História Angel of Darkness - Imagine Kim Taehyung - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Taehyung
Exibições 218
Palavras 4.565
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oii pessoas, por favor não me matem. Sei que demorei quase três semanas pra postar, vou explicar nas notas finais é muito importante então por favor leiam, por causa da demora fiz um capitulo beeem longo. Então espero que gostem e boa leitura <3

Capítulo 18 - Ele é meu.


Assim que chegamos na cantina eu e Kimi nos direcionamos para o bar e então pedimos nossa comida, ficamos conversando enquanto a cozinheira fazia nossa janta assim que ela terminou pagamos nossa comida e então saímos da cantina em direção ao nosso dormitório. Estávamos rindo de nossas brincadeiras e coisas idiotas que fazíamos quando éramos crianças até que eu avisto Naomi saindo do dormitório masculino, fechei a cara instantaneamente assim que a vi.

Comecei a me lembrar do que ela havia feito para Tae hoje mais cedo e então senti meu sangue começar a ferver, eu disse que ela iria pagar bem caro por ter tocado em Tae mais uma vez e ela iria pagar agora. Kimi percebeu que eu estava encarando alguém e então seguiu meu olhar, pude perceber ela fechar a cara também, Naomi não percebeu que estávamos chegando perto dela então assim que estávamos a uma distância razoável da mesma entreguei a sacola que carregava para Kimi e suspirei profundamente indo em direção a Naomi. A mesma estava mexendo em seu celular então não percebeu eu me aproximar, parei em sua frente e tirei o celular de suas mãos fazendo com que a mesma me olhasse. 

- Devolve meu celular garota. - Naomi cruzou os braços e me olhou fixamente. 

- Não antes de acertar as contas com você.

Ouvi algumas vozes e então olhei para direção de Kimi e vi que ela conversava com Tae, ouvi o mesmo perguntar para ela se ele deveria interferir na minha conversa com Naomi então Kimi respondeu que não era para ele fazer isso porque Naomi merecia o que eu iria fazer. Assim que os dois perceberam meu olhar sobre eles eu voltei a olhar para Naomi.

- Que contas você tem para acertar comigo ? - Naomi arqueou uma sobrancelha e descruzou os braços se aproximando de mim. 

- Primeiro. - Olhei para seu celular e para ela, então joguei o mesmo no chão e pisei em cima.- Você não vai mandar mensagens para suas amiguinhas vadias falando sobre o quão bonito e gostoso o Tae é. Segundo você não deveria ter tocado nele de novo. E terceiro a única que pode tocar ou marcar ele, sou eu. 

- Você quebrou meu celular sua vadia ! - Naomi avançou na minha direção para dar um tapa em meu rosto mas antes que a mesma conseguisse eu segurei seu pulso. - Me solta ! Ou as coisas vão ficar ruins para você. 

- A única vadia aqui é você e eu não vou te soltar enquanto eu não fizer você pagar pelo que fez hoje mais cedo a Tae. 

Antes que Naomi pudesse falar alguma coisa eu soltei seu pulso e dei um tapa em seu rosto deixando uma marca vermelha de minha mão em sua bochecha, Naomi veio em minha direção e revidou meu tapa fazendo com que nós duas começássemos uma briga no meio do caminho para os dormitórios, como já estava de noite era bem difícil passar algum aluno por ali já que a essa hora os mesmos devem estar jantando em seus quartos. Naomi tentou me dar outro tapa mas consegui desviar e então dei um soco em seu rosto fazendo com que a garota ficasse desnorteada e caísse no chão, assim que vi Naomi caída fui para cima dela e comecei a dar vários tapas e alguns socos em seu rosto fazendo com que aparecesse leves cortes nos locais onde eu batia no mesmo. Meu cabelo estava solto então era uma ótima oportunidade para Naomi me tirar de cima dela e começar a me bater, e foi isso que ela fez, puxou meu cabelo com força e me jogou ao lado dela logo subido em cima de mim desferindo alguns tapas.

