História Angel's and Nephilin's - Capítulo 8


Escrita por: ~ e ~beaferx

Postado
Categorias Monsta X
Personagens Hyung Won, I'M, Joo Heon, Ki Hyun, Min Hyuk, Show Nu, Won Ho
Tags 2won, Hyungwon, Jooheon, Kihyun, Minhyuk, Monsta X, Shownu, Wonho
Visualizações 150
Palavras 1.866
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Fantasia, Lemon, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá pessoas do meu Cori.
Mais um capítulos pra vocês
Boa leitura ❤

Capítulo 8 - O Plano


Fanfic / Fanfiction Angel's and Nephilin's - Capítulo 8 - O Plano

Wonho~
 

Depois de terminar de limpar os machucados de Chae, o mesmo desperta de seu desmaio e solta gemidos de dor. Dou um analgésico pra ele e ele me encara a todo momento. Enfim eu resolvo perguntar o que aconteceu e quem eram as pessoas que bateram nele.

- Wonnie ?

- Sim.

- Quem foi que fez isso?

Chae suspira e me conta tudo, inclusive a parte na qual os anjos falam pra ele ficar longe de mim. Percebo que cada memória daquilo dói nele, sem me aguentar eu o abraço e me prendo em seu cheiro que me traz paz.

- Me desculpe.

Fala Wonho, realmente sentindo muito por ter trazido tantos problemas para a pessoa que mais amava. Chae levanta o queixo do anjo e sorri falando.

- Não tem porque se desculpar.

Falando isso Chae o puxa para um beijo, de repente Chae para o beijo e algo passa por sua cabeça. O deixando claramente incomodado. Wonho  ao perceber isso, pergunta:

- Wonnie, o que foi?

-Eu ia perguntar algo, mas pensando bem... esquece .

- Agora fale.

Chae suspira e tomando coragem fala.

- Você amava ela?

Wonho é pego de surpresa.

- Esquece.

Chae fala em seguida. Wonho suspira e responde.

- Sim, eu amava ela, mas depois que eu descobri como ela era, eu simplesmente perdi o amor.

- Você ainda gosta dela?

- Não, meu deus não! Eu realmente só tenho olhos para uma pessoa no momento. Sabe Chae, eu nunca senti tanto amor como sinto por você.

Chae cora violentamente. Wonho o encara com curiosidade e pergunta :

- E você, Wonnie, já amou alguém?

Chae desvia o olhar de Wonho e encara a porta da varanda, observando o céu.

- Wonnie?

Chae suspira e ainda evitando olhar para Wonho, responde.

- Sim...

- Quem?

Chae morde o lábio com um pouco de receio, mas depois de alguns segundos fala quase em um sussurro.

- Mark.

- Mark??

Wonho realmente parece surpreso.

- É... a gente ficava ,ele dizia que me amava... mas ele queria focar no treino.

- E você ainda sente algo por ele.

- Não! Quer dizer... até poucos dias atrás a gente ainda ficava, mas nada do que eu sinto por ele pode chegar perto do amor que tenho por você.

Wonho não consegue esconder um resquício de ciúmes, fazendo Chae rir e perguntar.

- Está com ciúmes, Wonho?

- Hum... talvez.

Chae puxa Wonho pela nuca e o beija.

- Você  sabe que eu te amo.

Wonho sorri e fala.

- Assim como eu também amo você.

Os dois deitam na cama e fica abraçados por um longo tempo até Chae pegar no sono, Wonho o encarava, observando cada detalhe de seu amado. Ele, porém, se levanta ao ouvir algumas risadas no andar de baixo. Desce até lá, silenciosamente para não atrapalhar quem quer que estivesse ali. Entra na cozinha e se depara com Minhyuk sentado na bancada da cozinha e Shownu entre suas pernas, o beijando no pescoço. Wonho finge uma tosse e os dois se afastam corados. Wonho aproveita que eles estão ali e resolve contar o que aconteceu com Chae.

- Pessoal, preciso contar algo...

Minhyuk concorda e Shownu faz o mesmo, depois de Wonho contar oque Kim fez com Chae. Minhyuk parece prestes a matar alguém, claro que Wonho deixou passar que ele e Chae estavam juntos. Minhyuk pergunta.

