitulo bônus, para a alegria de vocês ~grilos~
E também, apresentar a vocês, os dois 'manda-chuvas' que estarão na próxima temporada (´∀`)♡

Quero agradecer a todos vocês, queridos, por acompanharem a história até aqui. Sério, vocês são demais. Até por que é o primeiro romance e, vendo que vocês gostaram, me deram animo para continuar até o final e ainda fazer uma continuação. Se pretendo fazer histórias assim futuramente? Quem sabe? rsrs

Bem, chega de enrolação, aproveitem esse bônus❤❤

Capítulo 20 - Bônus - Cidade dos Anjos


Fanfic / Fanfiction An Angel Among Us - Os cupidos também se apaixonam? - Capítulo 20 - Bônus - Cidade dos Anjos

 

||POVS Queren:

Olhava Rafael caminhando um tanto contrariado de um lado para o outro, resmungando em um idioma antigo, enquanto continuava sentada, e totalmente sem forças. Foi um grande milagre para mim continuar viva depois da briga que tive com Loriel, mas o que me deixava um pouco mais tranquila era que aquelazinha já estava começando a pagar por tudo que fez aquela outra cupido.

-... Uma de nós, praticando genocídio? E ainda, trabalhando com demônios? Queren, você tem certeza do que está falando? – diz Rafael se voltando novamente para mim e balanço a cabeça afirmamente. O vejo suspirar amargamente – Oh pai! Isso aqui está uma grande loucura ultimamente!

- Ela já está sofrendo as devidas punições, Rafael...

- E os outros? – pergunta o Arcanjo de modo frio se aproximando – Você disse que tinha mais renegados. Onde estão?

- Eu... eu não sei – respondo francamente e o Arcanjo me segura pelo pescoço e me levanta alguns centímetros do chão – Entenda... eu... eu tinha que impedir ela... – tento me soltar, mas estava tão fraca, que nem um dedo conseguir soltar – Estou... sufocando...

- Queren... a ordem foi clara. Você DEVERIA trazer todos os renegados! Não me importo se está quase sem graça, você tinha o dever de trazer os outros também – exclama Rafael apertando ainda mais meu pescoço - Sabe que terá consequência, não sabe?

- S-senhor...

- Rafael! Pare agora! – ouço uma voz dizer de modo autoritário á Rafael que me larga no mesmo instante. Caída, eu começo a tossir insistemente e sinto ser aparada por alguém – O que eu falei sobre esperar MINHAS ordens? Queren fez o certo, então não cobre tanto dela! – encaro o rosto do rapaz, incrédula. Nunca pensei que um dia seria amparada por ele.

- Miguel! Temos que trazer os renegados de volta! Queren é um soldado! Ela deve fazer o que NÓS mandamos – rebate Rafael e vejo Miguel desembainhar sua espada e apontando para o moreno que se cala. 

- Eu disse para deixa-la em paz. Lembre-se, quem manda aqui sou eu - rebate Miguel e irritado, Rafael se retira.

- Meu Lorde... sinto... sinto muito por me ver desse estado – digo miseravelmente. Uma coisa era ficar humilhada na frente de Rafael. Outra é estar frente a frente, ao Arcanjo mais inalcançável e temido dos céus, Miguel. Fraca, eu tento fazer reverência a ele – Concordo com Lorde Rafael, mereço meu castigo por falhar.

- Queren... você não será punida, pois seu estado atual já é uma punição – responde Miguel, me ajudando a se levantar – Sei que não estamos mais nos velhos dias, e sei que você não é mais a mesma de milênios atrás, por isso estou dando a você um desconto. Vá e descanse, recupere suas energias. Rafael não vai importuna-la até segunda ordem.

- Não sou... a mesma? Como assim, meu lorde? – digo me soltando dele e o encaro – Posso está um pouco desgastada, mas continuo sendo a mesma soldado que esteve do lado dos Arcanjos. Agradeço sua misericórdia, mas Rafael tem razão, tenho que cumprir meu dever – dou meia volta e caminho com dificuldade para longe de Miguel.

- Pare! Eu ordenei a você para ir descansar. Então me obedeça, Queren! – o ouço dizer e continuo andando. Pude ouvir ele suspirar – Uma guerra! 

- Como assim meu lorde?

- Nosso lar está um caos e prestes a cair. Preciso de você, Queren, revigorada, para me ajudar, junto com os outros Arcanjos e aliados – antes mesmo de eu perceber, ele já estava atrás de mim, colocando sua mão em meu ombro e me fazendo encara-lo – Vá descansar, Queren.