Naomi não tinha tanta força assim para bater em alguém então era fácil se defender dela mas a garota tinha força o suficiente para me arranhar e cortar um pouco minhas bochechas, mais uma vez dei um soco em seu rosto e tentei tirar ela de cima de mim mas a mesma começou a me enforcar então a única maneira de me defender era arranhar seu rosto e foi o que eu fiz, assim que arranhei seu rosto a mesma me soltou para limpar o sangue que escorria dos arranhões e dos cortes então eu a empurrei e novamente comecei a bater nela, ela tentava se defender tentando bater em meu rosto mas a única coisa que ela conseguia fazer era arranhar mas para meu azar Naomi conseguiu acertar dois socos em minha boca fazendo com que ela sangrasse. Com um último soco que eu dei em seu rosto a mesma reagiu arranhando meu braço fazendo com que escorresse um pouco de sangue do mesmo, o rosto de Naomi estava com alguns arranhões e cortes e sangrava bastante por conta dos mesmos. Antes que a garota pudesse fazer algo eu prendi seus braços acima de sua cabeça e a ameacei antes de nos levantarmos.

- Acho melhor você não chegar perto do Tae ou toca-lo de novo, ou as consequências serão piores. - A encarei por alguns segundos e então cuspi o sangue de minha boca em seu rosto e me levantei. 

Antes que Naomi pudesse levantar chutei sua barriga com certa força fazendo a garota tossir e derramar algumas lágrimas.

- Isso é para você aprender a não mexer comigo ou com Tae sua vadia. - Limpei o sangue que escorria de meu rosto e sai de perto dela. 

- Isso não vai ficar assim ____, você vai pagar bem caro pelo que fez comigo sua putinha. - Naomi se levantou e começou a limpar seu rosto que estava com bastante sangue misturado com lágrimas.

- Se você contar isso para alguém e eu descobrir, a próxima surra que eu vou te dar vai ser bem pior. Entendeu ? - Me aproximei dela e a olhei séria. 

- Entendi. - Naomi virou e começou a caminhar em direção ao dormitório feminino. 

Fiquei a observando por alguns segundos até me virar para Kimi e Tae que me olhavam assustados pelo que acabara de acontecer. Escorria mais sangue de meu rosto e de meu braço então eu limpei os locais dos machucados e fui em direção a eles, a briga parecia ter durado quase dez minutos mas na verdade durou uns três ou quatro, se tivesse durado mais que isso provavelmente Naomi estaria em pior estado e eu também. 

- Você está bem ? Seu rosto está sangrando bastante e seu braço também.- Tae se aproximou de mim e colocou algumas mechas de meu cabelo para trás limpando um pouco de meu sangue em minha bochecha, o garoto tinha uma expressão preocupa em seu rosto que o deixava mais lindo ainda e fofo.

- Eu estou bem Tae, não se preocupe. - Sorri e baguncei seus cabelos fazendo-o sorrir junto. 

- Você não acha que pegou um pouco pesado com Naomi ? - Kimi se aproximou de mim e cruzou os braços sobre o peito e me olhou seria. 

- Não, ainda acho que eu deveria ter batido mais nela. - Cruzei os braços ficando séria.

- Isso tudo foi por causa do Tae ? - Kimi sorriu maliciosamente e arqueou uma sobrancelha. 

- Sim, ela tem que aprender a não chegar perto do que é meu. - Limpei  o sangue que escorria de minha boca e voltei a cruzar os braços ficando séria novamente. Percebi Tae me olhar e sorrir de canto por causa de minha fala.

- Do que é seu ? - Tae abriu seu famoso sorriso quadrado arqueando uma sobrancelha e cruzando os braços. - Eu sou seu ?

- Sim, não gosto que ela chegue perto dos meus amigos. - Sorri o provocando e então pude ouvir Kimi rir baixo por causa da expressão de Tae, assim que ele ouviu minha fala seu sorriso sumiu.

- Por que você não vai fazer um curativo nos seus machucados ? Eles não param de sangrar e isso está me incomodando. - Kimi pegou as sacolas que ela havia colocado no chão e começou a andar em direção ao dormitório feminino.

- Ei, onde você vai ? 

