História An Unexpected love II - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Alfredo Flores, Christian Beadles, Justin Bieber, Pattie Mallete, Ryan Butler
Visualizações 218
Palavras 1.843
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Famí­lia, Festa, Hentai, Orange, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Dessa vez eu demorei mais d que deveria para atualizar a fic, sorry babes!

Eu estou fazendo o enredo da minha nova fic e acabei me enrolando neste capítulo.

Não ficou mto bom mas fiz com carinho.
Boa leitura! ❤

Capítulo 12 - Eu assumo, eu gosto dela!


P.O.V Justin

08:35 p.m.

Eu estava deitado no sofá  pensando na vida e me assustei quando o celular vibrou no bolso da bermuda.

--  Fala, Ryan...  --   Me ajeitei no sofá para falar melhor. 

--  O que está fazendo? Eu e Chris vamos passar a madrugada jogando um video game e comendo pizza, está afim?  -- Ryanparecia muito animado, eu poderia estar exatamente igual, se eu não estivesse tão cansado...

--  Estou muito cansado, deixa para outro dia, bro...

--  Tudo bem, caso mude de ideia, estaremos aqui, na minha casa! 

--  Não mudarei de ideia!  --  Suspirei exausto.   -- Tchau Ryan.

Finalizei a chamada e bloqueei o celular sem olhá-lo.

Fechei meus olhos por alguns segundos, peguei o celular e desbloqueei a tela para ver a hora.

Na tela de bloqueio estava a foto que eu tirei dos meus filhos no meu colo quando tinham três meses.

-- Como o tempo passa rápido, meus filhos já irão fazer oito meses... Meu Deus!  --  Falei comigo mesmo.

E então sentí vontade de ir ver os gêmeos. Eu não esperaria amanhxodós para vê-los, a casa da mãe deles não era longe da minha, tudo estava favorável para o meu lado.

Me levantei rapidamente e peguei a chave de um dos carros sem prestar atenção de qual automóvel era.

Fui em direção à garagem em passos largos e apertei o alarme.

Os faróis da Lamborghini piscaram e sorrí satisfeito.

-- Quanto tempo não piloto essa máquina...  --  Entrei em um dos meus preferidos e arranquei dali.

Toquei a campainha da casa três vezes e comecei a ficar irritado por ninguém abrir a maldits porta.

Quando fui tocar pela quarta vez a porta se abriu.

Olhei para a loira de camisola à minha frente. De cima abaixo.

Ela coçou os olhos, parecia sonolenta.

Ela voltou a olhar para mim e arregalou os olhos.

-- Desculpe, Sr. Bieber, entre!  --  Deu passos para trás e adentrei.

Senti seu olhar queimando em mim, ela estava me observando cada detalhe em mim.

--  Nunca te vi aqui. Alice trocou de enfermeira novamente?  --  Olhei para a loira que sorriu envergonhada.

--  Sim, sou Rose.   --   Estendeu a mão para me cumprimentar.

Peguei em sua mão e a puxei para perto e dei um beijo em sua bochecha.

Quando mr afastei vi seus olhos arregalados e sua boca aberta.

-- Por quê está com essa cara? Parece até as beliebers ...  --  Gargalhei baixo.

--  Eu sou uma belieber!  --  Sorriu amarelo.

Meu Deus! Alice contratou uma belieber? Ela é louca? Essa menina vai me assediar.

Dei três passos para trás meio apreensivo.

--  Caramba... -- Murmurei.

--  Eu não irei te atacar, se é o que está pensando.  --  Assentí e voltei a olhar seu corpo.

--  Eu vim ver meus filhos, não irei acordá-los...   --  Ela apenas assentiu e foi em direção ao corredor que levava aos qusrtos dos funcionários.

Fui para o outro corredor rumo ao quarto dos gêmeos.

Ao passar pela terceira porta escutei um barulho.

-- O que foi isso?  Quem está aqui dentro?

-- Oi, Sr. Bieber...   -- Mary apareceu ao meu lado de camisola e bobs no cabelo. Me segurei para não rir.  --  O Sr. Evans está aí dentro...

--   O que esse cara faz aqui?

--  Ele veio resolver algo com Alice, ele acabou vindo tarde e estava chovendo forte, stava de moto...

Ri com ironia, eu havia entendido as intenções dele.

