História Angels - Capítulo 5


Escrita por: ~ e ~barbixinha

Postado
Categorias Ariana Grande, Justin Bieber
Personagens Ariana Grande, Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Ariana Grande, Justin Bieber
Exibições 67
Palavras 1.575
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi oi oi

Capítulo 5 - What?


Fanfic / Fanfiction Angels - Capítulo 5 - What?

Justin

Voltei pra casa estressado,por que eu não posso curtir o momento ou simplesmente não estragar tudo com a Ariana?

Eu tinha outros planos para ela,mas ela me fez mudar de caminho,muito rápido e isso não podia acontecer. Eu não sei como agir perto dela e a todo momento eu tenho que dizer que vou estragar tudo e vou a magoar e realmente vou,não quero,mas tenho certeza que vou. Ela é doce de mais pra entender que as vezes fazemos as coisas por vingança. Eu espero que ela tenha a capacidade de me perdoar um dia.

Ariana

Algumas horas depois,Loren chegou sorrindo igual a uma criança,ela se jogou do meu lado na cama e ficou me encarando.

-- O que foi? Viu um passarinho rosa?-- Negou.

-- Se esse passarinho se chamar Chaz,sim,eu vi.-- Ri.

-- Se pegaram?

-- Com certeza.

-- Foi bom?

-- Foi ótimo.-- Sorri.

-- Que bom. Chaz é uma pessoa maravilhosa,diferente de você,mas acho que fariam uma boa combinação.-- Sorri e ela se fingiu de ofendida.

-- Tomar no cu. Mas enfim, mesmo se nós não combinarmos,nossas bocas fazem uma ótima combinação.-- Sorriu maliciosa e eu revirei os olhos.

-- Não acredito que disse isso.-- Fiz careta.

-- Eu disse sim. Está a fim de sair hoje?-- Dei de ombros.

-- Podemos ir para a balada ou se quiser ficar,tanto faz ,quero te aproveitar o máximo.-- Sorri empolgada.

-- Em relação a isso...Posso aumentar meus dias aqui.-- Dei um tapa em seu braço.

-- Safada,só por causa do Chaz.-- Riu negando.

-- Por causa de você também, palhaça. Eu sinto sua falta.-- A abracei.

-- Como não sentir,né?-- Revirou os olhos.

-- Vou fingir que não ouvi.-- Ri.-- Já podemos nos arrumar,não acha?-- Assenti.-- Vou tomar banho e aí nos arrumamos juntas.

-- Vai lá,leitoa.-- Ela me deu o dedo do meio e saiu. Fui ao banheiro,me despindo e tomando um banho. Molhei os cabelos e saí encontrando Loren lá.

-- Já avisei ao Chaz,que vai avisar o pessoal.-- Assenti.

-- Vou pegar muita gente hoje.

-- Que isso garota,tá achando o que? Vou falar com o Justin.

-- Foda-se o Justin,Lorenna.-- Riu.

-- Já te falei sobre esse nome.-- Apesar de ser um nome lindo,ela odeia.

Escolhemos os vestidos,fizemos a maquiagem,calçamos os saltos, e eu fui secar meu cabelo. Após meia hora já estávamos prontas, lindas e poderosas.

Os meninos iriam encontrar a gente lá,então fui direto com Loren. Chegamos lá,e como sempre estava lotada.

-- Wow.-- Lô disse sorrindo.

-- É dos meninos.-- Disse me referindo a boate e ela me olhou surpresa.

-- Pois é querida.-- Saímos do carro e cruzamos os braços. Entramos naquela imensa boate,fui direto para a área vip,é óbvio que os donos da boate ficam na área vip. Subimos as escadas com aqueles saltos imensos,chegamos e senti Loren apertando meu braço.

-- S-scott?-- Falou baixo,apenas para eu escutar. Puta merda. Tinha esquecido do detalhe de que Loren estava "conhecendo melhor" o Scott,mas a safada já chegou pegando o Chaz. Coitado do meu maninho,tá com esperanças.

-- Meu Deus.

-- Sabe,bateu uma vontade de ir embora.-- Ela disse meio nervosa e eu ri fraco.

-- Para com isso mulher,você é corajosa.-- Ela respirou fundo e saiu andando me puxando junto. Chegamos na mesa e todos nos encaravam,Justin encarava apenas a mim,Chaz sorria para Loren enquanto Scott a observava surpreso e feliz ao mesmo tempo,já os outros meninos nos encaravam normalmente e Roselyn nos encarava com um pouco de...raiva? Cumprimentei todos e chamei Roselyn para ir ao bar comigo,já que Loren estava com Chaz. Descemos e ela continuava me encarando séria,enquanto eu estava tranquilíssima,afinal,me estressar pra que? Chegamos no bar e sentamos nos banquinhos que haviam ali,pedi uma bebida e ela fez o mesmo.

-- Por que está com essa cara de bunda?-- Ela me encarou.

-- Quem é ela?

-- Loren...?

-- E por que ela está aqui?

-- Bom,porque ela é minha amiga,e eu decidi trazê-la pra cá?--Perguntei como se fosse óbvio.

-- Já arrumou outra Ariana? Enquanto estivemos longe não arrumei nenhuma outra amiga.

-- Não arrumou porque não quis,não te privei de nada.-- Dei de ombros.-- E nem vem com essa de ciuminho bobo,parece uma adolescente.-- Ela riu sarcástica.

-- Você me troca e eu...