- Vou para o nosso quarto. - Continuou andando para o dormitório sem me olhar.

- Me espere, eu tenho que ir com você. Você precisa me ajudar com os curativos Kimi ! - Gritei enquanto andava até ela. 

- Eu não vou te ajudar não, eu vou comer minha janta. Peça ajuda para o Tae. 

Ela se virou com um sorriso malicioso no rosto e piscou para mim antes de voltar a andar para o dormitório. Soltei uma risada nasalada ao sussurrar que Kimi era uma idiota e então me virei para Tae que estava sorrindo enquanto me olhava. 

- Tae, me ajuda a fazer os curativos ? - Perguntei um tanto baixo graças à minha vergonha por ter que pedir para Tae me ajudar com os curativos, já que quem sempre me ajudava era Kimi quando eu me machucava.

- Claro pequena, vem. - Tae sorriu e esticou sua mão para que eu a pegasse e assim eu fiz.

- Para onde vamos ? - O olhei confusa já que estávamos indo em direção ao dormitório masculino.

- Para o meu quarto. 

- Mas Tae, eu não posso entrar no dormitório masculino. Você é louco ? Se me pegarem lá eu estou ferrada. 

- Não se preocupe ninguém vai ver você entrar. Lembra quando a monitora foi no meu dormitório e você teve que sair pela janela ? 

- Lembro. - Tae me olhou e sorriu perverso. - Tae eu não vou entrar pela janela. 

- Tudo bem então, entre pela porta e deixe que os outros garotos vejam você e contém para o reitor, ou faça os curativos sozinha. - Abriu mais seu sorriso e piscou para mim.

- Ta tudo bem, eu entro pela janela. - Revirei os olhos e soltei sua mão para cruzar os braços emburrada. 

- Certo, vá até a minha janela que eu vou abrir para você. 

Paramos em frente ao portão do dormitório masculino e então eu assenti me dirigindo até o caminho de sua janela. Assim que passei por algumas árvores cheguei na mesma e esperei Tae abri-la, não demorou muito até o mesmo abrir e eu entrar em seu quarto.

- Sente-se, vou pegar a caixa de primeiros socorros. 

Sentei em sua cama e observei o garoto entrar no banheiro, durante alguns minutos fiquei analisando seu quarto. Era super organizado, havia alguns livros em sua estante e logo embaixo da mesma havia a mesa onde ficava seu notebook, suas câmeras e alguns post it para anotações e ao lado de sua cama havia um criado mudo onde ficava seu celular e despertador, atrás dos mesmos havia um porta retrato.

Peguei o mesmo e fiquei observando, na foto era Tae sorrindo com uma menininha em seu colo que também sorria e ao lado deles havia um casal e ao fundo havia uma casa de campo que por sinal era muito bonita. 

- São meus tios e minha prima. - Tae disse fazendo com que eu desse um pequeno pulo por causa do susto que o mesmo me dera aparecendo de repente ao meu lado. - E lá atrás é a casa de campo dos meus tios.

- É muito bonita Tae, e sua tia e prima são muito bonitas também. - Sorri para ele e coloquei o retrato no lugar. 

- Eram, elas... Estão mortas. - Tae desviou seu olhar para o chão e suspirou pesadamente.

- Aí Tae sinto muito eu me esqueci, desculpe. - Passei a mão em seus cabelos percebendo que eu havia falado merda, fazendo o garoto me olhar. 

- Tudo bem. - Sorriu e então virou de frente para mim. - Bem, vamos fazer seus curativos ? 

- Vamos. 

Me virei de frente para Tae que abria a pequena caixa de primeiro socorros e tirava de lá uma gaze e um remédio em spray, Tae pegou meu braço e começou a limpar o ferimento, ardia um pouco mas a ardência era suportável assim que o garoto terminou de limpar o ferimento em meu braço ele colocou uma pequena gaze com remédio e prendeu a mesma com um pequeno esparadrapo e logo passou a limpar os poucos ferimentos que haviam em meu rosto. 