- Ele está aqui?

- Sim, eu segui os anjos e o trouxe até aqui... porque ele tava machucado, ai eu quis ajudar e...

- Por que você está nervoso?

- Quê? Ah, é que eu odeio essa garota.

- Okay. Tem algum jeito de matar ela? Ou talvez mandar ela pro inferno.

Shownu arregala os olhos e exclama surpreso.

- Min...

- O que foi?

Wonho começa a falar:

- Bem, sobre isso... eu tenho um jeito de puni-la.

- Qual?

Desta vez é Shownu que pergunta.

- Vamos arrancar as asas dela!

- Isso é possível?

Min pergunta, claramente interessado.

- Sim, só precisamos de pessoas fortes para o serviço.

- Eu apoio.

Minhyuk fala e Shownu o encara e depois de algum tempo também aceita.

- Mas e se isso não a parar?

Shownu pergunta, Wonho suspira, ele já tinha se preparado para isso também.

- Nos vamos guardar uma pena das asas dela, see arrancar as asas não adiantar, a gente queima a pena...

- Ou seja... a mandamos diretamente para o inferno.

Shownu conclui.

Depois deles explicarem todos os detalhes para Minhyuk, de como funcionava isso, Wonho volta para o quarto, quando ele entra no mesmo, percebe que Chae não está mais na cama. O pânico toma conta de Wonho.

- Wonnie?

- Aqui.

Ele escuta a voz rouca de Chae vinda da varanda, Wonho vai até lá e o abraça deixando um Chae confuso.

- O que foi ?

- Pensei que tinha acontecido algo com você. Ah... Wonnie

- O que?

- Eu tenho algo pra te contar.

Wonho leva Chae para a cama e os dois sentam na mesma.

- Bem... eu, Shownu e Minhyuk .

- Espera... Minhyuk ?

- É uma longa história, se eu fosse você perguntaria para ele.

- Okay.

- Como eu estava dizendo, nós preparamos um plano.

- Plano?

- Sim, nós vamos dar um ultimato em Kim. Ou ela para de nós ameaçar ou a gente arranca as asas dela.

- Isso é possível?

- Só precisa ser pessoas fortes para fazer o trabalho.

- Mas se isso não a assustar? E se mesmo sem as asas ela continuar nos ameaçando?

- É claro que ela vai se assustar, as asas são a coisa mais importante para um anjo, mas caso ela continuar nos ameaçando, é simples, a gente manda ela pro inferno.

Chae começa a pensar. Ele realmente queria que aquela garota sofresse.

Ele sorri e fala .

- Acho que eu amei esse plano, mas como vamos mandar ela para o inferno?

- Nós guardamos uma pena dela e se ela passar dos limites novamente a gente queima a mesma. Isso, automaticamente, vai mata-la e a levar para o inferno.

Minhyuk bate na porta, os atrapalhando. Chae abre a boca prestes a perguntar o que ele faz ali, mas Min é mais rápido e fala.

- Já vou te explicar, Wonho  pode nós dar licença?

- Okay, só não comecem a ter aquelas brigas de melhores amigos.

Chae pega uma almofada da cama e joga em Wonho, que sai do quarto rindo.

Hyungwon ~

Depois que Wonho  sai do quarto, eu e Minhyuk nos encaramos. Ele senta ao meu lado e fala tudo muito rápido.

- Eu queria te contar antes, mas fiquei com medo.. .sabe Chae, desde de que eu vi Shownu, eu me apaixonei, porém eu sabia que ele não iria corresponder, só que ele correspondeu. Não demorou muito pra gente trocar olhares e alguns bilhetes escondidos dentro da aula de física. A gente começou a ficar escondidos e sabe... eu meio  que comecei a amar ele, me perdoa por não ter contado antes?

Chae ri, ele sabia que tinha algo por trás daqueles sorrisos do amigo.

- Claro que te desculpo. Min, também preciso te contar algo.

- Hum?

- Eu e o Wonho nós... eu e ele... é que... nós... meio que...

