História And if everything was different - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias A. J. Cook, Criminal Minds, Matthew Gray Gubler
Personagens Aaron Hotchner, David "Dave" Rossi, Derek Morgan, Dr. Spencer Reid, Emily Prentiss, Jennifer "JJ" Jareau, Penelope Garcia, Personagens Originais
Tags Criminal Minds, Matthew Gray Gubler, Novela, Romance
Visualizações 36
Palavras 1.859
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Bissexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Espero que gostem desse capítulo 😊😊

Capítulo 7 - O que está acontecendo?


Fanfic / Fanfiction And if everything was different - Capítulo 7 - O que está acontecendo?

Domingo 09:27 da manhã
              - Você não vai trabalhar hoje?

- Não...bom, ainda não apareceu nenhum caso!-

- Isso é bom, assim você conversa mais!

- Isso é verdade! - riu - Como você está?
         - Estou bem, as ligações estão diminuindo os e-mails também, mas aqui e ali ele manda outros.
             - Se está diminuindo, talvez esteja desistindo.
            - Espero que sim, não vejo a hora de poder te encontrar.
            - Eu também estou ansioso por esse momento!


                8 dias Depois


    Alguns dias haviam se passado desde o jantar de Spencer e Charlie, ela finalmente começou a trabalhar no hospital, e desde aquela sexta-feira eles não se viam, apesar de morarem lado a lado. Charlie tinha muito trabalho já que estava na parte da urgência infantil por ser pediatra, seus plantões eram longos, e Spencer era em um caso atrás do outro.
    Era um sábado e Charlie estava em casa quando recebe uma ligação de um número desconhecido.

- Oi gatinha? - aquela voz feminina era familiar mas ela,não lembrava quem era.

- Oi, quem está falando?

- Sou eu ,Penélope!!! - respondeu risonha. Charlie não lembrava já que só falou com a mulher umas duas vezes. - vai estar livre hoje a noite?

- vou sim. Algum plano?

- Claro que sim, vamos sair para um bar hoje, não é aquele da semana passada, é um novo com mais gatinhos...e gatinhas!  - a loira deu uma leve risada.

- hum, parece legal!!!

- E aí, topa?

- Claro, manda o endereço e o horário e nos vemos lá Pen!!!

- Ai que emoção, ta bom gatinha, até mais!

    Em questões de segundos Penélope enviou todas as coordenadas necessárias para o celular de Charlie, que logo tratou de tomar uma banho pra sair.
     Ela colocou uma short jeans, uma sapatilha preta com uma blusa azul com mangas longas porém dobradas até os cotovelos, um batom nude, e delineado gatinho, e saiu.
     Chegou no local e levou um tempo para encontrar o pessoal, mas os encontrou sentados numa mesa conversando.

- Oi galera!

- Hey mocinha, você está diferente! - Morgan disse.

- Oi querida, você está linda! - disse Emily.

- Obrigada!!! - falou um pouco sem jeito.

- Será que ela está querendo impressionar alguém? - JJ fala de um jeito sugestivo.

- Quem você está querendo impressionar? - Reid finalmente se pronúncia com um feição extremamente séria.

- Alguém que queira uma curtição só por uma noite! - a garota responde piscando pro rapaz, fazendo todos na mesa darem um "gritinho".

- Calma garoto, ela só está provocando você. - Rossi fala perto do ouvido de Reid.

- Acho que já achei minha curtição da noite! - Derek fala olhando para uma morena de vestido preto colado que estava no balcão com uma bebida.

- Você tem bom gosto, mas ela é muita areia pro seu caminhãozinho - Fala Charlie.

- Uau, Morgan você vai deixar! - Hotch provoca e o pessoal ri.

- Tudo bem baby girl, aposto 50 pratas que vou conseguir o número daquela garota. - Morgan desafia.

- OK, boa sorte bonitão. - eles apertam as mãos e ele vai em direção a garota.

- Ele vai ficar muito frustrado se perder! - Reid Fala e os dois riem.