- Bem, não tem tantos cortes em seu rosto então eu acho que não será preciso por curativo. - Tae começou a guardar as coisas na caixa novamente. - Pronto senhorita, já está com os curativos feitos. 

- Obrigado TaeTae. - Sorri e o abracei logo após me levantando. - Bem, eu vou indo. Já está tarde. 

- Espera, fica mais um pouco. Ainda são 21:00, não está tão tarde assim. - Tae se levantou e segurou minhas mãos. 

- Tae...

- Por favor, fica mais um pouco. - O garoto se aproximou mais de mim e fez biquinho.

- Certo, certo. Eu fico, mas só um pouco está bem ? - Tae assentiu e sorriu sentando em sua cama e fazendo sinal para que eu sentasse também, e assim eu fiz. 

- Você brigou com Naomi só por minha causa ? - Tae me olhou sorrindo de canto. 

- Sim. 

- Por quê ? Só por que ela deixou um chupão no meu pescoço e tentou me beijar ? - Tae virou-se de frente para mim e apoiou sua mão na cama. 

- Sim, primeiro que ela nem tem que chegar perto de você e você dela. – Virei -me de frente para ele cruzando as pernas em forma de borboleta e cruzei os braços emburrada. 

- Você fica linda com ciúmes sabia ? - Tae riu e depositou um beijo em minha bochecha. - Não se preocupe, eu não vou chegar perto dela. Eu sou só seu. - Piscou para mim e mordeu o lábio inferior. 

- Idiota. - Ri e dei um leve soco em seu ombro fazendo o mesmo rir. 

- Você que disse, você também disse que era a única que podia me tocar ou me marcar. - Tae se aproximou de mim novamente e depositou um beijo em minha mandíbula fazendo-me arrepiar. - Ou eu estou errado ? 

- Não, não está. Só eu posso te marcar, tocar ou beijar. - Mordi o lábio inferior e então peguei em seu maxilar e selei nossos lábios. 

- Gostei de saber disso. - Tae abriu seu sorriso quadrado e logo mordeu o lábio inferior.

- Por quê ? - Arqueei um sobrancelha e o olhei confusa.

- Porque se só você pode fazer isso em mim então significa que só eu posso fazer isso em você também. 

Tae se aproximou de mim colocando uma mão em minha coxa e a outra em minha nuca logo me beijando. Mais uma vez seu beijo era doce e calmo, era reconfortante e o sabor de baunilha de seu beijo era viciante, seu beijo me fez esquecer toda a raiva que eu tinha de Naomi naquele momento, Tae pediu passagem para a língua e então eu cedi aprofundando o beijo. Nossas línguas travavam uma batalha em nossas bocas que logo foi interrompida pela falta de ar então vagarosamente Tae foi me deitando em sua cama enquanto depositava selares em meu pescoço, assim que minhas costas encontraram o colchão de sua cama o garoto subiu em cima de mim e voltou a me beijar, podia sentir as mãos de Tae explorarem meu corpo mas logo elas pararam em minha cintura e coxa as apertando e me fazendo soltar um gemido baixo.

Tae logo voltou seus beijos para meu pescoço enquanto apertava minha coxa com uma mão e a outra ia para baixo de minha blusa para apertar minha cintura me fazendo arfar e arrepiar enquanto acariciava os cabelos de Tae, logo senti o garoto sugar a pele de meu pescoço deixando uma marca ali e fazer o mesmo em minha clavícula e em outros lugares de meu pescoço. Assim que terminou seu trabalho no mesmo Tae voltou a me beijar e então eu logo inverti nossas posições ficando por cima dele e sugando a pele de seu pescoço e deixando algumas marcas no mesmo enquanto ouvia alguns gemidos de Tae soltados involuntariamente e sentia suas mãos apertando minha cintura com força, logo voltei a beija-lo e pude sentir Tae começar a erguer minha blusa. Quando Tae estava quase tirando-a meu celular começou a tocar mas não atendi e voltei a beijar o garoto fazendo com que ele voltasse a tirar minha blusa mas parou assim que ouviu meu celular tocar de novo, parei de beija-lo ouvindo um resmungo de desaprovação e então sai de cima dele e peguei meu celular que ainda tocava. 