--  Que clichê, não? Como o naquelas cenas de filmes que a pessoa chega molhada na casa e o dono da casa oferece um quarto e no final tudo acaba em sexo.  -- Mary arregalou os olhos.  -- Não faça essa cara, Alice está lá dentro não é?

-- Eu não sei...  --  Falou baixinho.

--  Ok, irei ver meus filhos! 

Em passos rápidos fui para o quarto dos bebês.

Fiquei alguns minutos olhando eles dormirem e quase peguei no sono.

Mas eu não dormiria ali, naquela casa.

Me levantei rapidamente e saí dali.

E por esperado, estava eu na frente da casa do Christian.

--   Eu sabia que viria... --  Chris dá espaço para eu entrar.   -- Eu te disse, Ryan. Agora eu quero o número do celular da Molly!  --  O idiota gritou no meu ouvido, Ryan apareceu na sala de entrada e revirou os olhos.

-- Caramba, perdí a aposta!  --  Ryan pegou seu celular e deu para o nosso amigo que sorriu malicioso.

-- Apostaram se eu viria ou não? --  Semicerrei os olhos.

Os dois deram de ombros e foram em direção à sala de jogos.

--  O que te trouxe aqui, Bizzle?

Me joguei no sofá e encarei Ryan.

-- Não posso me divertir com meus amigos? Ok, irei embora.  -- Me fingí estar ofendido.

-- Eu sei que você não viria se não tivesse acontecido algo, por isso apostei com esse idiota...  --  Ryan apontou para Chris que devorava um pedaço de pizza.

Fiquei calado, nem eu sabia o motivo de estar ali, estava exausto, precisava descansar.

Faziam horas que estávamos jogando, peguei dois pedaços de pizza e uma garrafa de coca-cola e devorei-os.

-- Chloe está maid calma em relação à minha festa de aniversário?  --  Perguntei aos meninos, eu não havia perguntado isso ao Chaz, que éo namorado da loira.

-- Sim, Chaz gosta muito dela. Acho que eles combinam. Ela não é aquelas meninas chatas... 

Continuamos em silêncio e voltamos a jogar.

--  Fui na casa da Alice antes de vir para cá, eu estava com saudades de Jay e Vick. Acreditam que Alice estava em um quarto com aquele Chris Evans? Eles estavam transando.  --  Bufei irritado e me joguei mais no sofá.

Ryan, idiota como sempre riu.

--  Qual o problema? Ela é solteira, ele também...  --  O loiro deu de ombros.  --  Bizzle com ciúmes!   --  Começou a gargalhar alto e Chris que pensei que me defenderia o acompanhou nas risadas

--  Cale a boca!  --  Exclamei.  -- Ciúmes de quem?  Eu acho errado fazer isso na casa em que meus filhos estão. Falta de respeito!

Os dois se entreolharam e riram ainda mais de mim.

--  Tudo bem, não é ciumes...  --  Ryan levantou as mãos em rendição. Sorrí satisfeito.   --  E Selena, como está?

--  Deve estar bem...   --  Dei uma resposta breve, eu não queria falar da minha ex.

--  Deve estar? Não estão se pegando?  --  Ryan é o deboche em pessoa, algumas vezes isso me irrita.

--  Não, Ryan!  --  Respirei fundo.   --   Ela só quer ficar comigo quando não tem outro macho... --  Coloquei um pedaço inteiro de pizza na boca, pois eu sabia que o que eu iria falar não condçseguiria falar de uma forma natural. --  Acho que ela está tentando se vingar de mim, ou algo do tipo... Como se eu não tivesse sofrido na época que estávamos juntos...

--   Eu também acho isso!  --  Ry se manifestou e Chris deu um soco no braço dele.  --  Qual é? Eu estou sendo sincero!

--   Cara, eu vou falar tudo que eu penso ok? Nada de me interromper!  --  Chris exclamou.

--  Bro, eu não acho que o que há entre você e Selena seja amor. Vocês só fazem merda, só se machucam. Se isso é amor, eu nunca quero amar...  --  Deu uma leve risada.  --  Eu acho que amor é essa coisa que você e a mãe dos seus filhos têm. Ela demonstra e você fingí que não sente nada. Está mentindo para si mesmo.

Não, isso não é amor... ou é?

