História And You? - Imagine Dean - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Block B, Crush, DEAN, San E, WINNER
Personagens Crush, DEAN, Mino, Personagens Originais, San E, Zico
Tags Block B, Crush, Dean, Deanfluenza, Imagine, Kpop, Kwon Hyuk, Mino, San E, Zico
Visualizações 222
Palavras 1.642
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi gente, desculpem estar demorando, eu estou ocupadíssima com a volta às aulas, e eu tô louca procurando colégios técnicos, vou fazer prova pra 500 lugares socorro
Peço compreensão, mas tá aí mais um capítulo ❤ espero que gostem

Capítulo 11 - Half moon


Fanfic / Fanfiction And You? - Imagine Dean - Capítulo 11 - Half moon

"Se eu tivesse a metade
A metade do teu amor
Eu não me sentiria tão sozinho assim..."
D (Half moon)

S/N on

Eu estava arrasada. Me deitei, não tive interesse em olhar o celular, muito menos de sair da cama. Dean estava sofrendo muito ódio gratuito, de pessoas que estavam fazendo teorias, muitos comentários do tipo "você estragou o shipper". Não vou mentir, eu dei risada. Tinha alguns comentários em português dizendo isso, e eu fiquei bem surpresa, ele realmente parece ser famoso. Eu estava pensando nele sem parar. Eu resolvi ligar para a universidade.

— Oi. Sra. Yang? Eu vou poder ir a escola amanhã? — fui bem direta, e fui surpreendida pela resposta.
— Sim. Caso queira ficar em casa, sei como é um término. Esses coreanos de hoje em dia! Não fique mal, está bem? — Sra. Yang estava sendo legal, e eu fiquei bem surpresa.
— Ah tudo bem, a culpa não é dele não, vai ficar tudo bem. Vou para escola amanhã, não posso ficar fugindo dos meus problemas. — eu afirmei.
— tudo bem querida.

Ligação off

Me deitei, e peguei meu celular. Fui olhar o Instagram dele, e ele não havia postado nenhuma foto. Abri o celular, e Rick havia me mandado algumas mensagens.

Henrique: está tudo bem? As notícias que estou recebendo é que você está de namoro com este Dean e ele te traiu.
Henrique: de qualquer forma, se quiser conversar estou aqui.
Henrique: não precisa ter medo, viu? Me desculpa...

Eu nem respondi. A verdade, é que não queria falar com ninguém. Estava cansada dessas coisas. Minha vontade na verdade, era desistir dos estudos aqui e voltar pro Brasil mesmo. Sentia falta de mamãe, de papai. Sentia falta da minha melhor amiga. Tudo estava vindo de uma vez só, e eu chorei. Ah, como eu chorei. Dessa vez, eu estava sozinha. Henrique estava aqui, mas não vou ficar com alguém que tentou me estuprar. Eu tenho que parar de ter medo de encarar as coisas sozinha. Essa experiência até que vai ser boa. Ou ruim.
Me deitei na cama, dormi.

Dean on

Eu estava no carro, enfrente ao prédio de S/N. Eu coloquei uma música do gdragon. Era R.O.D
Eu me sentia horrível. Até que, a porra da Ari me ligou.

— por que não posso falar com você? — ela começou a rir. Eu já estava fora do controle.
— garota, qual o seu problema?— fui bem rude
— quero que você me coma de novo, daddy. — ela riu.
— você me dá nojo. — desliguei o telefone, e cinco minutos depois ela começou a ligar novamente. Eu fiquei puto, muito puto. Desliguei. Coloquei meu celular em modo avião, e fui mandar mensagem para Zico.

Dean: tá aí?
Zico: to. E já to sabendo do escândalo. Seu pai tá puto cara
Dean: foda-se meu pai, você acha que eu ligo pra essas porras?
Zico: a imagem é sua, deverias se preocupar
Dean: vocês só pensam em imagem, grana. Eu só estou vivendo de acordo como eu sou. Se quisesse agradar alguém entrava pra essas empresas, virava realmente um k idol, cantaria e dançaria por aí com meu cabelo, sei lá, verde.
Zico: só estamos preocupados. Essa estrangeira está  prejudicando sua imagem. E você está prejudicando a dela. Se bem que, ela está em vantagem agora, porque você está com fama de traidor.
Dean: vou consertar as coisas. As pessoas só inventam, não sabem o que realmente aconteceu.
Zico: pra você sair disso, vai ter que dizer que não houve nenhum relacionamento.
Dean: não posso fazer isso.

Zico está offline.

Ari estava me mandado mensagens no kakao talk. Como ela havia conseguido, eu não sei. Ela já estava me enchendo o saco. Mas não pretendia fazer nada com ela, só espanta-la como uma mosca.

Eu não conseguia dormir, e as horas se passavam. Olhei o Instagram dela, pensei nela. Quando ficou de manhã. Vi Mino passar pela rua, e eu fiquei encarando ele. Ele ficava muito próximo de S/N. Já havia visto seu trabalho na YG, e alias, ele já trabalhou no Show me the money comigo. Até que ele mandava bem, tinha uma música com Zico. Mas não me descia. Coisa da minha cabeça, talvez.

Quando vi S/N sair do prédio. Ela estava com uma calça de couro preta, e seu corpo estava marcado. Era lindo, S/N era linda. Ela estava com uma blusa preta, estava escrito em japonês "eu sou diferente de você" e ela estava de bota tratorada. Seu estilo único, me chamava atenção. Seus cabelos escuros, soltos. Com o vento batendo, escondendo seu rosto, é só deixando seus olhos vermelhos vidrados em mim. Ela estava me olhando. Saí do carro.

