História Angels e Demons - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Justin Bieber
Exibições 15
Palavras 1.025
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voltei, voltei amoreeees!
Peço a vocês que por favor não deixem comentar e favorizarem minha obra se estiverem gostando, é muito importante pra mim.
↪ Leiam as notas finais.
↪ Boa leitura
↪ Amo vocês.

Capítulo 27 - Nouvelle opportunité


Fanfic / Fanfiction Angels e Demons - Capítulo 27 - Nouvelle opportunité

 Atlanta - Geórgia, 19:23 PM - Monday

Allison Waldeck

 

​Uma sensação estranha percorria rodo o meu corpo, eu não me sentia mais fraca e vulnerável, minhas emoções transbordavam por dentro de mim e principalmente meus pensamentos me alucinavam. Sentia uma sede insaciável e uma fome de jurar que comeria um búfalo sozinha. E o mais estranho era quê eu não lembrava de nada.

— Allison? - Escutei uma voz aguda me chamar em algum lugar e logo me levantei, ouvia passos atrás de uma imensa porta branca, alguém estava me procurando, resolvo girar a maçaneta e ao abrir a porta me deparo com milhares de bolsas de sangue, um calafrio me acontece, não penso duas vezes em bebê-los, mal sabia como reagir a tamanha fome. Espera, eu estava bebendo sangue? Mais que droga, o que estava acontecendo comigo?...

***

 

Várias horas haviam se passado deduzo, e o enorme cômodo iluminado ainda se encontrava fechado, já havia secado todas aquelas bolsas de sangue possíveis, não fazia idéia de o por quê havia tomado aquilo. Quando resolvo ir ao banheiro, eu precisava saber se tinha sido agredida. Vai saber.

Ao adentrar o mesmo dou de cara com um enorme box, abro a boca para demonstrar estar impressionada com tal tamanho e ao virar de costas o meu reflexo no espelho, me mostrava uma Allison que nunca havia visto em toda a minha vida, cabelos ondulados e pele magnífica, uma estatura confiante, haviam feito alguma coisa comigo, desde que meus pais se divorciaram eu não me via tão bem. Seja lá o que tenham feito, estava muito grata.


Ouço o barulho da porta sendo aberta, me direciono até a sala e não vejo ninguém. Estavam de brincadeira com a minha cara, só pode é ser. Saio do cômodo e observo o longo corredor, várias portas e uma curva no fim do mesmo. Já fazia milhares de minutos que descia as benditas escadas, sempre dando de cara com uma porta cinza, eu não estaria andando em círculos podia? Argh, que raiva. Desço mais alguns degraus e ao abrir a mesma porta, dou de cara com um cadáver, e ele cai por cima de mim. Ao sair de baixo do mesmo com muita dificuldade me deparo com... Selena?!

 

Acordo esbaforida, isso tudo um sonho, graças ao meu bom Deus. Mais também, se fosse realidade estaria completamente perdida. Percebo um olhar vir sobre minha pessoa e visualizo bem dando de cara com Chaz, ele estava aqui todo esse tempo?

Chaz, o que aconteceu? - Ele segura em uma das minhas mãos e sorri fofamente, nunca tinha tido um momento assim com ninguém, talvez por que ninguém me demonstrasse nenhum tipo de emoção, igual Chaz. Ele não é lindo?! Ouço falar após pensar bem alto.

Não se meche, você tem que ficar de repouso aqui, aconteceu uma coisa muito grave por isso não pode se locomover, promete? - Como assim? Eu andava me machucando por aí, pra depender dessa forma dele? De jeito maneira, vou recompensá-lo.

Agradeço pela sua disponibilidade Chaz, mais acontece que não fui criada pra depender de homem nenhum, se me der licença vou ir andando até em casa. - Ao me levantar acabo sentindo minhas pernas bambas e me apoio rapidamente nos ombros de Chaz que se encontrava bem perto de mim. Sorrio amarelo e ao nos entre-olharmos, ouvimos um pigarreio atrás de nós. Bufo.

 

Será que interrompo os pombinhos ? - Justin fala sarcasticamente e logo Chaz se afasta de mim, merda. Esqueci que não posso ter sentimentos por ele, mais por um momento queria que ele não se afastasse dessa forma. Abro um sorriso para Justin e respondo-o.

Claro que não, aliás, Bieber pode me contar o que houve, não lembro de nada. - Queria mesmo saber o que havia se passado, é como se eu tivesse dormindo ontem e acordado de ressaca hoje, não lembrava de nada.

Claro Allison, mais antes...Pode nos dar licença Chaz? - E assim após o mesmo sair, eu e Justin colocamos "o papo em dia"...

 

[...]

 

​Então uma parte de meu sonho era realidade, eu era uma vampira que trabalhava desde que me transformei para Bieber, um misterioso traficante e meliante de Nova York que acabara de voltar para Atlanta, uma velha e pacata cidade, hoje haveria de comparecer à um evento na Le Compton, uma boate do arqui-inimigo mais inteligente dele. Pegar algumas informações de seus planos contra meu bom chefe, que bolava perdidamente um plano para destruir o império do rival.

 

Entrada por favor. - O alto segurança esbanjando elegância anunciava a cada pessoa que se colocava em sua frente na fila de espera, eu não tinha uma mais sabia que o comparça de Bieber iria reagir se demonstrando. E ao chegar em minha vez, uma voz grossa ecoa em direção ao segurança.

Bear, ela está comigo! - Era ele, um homem, quer dizer um deus grego de olhos claros e cintilantes, que me fazia querer nadar em suas íris azuis, como alguém assim vem ao mundo? Senhor, tu és mara! Acabo sendo puxada sem perceber pelo gostoso...quer dizer o comparça e acabamos entrando em uma pequena sala aonde, a iluminação era feita por uma vela.

Você deve ser a Allison, pois bem, vou te entregar um envelope aonde contém algumas gravações de conversas privadas do K. Você não pode deixar que ninguém te veja com algo do tipo aqui dentro por que será pega, diga ao Bieber que a carta de ser lida de trás para frente. Não pude escrever nitidamente por que K, iria perceber se não fosse para minha mãe. Ao sair jogue seus sapatos e blaser em um canto que ninguém encontre, eles colocaram um rastreador em você. -

Céus como ele sabia de tanta coisa? Estava completamente abobada com a habilidade do cara em minha frente de agir tão rápido e de ser perceptivo assim, acabo indo embora de boca aberta, do mesmo jeito que entrei, não por favor não me achem retardada. Ele não havia me dado nenhum olhar, nem assim um código de que eu estava linda, foi realmente a conversa mais estranha que já tive. Espero poder reencontrar o tal, capanga.


Notas Finais


É isso meus amores, espero que tenham gostado do capítulo 27, agradeço por vocês ao menos terem visualizado a fanfic, sei também que muitos de vocês a adicionam em suas bibliotecas, e que muitas vezes acabam se frustando com relação aos capitulos, mais quero dizer que isso não acontecerá se vocês expressarem as opiniões , a gente que escreve depende de vocês, entao favoritem essa fic, comentem . Beijos <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...