- Mas que droga. - Tae reclamou sentando-se em sua cama e passando as mãos nos cabelos frustrado me fazendo rir baixo e atender o celular. 

- O que foi Kimi ? - Perguntei com certa raiva e frieza. 

- Então fala menina. - Bufei.

- Não sei Kimi, vou voltar daqui a alguns minutos sei lá. Por que ? 

- Deixa minha comida esfriar capeta, depois eu esquento. E fala logo o que você tem que falar comigo. - Me levantei e comecei a caminhar de um lado para o outro no quarto de Tae. 

- Por que tem que ser pessoalmente ? 

- Tá, tá Kimi. Já to indo desgraça. - Desliguei a chamada e guardei o celular no bolso. 

Assim que guardei meu celular olhei para Tae que estava sentado na ponta de sua cama com uma expressão emburrada, me aproximei do garoto e segurei seu rosto com minhas mãos fazendo com que ele me olhasse. 

- Ei, por que está com essa cara ? - Acariciei suas bochechas.

- Porque sempre tem uma interrupção. - Cruzou os braços e fechou a cara mais ainda. 

- Tae, não precisa ficar emburrado por causa disso. Teremos muitos dias pela frente juntos e quem sabe um dia ninguém nos interrompa. - Pisquei e acariciei suas bochechas uma última vez logo retirando minhas mãos de seu rosto.

- É, pode ser. - Virou o rosto para o lado ainda emburrado, só que dessa vez fazendo bico. Ri baixo por causa de sua expressão e baguncei seus cabelos.

- Preciso ir TaeTae, antes que Kimi enlouqueça. 

- Não, fica mais um pouco. 

- Tae eu não... - Fui interrompida pelo garoto que me puxou pela cintura fazendo com que eu sentasse em seu colo. 

- Por favor. - Pediu roçando seus lábios nos meus. 

- Não posso, já está tarde e daqui a pouco Kimi vai me ligar de novo. - Fechei os olhos tentando controlar minha respiração que já estava ficando descompassada. 

- Mas eu queria terminar o que começamos. - Apertou minha cintura fortemente a forçando para baixo fazendo com que eu sentisse seu volume, então começou a beijar meu pescoço. 

- Outro... Dia Tae. - Minha respiração estava ofegante e a cada vez que ele sugava minha pele eu me arrepiava e soltava gemidos baixos. Esse garoto ainda vai me enlouquecer. - Tae por favor, preciso ir. - Tae mordeu meu pescoço levemente e então me olhou. 

- Tudo bem, mas eu vou cobrar. - Sussurrou em meu ouvido. 

- Certo, pode cobrar. Mas agora eu preciso ir. 

- Tudo bem. 

Antes que eu saísse de seu colo o garoto segurou minha cintura para que eu não levantasse e então me beijou logo separando nosso beijo puxando meu lábio e sorrindo me fazendo sorrir junto. Me levantei de seu colo então Tae me levou até a janela de seu quarto onde parei em frente para abraçá-lo. 

- Obrigado por cuidar dos meus machucados. - Separei nosso abraço e beijei sua bochecha.

- Não precisa agradecer. Sempre vou cuidar de você pequena. - Colocou uma mecha de meu cabelo atrás da orelha e me beijou mais uma vez. - Eu amo você. 

- Eu amo você. - Colei nossas testas e então dei um beijo em seu nariz fazendo-o sorrir.- Até mais Tae. 

- Até pequena. 

Sorri para Tae e então sai de seu quarto rumo as árvores, caminhei alguns minutos até estar longe do portão do dormitório masculino e então fui em direção ao caminho que dava para o meu dormitório, enquanto caminhava lentamente até o mesmo eu respondia a mensagem de Kimi perguntando se eu já estava voltando. Assim que enviei a mensagem guardei o celular em meu bolso e voltei a olhar para frente, faltava pouco para mim chegar no meu dormitório então não me preocupei em andar rápido, até que enquanto eu olhava para as árvores que ligavam os dormitórios um ao outro eu vejo uma sombra perto de uma árvore que logo desaparece, pensei que poderia ser algum aluno mas eu estava errada, a sombra começou a me seguir pelas árvores foi então que eu percebi que os vultos haviam voltado e que naquele momento esse vulto estava me seguindo. 