— S/N... — cheguei perto, e logo, todos os olhares da rua foram voltados para nós dois.
— O que você quer? — S/N foi fria, e evitou de olhar em meu rosto. Coloquei minhas mãos na sua face, e pude ver seus olhinhos ocidentais inchados e vermelhos
— já se alimentou? — perguntei.
— tchau. — ela tirou minhas mãos de seu rosto e foi andando. Eu fiquei parado, sem reação.

Mino havia parado para espera-la, e eles foram juntos para escola. Eu já estava começando a ficar puto com isso.

S/N on

Dean estava me matando. Não havia dormido, seus olhos eram cansados. Mas não podia me doar tão fácil assim. Ninguém nunca mais vai pisar em mim.

Mino me viu, e me acompanhou até a escola. Ele era realmente um garoto legal, e eu me sentia segura com ele. Talvez não estivesse totalmente sozinha.

— eu trabalho com Dean. Ou já trabalhei né. — ele mencionou a caminho até a universidade
— você também é um idolo né? — eu perguntei meia confusa
— sim. Mas Dean é cantor de R&B coreano. E é um grande compositor. Várias músicas de sucesso, ele que escreveu. — fiquei surpresa, sabia que ele mandava bem, mas não havia me aprofundado no trabalho dele.
— entendi. — disse olhando ao redor. Havíamos chegado, e Ari ficou me olhando com uma cara feia, talvez porque eu estivesse com seu ex namorado. Mas sabe, dane-se essa vadia.

Entrei no banheiro feminino, e fui lavar o rosto, quando escutei alguém trancar a porta. Era Ari
Ela me segurou, e começou a falar algumas coisas. Não me intimidou
— você fica longe do Mino sua estrangeira ridícula. Com esse corpo, tentando ser coreana. Aposto que quando voltar para o Brasil vai comer e virar uma porca feia. Dean não te quer, ninguém te quer, você é uma puta, entendeu? — aquilo me maguou, e eu pensei na possibilidade de ser verdade. Mas não podia deixar-me abater.
— ei burrinha, você não passa de uma branquela sem peitos. Tá achando que é quem? Gordofobica do caralho. Vadia — soltei tudo logo, e ela deu um tapa em minha cara.
— cala boca — ela gritou e saiu. Eu fiquei imóvel, não esperava um tapa. Minha pele era sensível, quando olhei no espelho, havia uma marca enorme no meio da minha cara. Ela me paga.

Saí, e algumas pessoas me olharam, Ari e suas amigas estavam rindo. Mino veio até mim
— o que foi isso, S/N?! — ele colocou suas mãos em meu rosto.
— alergia. — não disse, pois o que era dela estava guardado.
— parece um tapa. — ele ressaltou. Eu apenas olhei para seu rosto, e sai.

Fomos para a aula. O tempo parecia que não acabava. Fiquei o tempo todo pensando no que o Dean estava fazendo.

Dean on

Fui até o trabalho, e adivinha? Meu pai ficou falando no meu ouvido. Fiquei puto, mas não o respondi. Ele tinha um pouco de razão. Os meninos estavam lá trabalhando, e depois da baita bronca que levei, fui trabalhar também. Hoje iríamos gravar o show me the money. Fiquei pensando na S/N o tempo todo, não dizia uma palavra. Não estava com humor pra isso.

— Dean, fala algo! — Dok2 disse sobre a apresentação, e eu só o olhei.
— eu não tenho nada a dizer.

S/N on

Mino havia saído cedo hoje, pois ia gravar o tal do show me the money. Devia ser um programa, sei que Dean participava. Tive que ir embora sozinha.
Ari veio atrás de mim, e eu me fiz de desentendida. Quando ela correu para me pegar por trás, e eu virei com uma banda em suas pernas, fazendo a cair no chão. Dei um chute nela também, e suas amigas ficaram boquiabertas.
— desgraçada! — Ari gritou
— estamos kits agora. — avisei e dei as costas. Era muita coisa pra minha cabeça.

Fui até meu apartamento, e Dean não estava mais lá. Liguei a TV, e estava dando, logo mais logo menos do que Show me the money. Fiquei vendo.
Dean não apresentava uma expressão muito boa. O que me causou angústia. Será que ele estava bem pra isso? Será que ele havia comido direito?
Dean estava sério, mas ele se apresentou com uma música dele com o Zico e o crush. Acho que era Bermuda Triangle. Ele tinha uma voz tão linda... Chegava ser hipnotizante. Chorei quando ouvi, eu estava sentindo falta dele. Quando a apresentação acabou, e me deu um desespero. Mas Dean ainda estava no palco. Um homem denominado Gaeko entrou, e eu fiquei sem entender. Dean sentou-se e começou a cantar uma música que ninguém havia escutado antes. Half moon

Dean on

— As pessoas erram. Mas não devemos desistir por causa disso.  Eu finalmente terminei. — Disse isso, logo minha nova música foi ao ar. Comecei a cantar, e pensar nela.

"Nas noites sem você
A lua ainda aparece
Mas não consigo te ver
Minha mente está nublada pensando em você, yeah"

"Nada pode preencher nem metade, metade
Metade do vazio
Que você deixou
Não consigo me preencher
Se eu tivesse metade, metade da metade de seu amor
Se metade de você ainda estivesse comigo, eu não estaria tão vazio"


Notas Finais


Obrigada por lerem, os últimos trechos de música também são de half moon. Espero que tenham gostado, contem para mim o que acharam :D bye❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...