     Charlie estava sentada no lugar que era de Morgan, ela pediu outra bebida e apenas observava o desempenho do moreno, mas percebeu que a garota com quem seu amigo conversava estava olhando pra ela.
      Em poucos estantes todos observam a garota se afastando de Morgan, ela para ao lado de Charlie e a entrega um pedaço de papel e lança um sorriso para a garota.

- Eu não acredito. - Emily fala segurando a risada.

- O que diz ai no papel? - Penélope pergunta.

- "Me liga"

Morgan se aproxima e todos olham pra ele rindo.

- Olha, isso não valeu, eu não sabia que ela curtia maçãs.

- Fala sério Morgan, isso foi a pior coisa que você disse. - Charlie fala rindo

- Quero revanche.

- Você me deve 50 pratas garanhão. - a garota fala.

- Admita trovão de chocolate,você perdeu essa batalha! - Penélope diz.

- Você vai ligar pra ela? - Reid pergunta.

- Eu não sei, talvez...acho que está na hora de ter novas experiências. - ela olha para ele.

    O pessoal estava se levantando para dançar, e como sempre Reid e Charlie ficaram sozinhos.

- Quer dançar doutor? - a garota o convida.Era uma música lenta.

- Vamos, eu te ensino. - ela insiste estendendo a mão para Spencer, que logo se rende ao pedido da garota.

    Eles vão para a pista, Reid coloca uma das mãos nas costas de Charlie e a outra ele segura uma das mãos dela, e a outra mão livre de Charlie ela pousa no ombro do rapaz.
     Era uma música romântica, e aquilo estava mexendo com o psicológico de Charlie, então ela pousou a cabeça no peito de Spencer, e deixou que algumas lágrimas caíssem, ela achava que ele não havia notado, mas notou.

- Não fique assim Charlie.

- Você não entende Spence.

- olhe pra mim. - ele pede e ela olha, ele enxuga as lágrimas teimosas que caíram e segura o queixo da garota com os dedos. - Você é tão linda Charlie, a única vez que você deveria chorar seria de alegria, passamos uma semana sem nos vermos e eu me senti estranho, e é porque nos conhecemos a pouco tempo, você é incrível e forte, você tem uma energia única e não importa o que aconteça eu sempre estarei com você e vou te ajudar a superar qualquer coisa OK.

     Quando ele terminou de falar deu um beijo no topo da cabeça da garota, ela não sabia como reagir aquilo, ela apenas deu um sorriso enorme e abraçou Spencer com muita força.

- Você está marcado no meu coração Spence! - ao ouvir aquilo ele retribuiu o abraço na mesma intensidade.
    
      A equipe toda estava olhando para os jovens, olhando com aqueles sorrisos de quem diz "eles ainda vão ficar juntos", mas será que isso realmente irá acontecer um dia?
       A música lenta acabou e uma eletrônica começou, Charlie e as garotas ficaram na pista de dança, enquanto os rapazes votaram para a mesa.
      Spencer estava apenas observando Charlie enquanto a mesma dançava, ele não estava percebendo nas estava olhando para ela sorrindo.

- Achei que iam se beijar, Emily também achou e Garcia já estava pensando no vestido dela de madrinha de casamento. - diz Morgan risonho assustando um pouco Spencer.

- Eu e Charlie somos só amigos Morgan. - Reid fala olhando para o amigo.

- Garoto, seu olhar para ela é de alguém que encontrou a paz que procurava. - diz Rossi.

- É isso mesmo Reid, porque não diz a ela o que sente?

- Não é tão simples assim Morgan, ela não me vê desse jeito, além do mais, talvez eu já tenha uma pessoa. - ele fala dando um gole no seu vinho.

- Você já tem uma pessoa? - Hotch pergunta.

- Que história é essa Reid? - Morgan pergunta com um leve sorriso - Porque não nos contou ,quem é ela?

