História Angels 2, Werewolves Against Vampires. - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Angels, Bruxo, Fada, Guerra, Lobisomem, Luta, Magica, Original, Romance, Sobrenatural, Vampiro
Exibições 2
Palavras 1.925
Terminada Não
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


No capítulo anterios, May, Léo e Travel derrotaram o Djinn e libertaram o Quetzalcóatl. Em seguida partiram para Niger, mas foram cercados por lobisomens.

Capítulo 16 - Hunted


May engole em seco, ela olha ao redor e vê todos aqueles homens transformados em lobisomens, em seguida ela olha para David e Léo que dormem na carroceria do caminhão.

Mulher: Sente esse cheiro?

Lobisomem: Claro, é notável que há um bruxo e um vampiro dentro do caminhão. O que tem a dizer fada?

May: Cuidado.

Lobisomem: Cuidado?

May se teletransporta para o banco do motorista, ela liga o caminhão a acelera, os lobisomens que estavam na frente pulam para os lados. O caminhão bate em uma barraca de frutas, Léo acorda assustado e percebe que o caminhão está muito acelerado e descontrolado. Léo se senta e olha para David, sua pele queimava por conta do sol, Léo esticas as mãos pegando uma lona e cobre David com ela. Léo olha ao redor e não vê May, o caminhão quase capota em uma curva.

Léo: Quem está dirigindo o caminhão desse jeito? E onde está May?

Léo olha por uma pequena janela que tem na boleia do caminhão, ele vê que May que está dirigindo. 

Léo: Temos sérios problemas.

Léo percebe que Travel acordou, ele ainda está em forma de lobisomem. Léo olha para trás e vê vários lobisomens seguindo eles.

Léo: Se May não matar a gente dirigindo, eles nos matam.

Um lobisomem pula na carroceria, Travel se joga nele fazendo ele cair.

Léo: Rápido e eficiente, gosto assim.

May freia o caminhão repentinamente para não bater em um armazém. Léo cai ao lado de David e Travel cai pra fora do caminhão. Os lobisomens pulam em cima da carroceria, Frederic acorda e May se teletransporta para perto dele.

May: Não pode nos matar.

Lobisomem: E por que não?

Travel pula de volta para o caminhão, assim que ele encosta em May ela teletransporta todos. Eles vão parar em um estacionamento fechado com várias motos triciclos. May tira a lona de cima de David, ele já tinha acordado.

May: David, você não está mais chamuscada! Já está melhor, só precisa de novas roupas.

May levanta a camisa queimada de David e vê que ele ainda tem o machucado, no braço dele a mesma coisa.

David: Ainda não sumiram.

May: Está se curando aos poucos, em breve tudo ficará bem.

Travel sai do estacionamento.

David: Pra onde ele foi?

May: Não sei.

May se levanta e Léo fica ao lado dela.

Léo: Estamos sendo caçados por que motivo mesmo?

May: Por conta da guerra, os lobisomens de Níger não permitem nenhum bruxo ou vampiro em suas terras.

Léo: Como iremos fugir? Alguma ideia Scooby?

Léo olha para Frederic que rosna com raiva. Travel entra no estacionamento em forma humana, usava alguma roupas locais. Ele joga algumas roupas em cima de Frederic.

Travel: Vista-se.

Frederic vai para trás de um caminhão quebrado com as roupas em suas costas peludas. May ajuda David a se levantar, Travel sorri maliciosamente.

Léo: Por que você está sorrindo?

Léo olha para May e David, que está se apoiando nela em pé.

Léo: Por que ele está sorrindo?

Frederic sai de trás do caminhão em forma humana e com roupas.

Travel (sorrindo): Quem sabe dirigir moto triciclo?

Dez dos lobisomens corriam para o estacionamento sentindo o cheiro dos cinco. Eles chegam no local e param olhando a grande porta.

Lobisomem: Eles estão aí, senti bem o cheiro de todos por enquanto que os ameaçava. Agora se preparem!

Eles correm para abrirem a grande porta e entrarem, mas quatro motos triciclos atravessam a porta, destruindo-a. Na primeira moto está Travel, na segunda Frederic, na terceira Léo e na quarta David e May.

