História Angelic Love - SF9 - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sensational Feeling 9 (SF9)
Tags Hwitae, Hwiyoung, Sensational Feeling 9, Sf9, Taeyang
Visualizações 69
Palavras 1.161
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Mistério, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Annyeong ~~ Tenham uma boa leitura meus docinhos de leite s2

Capítulo 5 - Novas Amizades


 "Às vezes um simples olhar é capaz de expressar uma infinidade de sentimentos..."

XXX

Foi então que desviei o olhar do novo conhecido e vi que os dois olhavam para mim esperando uma resposta.
 
Acho que meus hyung’s iram se preocupar caso eu chegue muito tarde... 

 —Ah, vamos lá Kyun, não seja tão careta!  —
Chanhee falou revirando os olhos  Você é jovem, precisa se divertir um pouco, eles sabem disso...
 —Não precisa ir se não quiser, mas acho que seria legal se você viesse conosco...   
—Agora foi a vez de Yoo Taeyang  falar . Com um sorriso e um olhar que me fez acreditar que seria errado dizer não ao convite.

 —Bom, eu acho que posso ir   —falei não tão convicto se esse seria o certo á se fazer — Porém, não posso demorar muito.
 —Entendido Kyunderela!  
—Chanhee falou e logo se pós de pé — antes da meia-noite você estará em casa  —Ele falou por fim, antes de começar a andar.

 —Não ligue, é o jeitinho dele   —Taeyang  falou sorrindo.

Apenas concordei e comecei a andar ao lado do garoto, não sabia se estava certo sair assim com pessoas que mal conheço, ainda mais durante a noite,  porém,  não consegui dizer não a ele. É estranho, mas eu senti como se precisasse segui-lo.  

 —Chanhee anda e esquece-se de nós   —Ele falou me fazendo acordar de meus pensamentos —

 —Ele me disse que não gosta de estar com pessoas   —falei  com a voz um pouco distante ao observar Chanhee a nossa frente.

 —E então,  você perguntou “por que?”  e ele te disse que odeia perguntas, certo?  —Sugeriu o garoto dando uma leve risada em seguida.

 —Sim —respondi olhando fixamente para frente — Isso me deixou curioso...

 —Chanhee é um pouco diferente, Ele tem o seu próprio mundo bem aqui   
—Ele tocou em minha cabeça — não é que ele não goste das pessoas. Ele gosta, porém, ele também gosta de pensar e às vezes as pessoas mais atrapalham do que ajudam  —explicou — entende? Não é porque ele fica sozinho que ele tem algum problema, como muitos acham.

 —Ouvindo assim, faz sentido e soa menos estranho   
—dou um sorriso para ele —

 —Ele se torna uma pessoa legal depois que você o conheci. 

Não andamos muito e logo encontramos Chanhee em um lado mais afastado da praça com mais dois garotos, um deles estava tentando abraça-lo e ele o empurrava enquanto o outro apenas ria e observava.

 —Yah! Deixa-me em paz Dawon!   —ele falava em voz alta tentando se livrar do abraço.

 —Chanhee, eu estou com saudades  —ele falou com uma voz esquisita e conseguiu dar um beijo na bochecha de Chanhee que automaticamente o empurrou para longe limpando o local arrancando risos dos garotos —

 —Aigoo*, mal se encontraram e já estão se amando!   —Taeyang falou rindo quando nos aproximamos — Não sei como conseguem viver tanto tempo longe um do outro...

 —Da próxima vez eu vou amarrar ele em uma das árvores   
—Chanhee falou com uma expressão irritada no rosto.

Eu estava apenas observando os garotos interagindo entre si até que o mesmo garoto que abraçou Chanhee chegou ao meu lado colocando o braço ao redor de meus ombros e fazendo uma pergunta que me assustou mais que sua ação.

 —Quem é o anjinho aqui? —Ele perguntou olhando para mim.

Anjinho? Como ele sabe disso? Senti o corpo esfriar e não consegui falar absolutamente nada.

 —Yah! Larga o garoto, olha só a cara dele  —Taeyang retirou-o de perto de mim.