- Estão juntos? Ai, que romântico.

Chae começa a ficar corado.

- Eu sabia que vocês dois escondiam algo...

Min fala, nitidamente feliz pelo amigo. Depois de um tempo, Min fica sério e fala

- Como você está?

- Apesar da surra que levei, eu estou bem, só estou com medo de perder Wonho.

Min sorri e começa a fazer cafuné nos cabelos do amigo, trazendo-o conforto.

- Você não vai perder ele. Pelo jeito como ele te olha dá pra ver que ele te ama. Então, sabe... esquece esses pensamentos ruins. Vocês se amam é e isso que importa.

Chae sorri. Sentia falta de desabafar com o amigo. Depois de longos minutos de conversa, Min se despede do nephilim e Wonho entra logo em seguida no quarto. Wonho e Chae se encaram.

- Como você está? Ainda está doendo? Quer remédio? Por que você não toma um banho?

- Wonho, eu não tô morrendo, calma.

Chae fala rindo .

- Mas tem certeza que não tá doendo?

Wonho fala realmente preocupado .

- Eu estou bem, não se preocupe.

- Okay, mas se estiver doendo...

- WonH, por quê você não faz algo mais produtivo com a sua boca ?

- Tipo?

- Me beijar.

Chae fala dando um sorriso torto, puxa Wonho e deita o mesmo na cama. Chae fica em cima de Wonho e começa a beija-lo com intensidade. Porém logo a dor se alastra por seu corpo o fazendo gemer de dor. Wonho o coloca lentamente ao seu lado.

- Eu falei que devia tomar um remédio.

- Não precisa...

- Por favor, não seja teimoso.

Chae revira os olhos e depois de uma longa insistência de Wonho, ele toma o remédio. O remédio causa sono em Chae, que dorme de conchinha com Wonho. 

No outro dia Chae acorda sentindo falta de Wonho ao seu lado, se levanta, já curado completamente. Chae segue a aura de Wonho e vai parar em uma cozinha. Wonho está na frente de um fogão fazendo panquecas. Chae o abraça por trás. O mesmo se surpreende, mas não demora muito para se aconchegar no abraço do nephilim.

- Olá anjo.

Wonho fala para Chae .

- Olá. Os outros não vão perceber minha presença?

- O Chang e o Honey foram passar umas férias de casal em algum lugar do país e Shownu saiu ontem de noite com Minhyuk. Ou seja a gente tem a casa só pra gente, podemos fazer várias coisas.

- Hum...talvez.

- Talvez? Nunca ninguém me recusou, sabia?

- Pra tudo tem uma primeira vez.

- Você é impossível. Agora, vá sentar, você está me desconcentrando.

- Eu tiro sua atenção?

- Sério que você ainda pergunta?

Chae se afasta dele rindo. O garoto se senta em um dos banquinhos que havia na bancada de granito escuro, ele observa atentamente cada movimento de Wonho, se apaixonando cada dia mais por aquele ser. Depois de tomarem café, os dois se aconchegam no sofá para assistir algum filme, porém eles passam a metade do tempo se beijando e se abraçando. Quando o filme acaba, algo passa pela mente de Chae.

- Wonho?

- Sim, anjo?

- O que é esta profecia que Kim tanto fala ?

Wonho endurece o maxilar e morde o lábio.

- Venha, vou te mostrar.

Chae se deixa ser guiado até o quarto de Wonho, o mesmo vai até uma estante e pega um livro aparentemente  antigo com uma capa de couro. Wonho o abre e aponta para uma página. Chae lê o que está escrito ali e sente seu ar sumir por alguns segundos. O trecho ao qual Wonho mostra,fala o seguinte:

"Exatamente na vigésima geração de anjos e nephilins, dois  de cada uma destas raças nascerão com uma conexão e poderão usar isso para afastar a rivalidade ou para causar a guerra que levará até o fim da humanidade."


Notas Finais


Haha como eu esperei pelo momento ,ao qual a ex do Wonho, vai poder ter oque merece.
Bem ,espero que tenham gostado.
Até o próximo. Bjs no cori❤❤❤✋😊


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...