Lobisomem: Não deixem que eles saiam da cidade!

Os lobisomens correm atrás das motos, alguns deles já estavam bem próximos.

Léo: Como isso é possível?

Travel: Lobisomens experientes conseguem atingir velocidades incríveis.

May dirigia a moto e David segurava nela.

David: Não quer que eu dirija?

May: Está muito ferido, apenas segure firme em mim.

David: Mas você nunca dirigiu uma moto.

May: Essa é com três rodas, fica mais fácil. Além disso, Léo também nunca dirigiu e está indo muito bem. Por que eu também não conseguiria?

May e David olham para moto de Léo, que está um pouco mais a frente que a deles. Léo bate e derruba alguns barris e David encara May.  

May: Talvez ele não esteja tão bem assim, mas independente disso não pararei de dirigir.

Eles continuam dirigindo para o sul da cidade, porém um grande depósito bloqueia o caminho que seguiam. Travel segue para o leste, Frederic para o oeste, Léo para o leste e por último David e May para o oeste.

May: Foi uma péssima ideia nos separarmos.

Os lobisomens começam a correr pelo telhado, Frederic entra em uma rua que leva para o sul novamente, David e May iam fazer o mesmo mas um lobisomem pula na frente da moto. May derrapa a moto para evitar bater na fera e vai para o oeste.

Travel e Léo seguiam para o sul, um lobisomem se joga na moto de Travel, mas ele mantem o equilíbrio e acelera. Outro lobisomem pula na moto de Léo, que se joga da moto e cai no chão. Léo olha para o lado e vê o lobisomem e a moto se chocando na parede.

Travel: Léo!

Léo vê três lobisomens atrás dele, o bruxo corre desesperado. Travel dá a volta, passa ao lado de Léo, que pula na moto e derrapa voltando a seguir para o sul.

As quatro mostos se encontram em um único caminho que seguia para o fim da cidade na direção sul. May sorri por estarem perto de fugir, porém vê um paredão de lobisomens na saída da cidade.

May: Temos que voltar!

As três motos dão a volta, eles percebem que estão cercados, os lobisomens estão por toda parte em volta deles, no chão e nos tetos das casas.

Léo: É assim que acaba?

Frederic desce da moto.

Frederic: Não sem luta.

Frederic se transforma em leão e solta um rugido feroz. David, Léo, May e Travel descem da moto também. David segura em May por ainda não ter tanta força para se equilibrar. Um dos lobisomens solta um som raivoso mostrando seus enormes e afiados dentes.

Lobisomem: Você também é lobisomem, não é?

O lobisomem usa uma de suas grandes garras para apontar para Travel.

Travel: Sim.

Lobisomem: Se junte a nós e ficará vivo, aproveite pois não sou tão bom assim.

Travel: Eu quero que você morra junto que essa sua arrogância.

O lobisomem ri e depois faz sinal com a cabeça para todos avançarem. Todos os lobisomens correm para cima deles, May os teletransporta e param no centro da cidade, lá outros lobisomens avançam.

Léo: Estão em todo canto!

Cerca de quinze lobisomens correm para cima deles, Léo usa o Rey em um, depois usa Blink e Plunk, fazendo as mãos e pés dos lobisomens paralisarem.

May: Ótimo Léo. Agora David suba no Frederic.

Frederic e David olham para May inconformados com a ideia.

May: Não temos tempo, façam isso logo!

May ajuda David a subir em Frederic, que ruge um pouco raivoso.

Travel: Vamos sair daqui antes que outros cheguem.

Léo: Além disso a paralisia é temporária.

Duas mulheres saem de trás de uma casa e param na frente deles.

May: Frederic tire o David daqui, Léo acompanhe eles.

Léo concorda balançando a cabeça e depois segue Frederic que corria rapidamente para o norte. Travel olha para May.

Travel: Vá logo May, deixe comigo.

May: Elas são duas e você é apenas um.

Travel: São apenas mulheres.

