História Angel - Capítulo 8


Escrita por: ~

Exibições 63
Palavras 1.505
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Esporte, Famí­lia, Ficção, Fluffy, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olar, olar!

Tentei não demorar com a att e espero que ela tenha ficado legal!

Vamos entender um pouco sobre outro casalzinho da fic e também...enfim, boa leitura!

Capítulo 8 - Relações mal resolvidas e novos sentimentos (?)


Fanfic / Fanfiction Angel - Capítulo 8 - Relações mal resolvidas e novos sentimentos (?)

Dave

A viagem para Liverpool correu bem e Mereyside continuava incrível como sempre!  

O Liverpool vinha de duas temporadas irregulares, após o título da Champions Feminina. Talvez muito pela ausência de Krista Radke em seu plantel, afinal, o Monstro de Brighton era extremamente decisivo para o time scouse.  

Tivemos um relacionamento intenso e mal resolvido nos EUA. O sexo era incrível, a cumplicidade também, mas...faltava algo.  

Krista gostava de outra, uma paixonite de adolescência. Resolveu seguir o caminho dela e ficou com a garota que tanto gostava, me jogando pra escanteio.  

Soube respeitar o desejo de Krista...mas sempre deixei claro que ainda nutria sentimentos fortes pela garota de Brighton, que me conquistara não apenas pelos seus cabelos longos, olhos verdes e defesas, mas também por suas atitudes como pessoa e por sua história de vida tão incrível...combinávamos que um dia eu iria escrever sua autobiografia, mas depois do fim do nosso relacionamento, não movi nenhuma letra a mais das quase 120 páginas já escritas.  

Reencontrei velhos conhecidos que estavam na cidade para a cobertura do jogo diante do Birmingham City, ao mesmo tempo que o Southampton enfrentaria o Leicester City que vinha sendo a grande sensação da temporada na Premier League.  

Lembrei-me do endereço antigo de Krista em Liverpool: era próximo a Anfield. Ela mal costumava ser vista fora de casa e provavelmente estava por lá. 

Tomei o primeiro trem até o local e cheguei com um único objetivo: revê-la e quem sabe, ter uma conversa séria com o Monstro de Brighton.  

Nesse meio tempo, meu pai me liga, com uma desagradável notícia.  

- Jemma quer deixar o Southampton.  

- Mas, por que? O que houve?  

- Não sei exatamente, mas ela veio se despedir de mim hoje e falou que voltaria a Londres.  

- Foi algo muito sério. Provavelmente a va... 

- Ela é sua irmã ainda.  

- A Jemma é muito mais minha irmã que a Debbie. Uma pessoa que perde o amor da vida dela em um acidente tão cruel como o que ela sofreu não merece estar sujeita as vontades de uma mimada idiota que nem lava o fundo das calcinhas! Estou farto da Debbie te irritando, pai!  

- O que quer que eu faça então?  

- Se o senhor não fizer nada, vou ter que tomar medidas drásticas. -disse, em tom ríspido com meu pai. 

- Dave, não aja por impulso! Você sabe que pode prejudicar mais pessoas se... 

- É isso que eu vou fazer. E ninguém vai me impedir! 

Ao ser anunciado pelo porteiro, noto que Krista tenta fugir de mim:  

- Sei que está aí, Kristina. Não me engana por nada!  

Logo ela abriu a porta.  

- Não vai me convidar pra entrar?  

Ela bate a porta na minha cara.  

Ranzinza, sexy e arrogante.  

- Está invadindo minha privacidade, Dave. Não sabia que um jornalista do seu nível havia se rebaixado a esse ponto.  

- A mídia inglesa continua do mesmo nível que há 5 anos atrás, quando comecei.  

- O que quer?  

- Conversar.  

- Não temos nada para conversar.  

- Temos.  

- Preciso descansar pro jogo de amanhã, não me enche!  

- Só preciso saber o por que de ter voltado.  

- Não te devo satisfações.  

- Foi por mim?  

Krista caiu em uma irônica gargalhada.  

- Quem vê pensa que eu ficaria me arrastando por homem! E logo você.  

- Raramente uma atleta que vem de uma temporada vitoriosa nos EUA pra uma liga de segundo nível como a inglesa.  

- Você disse bem: raramente.  

- Estou passando por muitos problemas.  

- Ótimo, eu também! -disse ela.  

- Você voltou por que ainda me ama.  

- Que ridículo, David! Para com essa perseguição, por que não volta com a ruivinha espanhola, a tal de VALENTINA DOMÍNGUEZ?   

- Ciúmes da Valen, é isso? Eu sabia...você se faz de difícil, mas sei que o sentimento é recíproco...eu te amo Krista, eu te... 

Krista me deu um tapa na cara. Com força.  

- Já deu. Vou dormir e por favor, SUMA DA MINHA VIDA! -respondeu ela, batendo a porta na minha cara, agora em definitivo.  

Por que tudo tinha que ser tão difícil para mim?  

Voltei ao hotel do outro lado da cidade, com uma marca de tapa forte no rosto.  

No celular...a foto com Krista, dos momentos bons que tivemos, que iriam permanecer vivos em minha mente por muito tempo.  