-... Sim, meu lorde. ||
 

Me sento em um banco de uma lanchonete, olhando pela janela e chuva caindo aos poucos enquanto esperava por Hanael.

Já fazia dias que estávamos andando, indo para a tal cidade protegida, mas ainda faltava muito pela frente. Ele sempre se mantinha em alerta por nós dois, caso nos atacasse.

Mesmo que ele pedisse para eu descansar, mal conseguia pregar os olhos. Sempre me flagrava pensando em Dimitry, Em como ele estava, o que estaria fazendo, e se ele já havia me esquecido. Queria mesmo voltar para seus braços, mas não podia. Ele correria um perigo muito grande, e isso é algo que não quero, nem para ele, nem para ninguém que me conheceu enquanto estava em Spring Valley.

- Ei mudinha, boas novas! Consegui uma carona para nós – saio de meus devaneios quando Hanael se senta do meu lado e me dá um lanche, no qual mal toco – São uns velhinhos que também estão indo para Woodgreen Pines. Bem, eles ainda vão pedir sua comida, então não precisamos ter pressa.

Dou de ombros e volto a encarar a chuva.  Depois de alguns minutos finalmente ele me leva para conhecer os gentis senhores. Pareciam ser de uma área rural, pois falavam de u jeito engraçado e os acompanhamos até seu veiculo.

O restante da viagem foi tranquila. Hanael conversava de modo descontraído com eles, inventando sobre sermos um casal de irmãos indo para a cidade. De algum modo, eles acabaram acreditando em aquela calunia e, depois de um tempo, o moreno se volta para mim, me abraçando de lado e tenta me animar.

- Lis, anima-se... aquele humano vai ficar bem, não se preocupe – diz Hanael num tom baixo e dou de ombros – Sei que será algo... difícil, pois mesmo não sendo como você, eu percebia como você e o Dimitry se tratavam. Se nossa lei não fosse tão dura, aposto que vocês dois seriam felizes.

“Ou ele estaria com Loriel e eu continuaria fazendo meu trabalho. Fazer humanos se apaixonarem e nunca provar o amor.”

- Concordo sobre a parte de que ele estaria com a louca da Loriel, mas você também não ficaria para trás... – ele tenta fazer uma aproximação ousada, mas o impeço, virando o rosto. Por mais que eu sentia confiança nele para segui-lo, ainda estava magoada pelo o que aconteceu há um tempo – Entendi, tudo bem, respeito sua opinião. Mas, será que um dia você me perdoa? – dou de ombros como resposta o fazendo se calar.

☁☀☁

-... Mas uma vez, agradeço a ajuda de vocês. Agora podemos seguir daqui – disse Hanael aos senhores e eu acabo confirmando coma cabeça.

- Tem certeza que não querem que os levamos até o lugar que querem ir? Woodgreen Pines é uma cidade enorme! Vocês podem se perder – pergunta um dos senhores, que usava um macacão cinza e boné – Não custará nada para nós, ajudar dois irmãos.

- É sério senhor Tyler. Nos viramos a parti daqui – insiste o moreno até os senhores se darem por vencido e eles começam a se afastar com seu veiculo.

Olho a minha volta. Estávamos na entrada da cidade. Como o senhor havia dito, a cidade era enorme! Com muitos edifícios altos, comércios, e arvores... muitas arvores. Era realmente muito impressionante com uma cidade como aquela se encontrava quase no meio do nada.

- Eu sei... impressionante, não? – fala Hanael olhando para mim e em seguida pega em minha mão e começamos a andar – Está na hora de você conhecer a tão conhecida “Cidade dos Anjos”, onde nós, renegados, nos abrigamos.

[...] 


Notas Finais


Agora sim, é o final da temporada ╮(︶ε︶メ)╭
Miguel e Rafael... O que posso falar deles, sem soltar muito spoiler...
Bem, eles serão muito importante na próxima temporada.

O que será que Woodgreen Pines aguardará para nossos ilustres personagens? Quais perigos encontrarão?
Só adianto uma coisa: Se preparem... ~le toca música de suspense~
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
❤ Aviso ❤
* 2ª temporada: https://spiritfanfics.com/historia/an-angel-among-us--a-cidade-dos-anjos-livro-dois-6758787
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Até a próxima, byebye♡♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...