-- Eu não te troquei...Foda-se também.-- Peguei o copo virando tudo de uma vez. É incrível parece que as pessoas tem um lema "Não posso ver Ariana calma,tenho que irritá-la." Saí do banco e voltei para a área vip,deixando Roselyn lá com cara de tacho. Me sentei entre Luke e Scott que encarava Loren com uma cara de bunda. Justin estava com uma mulher no colo dele,que quando me viu,soltou um sorrisinho cínico.

Vadia.

Logo Roselyn voltou e se sentou ao lado de Luke,puxando o mesmo para mais perto.

Palhaçada.

Já estava cansada daquele ambientezinho,saí dali desparada e desci as escadas correndo,podendo tomar um tombo,mas essa não era uma das minhas preocupações. Cheguei no bar e o garçom me encarou soltando um risinho.

-- Quer o que Ariana?-- Arregalei os olhos.

-- Como sabe meu nome?

-- Sei de tudo aqui...Vai querer o que?

-- Sei lá,me arruma qualquer coisa aí.-- Ele assentiu e um pouco depois trouxe uma bebida coloridinha. Tomei tudo, era maravilhoso e logo uma sensação de agito tomou conta de mim. Me levantei e fui para a pista de dança,até porque não vim pra balada pra ficar sentada afogando as mágoas.

Dancei sensualmente,não estava mais tomando conta de meu corpo e muito menos de minhas atitudes. Tenho que parar de beber e fazer as coisas sem pensar. Senti algo roçando em minha bunda e me virei dando de cara com um homem lindo,sem pensar duas vezes,ataquei os lábios do cara que segurou em minha cintura enquanto eu arranhava sua nuca.

Eu realmente sou uma vadia.

Após um tempo fiquei sem ar,e me soltei do cara. Ele deu um risinho de lado e eu apenas saí andando. Fui ao banheiro fazer xixi,e retocar meu batom. Na saída senti alguém segurando meu braço,e obviamente,tinha que ser o amado.

-- O que quer?-- Perguntei encarando Justin com raiva.

-- Por que estava beijando aquele cara?-- Perguntou travando o maxilar.

-- Não te devo satisfações,estava com aquela loira porque?

-- Por que eu quis.

-- Considere sua resposta como a minha.-- Sorri cínica soltando meu braço com brutalidade.-- E vê se não enche,me deixa em paz.

-- Fala sério,não age assim...-- Disse baixo.

-- Assim como? Porra Justin,para de me confundir. Você fala que nós somos errados por que vou me magoar,mas fica revoltado quando eu beijo alguém,qual é a tua?

-- A Annahis não é uma ameaça, aquele cara é!

-- UMA AMEAÇA? AI CARALHO.-- Ri.-- É TÃO DIFÍCIL ENTENDER?

-- ENTENDER O QUE?

-- QUE VOCÊ...Que você me magoa mais me evitando do que fazendo qualquer outra coisa?-- Abaixei a cabeça.-- Por que tem que ser assim?-- Disse com lágrimas nos olhos. Eu bêbada realmente fico uó. Ele se aproximou de mim,me abraçando forte,não sei por qual motivo comecei a chorar igual louca,eu estava agarrada na blusa dele e não queria parar de chorar mais.

-- Me desculpa,me desculpa...-- Assenti.-- Por que tá chorando tanto?

-- Eu não sei... Me leva embora?

-- É claro que sim,só vou falar com o pessoal. Vai indo para o carro.-- Ele saiu e eu voltei para o banheiro para secar meu rosto. Fui em direção a saída da boate,andando até o carro de Justin que não estava muito longe. Logo ele apareceu com suas chaves e carteira, destravando a porta. Entrei no carro e ele fez o mesmo,encostei minha cabeça na janela enquanto permanecíamos em silêncio. Percebi que ele não estava fazendo o caminho para minha casa,mas estava cansada de mais para falar qualquer coisa. Fechei os olhos mas na real estava cansada,não com sono,porém permaneci de olhos fechados,um tempo depois acabei dormindo.

Passou-se um tempo e senti Justin abrindo a porta do carro.

-- Não precisa.-- Disse após notar que o mesmo iria me pegar no colo.-- Onde estamos?

-- Minha casa.

-- Você mora longe assim?

-- Outra casa.

-- Ah.-- Ele saiu andando e eu fui logo atrás dele,Justin abriu a porta e acendeu as luzes dando a vista de uma maravilhosa sala de estar. Apesar de estar encantada com a cena,não conseguia sorrir. Ele me guiou até uma escada e me levou em um quarto,me entregou um blusão e uma cueca dele. Fui até um banheiro me despindo e entrando no chuveiro,molhando até meu cabelo. Deixei a água escorrer pelo meu corpo,e fiquei um tempo ali,refletindo dos meus problemas. Depois de umas meia hora,resolvi sair,me sequei,vesti o blusão e a cueca e desci as escadas encontrando Justin jogado no sofá dormido com duas garrafas de vodka vazias. Ele bebeu tudo isso agora?

Seus cabelos molhados entregavam que ele já havia tomado banho,ou seja,um trabalho a menos. Acordei ele e apoiei seus braços em meus ombros.

-- Ana,eu tenho que te contar uma coisa.-- Disse baixo, sonolento e bêbado.

-- Amanhã Justin,amanhã.

Levei ele até o quarto e o deitei na cama. Não queria dormir com ele,mas o mesmo me puxou fazendo com que eu deitasse ao seu lado. Me virei de costas e o mesmo abraçou minha cintura. Meus olhos fecharam,eu estava quase dormindo quando ele fala.

-- Não tem aqueles...Aqueles caras,que te machucaram no outro dia...? Eles trabalham pra mim,fui eu que mandei eles fazerem aquilo.-- Meus olhos se arregalaram.

-- O que?



Notas Finais


Beijos 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...