História Angel Hands - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Beyond The S scenes, Bts, Bulletproof Boys, Hoseok, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, K-pop, Namjoon, Rap Monster, Romance, Shoujo, Suga, Taehyung, Yoongi
Visualizações 39
Palavras 2.181
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Yayo~
Eu não tenho nada pra falar desse capítulo, então...
Boa leitura e espero que gostem <3

Capítulo 20 - "Bad" Days


— Sannezinha~ — Anny veio sentar-se ao meu lado na cama.

Olhei com os olhos cerrados para a morena, lhe lançando um olhar de quem estava sem paciência.

— Eu vou dar uma saidinha com alguns amigos... — “caminhou” com os dedos pelo colchão da cama.

Suspirei e assenti com a cabeça.

— Assim... Desculpe-me por não ficar com você... Eu sei que você vai fazer um drama por estar naqueeeeles dias, mas eu te trago chocolate! — Anny tentou me animar enquanto passava a mão em meus fios. — E remédio... Não tem aqui em casa, então você vai ter que lidar com a dor, sinto muito. — suspirou.

Olhei para a morena com um sorriso enorme qual deixava meus olhos apenas em duas linhas.

— Eu vou procurar algo que não seja ficar com dor e chorar por isso durante a tarde, não se preocupe. — dei um pequeno sorriso para a morena.

A morena negou com a cabeça e sorriu, logo saindo do quarto em seguida, me soltando um breve beijinho.

Por algum estranho motivo, meu kakaotalk estava parado, não havia ninguém para conversar.

Hoseok provavelmente estava em algum canto fazendo coisas fofas com Yoongi.

Taehyung estava provavelmente atazanando o Jungkook no dormitório.

E eu havia ficado próxima de Jimin nesses tempos, ele me acha uma irmã mais nova e às vezes falamos da Kay.

O tempo passava rapidamente enquanto eu ficava criando fantasias na minha cabeça e pensando em coisas aleatórias do dia a dia, eu gostava de fazer isso.

A campainha tocou e eu franzi o cenho, fazendo um biquinho de tristeza por não querer abrir a porta, independente de quem fosse.

Ouço o breve toque da campainha novamente e suspiro, fechando meus olhos e contando mentalmente até dez para espantar a preguiça.

— Já vou... — disse me levantando como um zumbi da cama.

Fui calmamente em direção á porta com uma cara péssima de preguiça e, contragosto, a abri. Esfreguei meus olhos antes de ver quem era.

— Surpresa~ — o moreno sorriu.

— O que... Você tá’ fazendo aqui? — disse com as sobrancelhas arqueadas.

— Eu só queria te fazer uma surpresa... — fez um biquinho triste.

— Me desculpe, Seokkie... — suspirei. — Pode entrar.

Dei espaço para o mais velho passar e fechei a porta logo em seguida.

— Então... O que nós vamos fazer? — disse ajeitando alguns fios bagunçados do meu cabelo.

— Eu vim com o intuito de ver filmes... — passou a mão pela nuca. — Ou se você quiser podemos assistir á algum drama, eu tenho um curto e ótimo na minha lista, assistimos em uma tarde inteira.

— Ah, pra mim tanto faz. — dei de ombros.

Dei á volta no pequeno corredor que separava a entrada da casa da sala e sentei-me no sofá.

Liguei a televisão e suspirei fundo com a demora de SeokJin para sentar-se ao meu lado.

— Não vai se sentar? — olhei para trás, onde o moreno se encontrava.

— Ah... — caminhou até onde eu estava e sentou-se ao meu lado.

Entreguei-lhe o controle para por no tal drama que o mais velho queria assistir e esperei alguns poucos segundos até a abertura começar.

— Spark, o nome? — perguntei olhando de relance para o garoto.

— Sim! É um drama onde eu sei que você não vai chorar. — tocou na ponta do meu nariz.

SeokJin me conhece muito bem, ao ponto de saber que eu sou sensível e choro com tudo. É isso que me encanta no moreno, a capacidade de decifrar todos os códigos de todo o meu corpo.

Passamos algum tempo focados no drama e falando sobre a cena em que o meteoro atinge os dois protagonistas.

— Isso só acontece em drama mesmo. — neguei com a cabeça e sorri.

— O que? — perguntou SeokJin, sem tirar os olhos do drama.

— Eles veem uma luz gigante indo em direção á eles e ficam gritando em vez de saírem correndo logo! — suspirei.

— Eu nem gritaria, eu só ficaria paralisado. — riu.

— Eu ia tropeçando, mas eu correria.

Continuamos assistindo o drama até chegar em algumas partes fofas, onde eu senti uma gota quente escorrer pela minha bochecha.

— É sério isso? — olhou incrédulo para mim. Limpei rapidamente a lágrima da minha pele.

— O-o que foi?

— Eu jurava que você não ia chorar com esse drama. — negou com a cabeça.

— Eu estou em um período muito sensível! — fiz um biquinho com os lábios.