May fica irritada com o comentário de Travel, as garotas riem e se transformam em lobisomens, uma de pelo preto e a outra de pelo marrom. Travel também se transforma e corre até elas. A lobisomem de pelo preto se abaixa desviando da patada de Travel, a outra morde o braço dele. Travel arranha o rosto da que mordeu seu braço, mas a outra enfia as garras na barriga dele. Travel solta um uivo de raiva e se agarra com a marrom, os dois se golpeavam agressivamente. A preta ia atacar Travel também, May joga uma pedra no rosto dela.

May: O que acha de mulher contra mulher?

A lobisomem preta avança, ela tenta arranhar May, mas ela se abaixa. Ela tenta morder o braço de May, mas a fada pula para o lado e em seguida nas costas da lobisomem.

May: Pode até ser mais forte, mas deve ser mais rápida e inteligente se quiser me vencer.

A lobisomem se balança, May é lançada ao chão e a fera ia enfiar as garras no rosto dela, porém ela enrola para o lado e se levanta. A lobisomem pula em cima de May, prendendo ela. Ela vai arranhá-la, mas May segura a mão dela e torce seu braço, fazendo a lobisomem uivar de dor. Porém, a lobisomem não sai de cima de May e todos os outros lobisomens de antes chegam, alguns pegam Travel, outros cercam May.

Lobisomem: Vocês são bem rebeldes, não é?

May havia percebido que todos aqueles lobisomens estavam de roupa, é como se a roupa esticasse quando eles se transformasse, assim não rasga.

O líder dos lobisomens, ele volta para forma humana e sua roupa encolhe. Ele vai até May, que está sendo segurada pela lobisomem que lutava com ela, mas agora a lobisomem está em forma humana.

Líder: Acabou para vocês, fim da linha. Prendam eles!

May e Travel levam um golpe na cabeça, os dois desmaiam e são arrastados pelos lobisomens.

Já a noite, May acorda, ela vê que ela, Travel, David, Frederic e Léo estão presos por correntes, há uma grande fogueira na frente deles. Os homens estão com calça ou bermuda, mas sem camisa. As mulheres estão de top e saia ou calça.

O líder dos lobisomens vai até May, ele aperta o rosto dela com a mão direita e a olha nos olhos.

Líder: Consegue se teletransportar agora?

Os lobisomens gritam e batem alguns tambores. O Líder solta o rosto de May e se vira para eles rindo.

Líder: Todos sabem que os lobisomens africanos são mais animados que os asiáticos.

Léo: São mais assassinos e antipáticos também.

O líder se vira para Léo.

Líder: O que disse?

Léo: Que nunca me senti tão feliz.

Léo sorri sem graça.

Líder: Quem jogaremos na fogueira primeiro?

Começam a bater os tambores novamente, alguns pulam e outros gritam.

Líder: O vampiro já está machucado, não sofrerá muito e morrerá logo. Comecemos pelo traidor de nossa raça, o lobisomem.

O líder enfia as garras no pescoço de Travel.

Líder: Prazer, sou o grande Zaci. Será divertido matá-lo.

Duas mulheres crescem as garras se cortam as correntes, dois homens seguram Travel pelos braços e Zaci carrega ele o puxando com as unhas cravadas em seu pescoço.

Zaci: Diga adeus ao mundo.

???: Parem!

Uma mulher corre até Zaci. Ela tem pele escura, cabelos negros, lisos e curtos, boca rosada, olhos castanhos escuro, com cerca de um metro e sessenta, magra e aparenta ter entre dezoito e vinte anos.

Ela cochicha algo no ouvido do líder e ele parece ter se assustado com o assunto.

Zaci: Soltem-nos!

Os dois homens obedecem sem entender o porquê. Eles soltam Travel, depois os outros quatro. David cai no chão ao ser solto, May e Léo levantam ele.

David: Por que nos soltou?

Zaci: Kênia, leve eles para fora da cidade.

A jovem assente com a cabeça.

Zaci: Vamos matilha!

Zaci e os outros lobisomens correm sem responder a pergunta de David, Kênia sorri para eles.

Kênia: Estão prontos?

 

 

 

Continua...


Notas Finais


No próximo capítulo, eles descobrirão quem é Kênia e terá um novo integrante para equipe.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...