 —Mianhae*   —ele falou sorrindo — Eu sou Sanghyuk, mais sou conhecido por meus amados fãs   —Ele apontou para os outros que estavam presentes — por Dawon.

 —E-eu sou Youngkyun  
—falei baixo sem olha para ele e então lembrei que Inseong tinha me dado um “nome” em especial — mas pode me chamar de Hwiyoung.

 —Hwiyoung?!  
—Ouvi Chanhee falar — Por que não disse isso antes?!

 —O que? Está com ciúmes porque seu amigo me disse o apelido dele e não disse antes para você?
–Dawon falou com um tom de deboche.

 —Olha, Dawon você não me provoca!  —Chanhee falou e jogou uma pedrinha em Dawon.

 —Parem com isso antes que eu amarre os dois  —O outro garoto finalmente falou, sua voz era grave e impactante.

 —Eu sou Zuho, Baek Zuho  —ele se apresentou e logo voltou a sua atenção para o pequeno aparelho que segurava.
 —Vêm, senta aqui com a gente  —Taeyang me chamou e foi sentar em um banco junto dos outros.

Após algum tempo de conversa, de Dawon e Chanhee discutindo e usando algumas palavras que eu não sei ao certo o que significa, como “que garoto irritante da porra” - essa ultima palavra eu nunca ouvi- e de me fazerem provar uma bebida estranha que eles juravam ser maravilhosa, percebi que eles não são tão diferentes assim e mesmo não fazendo parte do mesmo mundo que eles, não entendendo algumas conversas, eu me senti parte.  

 —Eu acho que devo ir agora   —falei me levantando

 —Mas já?  —Dawon perguntou com uma expressão confusa — Ainda é cedo...

 —Ele é como a Cinderela, não pode chegar antes da meia-noite  
—Chanhee falou sem olhar para nós já que estava deitado no banco com o casaco do Zuho no rosto.

 —Resumindo, ele não anda vadiando por ai  —Zuho falou dando uma leve risada em seguida.

Não estava entendendo nada do que eles estavam falando até que Taeyang se ofereceu para me acompanhar.

 —Você é novo por aqui, não deve andar sozinho a essa hora   —Ele se levantou do banco — eu te acompanho.

 —Kyunderella tem direito até a príncipe?   
—Chanhee falou fazendo os outros darem risada.

 —Cala a boca Chanhee!   —Taeyang falou e puxou o cabelo de Chanhee quando passou por ele .

 —Yah!   —ele apenas falou e levou a mão até a cabeça.

 —Espero poder ver vocês em breve   —falei e deu um sorriso acenando para eles.

 —Aigoo*,  olha o jeito dele, ele parece um anjo  —Dawon falou com uma voz  engraçada o que arrancou risada dos outros mais uma vez e logo em seguida nos afastamos.

Caminhava olhando para o chão e Taeyang andava ao meu lado em silencio, eu estava desligado de tudo ao meu redor, mesmo  com os outros rindo e não tocando no assunto, não me saia da cabeça a palavra “anjo”. 
Como ele sabia disso? Eu fiz algo que veio demonstrar? E se descobriu? Ele não deveria saber...
 Taeyang estava falando alguma coisa que eu não entendi muito bem o que era então, tive que interromper meus pensamentos para ouvi-lo. Porém, antes que pudesse realmente prestar atenção, apenas o ouvi dizer “Cuidado com a árvore” e senti seus braços me puxando, me fazendo colidir contra o seu corpo.
Quando olhei para ele senti novamente aquela sensação estranha, não sei explicar, eu queria me afastar, mas não conseguia, era como se estivesse no lugar onde sempre deveria estar.
Ele estava tão próximo a mim, pude ver cada detalhe do seu rosto, seu olhar estava fixo nos meus e então, me senti mais uma vez, totalmente preso a esse olhar. 

XXX


Notas Finais


Perdoem pela demora e não desistam de mim ㅠ.ㅠ
Gostaram? espero que sim! vejo vocês o mais breve possível ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...