Após alguns minutos, em um momento pequeno, senti uma dor imensa na região pélvica e dei um gemido de dor baixo, apertando meus olhos.

— O que foi? — perguntou SeokJin, preocupado. — Não me diga que está eletrizada.

Automaticamente senti meus olhos marejarem enquanto me contorcia de dor. Caí no colo do mais velho, que parecia muito desesperado.

— O-o que está acontecendo com você? — engoliu em seco, sem saber o que fazer.

Apontei para onde doía com dificuldade, já que estava com um terremoto interno no meu útero.

— Cólica? — perguntou assustado, assenti. — E-e o que eu posso fazer para te a-ajudar?

— R-remédio... — disse com certa dificuldade.

— Aqui tem? — neguei com a cabeça. — Eu vou comprar, aguente um pouco. — saiu apressado da casa.

A dor que eu sentia era tão grande que eu não consegui sequer impedi-lo antes de sair para gastar o seu dinheiro comigo.

Enquanto esperava o garoto chegar, me joguei no chão frio e deitei de barriga para baixo para amenizar a dor que estava sentindo. Era normal que eu fizesse isso, aliviava mais.

Em alguns minutos SeokJin entra apressado com uma sacolinha em mãos, me procurando.

— SANNE! — gritou ao me ver no chão. — VOCÊ MORREU? — disse me sacodindo.

— Não, calma! — respondi.

— Eu trouxe dois tipos de remédio, em comprimido e em gotas, qual você acha melhor? — disse retirando o conteúdo da sacola.

— Gotas.

O moreno imediatamente correu para a cozinha e pegou uma colher. Aproveitei o tempo que o garoto ia à cozinha e voltava para sentar-me no sofá e tentar aguentar aquela dor.

— Aqui, tome. — disse pingando algumas gotas na colher.

Agachou-se e levou a colher cheia do líquido esbranquiçado até perto dos meus lábios, onde os abri levemente e tomei do remédio.

Limpei alguns resquícios do líquido dos meus lábios passando a língua sobre os mesmos e olhei SeokJin, que continha uma expressão um pouco desconfortável e envergonhada.

Parei para pensar no que havia feito ali e desviei meu olhar do seu, tossindo para disfarçar.

— Então... Vamos continuar assistindo o drama?

— A-ah, sim. — balançou a cabeça e sentou ao meu lado.

A dor ia passando aos poucos e eu ia me divertindo ao assistir o drama, principalmente com SeokJin ali comigo. Aquilo se tornava muito mais divertido do que fazer aquilo sozinha.

Deitei de maneira em que apoiei minha cabeça em suas coxas e fiz um biquinho triste.

— Seokkie... — o chamei.

— Sim? — olhou para mim enquanto mexia nos meus fios.

— Eu quero chocolate... — olhe para o mais velho.

— Você quer que eu vá comprar pra você? — assenti com a cabeça. — Espere só um momento que eu já volto.

O moreno se preparou para levantar, mas eu o impedi.

— Eu te dou o dinheiro.

— Não, não precisa, eu mesmo vou comprar. Não se preocupe. — sorriu.

— Eu insisto. — fiz cara de cachorro abandonado.

SeokJin parou algum tempo para pensar, logo voltando com um sorrisinho nos lábios.

— E se eu mesmo fizer o chocolate? — sugeriu.

Me surpreendi com a sugestão do garoto, afinal, não sabia de que maneira SeokJin iria fazer aquilo.

— M-mas como você vai fazer o chocolate? — o olhei, surpresa.

— Da última vez que eu estive no Brasil, peguei uma receita local de chocolate, que não é em barras, mas é muito bom.

— E qual é o nome? — perguntei, curiosa.

— Brigadeiro. — disse fluentemente.

— Briga... Brigadeiru... Brideigaru... B-brigadeiro... — tentei pronunciar.

— Isso aí. — sorriu.

— E do que você vai precisar? — levantei-me.

— Leite, manteiga e achocolatado.

— Só isso? Puxa... Achei que era mais trabalhoso... — disse surpresa.

— Vai demorar mais ou menos uns vinte e cinco minutos, mas vai ficar bom, não se preocupe. — sorriu e se levantou, indo em direção á cozinha.

— O leite está na geladeira, o achocolatado no armário e a manteiga na bancada.

— Obrigado. — sorriu.

[...]

O tempo necessário se passou e finalmente escutei o fogão ser desligado, olhando para o garoto com os olhos brilhantes.

— Calma, ainda precisa esfriar. Ou você quer queimar a língua? — sorriu.

Fiz um biquinho triste com aquilo e bufei.

Esperamos alguns poucos minutos conversando sobre as turnês de SeokJin pelo mundo inteiro e me interessava cada vez mais em descobrir.

— Poxa... Deve ser incrível... — olhei para o teto, fantasiando.

— Eu não tenho tempo geralmente de sair por aí durante as turnês... Mas saio assim que posso, o que é bem raro. — sorriu fraco.

— Viajar por aí deve ser demais... Conhecer novos lugares... É uma experiência de vida simplesmente única.

