História An Angel in my Life (Um Anjo em minha Vida) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shadowhunters
Tags Drama, Lemom, Magia, Revelaçao, Romance, Shadowhunters, Sobrenatural, Yaoi
Visualizações 4
Palavras 1.038
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Famí­lia, Ficção, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Terror e Horror, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Repostando com capitulos editado.

Capítulo 1 - Capítulo 1


Centro da Cidade : 20:00.

Pov's Amy Bane

Estava voltando da livraria, usava um capaz que cubria meu rosto, não podia ser vista, ser eu não era fácil, imagine uma shadowhunter e feitiçeira, um anjo e demônio, não era nada fácil.

Derrepente sinto algo quente me molhar olho pra frente e encontro um lindo par de olhos azuis. Ele era alto e tinha um topete, seus olhos eram penetrantes e tão...lindo.

- Me desculpe. - diz ele sorrindo fraco.

- Não ta tudo bem. - retribuo o sorriso.

- Me chamo Max Lightwood. - diz ele.

Pensei um pouco antes de dizer meu nome, mas ele não iria saber sobre mim, só era um garoto que havia esbarrado em mim.

- Prazer, Amy, Amy Bane.- falo sorrindo.

- Pega minha blusa. - diz ele tirando a dele.Foi ai que eu me toquei, ele havia derramado café em mim.

Tiro minha blusa mostrando algumas de minhas runas e coloco a dele.

- Bem tenho que ir embora. - falei e sai andando acenando amigávelmente.

Pov's Max Lightwood.

Impossível nao podia ser. Estava com minha runa de invisíbilidade, ela só podia ser shadowhunter, mas quando ela falou seu sobrenome, imediatamente lembrei do namorado de meu irmão Alec, Magnus Bane.

Imaginei ser uma extrema conhecidência, mas quando vi algumas de sua runas tive certeza. Elas tinham um traço vermelho no meio.

Eu tinha que comunicar oque ocorreu, mas ela era tão linda. Baixinha, morena cabelos lisos e cumpridos.

Seus olhos amarelos- esverdeados, espera igual do Magnus só tinha quer ser.

Quebra de Tempo.

- Mãe. - cheguei correndo no instituto encontrando todos sentados preocupados.

- Oque aconteceu?. - perguntei.

- Valentine voltou e disse que iria se vingar de todos com uma nova arma. - falou Alec.

Foi ai que me lembrei dela, iria manter segredo, até descobrir mais.

- Tomamos algumas medidas, e agora estão proibidos de sair anoite sozinhos. - Falou Maryse. - Podem ir dormir se desejarem.

Fui para meu quarto e deitei, amanhã iria procurar saber mais dessa menina.

Pov's Amy

Cheguei em casa encontrando meu tio com lágrimas nos olhos.

- Oque eu disse sobre sair  de noite?. - falou bravo.

- Me desculpe. - falei ja chorando e o abracei.

- Nunca mais saia sem avisar. - falou edeu um beijo na minha testa.

- Tio conheci um garoto hoje, o nome dele é Max Lightwood. - falei corada.

- Oque?, fique longe desse menino. - falou assustado.

- Mas, por que? .- perguntei triste.

- Ele é um shadowhunter, pelo menos ele não sabe seu nome. - falou rindo de nervosismo.

Fiquei quieta e ele percebeu.

- Droga, Amy oque eu falei sobre confiar em pessoas? .- Falou bravo.

- Me desculpe, só achei ele especial. - falei fungando.

- Ta bom, vai tomar um banho, e dorme, e ranque essa blusa. - falou e saiu.

Tomei banho e troquei de roupa como meu tio pediu e me deitei.

Pov's Max

Acordei e me arrumei, tinha que descobrir algo. Todos estavam dormindo.

Fui até o local aonde tinha me encontardo com ela e me lembrei que ela estava com livros. Passei os olhos pelo lugar e vi uma livraria. Só podia ser ali.

Entrei e fui até o balcom.

- Oi, eu queria saber o inderesso de uma pessoa, tem como você olhar no registro?.- 

- Desculpe mais essas informaçoes sao sigilosas. - respondeu a mulher.

- Por favor, émuito importante. - implorei.

- Como é o nome dela? - perguntou.

- Amy Bane.

- Aqui está por favor esqueça dessa conversa.

Quebra de tempo.

Depois de andar por mais de 2 horas achei o indereço. Subi as escadas do grande prédio e cheguei até o lugar. Era a cobertura. Bati na porta.

Pov's Amy 

Estava deitada no sofá quando ouvi batidas na porta. Ragnor havia saído eimaginei ser ele. Só que quando abri tive uma surpresa.

- O-oque você ta fazendo aqui? - perguntei com os batimentos acelerados.

- Sei quem você é e oque você é. - falou e tirou uma espada de trás dele.

Podia me defender só que aquela hora parecia que tinha sumido meus poderes. Fui andando para trás e cai sentada no tapete. Fechei os olhos esperando o pior mas ele me ajudou a levantar.

- Não vou te machucar, só quero respostas.- falou e guardou a espada.

- Oque quer saber? .- falou uma voz e vi Ragnor chegando.

- Você é o amigo do Magnus. - falou Max se levantando.

Ragnor explicou tudo desde o início e fez Max prometer que não contaria nada.

Pov's Max

Depois que Ragnor expicou, eu entendi, ela tinha que ser escondida,não tinha culpa de nada.

- Tenho que. - falei me levantando.

- Bem vou deixar vocês sozinhos. -falou Ragnor

- Vou poder te ver de novo? - perguntei.

- Claro. 

- Entao, tchau. - falei meio triste.

Ela veio até mim e depositou um beijo em minha bochecha e saiu em direção do corredor.

Sorri e sai do apartamento.

Quebra de Tempo.

Quando cheguei ao institutos todos estavam preocupados, mas também não era de menos, ja era cerca das 17:00 horas.

- Onde você estava? - perguntei Maryse?

- Fui dar uma volta. - respondi nervoso.

- È muito irresponsabilidade Max, podia ter acontecido algo grave. - falou Alec bravo.

- Você não é meu pai para falar isso de mim. - respondi bravo.

- Mas você é meu irmão. - respondeu ele.

- Eu só queria dar uma volta, será que nem isso eu posso mais.? - perguntei indignado.

- Claro que pode desde que nos avises. - falou Magnus.

- Não pedi sua opnião. .- respondi.

- Max vá deitar, ta de castigo. - falou Maryse e eu concordei.

Fui para meu quarto e deitei.

Pov's Alec

Depois da pequena discusão eu e Magnus fomos para um quarto em que ele usava na maioria das vezes que dormia no instituto. 

- Magnus desculpe por ele. - falei e depositiei um pequeno selinho.

- Sua família sempre vão me odiar.

- Eu não te odeio, eu te amo. - falei olhando para seus olhos.

- Eu também te amo.- falou e me deu um beijo e eu retribui.


Notas Finais


Editei todos os capitulos em que eu havia postado na fic que eu apaguei..
Atenção Plágio é crime!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...