-- Ok, eu assumo que gosto dela, gosto muito. Mas é diferente...  --  Procurei palavras para expressar o tipo de sentimento.  --  Eu gosto de transar com ela, Alice é gostosa e... Caramba, ela e boa no que faz.  --  Ryan sorriu malicioso.   --  Mas eu gosto mais da amizade dela, por isso eu parei de vez de tentar sexo entre nós, iria estragar tudo.

--  Como ela é no sexo? Ela.curte uma espanhola? Ela dá de quatro?  --  O mais idiota dos meus amigos faz a pergunta imbecil.

--   Morrerá sem saber sobre minha intimidade com ela entre quatro paredes!

--  Eu te disse, é amor. Mesmo sem sexo você ainda gosta muito dela, entre você e Selena é só fogo de palha. Vai por mim!  --  Chris às vezes parece cupido, isso me deixa intrigado.

--  E se for? Qual a diferença? Nem estamos mais juntos. Alice não gosta mais de mim, ela mudou tanto... 

--  É verdade, ela mudou com você. Cara, você está ferrado, é muito difícil reconquistar mulher...  --  Ryan se joga no sofá e suspira frustrado.

--  Faoou o experiente em sexo e aprendiz em relacionamentos!  --   Debochei.

--   Helena...   --  O loiro fechou os olhos e respirou fundo.   --  Eu nunca esqueci ela, por isso sou assim...  --   Eu e Chris nos olhamos de olhos arregalados.

--  Eu não sabia que você...  --  Tentei diminuir o clima tenso mas não deu muito certo.

--  Eu ainda gosto dela, acho que muito mais do que antes. Eu vi ela semana passada, está morando por aqui.   --  Ele se levantou do sofá e começou a andar pela sala.  --  Que merda! Por quê essa menina não some de vez? Filha de uma ...   --  Christian abriu uma garrafa de vodka e deu para o nosso amigo.

--  Eu não acredito que guardou isso para você, poderia ter nos contado. Desabafa, estamos aqui para te escutar!  --  Os dois deram dois goles de vodka pura.

Peguei a garrafa e tomei três goles e me engasguei com o álcool rasgando na garganta.

--  Somos três homens que mendigam amor!  --  Contestei.

--  Ah Justin, cale a boca. Tem uma mulher maravilhosa que te ama, você é um idiota!  --  Ryan se alterou.  --  Cara, se eu ficar bêbado, tenha certeza que falarei tudo que sempre quis!   --  Sorriu com malícia e virou a garrafa na boca.

--  O que você sempre quis dizer?

--  Se eu ficar chapado você saberá e veremos se você tem ciúmes! 

Calado eu estava, calado fiquei.

Chris nos entregou copos com tequila e limão.

--  Se for pra ficar bêbado que seja com tequila! 

40 minutos depois

Já estávamos chapados, deitados no chão rindo de qualquer coisa.

--  Acho que estou chapado o sufuciente para dizer que eu queria muito comer sua mulher...  --  Ryan olhou para mim.

--  Selena? Como você é idiota! 

--  Alice, otário. Aquela morena gostosa...   --  Gargalhou e eu no estado que me encontrava gargalhei também.

--  Confesso que eu também queria pegar ela. Brasileiras são diferentes, latinas, quentes, calientes... 

Começamos a gargalhar alto.

--  Alice é demais, o corpo dela...  --  Mordi meu lábio inferior

--  Que tal fazermos um menage? Eu, você e a morena?  --  Ryan indagou.

--  Quer morrer?  Nunca toqur nela! Ryan, nunca mais repita isso!  --  Me levantei do chão de súbito.

--  Eu disse que revelaria seu ciúmes por ela!  --  Ryan jogou uma almofada em mim.

-- Que saco. Eu acho que eu gosto dela. Satisfeito?

-- Assumiu! -- Gritou.

Os dois pularam em mim e começaram a me dar socos.

-- Chega! -- Empurrei os dois. -- Eu gosto dela, o que eu faço? Aquele Evans vive atrás da Alice... -- Bufei.

-- Você precisa reconquistá-la! -- Chris falava mansamente.

Me joguei em cima das almofadas fofas. -- Já irei lhe dizendo que não será fácil...

-- Vocês irão me ajudar, não é? -- Encarei-os.

-- Óbvio, somos seus amigos.

-- Isso vai ser difícil. -- Ryan coçou a nuca. -- Vai ser praticamente uma missão.  


Notas Finais


Então será o Trio Parada Dura embusca da Reconquista de uma mulher kkk.

Quero ver o quê vai dar!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...