O garoto veio sentar-se ao meu lado com a panela em mãos.

Sorri de orelha á orelha com a aproximação do garoto com o objeto em mãos e me levantei rapidamente para dar espaço para SeokJin.

— Se algum dia você for nossa massagista profissional você vai poder ter essas experiências. — sorriu.

— O-o que? V-você diz... Sério? — pisquei os olhos diversas vezes, incrédula.

— Há algumas possibilidades... Bom... É impossível não ter esperanças nisso, afinal, eu quero isso. — sorriu.

Corei com sua resposta e peguei uma colher do doce, levando o objeto até a minha boca.

O gosto era incrivelmente doce e muito bom, era a melhor coisa feita em casa que eu já havia comido na minha vida.

— É... Maravilhoso! — sorri para SeokJin.

— Agradeça aos brasileiros pela ótima invenção. — sorriu.

Continuamos assistindo ao dorama, até que SeokJin me chamou.

— Yah... Sanne-ah...

— Hm?

— Você... Faria isso por mim? — olhou para mim.

— Isso o que? — joguei a cabeça para o lado, confusa.

— Isso que a Ha Neul faz pelo Ga on...

Corei imediatamente com a pergunta do garoto e parei alguns segundos em choque.

— Claro! Por que a pergunta? — sorri.

— Nada... É só... Pra saber mesmo.

Continuamos assistindo o drama normalmente, o que durou a tarde inteira.

Antes que eu percebesse já estava com a cabeça apoiada no ombro de SeokJin enquanto o garoto fazia carinho em meu cabelo.

Acabei deixando uma lágrima escapar com o seu final e logo tirei minha cabeça do ombro do moreno, sorrindo com o final.

— Um dia eu quero ter um romance igual ao dos dramas. — brinquei.

— É melhor eu ir, já é quase noite.

— Ah, sim. — suspirei.

Levei o garoto até a porta e o abracei.

— Seokkie... Obrigada... Por tudo... Você me salvou de uma tarde de puro tédio, de uma dor horrível e de um desejo que certamente duraria até a Anny chegar. — sorri. SeokJin continuava com seus braços em volta da minha cintura.

— Ah, isso é o mínimo que eu posso fazer por você. — piscou.

Dei um sorrisinho de leve para o garoto e me esforcei para lhe dar um beijinho na bochecha.

No meio da ação, a porta se abre.

— Sanne de quem é esse carro aqui na... — olhou para nós. — Oh...

— B-boa tarde... Anny... — disse SeokJin, tirando seus braços da minha cintura.

— Desculpem~ Eu cheguei em uma má hora... — sorriu, nervosa.

— Não... É... SeokJin já estava indo embora... Só estávamos nos despedindo... — passei a mão na nuca.

— É... Sim... — sorriu. — Bom... É melhor eu ir. — acenou para mim e para Anny brevemente e foi embora.

Anny fechou a porta e olhou para mim com a boca em formato de um perfeito “O”.

— Eu não acredito que você já tá’ dando uns beijos no Jin! Assim, tão rápido! — disse com um sorriso imenso no rosto.

— Opa opa, já pode ir tirando esse sorrisinho da cara, viu? Eu só ia dar um beijo na bochecha dele! — neguei com a cabeça.

— Aham! E ele estava com a mão na sua cintura! — cruzou os braços.

— A gente tinha acabado de se abraçar! — insisti.

— Chega! Para mim vocês já estão aprovados. Mesmo eu tendo ‘shippado errado o tempo inteiro. — bufou.

A morena seguiu para o quarto, neguei com a cabeça e a segui.

— Mas então, o que vocês fizeram a tarde toda, hein? — fez uma cara maliciosa.

— GAROTA! A gente assistiu drama! Só isso! Pervertida!

— Eu não mencionei nada! Isso é coisa da sua cabeça. — deu de ombros.

Bufei e me joguei na cama, pensando naquilo que SeokJin havia me perguntado mais cedo.

Suspirei pensando em cada momento e cada coisa que o garoto havia feito aquela tarde por mim.

SeokJin é realmente muito cavalheiro e cuida muito de mim. Eu quero que isso se torne algo, mas tenho medo que se torne maior do que eu espere e afete... Jungkook...

Ah, Jungkook... O que eu vou fazer em relação á ele? Eu queria não ter deixado isso tomar um rumo diferente...

Eu só... Gosto dele como um irmão e... Ver que ele gosta mesmo de mim é algo muito difícil de lidar, principalmente agora que SeokJin entrou novamente na minha vida, tudo vai ficar muito mais trabalhoso...

Eu realmente espero não machucar Jungkook com isso, o que é bastante inevitável. Eu não quero passar por uma garota sem coração que não aproveita de quem está ao seu lado, porque eu sei que quem realmente vai me levar á frente e quem está verdadeiramente ao meu lado pela vida inteira, é SeokJin.


Notas Finais


Espero que tenham gostado, yaaay~
Até o próximo capítulo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...