História And I'll Be Holding On To You - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Twenty One Pilots
Personagens Josh Dun, Personagens Originais, Tyler Joseph
Tags Josh Dun, Joshler, Twenty One Pilots, Tyler Joseph
Exibições 127
Palavras 1.154
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Se vocês ficaram felizes com a notificação desse capítulo, esperem só até lerem, muahahahaha (desculpa).
Mas, mesmo assim, espero que gostem :)

Capítulo 14 - Jenna


Josh esperava Tyler dentro de um restaurante. Eles haviam combinado de se encontrarem lá, um pouco depois de Tyler sair da casa de Josh no mesmo dia do concurso, a noite. Não demorou muito tempo para Josh perceber Tyler entrando no lugar. 

- Hey, Ty.

- Hey... Desculpa a demora. 

- Não, não tem problemas... - Josh disse. - Você já pensou o que podemos fazer com os quinhentos dólares? 

- Ahn.. Comprar instrumentos? 

- Sim, é claro! Cara, eu sei que eu estou animado, talvez até demais, por um show que, dificilmente, teve um pouco mais de cem pessoas na platéia, mas esse show representa o ínicio de toda uma carreira que poderemos ter.

- Eu sei. E não há nada melhor do que isso. Josh, você foi a melhor coisa que aconteceu para mim, eu juro. Agora, além de fazer música, que eu acabei descobrindo, graças a você, que é o que eu amo, eu irei fazer música com você, a pessoa que eu mais me importo, amo e quero ao meu lado. - Tyler falou. 
Josh corou. 

- Você andou praticando para saber me deixar envergonhado, não é mesmo? 

- Eu só aprendi com o melhor. 
Os dois se encaravam após rirem. Depois de algum tempo, Josh mudou de assunto. 

- Então, já que estamos agora comemorando a vitória no concurso, tem outra comemoração que nós temos que pensar... Tyler, daqui a três semanas é seu aniversário! 

- Espere aí, como você sabe que é meu aniversário? 

- Lembra quando eu te disse que, quando eu quero conseguir ou saber algo, eu consigo? Eu estava falando sério. 

- Quer dizer que você sabe mais sobre mim do que eu penso? 

- Talvez... Mas tem algo que eu ainda não sei. - Tyler levantou suas sobrancelha, indicando para ele continuar a falar. - O que aconteceu no salão enquanto eu te esperava? 

- Por que você quer tanto saber isso? Não aconteceu nada demais... Só uma garota veio falar comigo. 

- Você me deixou curioso agora. Como assim? Falar de que? 

- Ela só me cumprimentou, elogiou nosso trabalho e deu o número dela.

- E você aceitou?! - Josh exclamou, um pouco surpreso. 

- Aceitei... O que tem demais nisso? Talvez ela quisesse ser minha amiga.

- Tyler, mesmo eu amando sua fofura, às vezes você é inocente demais. Era óbvio que ela estava dando em cima de você! Como você pôde aceitar o número?! 

- Espere, Josh, por que você está falando assim comigo? Eu não te traí ou algo assim. 

- Eu sei, mas você poderia, mesmo sem querer. 

- Você percebeu o quanto sua frase soou sem sentido? 

- Ok, talvez eu seja um pouco ciumento. Mas, mesmo assim, você não percebe quando alguém está te cantando! 

- Então, quer dizer que você pode ter seus amigos sendo amigos sempre, mas, quando eu faço uma possível amiga, eu não posso falar com ela? 

- Ela não quer ser sua amiga, Tyler. É isso que eu quero que você entenda. 

- Talvez ela queira. E mesmo se ela quisesse algo mais, você não confia em mim?! - ele aumentou seu tom de voz. Josh não respondeu nada mais e olhou para o chão. - Quer saber? Eu vou embora. 
Tyler levantou da mesa e saiu do restaurante. 

Mesmo estando com um casaco, colocava seus braços próximos um do outro, tentando se aquecer na noite gélida. Enquanto caminhava de volta para sua casa, de repente, percebeu que Jenna estava na mesma rua que ele. 

- Ei... Jenna. 

- Hey, Tyler. 

- Que estranha coincidência nós nos encontrarmos aqui no mesmo dia que nos conhecemos...

- É mesmo... Você está bem? Parece que alguma coisa aconteceu e está te incomodando. 

- Vamos deixar isso pra lá. Esqueça isso por agora. - Tyler falou. - Por que nós não saímos em algum lugar para nos conhecermos melhor? Eu não tenho nada para fazer agora mesmo. 

- Claro. Seria... Maravilhoso. 

- Onde você quer ir? 

- Acho que ir no cinema pode ser uma ideia legal. 

Tyler pensou novamente se deveria sair com Jenna, mas decidiu fazer isso. Ele estava zangado com Josh, mesmo sabendo que ele havia dito aquilo pois se importava com ele. 

 

Jenna e Tyler caminharam pela cidade após saírem do lugar. 

- Você gostou do filme? - ele perguntou, tentando puxar algum assunto. 

- Um pouco clichê, mas eu gostei. E você? 

- Eu achei legal. Foi bom para me distrair. 
Os dois se encontravam em um momento quieto. 

- Tyler, eu sei que não é da minha conta, mas você realmente está bem? Eu notei que tem algo que você não está me falando e que está te deixando mal. 

- É só que... Eu tive uma discussão com alguém, mas, como eu disse antes, é melhor deixar isso pra lá. Eu estou gostando de passar um tempo com você, me fez esquecer um pouco o que aconteceu. 

Ela o encarava. Tyler esperava alguma resposta rápida, mas Jenna colocou a mão em sua nuca e o beijou calmamente. Ele não queria beijá-la, mas sua mente havia entrado em pânico. Josh estava certo. Mesmo tendo dito de uma forma ciumenta e controladora, ele estava certo e Tyler não podia negar isso. Ele afastou seus lábios e os dela e, lentamente, afastou seu corpo do da garota. 

- Me... Me desculpe, eu não posso fazer isso. - Tyler falou.

- Por que não? Eu fiz algo errado? Sinto muito se eu...

- Não. - ele a interrompeu. - Você não fez nada de errado. Jenna, eu deveria ter te contado antes, mas... Josh é meu namorado. 

- Ah... - ela disse, pondo a mão em sua testa. - Eu que te peço desculpas. Eu não sabia que...

- Tá... Tá tudo bem. Eu não quero parar de ser seu amigo por essa confusão. 

- Eu também não quero deixar de ser sua... Amiga. Ah, Deus, eu estou tão envergonhada...

- Não precisa ficar. Você não sabia. 

- E... Foi com o seu namorado que você teve a discussão?

- Sim, foi. - ele admitiu.

- Eu sinto muito. Só espero que fique tudo bem entre vocês dois em breve. 
Tyler balançou a cabeça, concordando. 

- Eu acho que vou para a casa. Lembre-se: você tem meu número, quando quiser conversar, me ligue. - Jenna falou. - Boa noite, Tyler. 

- Boa noite, Jenna. 

Ele começou a voltar para sua casa, após eles se distanciarem um do outro. Não sabia o que fazer em seguida. Tyler deveria contar para Josh? E se eles ficasse bravo? Ele decidiu esperar para falar, até o momento que tivesse a oportunidade perfeita para não magoar o outro. As coisas estavam indo tão bem entre eles e ele não queria estragar tudo. O maior medo de Tyler havia voltado. Seu maior medo era que sua relação com Josh acabasse, e ele não poderia deixar isso acontecer. 


Notas Finais


ME DESCULPEM POR ISSO, MAS SEM TRETA NÃO TEM HISTÓRIA e.e


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...