Ele me passava uma sensação ruim, quanto mais eu andava rápido mais ele saia das árvores e vinha para o caminho que eu estava, comecei a me desesperar e correr sem olhar para trás, eu estava tão desesperada que corri o mais rápido que eu pude chegando em segundos no portão de meu dormitório e logo entrando no local. Lágrimas de desespero e medo escorriam por meu rosto, como já estava tarde toda as garotas já estavam em seus quartos então não me preocupei em secar as lágrimas, eu só queria chegar em meu quarto. Não demorou muito para que eu chegasse no mesmo, assim que entrei em meu quarto fechei a porta e me encostei na mesma chorando desesperadamente fazendo com que Kimi me olhasse confusa e viesse em minha direção, eu não conseguia dizer nada então apenas a abracei e desabei mais ainda em seu ombro. 

- Ei ____, o que aconteceu ? O que o Tae fez dessa vez ? - Acariciou meus cabelos para me acalmar.

- O T-tae não f-fez nada. - Disse soluçando e a abraçando mais forte. 

- Então o que aconteceu ? - Kimi desfez nosso abraço e me olhou. 

- Os v-vultos Kimi, e-eles voltaram. 

- Certo, se acalme e me conte essa história direito. - Disse enquanto se sentava em sua cama e fazia sinal para que eu sentasse também. 

Sequei minhas lágrimas e assim que me acalmei contei para Kimi que me ouvia atentamente tudo que aconteceu quando eu estava voltando para o dormitório. O que eu mais temia era que os vultos voltassem, e advinha só ? Eles voltaram, para me infernizar e acabar com a minha vida como antigamente quando eu sempre tentava um suicídio diferente graças a eles. Agora esses desgraçados voltaram para terminar o que começaram e é esse o meu medo, não quero ficar sozinha e tentar algo contra minha vida, não quero sair de perto da Kimi ou de Tae com medo de que esses vultos façam algo contra mim. Eu... Eu só não quero ficar sozinha como antigamente e fazer alguma burrada.

- Por favor Kimi, não me deixe sozinha. - A abracei e voltei a chorar. - Não quero ficar sozinha de novo, eu tenho medo Kimi. Tenho medo de que esses vultos façam algo contra mim ou... Ou que eu faça algo contra mim mesma por causa deles.

- Ei você não vai ficar sozinha, eu estou aqui pequena cereja. - Kimi desfez nosso abraço e me olhou novamente. Ela não me chamava assim desde que éramos crianças, Kimi me chamava assim porque eu sempre gostei de flores de cerejeira. - Ei ____ olhe para mim, você não vai e não está sozinha. Você tem eu e Tae, além de ter o Hoseok que é seu outro melhor amigo e os outros meninos. Você não está sozinha entendeu ? 

- Uhum. - Funguei e sequei minhas lágrimas. 

- Ótimo, agora vá tomar um banho e jantar, está bem ? - Kimi acariciou meus cabelos enquanto levantava e eu assenti. - Certo, enquanto você toma banho eu vou esquentar sua comida. 

Me levantei e fui em direção ao guarda-roupa para pegar uma roupa íntima e meu pijama, Kimi foi até sua mesa e pegou minha comida então foi em direção ao microondas do quarto para esquentar a mesma. Assim que Kimi saiu de perto do microondas eu entrei no banheiro e tomei um banho quente para que eu me acalmasse, quando terminei meu banho sai do banheiro e Kimi já havia esquentado minha comida e posto em um pequeno prato para mim, a agradeci e então sentei-me junto a ela e comecei a comer. Quando terminei minha janta lembrei que Kimi havia me ligado porque precisava falar comigo.

- Kimi, o que você queria falar comigo ? - Me levantei e fui lavar o prato.

- Bem, sobre isso... Jimin esteve aqui. 

- E ? - Fui em direção ao banheiro para escovar os dentes. 