- Não estou pronto para conversar sobre isso, ou dizer quem ela é! É só que... eu estou confuso, até um tempo atrás eu sabia o que estava sentindo mas agora, depois que Charlie chegou, meu mundo virou de cabeça para baixo.

- Spencer, nem sempre o que achamos que é melhor pra nós é o certo, as vezes a decisão certa está bem na nossa frente mas não queremos enxergar. - Derek aconselha.

- Não sei não Morgan. - diz Spencer abaixando o olhar.

- Antes de qualquer decisão, tenha certeza do que está sentindo Spencer. - diz Hotch

- Garoto, não espere demais! - Rossi fala, e Spencer volta a observar Charlie, porém a conversa com seus amigos não saía de sua cabeça.

       As garotas pararam de dançar e voltaram para mesa, Spencer ficou quieto depois da conversa, mas não queria que Charlie percebesse então sempre que podia puxava assunto com ela ou se intrometia na conversa dela e das garotas sobre cabelo e maquiagem falando as estatísticas de uma pessoa ser alérgica a um determinado produto.
         O pessoal só bebia, Charlie não era de beber, mas naquela noite ela queria esquecer qualquer problema, ela não estava bêbada, mas estava parcialmente fora de si. Já era madrugada então Reid decidiu leva-lá para casa,seria fácil para ele já que são vizinhos, ele já estava com esse plano em mente, de leva-la, ele queria ficar perto dela,ele precisava.
          Já haviam chegado no prédio, estavam subindo as escadas,mas Charlie estava dificultando as coisas.

- Vamos brincar de algo Spence, podíamos jogar xadrez. - a garota falava.

- Você nem sabe jogar xadrez Charlie, você precisa descansar, você está bêbada. - o rapaz falava rindo da situação da garota.

- Não estou nada,dr. Reid, sei o que estou fazendo. - ela não falava embolado, isso era um bom sinal.

    Chegaram no apartamento, e ele abriu a porta para ela,ele queria deixa-la na cama antes de ir para seu apartamento.            Quando Charlie chegou no quarto tropeçou no tapete e caiu junto com Spencer, já que ele estava a segurando pelo braço, ele ficou por cima dela.

- Caramba, acho que eu caí. - Charlie sorria, mas assim que olhou para Spencer ficou seria, ele estava a olhando também.
      
        ele tomou uma decisão, sabia que iria se arrepender, mas ele estava disposto a quebrar regras, com uma mão se apoiou no chão e a outra pousou no pescoço de Charlie e a beijou, um beijo lento e com carinho, ela colocou as mãos no cabelo de Reid dando leves puxões, eles estavam no chão mas naquele momento não se importaram, ela começou desabotoar lentamente a camiseta que Reid usava enquanto o beijo ficava mais intenso e preciso, ele se levantou um pouco e ajudou a garota a tirar a blusa e ele tirou a camisa que estava, Charlie passou seus dedos gélidos pelo abdômen de Spencer, ele estava um pouco envergonhado, mas ela estava o admirando, logo ele começou a fazer pequenas trilhas de beijos pelo pescoço dela e voltaram a se beijar novamente, mas o telefone de Spencer começa a tocar, ele não queria atender óbvio, mas se viu obrigado, e se fosse um novo caso?

- Alô... não dá, eu estou ocupa...tudo bem eu dou um jeito! - desligou, só então se tocou no que estava prestes a acontecer, o que ele estava fazendo afinal. Charlie o encarava.

- Spence eu...

- E-eu tenho que ir! - Spencer pegou sua camisa e saiu apressado do apartamento de Charlie.

- Espera, Spencer! - ela gritou mas não adiantou, ela não estava tão bêbada aponto de não saber o que estava fazendo, concerteza ela iria lembrar disso no dia seguinte, e iria se sentir culpada também, "O que eu fiz, ele é meu amigo" ela pensou, "ele traiu a namorada e é culpa minha", ela não parava de se culpar, como olharia para ele de novo, ela estava envergonhada.


Notas Finais


Boa leitura 😘🌼


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...