Precisava de um conselho que pudesse me ajudar a reconquistá-la. Era tudo o que mais queria naquele momento tão ruim que vinha passando. 

*** 

Jemma  

Aguardava o metrô que me levaria até Londres novamente.  

Menos de 5 meses aqui e já estava me despedindo.  

Definitivamente, eu não era bem vinda naquela cidade.  

O metrô fora anunciado e era a hora de... 

- JEMMA! -dizia a voz, conhecida, de muletas em meio aquela estação.  

Fraser era louco? O que ele estava fazendo ali e como sabia que eu... 

- Nunca se esqueça dos 3 tipos de pessoas que existem em sua vida: as que ajudam você nos momentos mais difíceis, as que esquecem de você nos momentos mais difíceis e as que colocam você em momentos ruins.  

- O que fiz de bom pra você até agora, goleiro?  

Haviam pessoas ao redor e muitas surpresas com o modo como ele havia me abordado.  

- Você me fez repensar que eu consigo me recuperar, isso basta pra mim.  

- Sou um impecílio na vida de muita gente.  

- Não na minha. Eu só te peço mais alguns meses...por favor!  

- Já tomei minha decisão. Me desculpe, sei que você é um... 

- Sou um ogro, mal educado que só quer voltar a fazer aquilo que mais gosta na vida...-disse o grandalhão, completamente derretido.  

Será que eu havia realmente agido corretamente?  

- Última chamada. Pode ir...-disse ele.  

Lembrei de Andrew, que falava sempre a seguinte frase: "A vida é curta, simples e objetiva. Não se deixe abater por problemas de quaisquer espécie e busque sempre fazer o bem a quem for."  

Deixei o trem ir rumo a capital inglesa.  

- Meu noivo faleceu em um acidente automobilístico há 2 anos atrás. Ele me ensinou muitas coisas boas, pois acima de namorados, éramos grandes amigos e uma lição que sempre tive foi: lute até o fim por seus objetivos. Tínhamos um futuro que fora destruído de forma cruel e não quero me sentir culpada por não lutar até o fim por sua carreira, Fraser. -disse abraçando-o.  

*** 

Fraser  

As últimas 6 semanas haviam sido intensas demais em relação a minha recuperação.  

A insistência valeu a pena e Jemma parecia estar mais motivada do que nunca e Minha relação com ela havia se transformado da água para o vinho.  

- Então quer dizer que o Geordie se atrasou hoje? São 8:30.  

- Você vai continuar tirando onda com o meu sotaque?  

- É engraçado, parece muito escocês.  

- Hexham fica no norte da Inglaterra, pertinho de Newcastle. Influência escocessa é gigantesca por lá, ou seja, por isso tenho um sotaque caipira.  

- Temos alguma novidade pra hoje, Dra?  

- Duas. Uma boa e uma ruim.  

- Qual seria a ruim?  

- Conversei com Ronald Koeman e com Dave Watson, seu preparador específico e percebi que ainda não há a possibilidade de um retorno aos treinos específicos. Por mais que você já tenha fortalecido a musculatura, ainda falta você voltar ao seu ritmo normal. Me entende?  

Arfei, desapontado.  

- E a boa?  

- A boa é que mesmo não havendo a possibilidade de treinos específicos, você já pode ser integrado ao elenco para trabalhar seu condicionamento físico. Uma corrida leve, sem exageros, aumentando o ritmo gradativamente.  

- Já é um ótimo passo!  

- Preciso de mais exames seus. Hoje você fará mais uma ressonância.  

- Ok, senhorita!  

- Sua evolução só me motiva a estudar e me aperfeiçoar mais para tratar esse tipo de lesão...justo agora que o Marcus... 

- Eu sinto muito. Vi o lance e foi... 

- Visitei-o esse final de semana e ele está se recuperando bem. Espero que assim como você, ele volte logo aos gramados.  

- A lesão dele foi no mesmo grau que o meu?  

- Não. Ele rompeu apenas parte dos ligamentos. No seu caso, como romperam-se todos, a situação e a recuperação se tornam mais complicadas, mas como falei, tem evoluido mais que o esperado.  

- Março, Abril, Maio, Junho, Julho, Agosto, Setembro, Outubro... 

- Tem esse mês para evoluir na recuperação se continuarmos com os exercícios diários. Minha meta é...te colocar para treinar especificamente em novembro, mas isso é segredo...não conte pra ninguém! -disse ela, sorrindo.  

Virgil estava certo, como bem disse ele há alguns dias atrás: eu estava me apaixonando por Jemma, mesmo sabendo que provavelmente ela ainda buscava repensar conceitos sobre o amor após o falecimento de seu noivo. Eu não iria insistir e nem deveria...mas seria impossível.  

A cada dia aprendia com Jemma. O anjo que havia sido colocado em minha vida e que cuidava não apenas da minha contusão, mas também estava preenchendo um importante espaço em meu coração.  


Notas Finais


COITADO DO DAVINHO! KRISTA POÇO DE RABUGÊNCIA!

Acho que alguém tá apaixonadinho ou nem?

Até a próxima! Mais tretas virão!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...