- Bem, ele perguntou sobre o trabalho mas era só um pretexto pra ele vir aqui. E bem, nós estávamos sozinhos... - Me engasguei com a pasta de dente pensando no que eles estavam fazendo enquanto eu não estava aqui. 

- Mas vocês não fizeram nada né ? - Sai do banheiro e deitei em minha cama. 

- Não. A garota nova japonesa a Ayami bateu na porta me pedindo a matéria de hoje de manhã. - Deitou-se em sua cama.

- Ainda bem.

Kimi riu e então trocamos de assunto e começamos a conversar sobre coisas aleatórias até Kimi pegar no sono e me deixar falando sozinha. Como eu não estava com sono peguei meu celular e comecei a mexer em algumas redes sociais. Eu estava mexendo em meu celular quando recebo uma mensagem de Hoseok dizendo que precisava de minha ajuda em uma coisa, respondi-o dizendo que ele poderia me contar amanhã de manhã na aula e então ele me agradeceu e me desejou uma boa noite. Quando estava quase dormindo recebo uma mensagem de Tae. 

Alien: Hey pequena, gostei de ter cuidado dos seus machucados. Você poderia se machucar mais vezes pra mim cuidar de você assim como eu cuidei hoje né ?      22:40

Hahaha como você é engraçado Tae. E muito obrigada por desejar que eu me machuque.       22:43

Alien: Não é que eu esteja desejando que você se machuque, só estou desejando que eu possa cuidar de você como eu cuidei hoje no meu quarto.    22:45

Aaah seu idiota kkkkk     22:47

Alien: Você não gostou ? Eu cuidei direitinho de você, e... Você de mim.      22:48

Aish Tae seu pervertido.   22:49

Mas assim, talvez eu tenha gostado.   22:49

Alien: Talvez ???        22:50

Tá, eu gostei.    22:52

Alien: Sabia, você não resiste a mim. Eu também gostei, espero cuidar de você mais vezes.     22:54

Idiota.     22:55

Bom Tae, eu vou dormir. Estou cansada e não estou muito bem.      22:55

Alien: Certo eu também vou. O que aconteceu ? Quer que eu vá aí ? Você está bem ?    22:56

Hey calma, estou sim. Amanhã te conto, boa noite <3    22:57

Alien: Ok, boa noite. Te amo <3      22:58

Te amo <3    22:58

Bloquei meu celular o colocando no criado mudo e me virei de lado para dormir.

Não sei se deveria contar para Tae sobre os vultos, talvez ele não acredite em mim. Mas talvez seja uma boa ideia.


Notas Finais


Então, eu tenho demorado pra postar porque estou meio enrolada com o colégio e não tenho muito tempo pra escrever, mas como agora termina o segundo trimestre eu terei mais tempo para escrever.
Quero pedir mil desculpas por demorar quase três semanas (ou três semanas, não lembro a última vez que postei capítulo :s) para postar, vou explicar o por que disso também.
Quando eu termino um capítulo eu já começo a fazer o próximo na minha mente então começo a escrever no celular, só que eu não escrevo tudo em um dia porque eu só tenho a noite pra escrever e o horário que eu escrevo é bem tarde pra quem estuda de manhã, então eu escrevo os capítulos por partes por causa do horário e por muitas vezes não gostar, eu já tenho a história inteirinha na minha mente e já tenho todos os capítulos também só que muitas vezes modifico a história e tenho que acabar modificando os capítulos futuros, mas por ter toda ela em mente eu planejava não demorar muito pra escrever e postar, só que o problema é que eu sou muito exigente então a história do capítulo tem que ficar boa e se não ficar eu excluo tudo e começo de novo. Resumindo é isso, eu demoro uma semana ou quase duas para escrever um capítulo porque eu quero que fique legal e bom para vocês e quero que vocês gostem dele. Enfim, espero que entendam os meus motivos e provavelmente o próximo sai daqui duas semanas por esses motivos.
Espero que tenham gostado do desse capítulo e da treta entre a ____ e a Naomi. Comentem o que acharam e até o próximo capítulo, beijooos de luz <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...