História .anchorage - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Decepção, Desabafo, Namgi, Perda De Tempo, Sope, Taegi, Tempo, Yoongi, Yoonjin, Yoonkook, Yoonmin, Yoonmon, Yoonseok
Visualizações 116
Palavras 476
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drabble, Drama (Tragédia)
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


À todos os ocupados, atrasados, com tempo, sem tempo, arrastados. O tempo deveria ser um aliado. Alie-se.

Capítulo 1 - Não chegue perto.


anchorage (s. m.)
o desejo de segurar o tempo enquanto ele passa, como tentar se segurar em uma pedra no meio de um rio com muita correnteza.

 

Sintia como se estivesse nadando contra a maré, o tempo todo.

É sempre como se eu estivesse andando no rumo errado, na hora errada, do jeito errado. O que eu fiz que não foi certo? Só o fato de não permanecer no padrão me encaixa no errôneo?

Porque é uma constante sequência de escolhas arriscadas que me tacham como estranho e inadequado, mas são essas mesmas decisões que me deixam vivo e respirando, pensando durante a noite enquanto a insônia bate e o medo me assombra. Seria hipócrita dizer que eu gosto de nadar contra a maré e ser sempre o diferente entre todos, mas seria ainda pior alegar que eu prefiro o contrário.

Veja bem, se não estivesse sendo o do contra, não seria eu. Se acompanhasse os outros, seria normal.

E de normal eu tenho apenas o sobrenome.

Ser comum não é ruim, mas não me deixa sentir o desespero de as vezes achar que estou sozinho no mundo.

Eu sei que não estou. Contudo, vez ou outra parece impossível encontrar alguém que entenda das suas loucuras e dos seus gostos excêntricos, alguém que goste das suas bizarrices e passear no centro. Sim, parece impossível, mas não é.

Eu queria ter me parado no tempo quando isso não importava, realmente.

Queria ter freezado na época em que ser diferente era divertido e não me machucava, tanto na maneira física quanto na emocional. Eu era indestrutível naquela época e não sabia.

Sim, naquela época em que os preconceitos não me alcançavam e a opinião alheia era como uma gota no oceano: nada.

Huh.

E ainda existem pessoas falando que o tempo é um presente.

Na verdade, é uma assombração. Me assombra e me amedronta, me prende nesse looping infinito de dúvidas, angústia e insegurança que, aos poucos, afasta todos por quem eu me importo e zelo.

Não importa o quanto eu tente, não importa o quanto me digam o contrário; eu sei que sempre serei destrutivo e tóxico.

Porque nunca nada é o suficiente, porque nunca nada é a verdade realmente. Viver nesse mundo cheio de paranóias me faz diferente, mas, quase que de forma irônica, me faz sozinho também.

Então eu sinto vontade de segurar o tempo, me prender no passado onde as coisas não eram tão difíceis. Mas, na verdade, não existe nada mais difícil do que segurar o tempo e não enlouquecer no processo de viver. É tão difícil crescer e amadurecer que… Nossa. Eu enlouqueço.

Por isso, mantenha a distância. Se cuide, cresça, amadureça, mas… Não chegue perto. Não venha me ver, não queira me ver. Aproveite o seu tempo.

Não chegue perto, você será infeliz.

E de infeliz nesta história já basta eu.

 


Notas Finais


Eu sou a própria perda de tempo.
Triste, feliz, triste, feliz, triste.

/dreamwave: https://open.spotify.com/user/12149980489/playlist/7cj4VW1V3STqXQGmFR8knK


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...