História Angel Eyes - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Big Bang, Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Big Bang, G. Dragon
Visualizações 11
Palavras 875
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


É um episódio piloto, ou seja, eu não sei se vou postar mais, tenho muita insegurança referente à isso.
Mesmo assim, espero que gostem! sz

Capítulo 1 - Piloto


Voltemos quatro anos atrás, quando conheci Ji-yong. 

Eram umas 9 da manhã e eu estava muito animada para fotografá-los, pois era uma grande fã do grupo Big Bang.

Foi quando ele entrou, Daesung. Daesung sempre foi meu ultimate, por ser engraçado e me fazer rir nos programas de variedade.

Meu coração quase pulou pela boca, Daesung estava na minha frente! Ele sorriu para mim e me comprimentou, fazendo o mesmo com os outros. Mesmo ele tendo ficado muito mais feliz em me ver. Aposto.

O resto do grupo fez o mesmo, e foram se preparar para tirar as fotos. G-Dragon foi o primeiro a terminar sua maquiagem e se trocar, e ficava dançando Breathe frente à câmera, aquilo me fez rir baixo, e o mesmo olhou para mim.

Foi nesse momento que meu coração bateu mais forte do que quando assistia aos doramas de Kim Woo Bin.

— Estamos prontos para tirar as fotos! — Gritou o manager do grupo, enquanto todos corriam para alguma parte do quarto pequeno. Fiz o mesmo, e preparei minha câmera.

Todos eram ótimos modelos. Toda pose que faziam ficava boa, todo olhar fazia meu coração bater forte. 

Foi meia hora e meia para fazer muitas fotos, nem precisava pedir-lhes para mudar k ângulo da cabeça ou que a pose estava atrapalhando outro membro.

— Ok, terminamos! — Gritei, e todos avançaram diretamente no grupo, pedindo autógrafos e fotos, mas eu tinha meu próprio plano.

Assim que estavam indo embora, levei-os até o estacionamento — o que me custou muitos favores as garotas —, e pedi-lhes um autógrafo e foto.

Eu era acostumada a fazer gracinhas enquanto tiro fotos, e isso ocasionou uma conversa de 10 minutos e muitas risadas.

Gastei toda a sorte de uma vida em um dia só.

Jin-yong tinha uma risada tão gostosa e ficava lindo sorrindo, meu coração bateu pela segunda vez.

Assim que o manager os pediu para entrar no carro, G-Dragon escreveu algo no pôster que já estava autografado e foi embora.

Era um número, seu número de telefone.

Pode apostar que eu dei um grito que ecoou pelo estacionamento todo, e assim começamos uma amizade.

Relembrar dessas coisas me faz sentir muito bem, é a única coisa além dos toques de G-Dragon que me fazem sentir euforia.

Agora eu estou cega, deitada na cama desde a hora que acordo até a hora de dormir, deprimente.

Despertar pra mim é como chegar ao inferno, como viver trancada em uma torre todos dias, sem vida, sem esperança.

Estar cega é um tipo de inferno?

Foi tudo tão difícil pra mim depois que fiquei cega, aprender a ler em braille foi um desafio que parecia não ter fim, todos estavam me tratando com carinho pela primeira vez, mas era só dó.

As únicas pessoas que me consolaram de verdade foram meu pai e Jin-yong.

Mas meu pai morreu. E eu nunca pude ver seu rosto novamente depois daquele dia em que brigamos.

Penso como tudo teria sido mais fácil se eu não tivesse sido tão descuidada e fosse ao oftalmologista antes de ficar 90% cega. Ou nem tivesse caído daquela bicicleta.

Ouço a porta do primeiro andar abrir.

— Min Ah? Eu cheguei! — Também ouço seus passos subindo a escada.

Meu coração começa a bater mais forte. É tão bom ter Jin-yong em casa, quando ele vem tão pouco.

Ele se senta na cama e acaricia meu rosto, dando me um beijo calmo.

— Eu trouxe carne, você estava querendo comer, não é?

— Sim!

Estendo o braço, queria tocar em seu rosto. Jin-yong se aproxima, e, ao tocar em suas bochechas, consigo sentir que o mesmo está sorrindo.

Tocar alguém é algo tão bobo. Um abraço, um beijo, juntar as mãos. Mas se tornou algo tão valioso para mim, sentir seu corpo, sua temperatura, seu toque.

O ouvi colocando a sacola com carne em cima da escrivaninha, e ele começou a me beijar.

Nós trocamos de posição, ou seja, eu fiquei por cima e ele, por baixo.

Eram umas 4 da tarde, e dava pra sentir o sol tocar a minha pele.

Imaginar essa cena é como assistir a um filme de romance.

Yong me puxou, juntando nossos corpos, e começou a me dar vários selinhos.

Toquei em seu rosto com as duas mãos, e ele estava sorrindo. Imaginar ele sorrindo é quase como respirar.

Aquele sorriso de moleque, com seus olhinhos fechados e sua risada baixa.

— Eu queria que você pudesse estar mais presente. — O abracei.

— Me desculpe. — Sussurrou.

Não era nada bom ter Jin-Yong é quase como o inferno de estar cega. Ele se tornou meu mundo.

— Me desculpe também... — Disse, com a voz fanha, quase chorando. — Por não ser possível de lhe dar o amor que você precisa.

Por ser cega.

Por ser fraca.

Por precisar de você aqui sempre.

Eu sei que você é ocupado, que está fazendo sucesso e... Que não pode estar sempre presente. Não se sinta mal.

Sabe quando você ama tanto, mais tanto alguém, que a dor dele importa mais que a sua? Eu me sinto assim. Eu quero que o G-Dragon cresça e todos os amem, mas... Aí o Jin-Yong não estaria mais presente?

Nós terminaríamos? 

Pode parecer estranho ficar uma ou duas semanas sozinha, tocando piano e relembrando o passado, para ele vir e ficar um dia.  

Nós temos nossos próprios problemas, não sou só eu que me sinto sozinha, que me sinto miserável. 

Me tornaria mais miserável ao culpá-lo por isso.




Notas Finais


E aí? Repetido demais, né? ㅠㅠ


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...